Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Atlético e Cruzeiro recebem 14,3 milhões cada um pelo Campeonato Mineiro; América 4; os clubes do interior R$ 1 milhão, cada

Nascido em Guaxupé, forte cidade cafeeira do Sul de Minas, Luiz Antônio Prósperi é um dos mais conceituados jornalistas do Brasil. Durante décadas foi um dos principais repórteres do Grupo Estado (Jornal da Tarde e Estadão), de São Paulo. Atualmente tem um ótimo site de informações e análise do futebol, o Chuteira F.C. (www.chuteirafc.cartacapital.com.br), onde detalhou números da distribuição de verba pela Globo e pela internet para a transmissão dos campeonatos estaduais 2020.

Algumas coisas chamam a atenção de forma especial: o futebol mineiro teve a sua cota aumentada substancialmente, mais que o Rio Grande do Sul. O futebol paranaense não tem boas relações com a Globo e seu campeonato será transmitido pela internet, DAZN. A verba dos campeonatos do Nordeste é ínfima, em relação a dos mineiros e gaúchos, que por sua vez, lambem os beiços quando vêem a diferença gigantesca a favor de cariocas e principalmente paulistas na distribuição do dinheiro Global. O Cruzeiro já pegou a verba dele, ano passado, e o dinheiro sumiu ou foi pessimamente usado, já que o clube continua de pires mão, vendendo almoço para comprar o jantar. O Flamengo quer mais grana e não assinou com a Globo pelos direitos do campeonato do Rio. Os clubes do interior mineiro foram de R$ 300 mil para R$ 1 milhão.

Confira:

* “Estaduais 2020: confira cotas de transmissão da TV e premiação aos clubes”

Campeonatos estaduais de 2020 começam nesta penúltima semana de janeiro com redução nas cotas de transmissão da TV em relação ao que se pagou até temporada passada. Maioria dos clubes, mesmo com dinheiro de menos a receber em 2020, tem contrato assinado com a TV Globo – detentora exclusiva dos direitos de exibição dos estaduais. Apenas o Flamengo briga com a emissora em busca de uma cota maior da emissora na transmissão do Campeonato Carioca.

MINEIRO 2020

Em baixa com o rebaixamento do Cruzeiro à Série B e acesso à Série A que o América deixou escapar na última rodada do Brasileiro de 2019, o futebol mineiro terá apenas o Atlético (13º colocado do Brasileirão) no grupo de elite. Mesmo em baixa, os clubes foram brindados com um aumento substancial nas cotas de transmissão da TV no Campeonato Mineiro 2020 – o mais rentável dos últimos anos.

De acordo com o contrato assinado em 2017, a cada temporada as cotas teriam um aumento. De 2019 para 2020 o aumento foi de R$ 5,1 milhões – 13,9% a mais. Cruzeiro e Atlético vão receber R$ 28,6 milhões –  68,7% do total da receita de transmissão da TV Globo. Detalhe: Cruzeiro antecipou sua cota de 2020 na temporada passada e mesmo assim não conseguiu equacionar suas dívidas.

Mineiro de 2020

contrato exclusivo: Globo (2017-2021)

onde ver: Globo Minas (tevê aberta), SporTV (tevê fechada) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 12 times (de 11 a 16 jogos para qualquer participante)

cota total de TV: R$ 41,6 milhões*

cota 1 TV: R$ 14,3 milhões – Atlético-MG e Cruzeiro

Cota 2 TV: R$ 4 milhões – América-MG

Cota 3 TV: R$ 1 milhão – Boa Esporte, Caldense, Coimbra, Patrocinense, Tombense, Tupynambás, Uberlândia, URT e Villa Nova

premiação: zero

programado o valor tende a seguir superior à receita total do Pernambucano, por exemplo.

Flamengo não assinou a renovação do contrato com a Globo para 2020.

Clube reivindica aumento na sua cota por ser líder de audiência na transmissão dos jogos no estadual e o interesse deve subir após as conquistas do Brasileirão e da Libertadores em 2019. De acordo com a emissora de TV, o campeonato do Rio é transmitido para 15 estados – potencial para 58 milhões de telespectadores em todo país.

Contrato em vigor entre clubes, federação carioca e Globo foi assinado em 2017 com validade até 2024. Flamengo, porém, assinou até 2019. Por isso pede um aumento substancial na sua cota.

