Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

A dura luta do goleiro Rafael e os obstáculos na carreira: Fábio no Cruzeiro, Sampaoli e contusão no Atlético

Foto: Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético

Transporto para o futebol a famosa frase de Tancredo Neves sobre política, para fazer uma analogia da situação do goleiro Rafael, do Atlético: “Não se faz política sem vítimas.” O saudoso governador se referia às articulações de bastidores que, em muitos casos, devido às circunstâncias, sacrificavam bons aliados, companheiros de luta, sérios e competentes, que entretanto, não poderiam ser nomeados para algum cargo ou indicados para alguma candidatura. Vítimas naturais do processo político.

O futebol também tem muitas situações de “vítimas do destino”, sejam atletas, treinadores e até clubes e seleções, que mereciam, mas algum fator extra impediu que o sucesso pleno ou o título fosse alcançado.

Rafael Pires Monteiro vai completar 32 anos no dia 23 de junho. Nascido em Cel. Fabriciano, 1,92 de altura, excelente goleiro, chegou para o Cruzeiro em 2008 onde ficou até 2020, quando se transferiu para o Atlético, aos 30 anos. Reserva de luxo do Fábio, titular incontestável da Raposa, só chegou perto de tomar a posição quando o companheiro fez uma cirurgia de ligamentos no joelho direito, em setembro de 2016, e ficou oito meses em recuperação. Mesmo assim, quando o Fábio se machucou, o Rafael estava para ser liberado pelo departamento médico, após se recuperar de uma fratura no quarto dedo da mão direita. Lucas França e Elisson ocuparam a posição, até que ele ficasse 100%. Em 2017, quando Fábio estava pronto pra voltar, o técnico Mano Menezes andou hesitando se retornaria com ele, já que Rafael estava bem demais. Fábio comeu banco em alguns jogos, mas acabou recuperando a posição.

Em 2020, com o Cruzeiro em apuros financeiros e o Atlético pensando em um sucessor para o Victor, juntaram-se a “fome com a vontade de comer”. E lá se foi o Rafael para a Cidade do Galo! Certamente ele, e todos que conhecem o futebol dele, tiveram uma certeza: chegou a hora! Rafael finalmente vai deslanchar na carreira, como sucessor do Victor, e justamente vestindo a camisa do maior rival do Cruzeiro.

Fábio (esq.) é padrinho de casamento de  Rafael — Reprodução/Instagram

Ledo engano. Mal sabia ele que pouco depois de sua chegada ao Atlético surgiria um técnico que tinha outras preferências para a meta alvinegra. Jorge Sampaoli gosta de goleiros que saibam “jogar com os pés”. E mesmo com o Rafael se desdobrando bem para atender a essa exigência, o comandante, feito um menino birrento, bateu pé e exigiu que o Galo investisse no Everson, apesar de outras posições realmente carentes do time.

Sampaoli durou pouco, se foi, mas quando surgiu a oportunidade de Rafael disputar a posição em igualdade de condições com o Everson, ele machuca o ombro. Hoje foi anunciado que terá de passar por cirurgia, cujo tempo de recuperação previsto é de quatro meses. Ou seja: a temporada acabou para ele. Uma pena. Infelizmente a história do esporte, futebol em especial, mostra muitos jogadores marcados por situações semelhantes.

Força e paciência ao Rafael, além de ótima recuperação. Certamente são os votos de todos nós aqui do blog.


» Comentar

Comentários:
22
  • Juca da Floresta disse:

    Bom dia Chico,

    não gosto de falar firulas e também não sou fã do politicamente correto. Por isso não me incluo nos leitores desse blog que desejam força e plena recuperação para o Rafael.
    Vários jogadores mudaram de camisa em Minas e nunca nenhum deles fez chacota com o ex-time como o Rafael fez com o Cruzeiro, ao ser apresentado no Atlético ele divulgou um vídeo batendo no braço e gritando: “Aqui é ____”. Não precisava disso, demonstrou que não é um profissional na carreira e ainda deixou claro que não descia pela sua garganta a condição de ser reserva do Fábio por anos.
    Na vida você colhe o que você planta, logo após essas declarações o Sampaoli chega no Atlético e exige a contratação do Everson. KKK ser reserva do Fábio é uma coisa né, mas ser reserva desse piruzeiro do Everson é foda.
    Agora uma contusão no ombro com cirurgia e tudo, extremamente complicada e de difícil recuperação para o retorno para um goleiro com quase 32 anos.
    A carreira dele terminou como sempre ocorreu, na reserva.

  • Horacio disse:

    Vi e ouvi o “Galo Business Day” (ciscando e pegando as galinhas, em tradução livre), e achei interessante. Vou traduzir Bird Maria!!(Ave Maria!!) como meu inglês tá bom, entendi quase tudin!!!

