Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
O ano em que Cuca arrumou o Cruzeiro, Vanderlei Luxemburgo fracassou no Galo e Mauro Fernandes devolveu o América à Série A | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

O ano em que Cuca arrumou o Cruzeiro, Vanderlei Luxemburgo fracassou no Galo e Mauro Fernandes devolveu o América à Série A

Marcos Rocha (esq.) e Fábio Junior, hoje comentarista da Globo, comemoram gol contra o Sport Recife, na Arena do Jacaré, na campanha que deu o acesso ao Coelho em 2010. Foto: Uol
O ano de 2022 começou com o Galo sem treinador, o Cruzeiro com um uruguaio que busca o seu espaço na prateleira de cima e o América com Marquinhos Santos, cujo contrato vai até o fim do Campeonato Mineiro, podendo continuar ou não.

O treinador certo no time certo, na hora certa é fundamental, mas ninguém tem certeza do que vai ocorrer na temporada de cada um, já que um conjunto de fatores influi para o sucesso, fracasso ou campanha meia boca na sequência. Nem sempre o treinador mais famoso consegue atender as expectativas e muita vezes um desconhecido surpreende e se torna protagonista.

Nesta época do ano, previsões são feitas por jornalistas, videntes, pais e mães de santo e “profetas do acontecido” de toda ordem. Também, há uma fértil plantação de notícias, muito bem trabalhada por agentes de jogadores e treinadores, na intenção de conseguirem bons contratos para seus representados.

Revirando arquivos de fotos e antigas colunas dos meus tempos nos jornais O Tempo e Super Notícia, encontrei uma que tem tudo a ver com essa época do ano e mostra como a história sempre se repete. Mudam as pessoas mas, entra ano, sai ano, o enredo é muito parecido.

Confira essa coluna, do dia 17 de dezembro de 2010. Foi o ano da Copa do Mundo na África do Sul, na qual tive a satisfação de trabalhar com grandes companheiros, a quem aproveito para prestar a minha homenagem, republicando algumas fotos, em Durban, no dia 25 de junho, antes de Brasil 0 x 0 Portugal, último jogo da fase grupos.

No centro de imprensa de Durban, o então editor/chefe do Super Notícia, Rogério Maurício, eu e à direita o Cândido Henrique, que hoje comanda o portal O Tempo.

***

* “Hora de rever profetas e profecias”

Nada pior que o noticiário esportivo desta época do ano, quando as
especulações tomam conta e empresários tentam plantar informações
sobre possíveis aquisições ou dispensas de jogadores de seus
interesses.
A verdade de agora costuma não demorar algumas horas, e de onde não
existia nada, às vezes sai a contratação de algum atleta por uns dos
clubes.

 

Desse jeito

Sempre foi assim, mas agora, com novas mídias, e muito mais rápidas, o
número de notícias se multiplica numa velocidade impressionante. A
internet encurtou distâncias e costuma deixar as notícias velhas em
alguns segundos.

 

Bolas de cristal

Também nesta época do ano os “profetas do acontecido” atacam de todos
os lados. Preveem que os contratados pelo clube tal vão fracassar e
que só fulano ou beltrano “pode” dar certo, porque é assim, assado e
coisa e tal.
Quando a temporada se desenrola e as previsões do profeta de plantão
se mostram erradas, ele arruma uma desculpa e fica por isso mesmo,
porque raramente alguém vai se lembrar do que ele falou na ocasião.

 

Adivinhões

Querer adivinhar o resultado de uma contratação é arriscar cada vez
mais a credibilidade de quem vive de opinar. Não entro nessa, em
relação a treinadores ou jogadores. Só depois de uma sequência de
jogos é possível dizer se foi bom ou mal negócio, em qualquer lugar do
mundo.

 

Um ano depois

Um ano atrás quem arriscaria dizer que Vanderlei Luxemburgo teria no
Atlético um dos maiores fracassos da sua carreira em 2010? Tinha todas
as condições favoráveis para brigar na cabeça nas várias disputas que
teria pela frente, porém, foi demitido depois de uma goleada de 5 x 1
para o Fluminense e deixou o time numa luta desesperada para não ser
rebaixado.

