Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Além da certeza da impunidade, o que mais leva uma autoridade policial a matar alguém asfixiado, sem chance de defesa? | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Além da certeza da impunidade, o que mais leva uma autoridade policial a matar alguém asfixiado, sem chance de defesa?

Inacreditável.

É sabido que o Brasil é o país dos horrores impunes. Mas quando você vê agentes de uma instituição séria como a Polícia Rodoviária Federal cometendo uma atrocidade dessas, é mais desanimador ainda.

Na mesma semana em que a Chacina de Unaí, de 2004, é julgada novamente, outro crime bárbaro chocou o país, em Sergipe, cometido por agentes da Polícia Rodoviária Federal.

“Chacina de Unaí: ex-prefeito Antério Mânica é ouvido em julgamento – Ele é acusado de ser um dos mandantes de quatro assassinatos registrados em 2004.”

https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2022/05/26/chacina-de-unai-ex-prefeito-anterio-manica-e-ouvido-em-julgamento.ghtml

Nas redes sociais, pedidos por justiça para os assassinos covardes do Genivaldo:

Genesio Fernandes

Procedimentos que lembram as câmaras de gás de Hitler? Que loucura. Não tem nada de profissionalismo nisso. E isso acontece por incentivo á matança.

Angelo Goncalves

Genesio Fernandes, tem profissionalismo, sim. São profissionais do crime, da covardia, do preconceito, da idiotice, do ódio.

 

@crisvector

Ontem, 25 de maio, mesma dia que, em 2020, George Floyd foi sufocado até a morte por policiais numa abordagem, Genivaldo Santos foi asfixiado até a morte, em uma câmara de gás, improvisada no porta malas da viatura da Polícia Rodoviária Federal de Sergipe.

Reportagem do Intercept:

* “AQUI ESTÃO OS NOMES DOS AGENTES DA PRF QUE ADMITEM TER DETIDO GENIVALDO, ASFIXIADO EM VIATURA”

Clenilson, Paulo, Adeilton, William e Kleber assinam o boletim de ocorrência em que a morte de Genivaldo de Jesus Santos é tratada como ‘fatalidade desvinculada da ação policial’.

As imagens disponíveis na internet são repugnantes e não devem ser vistas por pessoas sensíveis. Não há resistência por parte da vítima, cujo crime foi dirigir uma motocicleta sem capacete – algo que o presidente da República fez há dois meses no Ceará.

OS CINCO AGENTES que registraram boletim de ocorrência policial pela detenção que resultou na morte de Genivaldo de Jesus Santos numa viatura da Polícia Rodoviária Federal são Clenilson José dos Santos, Paulo Rodolpho Lima Nascimento, Adeilton dos Santos Nunes, William de Barros Noia e Kleber Nascimento Freitas.

Todos são agentes do Comando de Operações Especiais da Polícia Rodoviária Federal no Sergipe e assumem, em documento oficial, compor a “equipe de motopoliciamento tático [que] efetuava policiamento e fiscalização” responsável pela detenção que terminou com a morte de Genivaldo. O caso ocorreu às margens da BR-101 em Umbaúba, Sergipe.

Como todo o Brasil pôde ver, três agentes colocaram Genivaldo na cela localizada na traseira de uma viatura da PRF, e um deles parece atirar uma bomba de gás no compartimento, o que faz surgir uma nuvem de fumaça. Em seguida, seguraram a porta quase que inteiramente fechada para que a vítima – e o gás – permanecesse dentro do veículo. É possível ver as pernas de Genivaldo para fora, se debatendo, e ouvir seus gritos de desespero.

Os agentes confessam no boletim que usaram “espargidor de pimenta e gás lacrimogêneo”, em função da “agitação do abordado”. Eram “tecnologias de menor potencial ofensivo”, garantiram.

https://theintercept.com/2022/05/26/agentes-prf-sergipe-assassinato-genivaldo-viatura/

 


» Comentar

Comentários:
10
  • Jerônimo disse:

    Enquanto isso, nos cursinhos preparatórios para ingressar na polícia:

    https://mobile.twitter.com/negrobelchior/status/1530554578621632518

  • Eduardo Silva disse:

    Chico, boa noite,

    PARABÉNS aos esquerdistas de plantão!

    Já possuem um cadáver para fazerem uma panfletagem barata e subirem em sua cova para politizar de forma vergonhosa a barbárie desse fato!