 Nota oficial do Flamengo:

“O Clube de Regatas do Flamengo informa que, em razão do término de seu contrato com o Grupo Globo de Televisão para a transmissão do Campeonato Carioca de Futebol e a posição da emissora em só renová-lo mantendo exatamente as mesmas condições comerciais acertadas em 2016, não levando em conta a nova fase do Flamengo e nenhum dos pontos sugeridos pelo clube para uma possível renovação, os jogos de nosso time de futebol profissional no Carioca 2020 não serão transmitidos nos canais abertos da Rede Globo de Televisão, no SportTV em TV Paga e no Canal Premiere em sistema pay-per-view.”

Carioca de 2020

contrato exclusivo: Globo (de 2017 a 2024)

onde ver: Globo (tevê aberta), SporTV (tevê fechada) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 16 times (de 11 a 18 jogos para os grandes)

cota total: R$ 120 milhões

cota de TV: indefinida

cota 1 TV: R$ 18 milhões (Botafogo, Fluminense e Vasco)
sem cota: Flamengo

cota 2 TV: Bangu, Volta Redonda, Cabofriense e Boavista
cota 3 TV: Resende e Madureira
cota 4 TV: Portuguesa e Macaé
cota 5 TV: Americano, Nova Iguaçu, América e Friburguense (eliminados na preliminar)

Originalmente, a verba da “Cota 2” era de R$ 4,0 milhões, por clube. Para 2020 o valor seria de R$ 6,5 milhões, mas considerando a presença do Flamengo. De toda forma, mesmo com o desconto

Premiação do Carioca 2020:*
premiação total: R$ 7,9 milhões
Campeão – R$ 3,5 milhões
Vice-campeão – R$ 1,5 milhão
1º na Taça Guanabara – R$ 1 milhão
2º na Taça Guanabara – R$ 150 mil
3º na Taça Guanabara – R$ 150 mil
4º na Taça Guanabara – R$ 150 mil
1º na Taça Rio – R$ 1 milhão
2º na Taça Rio – R$ 150 mil
3º na Taça Rio – R$ 150 mil
4º na Taça Rio – R$ 150 mil
*mesmo valores pagos no campeonato de 2019, sem reajuste

PAULISTÃO 2020

Contrato entre Federação Paulista e TV Globo assinado em 2016 tem validade até 2022. De acordo com cláusulas contratuais, a receita oriunda da TV sobe de temporada à temporada. De 2019 para 2020, o crescimento é de 12,9% – R$ 21,6 milhões. A cota total chega a R$ 187,7 milhões, a mais alta entre todos os campeonatos estaduais do país. Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo vão receber R$ 26 milhões cada um – em 2016, primeiro ano do contrato com a Globo – receberam R$ 17 milhões cada.

Bom lembrar que o Paulistão 2020 dividirá atenção com a Libertadores, com a participação dos quatro grandes do estado na competição continental. A fase de grupos do torneio sul-americano começa em março a fase pré, de classificação, em fevereiro. Palmeiras, Santos e São Paulo entraram direto na fase de grupos e o Corinthians vai disputar a pré-Libertadores.

Paulistão de 2020

contrato exclusivo: Globo (2016-2022)

onde ver: Globo (tevê aberta), SporTV (tevê fechada) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 16 times (de 12 a 16 jogos para qualquer participante)

cota total: R$ 187,79 milhões

cota total de TV: R$ 176 milhões

cota 1TV: R$ 26 milhões – Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo.

cota 2 TV: R$ 6 milhões – Água Santa, Botafogo, Bragantino, Ferroviária, Guarani, Inter de Limeira, Ituano, Mirassol, Novorizontino, Oeste, Ponte Preta e Santo André.

Premiação do Paulistão 2020*
premiação total:
 R$ 11,79 milhões
Campeão – R$ 5 milhões
Vice-campeão – R$ 1,650 milhão
3º lugar – R$ 1,080 milhão
4º lugar – R$ 850 mil
5º lugar – R$ 500 mil
6º lugar – R$ 450 mil
7º lugar – R$ 420 mil
8º lugar – R$ 400 mil
9º lugar – R$ 220 mil
10º lugar – R$ 200 mil
11º lugar – R$ 180 mil
12º lugar – R$ 150 mil
13º lugar – R$ 130 mil
14º lugar – R$ 100 mil
Campeão do interior – R$ 360 mil
Vice do interior – R$ 100 mil
* mesmos valores pagos no campeonato de 2019, sem reajustes.