 

O outro lado

A caminho do estádio de Durban, na Praia Milha Dourada, Rodrigo Clemente entre eu e o Rogério Maurício

Na casa onde estava hospedada a equipe do SUPER, em Johanesburgo, durante a Copa do Mundo, o fotógrafo Rodrigo Clemente temia pelo pior para o time dele, o Cruzeiro. Achava que as saídas de Adilson Batista e Eduardo Maluf eram sinais de decadência, e que o técnico Cuca não daria conta do recado. Ninguém, de sã consciência, imaginaria que a Raposa seria vice nacional este ano.

 

Bom exemplo

Os “profetas” deitaram e rolaram nas previsões pessimistas em relação
ao América, que na ótica da maioria, brigaria para se manter na Série
B. Mauro Fernandes era técnico para durar só até o fim do Campeonato
Mineiro, e o ano seria “terrível” para o Coelho.
Pois é! Deu no que deu! Foi um dos anos mais felizes do América nas
últimas décadas.

 

Tem que rir

Os “profetas” estão entre nós da imprensa e os torcedores. Tudo
registrado em jornais, gravações de rádio, TV e no mundo virtual. Os
torcedores nas comunidades dos clubes e nos comentários enviados aos
tantos espaços da blogosfera. Antes de escrever esta coluna corri os
olhos nos comentários daqueles que me honram com suas participações no
www.chicomaia.com.br e ri muito.

***

Também em Milha Dourada, em mais uma foto do Rodrigo Clemente, preparação para pose e foto automática 

De volta a Joanesburgo, em frente ao Memorial Nelson Mandela, na Central Street, 107 – Houghton/Gauteng

***

Naqueles tempos eu ainda não tinha os endereços no Facebook, Twitter ou Instagram:

www.facebook.com/blogdochicomaia/

https://twitter.com/chicomaiablog

www.instagram.com/chicomaiablog/


» Comentar

Comentários:
13
  • Geraldo Lacerda disse:

    Discurso do técnico Crucru no início do ano: quero um time intenso, jogando no ataque, somos favoritos. Discurso do técnico Crucru ao fim da temporada: me sinto com dever cumprido, não caimos para a Série C.

  • Renan Rodrigues disse:

    Desta NÓDOA nunca teremos. Time grande não CAI!

  • Victor Maia disse:

    Ronalducho chega amanhã a BH, com certeza vai fazer como nos tempos do Carnabelô, entrar pelos fundos pra não encontrar a Chipre Azulina. Em 8 dias o Fenômeno curou e cumpriu a sua quarentena, me engana que eu gosto. Quanto ao Galo, pode procurar técnico bem devagar, temos tempo. Muitos querem vir, lobby de empresários são intensos o Galo paga direitinho e o salário é maior que a folha do crucru, cujos 10 últimos técnicos saíram sem receber. Jesus não vem, porque quer trazer seu staffe e o Galo já tem sua comissão permanente, além disso aguarda boquinha na seleção portuguesa. Carvalhal não vem , porque seu staff não quer vir para o Brasil e nem o Galo quer. No mais tudo é papo de insone da SEGUNDONA. 101 Anos na B!

  • Germano Brás disse:

    A lavanderia voltou! Goleiro nenhum quer jogar no crucru e pegaram mais um técnico meia boca como disseram por aqui. Pra correr atrás da bola lá tem que ter no currículo: mais de 40 anos, um ano que não joga, não ter mercado e ganhar pouco. Vem ai mais um transferban!

  • Silvio Torres disse:

    A verdade é que ninguém sabe o que está acontecendo nas negociações do Atlético. É chute, bico, pitaco e invencionice de todos os lados. Tentam comparar a situação do Galo com o mengão pós-Jesus. Na minha opinião, situações muito diferentes. Sou obrigado a reconhecer que o tuga revolucionou o futebol brasileiro e sul-americano fazendo aquele time jogar por mágica. Cuca, apesar dos títulos, não passou nem perto disso. Pelo contrário, foi contestado durante praticamente toda a temporada e cometeu erros grosseiros que quase põem tudo a perder. Basta lembrar que o Hulk, eleito por todos o maior jogador de 2021, teve que se escalar no peito e na raça. Traduzindo: pra substituir Cuca e conseguir alguns bons resultados em 22, num precisa de nada do outro mundo não. Dorival Junior, 59 anos, com ótimos trabalhos em noventa por cento dos lugares por onde passou, é um dos que acho que faria isso com um pé nas costas com esse elenco do Atlético. Já que Marcelo Gallardo não vem…

  • Eduardo Silva disse:

    Chico, boa tarde,

    Primeiramente, UM ÓTIMO 2022 A TODOS!

