Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

O novo presidente e as mudanças no futebol do Atlético

Mesmo sendo candidato único à presidência do Atlético, Sérgio Coelho visitou, se reuniu ou telefonou para antigos e novos conselheiros, para trocar ideias e buscar a união do Galo. Como neste encontro no restaurante Xico da Kafua, com o jornalista Sérgio Moreira (à esquerda dele) e Muraí Caetano. Na foto abaixo, ex-diretores da base, e conselheiros, como o Carlos Alberto Costa, Jamil Salomão, o técnico Baiano, e outros atleticanos tradicionais.  

Todo sucesso ao Sérgio Batista Coelho, novo presidente do Atlético, que já entrou promovendo mudanças no setor mais importante de qualquer grande clube, que é o futebol. Demitiu Alexandre Matos e contratou Rodrigo Caetano para o lugar.

A partir de meados dos anos 1990 a figura do diretor de futebol ganhou super poderes nos clubes. A competência ou não deles, passou a ser atrelada ao sucesso ou ao fracasso do presidente e sua diretoria.

Recém saído da presidência do Valeriodoce, de Itabira, onde fez muito boa gestão, Eduardo Maluf, foi lançado por Zezé Perrella, como o “executivo” do futebol do Cruzeiro. Deu certo.

Maluf depois foi para o Atlético, retornou ao Cruzeiro e voltou ao Galo, levado por Alexandre Kalil, para um novo período de enorme sucesso. Infelizmente um câncer o levou precocemente, na gestão do Daniel Nepomuceno, que não conseguiu um substituto à altura. De lá para cá, seis passaram pela vaga no Atlético. Rodrigo Caetano será o sétimo.

É um cargo de extrema importância e da confiança absoluta do presidente, que é quem sabe onde realmente dói o calo. O comandante maior do clube é quem enfrenta as consequências diretas do acerto ou erro da nomeação de alguém para essa função. Sérgio Coelho preferiu trocar. Se será melhor, só o futuro dirá. Alexandre Matos teve passagem rápida, ofuscada pelo treinador Jorge Sampaoli, que manda em tudo.

Estes “executivos” de futebol passaram a ter uma valorização anormal, como se fossem grandes jogadores. Eduardo Maluf foi um dos pioneiros deste novo modelo de gestão, porém, diferentemente das novas gerações, tinha ligação total com os presidentes com os quais trabalhava. Dividia as responsabilidades e dava 100% de satisfação a Zezé/Alvimar Perrela, no Cruzeiro, e a Alexandre Kalil, no Atlético. Não fechava nenhum negócio sem a autorização e supervisão dos mesmos.

Estes atuais executivos chegam com plenos poderes. Recebem as chaves das sedes administrativas e dos centros de treinamentos. Muitas vezes fazem contratos difíceis para quem conhece um mínimo de futebol entender. Tornou-se comum, pernas de pau serem dispensados ou terminar seus contratos, recorrerem à justiça e ganhar fortunas, graças a cláusulas estranhas, que geram brechas para bons advogados trabalhistas deitar e rolar. Mistérios do futebol “comercial”, moderno, que passam batidos do grande público, que só quer saber da bola rolando, no embalo dos interesses de grande parte de repórteres, comentaristas e empresas de mídia, que têm patrocinadores diretamente ligados aos clubes, dirigentes, empresários, jogadores e etecetera e tal.

Estes novos “executivos” da bola, são todos amigos entre si, com algumas exceções. Frequentam os mesmos cursos de formação existentes, têm formas de trabalho muito parecidas, trocam informações permanentemente entre eles e não deixam os amigos na mão. Raramente algum integrante deste fechado círculo fica desempregado. Raramente um fala mal do outro publicamente. Se indicam para os futuros patrões. Uma grande ação entre amigos, mudando de clubes com bastante frequência.

A maioria dos flamenguistas que conheço não sente nenhuma saudade do Rodrigo Caetano. Com dinheiro sobrando, montou um grande time e o entregou para Abel Braga dirigir. Deu com os burros n´água. Tomara que, caso o Sampaoli saia algum dia, por qualquer motivo, não traga o Abel como sucessor.


» Comentar

Comentários:
33
  • jeremias disse:

    A situação do cru cru só piora, Felipon está querendo “picar a mula”. Também recebeu proposta para dirigir seleção ganhando muito mais. Aqui pega essa canoa furada e não recebeu nem um centavo ainda. Pior de tudo é se perder mais 6 pontos… Pega fogo cabaré!