GAUCHÃO 2020

Grêmio e Internacional estão na Libertadores e vivem bom momento no grupo de elite do futebol brasileiro. Mesmo assim, a edição estadual 2020 terá um aumento de apenas R$ 1 milhão na cota de TV em relação ao Gauchão 2019 terá o acréscimo de apenas R$ 1 milhão. O contrato com a RBS (Globo) foi renovado por apenas mais duas temporadas. A dupla Grenal teve um aumento de R$ 500 mil para cada um. A cota do Juventude foi de R$ 1 milhão para R$ 1,5 milhão, bônus pelo acesso do clube à Série B do Brasileirão

Gauchão de 2020

contrato exclusivo: Globo (2020-2021)

onde ver: RBS (Globo),  SporTV (fechada) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 12 times (de 11 a 17 jogos para qualquer participante)

cota total de TV: R$ 37 milhões

cota 1 TV: R$ 13 milhões – Grêmio e Internacional.

cota 2  TV: R$ 1,5 milhão – Brasil de Pelotas e Juventude.

cota 3 TV: R$ 1 milhão – Aimoré, Caxias, Esportivo, Novo Hamburgo, Pelotas, São Luiz, São José e Ypiranga.

premiação: zero 

PARANAENSE 2020

Campeonato Paranaense é o estadual que sofreu a maior redução de cotas de transmissão da TV, entrando no quinto ano com diferentes parâmetros contratuais. Em 2016, a Globo pagou R$ 8 milhões pelo campeonato. Nesta temporada de 2020, com 12 clubes e 80 partidas previstas, a cota total é de R$ 4,44 milhões – redução nominal de 44,5%. Sem a concorrência da Globo, que parece desinteressada em exibir o campeonato ao oferecer uma cota muito baixa, a DAZN (canal streaming na internet) vai transmitir 54 jogos do Paranaense.

Paranaense de 2020

contrato exclusivo: DAZN (até 2020)

onde ver: streaming (dazn.com)

clubes: 12 times (de 11 a 17 jogos para qualquer participante*)

cota total de TV: R$ 4,44 milhões

cota 1 TV: R$ 370 mil – Athletico, Cascavel Recreativo, Cascavel, Cianorte, Coritiba, Londrina, Operário, Paraná Clube, PSTC, Rio Branco, Toledo e União.

premiação: zero 

BAIANO 2020

Campeonato Baiano será transmitido pela Rede Bahia, a afiliada da Globo, pelo décimo ano consecutivo. Entre 2011 e 2020, cotas pagas a Bahia e Vitória tiveram um aumento ridículo de $ 162 mil  – de R$ 750 mil em 2011 a R$ 912 mil em 2020. A cota total da Tv será de R$ 2,8 milhões.

Baiano de 2020

 contrato exclusivo: Globo (2016-2020)

onde ver: Rede Bahia (Globo) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 10 times (de 9 a 13 jogos para qualquer participante)

cota total de TV: R$ 2,795 milhões

cota 1 TV:  R$ 912,5 mil – Bahia e Vitória

cota 2 TV: R$ 121,3 mil – Atlético de Alagoinhas, Bahia de Feira, Doce Mel, Fluminense de Feira, Jacobina, Jacuipense, Juazeirense e Vitória da Conquista.

premiação: zero 

CEARENSE 2020

Campeonato Cearense também não acompanha bom desempenho de Ceará e Fortaleza na Série A do Brasileirão. Os dois clubes permaneceram na Série A e o Fortaleza vai disputar a Copa Sul-Americana. A cota de transmissão do estadual é de R$ 600 mil para cada um.

Cearense de 2020

contrato exclusivo: Globo (2020)

onde ver: TV Verdes Mares (Globo) – tv aberta

clubes: 10 times (de 7 a 17 jogos para os oito intermediários e de 7 a 10 para os dois grandes)

cota total TV: R$ 2 milhões (cota + premiação)

cota 1 TV: R$ 600 mil – Ceará e Fortaleza.

cota 3 TV: R$ 60 mil – Atlético-CE, Barbalha, Caucaia, Ferroviário, Floresta, Guarany de Sobral, Horizonte e Pacajus. 

PERNAMBUCANO 2020

Campeonato Pernambucano 2020 vai ter a mesma conta de 2019, ano de assinatura do novo contrato com a TV Globo. Serão distribuídos R$ 4 milhões a dez clubes, mas Sport, Náutico e Santa Cruz vão levar R$ 3 milhões – 75% da receita total.