    A imprensa fala o tempo todo na possível lei clube-empresa como a água milagrosa, a única possibilidade para salvar os clubes. Quando aparece uma proposta bem elaborada, mas sem os chavões, só falam da parte referente a dívida, mal e porcamente.

    Sobre a dívida, a imprensa comprou o conceito de que o patrimônio é maior que a dívida e que tá bom. O problema é que o clube tem que ser gerido com recursos que são muito menores que a dívida, despesas inesperadas com a dívida podem enforcar o caixa. A proposta de redução da dívida seria bastante razoável se o país tivesse um governo apenas péssimo.

    O problema são as fontes de recurso dos clubes, o sócio torcedor e bilheteria dificilmente aumentam, há um desemprego crescente, vejo na minha própria família, e queda no poder aquisitivo como um todo. Isto certamente afetará os direitos de imagem pagos, o maior recurso dos clubes. Improvável que a venda de atletas, e ou patrimônio, resolva a questão. Mas se há preocupação, pelo menos a dívida mais cara, juros altos e em dólar, tem e deve ser reduzida.

    O que gostei mesmo foi da parte referente a profissionalização do clube. O tal do ciiou (CEO), achei um trem meio festa junina, mas todo clube tem que ter projetos e metas para um orçamento e alguém tem que responder por isto, criminalmente inclusive. Com compras bilionárias e dívidas idem, deixar para as sub-celebridades da bunda caída decidirem, e tudo no chute, é quebrar os clubes.

    Mas o que me deixou feliz mesmo foram os planos para o futebol, base, faixa salarial (time para disputar títulos), e o CIGA. Em especial o CIGA que será um grupo encarregado de gerar dados sobre jogadores (avaliar tecnicamente 1000 jogos por ano!!?), atletas em falta, no Brasil e no Galo, captação profissional de jovens etc. Chega de velho contratado por video com jogadas de 20 anos atrás.

    Não acho que vá funcionar 100%. Uma hora a faixa salarial vai ter que ser reduzida, faltarão profissionais e não temos métodos e procedimentos ou critérios para selecionar técnicos e jogadores de base ou não.

    Não será mais possível trocar de técnico a cada 3 meses e os spikes já ensaiam um chilique com os Cucas. O time vai ter que ter um estilo de jogo independente do técnico!! Vai demorar para carregar a “pipeline” por falta de comandos padrão. Mas aqueles times péssimos para reduzir um dívida que não acabava nunca não é bom para o clube, para o futebol muito menos para a torcida.

    Não acredito em muita coisa neste projeto da ciscação, mas se não ciscar não acha, se não correr atrás… É simples, apesar de preferir o Gallardo, vou apoiar os Cucas, foi o que ciscamos. Pra defesas sem saída de bola o Everson é melhor, mas o Raphael é goleiro de mesmo nível, aí estamos muito bem. Não há o que discutir.

    • Eduardo Silva disse:

      Prezado Horacio,

      Um amigo me contou que a melhor definição para essa reunião do “Galo Bisneeesss Dei” é que pareceu mais uma Convenção Nacional das vendedoras de cosméticos da Mary Kay…. Motivação é tudo! kkk

      É engraçado que falam em austeridade e contratam uma barca de jogadores de qualidade duvidosa, não contrataram para posições sabidamente carentes, trás um técnico com filosofia diferente do anterior e além de ter ficado refém do anterior que mandou e desmandou em todos, do porteiro ao dono do clube.

      Ou seja, prometem um monte de coisas, que também foram prometidas pelos anteriores, a dívida só crescendo e ainda estão falando para as “vendedoras” que vão faturar mundos e fundos e vão ganhar uma viagem para a Europa ao final do ano…kkk

      Mas atleticano gosta!

      • Horacio disse:

        Caro Eduardo, saudações. Mostraram problemas reais e ensaiaram uma solução, sabiam que a imprensa não ia entender nada. Daí o tom otimista de tupperware workshop.

        O crescimento da dívida, desconfio, foram os pagamentos e as compras de jogadores em dólar, com o tombo do real, a dívida em real, teve um salto. O planejamento é importante, mas não acredito nos prazos.

        Nós torcedores do Galo temos o problema de múltiplas competições. A operadora de payperview do campeonato mineiro é uma, libertas é outra, já tivemos e teremos um monte delas nos próximos anos.

        È duro você pagar para ver todos os jogos de todos os times sendo que você quer ver apenas o Galo. Custava o Galo negociar com este mundão de operadoras e vender para o sócio torcedor apenas os nossos jogos? Quem quiser comprar tudo que compre, oferece a opção!! Não quero ver os jogos do flamengo ou palmeiras os torcedores deles que o façam. Aí os caras pedindo para indicar o time no payperview da globo… que é importante.. Desanima viu.