    Segundamente, estava eu de férias, pegando umas praias em Vila Velha, depois uma região serrana em Pedra Azul e mais ou menos avexado com toda essa salada ocorrendo no Cruzerão Cabuloso. Vamos a algumas opiniões:

    1) Ainda sobre a saída de Don Fábon acredito que o pessoal fez seu desligamento mais em decorrência do passivo trabalhista que ele carrega de dívidas com o clube. Tecnicamente ele poderia ser muito útil e fora a expectativa que poderia completar mil jogos, um grande feito de um grande ídolo. Mas ainda sobre os débitos não creio que ele iria acionar o clube na justiça, embora acredito que deveriam quitar tudo com ele, mesmo que parcelado em milhares de suaves prestações.

    2) De qualquer forma essa montagem de um novo elenco, novo técnico, é tudo expectativa, pode dar certo ou pode não dar liga esse novo arranjo de time. SE o uruguaio Paulo Pezzolano fizer um bom trabalho no Campeonato Rural e conseguir o acesso a série A, disputando a segundona,beleza, parabéns a ele, ao elenco, ao Paulo André, ao Ronaldo, a torcida vai festejar, ir pra Praça Sete, voltar a perturbar os sofredores de Minas…. MAS….MAS….MAS… se essa nova barca não engrenar… sei não viu… o pau vai cantar desembolado… Acho que não tem margem para errar esse ano.

    3) E o Real Madrid de Minas? Que coisa, hein? Nem o pessoal oferecendo uns apartamentos da construtora os técnicos NÃO querem vim? Sério isso? E os magnatas estavam dispostos a pagar 10 milhões de euros pra tirar o Carvalhal de seu clube??? A bagatela de mais de 64 milhões de reais??? meudeeeuussss… Estão agora especulando Givanildo?? E a saída de jogadores?? Sei não, viu? Tô sentindo que a maionese vai desandar esse ano em Vespasiano… Dinheiro vai escorrer pelo ralo….

    4) E na Copa São Paulo de Futebol Júnior os times ditos grandes estão indo bem, ganhando seus jogos, o time azul com bons jogadores do meio pra frente, será que vai apurar ao menos um único jogador pro time principal? E o Galinho ganhou do Andirá por 1a0 no segundo tempo, com o time adversário com um jogador a menos e gol de… adivinhem? gol de penaltiiiii…kkkk Achei que tinham parado com isso…kkk

    Deixa eu parar por aqui, daqui a pouco chegam os zangados…kkk

    Vamuuuuu zerãooo….

    • Alisson Sol disse:

      Caro Eduardo,

      Feliz 2022!

      A não ser que você tenha alguma informação privilegiada, você escreveu “…não creio que ele iria acionar o clube na justiça“. Ora, por que? O Fábio não obrigou ninguém a assinar contratos promotendo pagar-lhe valores exorbitantes. Se os que o fizeram não tinham responsabilidade, pois o dinheiro não saia do bolso deles, não é problema dele. Com certeza estará em breve na justiça contra o clube. Este negócio de “perdão de dívidas” ou mesmo “milhares de suaves prestações” é o prêmio a quem não tem responsabilidade. E os impostos destes pagamentos? E as dívidas com o fisco? Praticamente todo clube no Brasil deve mais de um ano de suas receitas, e o Cruzeiro tem uma situação pior, e nem é pela queda pela segunda divisão: é porque roubaram as receitas do futuro!

      Cada vez que falta um milhão para uma escola, ou para um posto de saúde, ou uma obra de contenção de águas, devíamos nos lembrar das contas de Copa, Olimpíada, e dos subsídios aos clubes.

      • Eduardo Silva disse:

        Grande Alisson,

        Sobre o Fabio creio que pela sua identificação com a instituição, com a torcida, pela sua religião, pelo ídolo que se tornou, não o vejo se voltando contra o clube mesmo tendo TODOS os direitos do mundo, é apenas uma opinião minha!