Pernambucano de 2020

contrato exclusivo: Globo (2019-2022)

onde ver: Globo Nordeste(tv aberta) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 10 times (de 9 a 13 jogos para qualquer participante)

cota total TV: R$ 4 milhões

cota 1 TV:  R$ 1 milhão – Náutico, Santa Cruz e Sport.

cota 2 TV: R$ 143 mil – Afogados, Central, Decisão, Petrolina, Retrô, Salgueiro e Vitória.

premiação: zero 

CONFIRA ESTADUAIS COM TRANSMISSÃO NA INTERNET

Campeonatos estaduais terão menos visibilidade na TV aberta em 2020, mas este fato abriu caminho para que várias Federações Estaduais encontrassem na internet a solução para a falta de transmissão dos jogos.

Paranaense
O Campeonato Paranaense será o único estadual a ser transmitido pelo serviço de streaming DAZN. O acordo foi feito após o Athletico aceitar a proposta da empresa, impondo alguns termos exclusivos, como a possibilidade de transmissão em seus canais próprios. O DAZN transmitirá todos os jogos do campeonato. Quem quiser acompanhar terá que pagar a mensalidade de R$19,90, valor que entra em vigor no dia 28 de janeiro.

Catarinense
O campeonato catarinense terá um dos sistemas de transmissão mais inovadores entre os estaduais. Sem depender de outro serviço, como o paranaense, a Federação anunciou o FC Play, uma plataforma própria que transmitirá toda a competição. Os torcedores que quiserem assistir, não pagam o serviço mensalmente, mas sim uma única vez, comprando todo o campeonato. Atualmente o valor é R$79,90.

Sul-mato-grossense
Assim como no ano passado, o estadual do Mato Grosso do Sul será transmitido através do canal da Federação estadual através da plataforma MyCujoo. Alguns dos jogos já estão disponíveis na área de programação da plataforma. Todas as partidas serão gratuitas, como uma forma de alavancar a visibilidade da competição.

Goiano
A Federação Goiana de Futebol transmitirá um jogo por rodada em seu canal, a FGF TV. Além disso, alguns jogos também deverão ser transmitidos gratuitamente pelo Globoesporte.

Paulista A2
A série A2 do campeonato paulista será transmitida integralmente pela FPF TV, também através da plataforma MyCujoo. A FPF já realiza diversas transmissões há um bom tempo, sendo uma das federações pioneiras neste serviço. A tendência é que as séries inferiores também tenham transmissão em 2020.

Sergipano
Mesmo que não tenha tido nenhum anúncio oficial por parte da Federação Sergipana de Futebol, o Campeonato Sergipano já começou e alguns jogos foram transmitidos pela FSF TV, também no MyCujoo. O espectador atento, então, conseguirá acompanhar algumas partidas gratuitamente.

Outros estaduais
Campeonato Acreano começa apenas em fevereiro, e provavelmente contará com transmissão gratuita pelo FFACTV, através do MyCujoo. A Federação ainda não se pronunciou, mas em 2019 todos os torneios do estado foram transmitidos pelo canal, atingindo mais de 1,7 milhão de espectadores, levando a crer que o mesmo será feito em 2020.

Além desses estaduais que citamos, será possível acompanhar gratuitamente alguns jogos isolados em alguns campeonatos, tendo em vista que alguns times farão transmissões independentes em suas redes sociais. É o caso, por exemplo, do Mixto, do Mato Grosso e do ABC, do Rio Grande do Norte. (do esporteemidia.com)

https://chuteirafc.cartacapital.com.br/estaduais-2020-confira-cotas-de-transmissao-da-tv-e-premiacao-aos-clubes/

Sobre o Autor: Luiz Antonio Prosperi

Luiz Antônio Prósperi @Luizprosperi Jornalista com carreira dedicada ao esporte. Cobriu 8 Copas do Mundo in loco, 1990 na Itália, 1994 nos EUA, 1998 na França, 2002 na Coreia do Sul e Japão, 2006 na Alemanha, 2010 na África do Sul, 2014 no Brasil e 2018 na Rússia. Eurocopas, 1992 na Suécia e 1996 na Inglaterra. Copa das Confederações de 2005 na Alemanha e 2009 na África do Sul. Repórter e Editor, trabalhou no Jornal da Tarde e Estadão, de 1984 a fevereiro de 2016. Colunista, blogueiro. E comentarista de futebol na Rádio Estadão, de 2013 a fevereiro de 2016 Autor do Blog do Prósperi (blogdoprosperi.com)

https://www.facebook.com/pg/blogdochicomaia/reviews/?ref=page_internal


» Comentar

Comentários:
7
  • Flaviano disse:

    Pessoal, talvez o Chico não tenha divulgado seu canal Youtube,um excelente canal, com matérias e entrevistas interessantes.
    O canal é novo, por isso tem pouca matéria, mas acredito que na medida do possível mais videos serão postados.