  • Clóvis Mineiro disse:

    Tenho nítida impressão que a contratação do Orejuela é apenas um pano de fundo para o grupo que passa a dominar o Galo, ajudar o Crucru. Este grupo sempre foi ligado a eles e ponham em suas mentes, o dono do supermercado aplica um pequeno patrocínio no Galo, com medo de perder um grande mercado consumidor de BH que é a torcida atleticana e não por benefícios ao Galo. Ele odeia o Galo assim como sua trupe.
    O Marcos Rocha já sinalizou por seu retorno e poderia ser muito mais barato e viável.
    Outro craque do mercado brasileiro é o Claudinho do Bragantino, mas preferem investir em gringo jovem e ruim de bola.

  • Renato César disse:

    Pessoal confiável na publicação de notícias diz que o problema dele não era relacionamento, nem mesmo com o Sampaoli, que é pouco político. E também não foi troca por questão de vaidade do novo presidente.

    Muita coisa podre rolou e o grupo que está investindo no Galo tomou as medidas administrativas cabíveis: demissão, acordo para rescisão, discurso “juridicamente publicável”. Só falta a turma agora querer ensinar um grupo de bilionários como devem ser conduzidos negócios.

    Também é bom trazer alguns fatos para lembrarmos: Rodrigo Caetano participou da reestruturação do clube carioca, quando não nadavam no dinheiro. O período de contratações milionárias ocorreu após a sua saída. E ele contratou Abel Braga só no Inter. No Rio, o time milionário foi entregue ao Abelão por outro diretor.

    Outra coisa é que parece que a contratação do Caetano também foi motivada pelo histórico dele dentro da CBF. Olhando o currículo dele, coincide dos seus times praticamente não serem prejudicados por arbitragem ou tabela.

    Como não tenho “pessoa” de estimação, qualquer que seja a contratação feita pelo clube, torço para dar certo. Que o diretor azul siga a sua vida sofrendo com seu time enquanto ele existir, lá na terceirona, e que o Caetano tenha muito sucesso aqui no Galo!

  • Julio Cesar disse:

    Proposta do GALO pelo Orejuela: pagamento de 3 contas de energia, 2 contas de água e quitação do IPTU da toca (antes que passe a ser do coelho).
    Pirangi exige que o GALO assuma dívida com o jardineiro pelo corte da grama.
    Vamos aguardar o desfecho.

    • Juca da Floresta disse:

      Realmente o A. Mineiro adora contratar ex-jogador do Cruzeiro para mesclar seus modestos times com campeões de verdade (Guilherme, Rafael, Nelinho, etc) isso no mercado de RH chama-se headhunter. Impossível é conseguir contratar o DNA de campeão que existe somente no Cruzeiro.

  • Juliano Salvador disse:

    Viram a dívida fiscal dos clubes brasileiros? A do Galo é a menor e as dos QUERIDINHOS são exorbitantes. E não será novidade se os sócios do poder forem perdoados ou beneficiados com enormes descontos. Uma coisa é certa, o Galo terá que pagar integral.

  • Márcio Luiz disse:

    Time q quer ser campeão não pode empatar com fortaleza, perder pra fluminense tampouco para bragantino. Não é mesmo, SP e flamengo?

    Ou será que só o Galo não direito a esses tropeços???

    • Silvio T disse:

      A questão não é essa, meu caro. Time que quer ser campeão não pode é ter quatro derrotas em 1/3 do campeonato e oito em 2/3, o que fatalmente o levará a terminar a competição com 10 derrotas ou mais. E isso inviabiliza a possibilidade de conquistar o título. É uma continha 2+2, que ninguém no Atlético sabe fazer há décadas no brasileirão.

    • Raws disse:

      Correto meu amigo.
      Nós torcedores vivemos pregando essa teoria, só que na prática a maioria dos campeonatos são equilibrados, justamente por esses tropeços “inaceitáveis”. Raramente o campeão toma a frente com folga, nesses casos porque conseguiu evitá-los ou diminui-los.
      No caso é justamente o que não queremos, um campeonato sem graça. Abraço.

  • Julio Cesar disse:

    Se esse lateral fosse isso tudo Grêmio segurava. Jogador de série b. Tem que ficar no Pirangi mesmo.