        • Eduardo Silva disse:

          Prezado Horácio,

          Eu mesmo sempre pagava uma nota de Sky para ter o pacote completo do Campeonato Brasileiro, cancelei e a solução foi comprar esse transmissor via satélite que pega todos os canais diretamente.

          Como a operadora não te dá uma opção de um pacote com os canais que a gente quer, não vejo outra alternativa. A legislação brasileira não proibiu esses transmissores, embora as operadoras falem que é ilegal, o STF não se posicionou contrário.

          Sobre a dívida, maior do futebol brasileiro, é preocupante, viu? por mais que falem que tem patrimônio, o shopping o Kallil NÃO deixa vender e vai vender CT? vai treinar onde? vai vender os clubes campestres, a sede de Lourdes? não faz nem cosquinha na dívida…

          Sei não viu? esse navio tá entrando água e os marinheiros estão tranquilos demais…

          A pergunta é uma só: Que dia a barca vai afundar?

          • Horacio disse:

            Prezado Eduardo, se eu tivesse 300 milhões sobrando para aplicar no Galo, no momento infelizmente eu não disponho, eu colocaria nas mãos de quem entende.

            Dívidas no Brasil são prenuncio de falência. No entanto, quanto menor a dívida, e mais pobre o cara, mais se paga. Não parece ser de “juros pra pobre” os juros de toda dívida do clube.

            Primeiro passo para resolver o problema é identificar o tamanho da encrenca, o segundo passo é ter um plano e, por fim, executar. Acho o plano apresentado factível, não os prazos, o que torna a solução muito mais difícil. Vão ter que rebolar para fazer caixa nesta crise toda.
            Abraços

  • Silvio T disse:

    É inacreditável ouvir que a Casa da Mãe Joana tá nos rumores de futuro endereço de Paolo Gerrero! Não bastaram Ricardo Oliveira e Di Santo!! Querem trazer mais um ex-jogador quarentão em atividade pra gozar uma pré-aposentadoria tranquila com a grana da torcida atleticana, essa besta amorosa. Juro que, entre tantas outras coisas, queria muito ser testemunha de uma reunião dos “jênios” que decidem as contratações do Atlético. Deve ser uma das cenas mais surreais e divertidas do mundo.

  • Fernando Chaves disse:

    Triste para o Rafael, foi ser reserva durante anos e anos de um goleiro que nunca foi convocado para a seleção brasileira e levou o famosíssimo gol de costas, gol retrovisor, gol de chapéu do Danilinho e o que tomou mais gols de outro goleiro no futebol brasileiro.

    • Eduardo Silva disse:

      Prezado Fernando,

      Uma pessoa pra falar mal do Fábio será que tem ao menos 1% de seu profissionalismo, de seu caráter, de sua devoção religiosa e de sua conta bancária?

      O brasileiro é mesmo ressentido com pessoas bem sucedidas na vida! O cara tem quase MIL JOGOS pelo clube, 11 títulos conquistados, 8 títulos individuais:

      Títulos
      Atlético Paranaense
      Campeonato Paranaense: 1998
      Vasco da Gama
      Copa Mercosul: 2000
      Campeonato Brasileiro: 2000
      Campeonato Carioca: 2003
      Cruzeiro
      Campeonato Brasileiro: 2013 e 2014
      Copa do Brasil: 2000, 2017 e 2018
      Campeonato Mineiro: 2006, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019
      Campeonato Internacional de Verano: 2009
      Seleção Brasileira
      Campeonato Sul-Americano Sub-17: 1997
      Copa do Mundo Sub-17: 1997
      Copa América: 2004
      Prêmios individuais
      Bola de Prata da Revista Placar de Melhor Goleiro do Campeonato Brasileiro: 2010 e 2013[48]
      Prêmio Craque do Brasileirão de Melhor Goleiro do Campeonato Brasileiro: 2010 e 2013
      Luva de Ouro da Copa do Brasil de Futebol: 2019
      Troféu Guará de Melhor Goleiro do ano: 2006, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2017 e 2018
      Troféu Telê Santana de Melhor Goleiro do ano: 2006, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2017, 2018 e 2019
      Troféu Telê Santana de Melhor Jogador do ano: 2006, 2008, 2010 e 2013
      Troféu Telê Santana Bolsa de Craques de Melhor Jogador do ano: 2014
      Troféu Telê Santana de Fair Play: 2007
      Troféu Telê Santana de Destaque Especial: 2016
      Troféu Globo Minas de Melhor Goleiro do Campeonato Mineiro: 2006, 2008, 2009, 2010, 2011, 2013, 2018 e 2019