    Espero que o Chico Maia não bloquei essa postagem.

    https://www.youtube.com/channel/UCx0KSVuybPHMpIXT1d5CT_A

  • Horacio disse:

    Pois é seu Chico, como as coisas são. Tirando o Paraná, os jogos que não interessam a globo serão transmitidos por plataforma das federações. Entregar a direção dos clubes para os cartolas, broncos sem muitas capacidades e ideias, é uma coisa temerária, entregar o futebol a oporturnistas que não entendem nada do esporte é suicídio.

    Acho que o Atlético, o paraguaio, é o que vai na direção correta, o clube transmitindo os próprios jogos. Tão logo tio donald tire o pé de cima do 5G, quem estiver com o esquema montado vai conseguir sair da estupidez do futebol ser gerido por uma rede de tv, que ao mesmo tempo tem e patrocina um clube.

    Por falar no flamengo, acho que não tem interesse em desgastar jogadores com o regional, daí ficar jogando verde na divisão dos recursos de tv pra ver se colhe maduro na futura discussão de cotas dos campeonatos importantes. O flamengo só atrai público se tiver adversário, duvido que a transmissão dos treinos vá dar ibope.

    Aliás ligar a tv nestes programas esportivos ‘nacionais’ só dava fofoca do flamengo, troço mais chato!! Não dava para assistir. O flamengo é para os clubes o que o neymar é para o futebol, acho que vão ter que ir para o “cantinho do pensamento” e ficar sem jogar, pode ser que aprendam. Não há competição sem adversário a altura.

  • Guilherme Gonçalves disse:

    O Galo, o América e os times do interior vão receber. Marias não. Já adiantaram a cota faz tempo….kkkkkkkkkkkk

  • Carlos Henrique disse:

    Para o Mineiro a cota pagapelas transmissoes
    de tv sao boas, campeonato curto.
    para o Brasileiro, 40% sao iguais para todos
    o retante sao performace no campeonato
    e exposiçao de midia. tv fechada
    mas para concorrer com os grande,
    que recebem mais
    Gauchos e mineiros
    no caso Atletico na serie A
    Tem que fazer o diferente, investir na base
    e vender jogadores.
    O Gremio ja faz isso
    o Atletico esta começando a fazer.
    O Marquinhos, se continuar, a atuar, como no final do ano
    vai valer muita grana, o Clayton goleiro pode sair.
    valor alto para goleiro
    tem que fazer o diferente.
    tem que mesclar ess etime.
    o Galo esta contratando jogadores jovens.
    bom sinal que aprendeu
    nao dava , para continuar com Luan Chara
    mas no caso de centro avante
    que nao temos
    ainda pode ter um experiente.
    nao podemos comprar um Pedro
    que esta indo para o Flamengo
    vou dar uma sugestao.
    quase o Vasco contratou, mas veio o German cano
    Nikolas Blandi San Lorenzo
    nao é craque mas faz gol, 29 anos
    procurando neste perfil acha.

  • Silvio T disse:

    Parabéns ao Flamengo, que pediu 100 milhões pelo rural. A resposta da globo é um primor de defesa para acabar com essas porcarias no modo atual: são deficitários, têm pouca audiência, não despertam interesse dos patrocinadores, interferem na grade da programação. Vamos bater em ferro frio. Já imaginaram as grandes equipes aproveitando o mês de fevereiro para torneios rápidos de preparação? Já imaginaram o campeonato brasileiro começando no mês de março? A principal competição do país ocupando praticamente o ano inteiro, com datas de sobra para não encavalar com Libertadores, Sul Americana e Copa do Brasil e sem prejuízo com as convocações para a cada vez mais insuportável seleção brasileira? Ah sim, os estaduais continuariam, o ano inteiro, sem matar de inanição as equipes do interior. Dando acesso ás séries D e C e vagas na Copa do Brasil. Parabéns, Flamengo! Temos filé no cardápio, mas se o freguês insiste em querer insetos, que pague 100 milhões.

  • Jeremias de Oliveira disse:

    Os REBAIXADOS por ter um time mais barato tinha que receber menos.
    Falar em REBAIXADO, Everton Felipe do São Paulo parece que não vem mais, Ramon do Vitória parece que também não fica.Descobriram que redução de salário é ilegal… Na época do Itair não acontecia isto, ele resolvia num piscar de olhos. Volta Mitair!