  • Marcelo Vieira disse:

    O Cru Cru nem jogou, portanto não perdeu, mas lá vem textão do Fake de muitos nomes. O cara está tão variado com a LAMA e a SEGUNDONA, que escreve diálogo dele consigo mesmo. O Cine Azulino apresenta: o Monólogo de um Iludido insone! Estrelando: O Corujão Azul!

  • Pedro Vitor disse:

    Me parece que o Sérgio Coelho viu que o Alexandre Mattos batia de frente com o Sampaioli, ou alguém já havia notado isso no dia a dia do clube.

    Vamos aguardar como o trabalho vai se resolver no dia a dia do clube daqui pra frente

    Mudando de assunto, rodada boa para o Atlético, Flamengo e São Paulo perdeu, e ainda vão jogar antes no fim de semana

  • Raws disse:

    Ainda sobre Alexandre Matos, faço uma comparação com Maluf, usando um paralelo entre dois técnicos.
    Maluf seria o Telê, montou vários grandes times, muitas vezes dentro da realidade dos clubes que o contrataram, ganhou muitos títulos e sem desconfiança sobre sua conduta.
    Matos seria Vanderlei Luxemburgo. Só se destacou sem grandes orçamentos no início da carreira. Depois foi campeão várias vezes, mas com os maiores orçamentos. Lembrando dos rumores que sempre ganhava ” por fora”.
    Saudades dos ” Telês”.

  • Jose de Arimatheia disse:

    O Cru Cru perdeu 6 pontos, foi punido duas vezes sem poder inscrever atletas e ainda teve prejuízo de 350 milhões. Espera quitar as dívidas que vão aumentar neste ano, com a grande renda da SEGUNDONA, caso continue no BURACO. Preocupem mais com os 4 Rs do Galo, aliás, enquanto o Galo tem 4 Rs vocês tem 4 ZEROS.

  • Fred disse:

    Um monte de “grupo de risco” se reunindo e tirando foto…eita, tão de parabéns!

  • Carlos Henrique disse:

    Secadores ligado, se Sampaioli fizer o certo e o Atletico voltar a ganhar
    ganhar 3 jogos seguidos, EO Sao Paulo tropeçar
    pode dar certo ainda ai escuto
    aquela veia vai ser simmmmmm
    ele vai ser simmmmmm
    Xô secadores
    tirem o olho grande do Galo
    seca pimenteira do carai
    Sergio Coelho, pode nao ser pé frio
    que Deus te abencoe , é um cara humano e do bem
    graçass so o Atletico
    o Palmeiras ja teve Parmalat
    e agora a Leila da Crefisa
    se do outro lado tivesse, investidores torcedores
    os arrogantes azuis nao tinham perdido 6 pontos
    e poderialm estar disputando o z 4 para subirem
    a dor de cotovelo é grande

  • Julio Cesar disse:

    Atletico tem Guga, Mariano, Mailton que está emprestado, e o bom jogador da base e vai atrás do Orejuela ? Pra que?
    Grêmio não pagou o que Pirangi quer.
    É o Atlético que vai pagar o que ninguém vai pagar?
    Só o Atletico mesmo!

  • Paulo Cesar disse:

    Sob esta nova gestão, a sensação é de o Galo ter sido “privatizado” (não no sentido positivo, defendido com razão por Sílvio T em várias postagens), por um determinado grupo. Será bom, razoável ou ruim? Só o tempo dirá.

  • João Brás disse:

    Diálogo de 2 em 1. Ridículo! Rindo pra não chorar!

  • Marcio Borges disse:

    A verdade é que gastar dinheiro dos outros sem compromisso e bao demais!!! Qual o compromisso do Matos? Do presidente de qualquer clube? Nenhum. Tem um cheque em branco toda vez que querem gastar e sem necessidade de repor ou prestar contas. Afinal todo ano as contas dos clubes são aprovadas e, pelo que vejo, pouquíssimos dão lucro. Falta responsabilidade Por que não tem punição nenhuma. Vejam o Cruzeiro onde chegou. É o que foi feito? Nada. A corja de bandidos está solta e o clube em situação calamitosa.
    #tiburcioeternomito

  • Zé Carlos disse:

    Um diretor de futebol do Galo que liga e convida tiago never provoca no mínimo uma “justa causa”…

  • Julio Cesar disse:

    Alexandre Mattos disse no programa bastidores que o Atlético antecipou receitas inclusive de 2023. Não deu detalhes mas é assunto para diretor financeiro.
    E que sem os mecenas situação seria “catastrófica”. Na contratação do Sampaoli Sr. Menin estava presente pra garantir. E Sampaoli indicou jogadores de condição técnica questionável como Leo Sena. E segundo Mattos queria Tiago Neves ! Sampaoli sabe que se sair do Atlético vai escolher onde ir. Então banca o “nervosinho” e ninguém cobra dele.
    Quanto a base o Atlletico parece que o problema está em como trabalhar o jogador no time profissional. Aparecem bem e derepente somem. Talvez exigência fora das características do jogador seja o maior problema. O que foi feito do Marquinhos?
    Dorival Jr. quando esteve no Atlético escalou Bernard de lateral direito!!!
    Atlético trouxe diretor que passou pelo Inter, Atlético PR (esqueci o nome) com “cartaz” e foi um fiasco. Agora vem outro “cartaz” Rodrigo Caetano.
    Chega, já virou textão!!

  • Raws disse:

    Quando trouxeram Alexandre Matos, pensei, não sei se é uma boa. Não pela competência, que parece ter, mas sem saber muito, não confio. Penso que o perfil do mesmo é de muita “negociação” de custo alto e muitas delas de retorno questionável. Ganhou títulos? Sim, mas é o efeito colateral, principalmente para o Cruzeiro.
    Agora que foi demitido fico com o mesmo pensamento, não sei se deveria ter vindo.
    Fato é que se confio em quem está bancando essa nova fase do Galo, sou obrigado a confiar nas suas ações.
    Também penso que o motivo da demissão vai muito além das suposições que vejo na mídia, só que a verdade não saberemos.
    Quem contratou Alexandre Matos imaginava suas qualidades, porém não seus defeitos. Acho que é por aí.

  • Maikel disse:

    Acho curioso o caso do Galo. Qlq torcedor comum há de concordar q em termos de torcida, receitas, despesas, estrutura, etc, o Galo está no msm nível de Gremio, Inter, Cruzeiro, Santos, para ficar só nestes.

    Mas a diferença de títulos ganhos e jogadores revelados em categoria de base é absurda.  Seria o fato do Galo ser azarado? Absolutamente q não. Pq se fosse apenas azar, não colocaria na conta a disparidade existente no quesito formação de atletas de alto nível. É incomparável a quantidade de atletas revelados por Gremio e Inter frente ao Galo (não vou nem citar o Santos). Ninguém no clube sabe mexer com categorias de base? Nunca soube? Ou a base serve para beneficiar aqueles que se servem do clube (há anos)? O nome para isso só tem uma explicação: péssimas gestões (pra ser bem generoso – pra não dizer gestões temerárias ou qlq coisa do tipo mais vil). Sempre foi. Qnd uma gestão fez o certo, sem negócios excusos, tratando o time com enorme carinho, pensando grande, fomos vice do brasileiro, campeao da liberta, copa do brasil, recopa, fizemos a maior venda da história, etc.

    E esse movimento agora da nova direção me faz refletir exatamente sobre isso. Parece que o sujeito que entra não está pensando no bem do clube. Parece q está pensando no bem daqueles que vivem e sempre viveram do clube (empregando seus apadrinhados, mandando os apadrinhados do antigo embora, e etc, gerando um passivo monstruoso). Não q Kalil seja santo, pq tbm empregava dos seus, pagando salários altíssimos a diretores e etc.

    Mas o q quero frisar é q o sujeito acaba de entrar na empresa, e vai mandar embora o diretor de futebol, q segundo consta, tem salário de 230 mil por mês?! Como assim? Ah…mas ele tem q trabalhar com pessoas de sua confiança. Mas peraí, isso terá um custo para o clube (o cara tem contrato até dezembro gente, são 2 milhões até o final do ano). Isso é absurdo. Fosse de graça eu até entenderia, é como brincar: não gosto de vc, então te mando embora. Mas não é. Custa dinheiro, e muito.
    Já pensou se ele diz o msm sobre Sampaoli? Vai pagar um valor altíssimo para contar com um treinador de sua confiança? Duvido que faça isso com suas empresas. O Mattos é tido pela midia como um do melhores do ramo, msm q o sujeito nao gostasse, q aguentasse o rojão até o final do ano. O clube não é dele. Se fosse do bolso dele, não mandaria embora. Prejuizo de mais de 2 milhões só nisso. Se a moda pega e ele resolve mandar todos os diretores embora, já pararam pra pensar no custo disso? É absurdo. E o antecessor tbm é culpado. Deveria constar no estatuto q qlq cargo diretivo deveria findar com o término do mandato do presidente que o contratou. É fácil lesar os clubes. Esse clube é lesado ano após ano por esse tipo administração.