        Agora sobre o restante de seu texto, concordo em tudo! Aliás o clube tem que pagar cada centavo que foi acordado nos contratos com TODOS os jogadores! Assinaram acordos e contratos porque quiseram, embora saibamos que nesse meio não tem virgem, é comissão que rola pra dirigente, conselheiro, “agente de jogador”, a farra com dinheiro de clubes é uma enormidade ou alguém acha que esses presidentes e diretores não remunerados não levam “um por fora”???

        Sobre as coisas que acontecem no Brasil estava agora em Vila Velha e vi um casarão bonito, um pedaço de praia cercada, tudo muito bonito, vendo de longe, de onde eu estava e pensei que era alguma área de preservação e curioso que sou perguntei ao rapaz da barraca o que era aquilo e ele me falou que era a casa de praia do governo do estado, de uso exclusivo do governador do Espírito Santo e sua família e eu pensei: Mas que filho da mãe, hein? Esses caras são funcionários públicos e ainda tem que ter essas mordomias?? Porque não fazem uma área de um Projeto Tamar, uma instituição de esportes, não vende…. Só no Brasil mesmo!

        Temos que evoluir muito enquanto nação!

    • Juca da Floresta disse:

      Boa tarde Eduardo,
      Real Madrid de Minas….kkkkkk…. Tô achando que o Menin velho vai ser o técnico para 2022, de uma hora para outra ele disparou a dar entrevistas sobre plantel, tática, jogadores e previsões futebolísticas.

      • Eduardo Silva disse:

        Grande Juca!

        Rapaiiizz… E enterraram uns 800 milhões esse ano que passou pra pagar conta, comprar jogador e tá na cara que vai ter que enterrar mais o mesmo tanto esse ano nesse time da MRV, para conquistar penaltis, opa, conquistar títulos, e a dívida de mais de 1 bilhão continua lá, intocável, imexível, mas “dizem” que tá equacionada, tá tudo bem…kkk

        Grande abraço!! Controla os guaraná ai…kkk

        • Juca da Floresta disse:

          Eduardo meu caro, a dona patroa está na cola, mas avisei ela que janeiro o guaraná é liberado, fevereiro volto ao normal, só aos finais de semana. Me responde ai? o MRV futebol clube já tem técnico?

  • Pedro Vitor disse:

    A novela continua, e é difícil mesmo, substituir o Cuca, particularmente, no Atlético.

    Até o nome de consenso, Jorge Jesus, que embora eu via como um exagero enorme, poderia não dá certo. Diferente do Flamengo, em que o Abel Braga, não conseguiu os resultados, e o Jesus conseguiu. O Atlético já venceu.

    O Flamengo queria encaixar, e o Atlético, quer manter a hegemonia!

    O nome do outro português, Carlos Carvalhal, é desconhecido, mais ou menos, igual ao que Jesus era, quando veio ao Flamengo. Aí eu já via uma esperança maior, não sei, mas a desconfiança no Atlético, é um ponto positivo.

    Agora, o que vejo é igual ao cenário que o Chico Maia, comentou, fizeram “um nhem nhem nhem”, criou uma expectativa na torcida, e meio que, descartou técnico brasileiro.

    Quando noticiou, que o Atlético, ia esperar o 10 dias, pode ser que este assunto, ganhe força novamente. Eu acho que o Jesus, deve estar pensando, pois ele tem contrato até maio com o Benfica, é 1,5 milhões só pra ele, provavelmente, quer que o Atlético, cubra isso, pra ele vir, e o Atlético, está naquela, ou espera até maio, pra que o Jesus venha na mesma pedida salarial do Benfica, ou espera que o Carvalhal, consiga abaixar a multa de 13 milhões no Braga.

    Enquanto isso, vai fazendo cortina de fumaça, e testando a expectativa da torcida em relação às apostas sul americana.

  • Antonio da Silva disse:

    A 3ª opção do Galo, esse técnico que já treinou a seleção paraguaia é fraquíssimo e retranqueiro; um Celso Roth ou Mano Meneses bem piorados. A chance de fracasso é muito grande!