Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

E lá se foi o Tancredo Naves, o “Premiê dos comentaristas”!

Tancredo Naves (esquerda) e Assad Almeida, para a nossa honra com o jornal SETE DIAS na mesa, em foto publicada aqui no blog, no dia primeiro de junho de 2015.

Foi a primeira notícia que li ao abrir o site da Itatiaia nesta manhã de sábado. E que triste notícia! Cresci ouvindo o Tancredo Naves e o Sérgio Ferrara, respondendo perguntas dos ouvintes da Rádio Inconfidência, todos os domingos, no programa “Caixa-Postal”, no quadro “Você pergunta, Sérgio Ferrara responde”. Era a dupla de comentaristas de esportes da rádio, cujo slogan era “O Gigante do Ar”. O apelido de “Premiê dos Comentaristas” era uma referência ao xará famoso da política, Tancredo Neves, que chegou a ser Primeiro-Ministro, na curta experiência que o Brasil teve com o parlamentarismo, um imbondo arrumado na época para que os militares aceitassem a posse do vice-presidente da república, João Goulart, no lugar de Jânio Quadros, que renunciara.

Naqueles anos 1960/70, só existia emissoras AM e Ondas Curtas, que atingiam o interior de Minas e do Brasil. A TV era coisa rara, internet nem nos sonhos do mais otimista dos mortais existiria. A Inconfidência reinava no interior, audiência monstro, seus apresentadores, repórteres, comentaristas, locutores, cantores, eram tão ídolos quanto jogadores de futebol e artistas em geral. Sérgio Ferrara se tornou deputado federal e até prefeito de Belo Horizonte, embalado pelo prestígio adquirido no microfone da Inconfidência. Tancredo optou por disputar votos só nos anos 1980, eleito deputado estadual em 1986, para um único mandato. Foi nomeado Secretário de Estado de Esportes, pelo governador Newton Cardoso, e muito bom Secretário, diga-se. Sempre gentil e solidário, comentarista de estilo ponderado. Uma grande figura. Morreu nesta madrugada, aos 83 anos, vítima de um Acidente Vasculhar Cerebral – AVC.

Em 2015 ele voltou para a Rádio Inconfidência, como diretor-presidente, a convite do então eleito governador Fernando Pimentel. Levou para diretor artístico o experiente e competente Assad Almeida, que fora diretor da Rádio Guarani nos tempos áureos da emissora e também da própria Inconfidência nos anos 1980. A idéia era recuperar a força da rádio oficial do governo. Tirou o Willy Gonser da aposentadoria em Alcobaça/BA, contratou outros grandes nomes, mas o projeto não vingou. Eram outros tempos e um governo difícil. Tive a honra de ser convidado por eles a voltar também, mas meus projetos profissionais eram outros, não animei, mas fiquei muitíssimo grato a ele e ao Assad, com quem tinha trabalhado na própria Inconfidência.

Escrevi aqui no blog sobre o retorno do Willy Gonser, no dia 1º de junho de 2015:

Na sala da presidência da Inconfidência, Roberto Gosende, diretor de marketing do Epa Supermercados, os publicitários Sérgio Nigri e Geraldo Eugênio que integram a equipe comandada por Tancredo Naves, ao lado de Assad Almeida.

http://blog.chicomaia.com.br/?s=Tancredo+Naves+e+assad+de+almeida

À família do Tancredo Naves, o nosso abraço, nosso lamento e a eterna saudade do “Premiê dos Comentaristas”.

O portal da Rádio Itatiaia informou:

* “Jornalista Tancredo Naves morre aos 83 anos em Belo Horizonte”

O comunicador chegou a trabalhar no departamento de esportes da Rádio Itatiaia e também como diretor de jornalismo da emissora

O jornalista, advogado e político mineiro Tancredo Antônio Naves morreu aos de 83 anos, neste sábado (13), devido a um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Ele estava internado no Hospital Madre Tereza, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ainda não há informações sobre o sepultamento do comunicador.

Tancredo Naves chegou a dirigir o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e presidiu a Administração de Estádios de Minas Gerais (Ademg). O jornalista chegou a ser deputado estadual entre os anos de 1987 e 1991. Em 2015, ele ainda assumiu a presidência da rádio Inconfidência.

Além disso, Naves atuou no departamento de esportes da Rádio Itatiaia e também como diretor de jornalismo da emissora.

https://www.itatiaia.com.br/noticia/jornalista-tancredo-naves-morre-aos-83-anos-e


» Comentar

Comentários:
1
  • Raws disse:

    É a nossa geração se despedindo…
    Um fato interessante, é que tanto Tancredo Naves, como Maurílio Costa, tinham um estilo semelhante e eram muito bons, mas não alcasaram o status que mereciam.
    Hoje fico imaginando, na principal emissora de rádio de Minas, os comentaristas atuais seriam “office boys” dos dois.