    Qnt as categorias de base, qlq torcedor do Galo sabe q acabaram de fazer uma reformulação gigante (trocando diretor, metodologia de captação, dispensa e contratação de atletas, etc.) ai me vem o novo presidente e diz q vai mudar tudo outra vez??? Nao há clube q suporte isso. Parece q fazem de propósito para sangrar o clube. Se fizessem isso no bruzeiro eu iria rir, pq estaria nítida a falta de noção de quem administra. Estão implodindo o clube de dentro dele. Só falta dizer q vão voltar os antigos administradores da base (q nunca revelaram ninguém de alto nível – fora meia dúzia como Bernard e Jemerson). Dói o coração ver isso, parece q é um filho da gente sendo sangrado dia após dia.

    Tbm tem a figura dos conselheiros e políticos do clube, gente mamando, querendo emprego, benesses e etc. Isso precisa acabar. Aliás, a vida está mostrando q aqueles q se organizam, aqueles q nao mais permitem essa farra, estão sobressaindo. Se não abrirmos o olho estaremos fadados a ver nosso time acabar. Está acontecendo com o rival, temos q ficar de olho.

    • Alisson Sol disse:

      Boas observações. É como eu escrevi nos comentários no post sobre o aniversário do Cruzeiro: não há nada de especial no clube A ou B. Somos todos aqui torcedores, sem a influência de conselheiros ou diretores. O Atlético-MG vive hoje a situação que o Cruzeiro viveu há alguns anos: os “benfeitores” parecem estas fazendo grandes favores ao clube. Os balanços são “fantásticos”. Anos depois, colocam um fantoche na presidência assim que a conta está para chegar…

      Mas não adianta antecipar: a maioria esmagadora da população é imediatista, e isto se traduz no esporte. Acho até que, por caminhos tortuosos, o Atlético-MG está fazendo o certo. Está demitindo um péssimo diretor de futebol e ficando com um técnico bom. Mantendo um técnico bom por duas temporadas neste Brasil do imediatismo, os títulos vem. O Sampaoli treinando o time na Libertadores no próximo ano é muito melhor para o clube que qualquer outra contratação: o cara conhece os gramados da Argentina, Chile, etc. Deram muita sorte para compensar o azar do passado. Aproveitem!

    • Marcão de Varginha disse:

      Completo, irretocável! Onde assino?
      – #benecyeternomito

    • Eduardo Silva disse:

      Prezado Maikel, bom dia,

      Concordo com suas observações e apenas faço uma ressalva que poucos atleticanos sabem: o novo presidente do CAM, Sérgio Coelho é apenas um mero cumpridor de ordens dos Menins, o Rubens e o Rafael que hoje são os verdadeiros mandatários de tudo que acontece no clube.

      Realmente causa estranheza essa demissão do A.Mattos, tido e havido como o cara mais phoda desse meio de Diretores de Futebol, ele deve ter contrariado de alguma forma os donos da MRV.

      Sinceramente, os Menin estavam indo muito bem, reestruturando o clube, colocando dinheiro principalmente, mas agora eu tô achando que a maionese tá azedando, sabe? Eu até tava apostando que o Galo ia ser campeão do BR esse ano mas já ouço a voz daquela Véia:

      Ele num vai naaaooo…. ele num vai naaaaooo…

      Vamos aguardar!

      • Maikel disse:

        Pois é, se a decisão vem dos 4R’s, é pior ainda. Objetivamente falando, Mattos, Sampaoli e Chávare estão entregando resultado. Não há pq mudar. A convivência é difícil com eles? Deve ser. Mas ou é isso ou se querem uma convivência tranquila e sem resultados, chame de volta Largui, Santana, Osvaldo de Oliveira, Micale, Marques, André Figueiredo e por ai vai.
        Lembrando que não podemos abaixar a cabeça e achar q tudo q os “mecenas” fazem está correto. Gente, esse pessoal é excelente no ramo de trabalho deles, naquilo q sabem fazer (banco, engenharia, hospitais, etc) De futebol não entendem quase nada, vide RG, um dos homens mais ricos do Brasil, mas qnd foi presidente levou o Galo a seu pior lugar na história. Temos que ficar de olho.