      Demais reconhecimentos
      Eleito pela Fox Sports Melhor Goleiro do Futebol Brasileiro na década (2011-2020): 2021
      Eleito pelo Globo Esporte Melhor Goleiro da história do Cruzeiro (1921-2021): 2021
      Eleito pelo Portal UAI Melhor Jogador do Cruzeiro na década (2011-2020): 2020
      Eleito pelo Portal UAI Melhor Jogador do Futebol Mineiro na década (2011-2020): 2020
      Eleito pela ESPN Brasil Melhor Jogador do Cruzeiro na década (2011-2020): 2020
      Presente na Calçada da Fama do Mineirão com suas mãos gravadas: 2010
      Recordes
      Jogador com mais partidas na história do Cruzeiro (2000; 2005-atualmente): 932 partidas
      4º jogador com mais partidas na história de um clube brasileiro (2000; 2005-atualmente): 932 partidas
      4º jogador com mais títulos oficiais na história do Cruzeiro (2000; 2005-atualmente): 12 taças
      Jogador com mais partidas na história do Campeonato Brasileiro (2000-atualmente): 596 partidas
      Goleiro com mais partidas sem sofrer gols na história do Campeonato Brasileiro de pontos corridos (2003-atualmente): 170 partidas
      3º jogador brasileiro com mais partidas na história da Copa Libertadores da América: 81 partidas
      Recordista de atuações em clássicos Cruzeiro x Atlético/MG (2000; 2005-atualmente): 65 partidas

      Pela seleção ele já jogou na sub-17, sub-20 e principal e só não foi convocado pra Copa do Mundo.

      AZAR DA COPA!

      Aceita que dói menos e para de passar vergonha…

    • Marcio Borges disse:

      E Fernandinho, podia ter passado o feriado sem está cacetada na canela….kkkķķkk
      Aí você judiou do menino hein Cláudio…..Kkķkkk
      #tiburcioeternomito

    • Claudio disse:

      Este mesmo goleiro, tem mais títulos nacionais, que seu time de mais de anos de história tem.
      Bom dia e bom fim de semana Fernando.

  • luiz disse:

    Chico, acabando de ler seu post as duas e tanto da manhã, ao som de Paulinho Pedra Azul.
    Isso me motivou a falar dos valores e caminhos que a vida nos reserva.
    A sina desse moço se entrelaça com tantas outras histórias de lutas inglórias e com a minha também. Tantas portas fechadas, tantos “nãos” quando eu tinha certeza que era “sim”, Sabia sempre do meu potencial, onde meus braços poderiam alcançar, mas muitas vezes barrados pela correnteza da vida! Rafael é desses camaradas. Não o conheço pessoalmente mas vê-se que é um sujeito íntegro, honesto, trabalhador. Desses, como nós, vindos, humildemente, do interior para ganhar a vida na cidade grande com suor e lágrimas.
    O que esse homem, pai de família, mais precisa é de uma palavra de apoio, de solidariedade e de respeito .
    Teve a felicidade de jogar em dois grandes clubes, mas sem chance de mostrar seu real valor. Admiro muito a luta desse menino e torço para que se recupere e ainda consiga mostrar o que realmente sabe fazer, seja no Galo ou em outro clube enquanto o tempo não se esvaia entre suas luvas. Força, Rafael!

  • Marcio Borges disse:

    Olha , lembro do Veloso. Machucou o ombro e voltou bem. Rafael sempre esteve em dúvida. Mas qdo o Fábio machucou o joelho ele entrou no time e se saiu mto bem. Ele é melhor que o Everson. Sem dúvida. Mas goleiro e cargo de confiança. Em todos os times. E vai saber o que acontece nos bastidores.
    Eu sempre digo. Ficamos sabendo do que querem que saibamos. O resto é pra vender jornal..
    #tiburcioeternomito

  • Marcio Borges disse:

    Olha , lembro do Veloso. Machucou o ombro e voltou bem. Rafael sempre esteve em dúvida. Mas qdo o Fábio machucou o joelho ele entrou no time e se saiu mto bem. Ele é melhor que o Everson. Sem dúvida. Mas goleiro e cargo de confiança. Em todos os times. E vai saber o que acontece nos bastidores.
    Eu sempre digo. Ficamos sabendo do que querem que saibamos. O resto é pra vender jornal.
    #tiburcioeternomito

  • João disse:

    Contusão de: ombro em Goleiro e tornozelo em Jogador de Linha, em muitos casos afeta demais na continuação da carreira. Temos o Victor por exemplo que depois que fraturou o ombro, nunca mais foi o mesmo.

  • Júlio Soares disse:

    O dono da Rádia de Minas, chamou a SÉRIE B de PURGATÓRIO… Trocando em miúdos, ele que sempre defendeu o Crucru, coloca o time azulino pra lá do INFERNO. É que o bicho tá pegando lá, por causa de negócios duvidosos levantados por um conselheiro, que inclusive pede o impecheament do atual presidente. O comentarista entende que o Crucru deve manter seu foco em sair da SEGUNDONA. Se fosse no Galo, soltava suas garrinhas e tinha cobranças!