    Poderíamos fazer analogias também de ladrões sendo presos porque viram um político roubar e não ser preso, ou ser preso e depois ser solto pela justiça o livrando de suas condenações.

    De qualquer forma tiveram oportunidade de mudar as coisas quando se elegeram e só se locupletaram em roubos e saques e agora são vigilantes da lei e da ordem, é só uma luta de poder tendo a claque que torce para políticos, como se fossem jogadores e times de futebol e não servidores públicos que deveriam servir ao povo que os elegeu.

    Que Deus acolha o Genivaldo em bom lugar e que perdoe aqueles que utilizam sua desgraça para promoção político-partidária!

    O nojo é geral!

  • Horacio disse:

    O Brasil cria seus mitos, um deles é que bandido é preto, pobre e esconde na favela, um outro é que milícia não é uma máfia. O pior deles é achar que bandido nunca usaria farda.

    Este último, de mito virou projeto de lei, o excludente de ilicitude. Se aprovado, este caso aí, por estarem de serviço, legalmente sequer teria uma sindicância, ficaria por isto mesmo. A lei não passou, mas vai ficar por isto mesmo.

    Dar pancada e queimar as bugigangas dos maconheiros nas cracolândias não resolveu o problema das drogas. As apreensões de droga em toneladas, são insuficientes, e sequer são citadas na maioria dos programas ditos “policiais”. Isso mostra a influencia e o poder desses cartéis de droga em tentar manipular a “opinião pública” direcionando as ações.

    O que não falta é operação com dezenas de mortos nas favelas, isto dá ibope e votos. Esse aí deu ruim, vai sumir rapidamente do noticiário “especializado”.

  • Juca da Floresta disse:

    Concordo que a atuação da PRF foi totalmente errada e merece a devida apuração. Mas queria mesmo é ver a mesma indignação do povo, do judiciário e da imprensa quando um policial morre em serviço, defendendo a sociedade, o silêncio neste caso chega a ser ensurdecedor!

  • Juca da Floresta disse:

    Concordo que a atuação da PRF foi totalmente errada, mas não podemos esquecer que dois policiais rodoviários federais foram mortos a tiros por um homem em situação de rua na manhã do dia 18/05/22 em Fortaleza, no trecho da rodovia BR-116, os policiais assassinados tentavam retirar o homem do meio da rodovia federal, no Recife a situação era a mesma, talvez o receio fez com que os policiais agissem deste modo, não justifica o erro, mas é um fator a ser colocado na discussão. Mas queria mesmo é ver a mesma indignação do povo, do judiciário e da imprensa quando um policial morre em serviço, defendendo a sociedade, o silêncio neste caso chega a ser ensurdecedor!

  • Luiz Ibirité disse:

    Caro Chico do alto dos meus 40 anos, ver estas imagens fico numa sensação de impotência enorme, covardia sem tamanho, da mesmo pra ouvir os gritos dele e só de pensar uma agonia danada, o ser humano tem conseguido provocar na gente um sentimento q a cada dia q passa fica sem legenda, como amar o próximo desta forma?

  • Jerônimo disse:

    Chico, respondendo a sua pergunta: o que leva uma autoridade policial a matar alguém asfixiado, sem chance de defesa?

    A deformação na formação das polícias e principalmente, o apoio incondicional da velha mídia à violência policial.

    A “câmara de gás” improvisada pela PRF foi feita a luz do dia, em frente de dezenas de pessoas, gravada ao vivo e nem isso intimidou os agentes. Isso demonstra mais do que a certeza da impunidade. Essa ação vil, covarde, perversa demonstra que a formação das forças policiais precisa, URGENTEMENTE, ser revista. Os “erros” das forças policiais são recorrentes e acontecem em todas as esferas, logo, o problema não está naqueles agentes da PRF, em específico, mas na formação ideológica que os molda o treinamento de TODAS as forças policiais, no Brasil.

    Na mesma linha, em nenhum país civilizado programas como esses “Brasil Urgente” e “Cidade Alerta”, poderiam passar no horário vespertino, como se fossem um show de variedades. Essa normalização da espetacularização do absurdo, essa necessidade de dar visibilidade a tudo e dar audiência a qualquer custo faz com que policiais como estes, que protagonizaram essa ação da PRF, sejam depois, entrevistados como estrelas do show business. Aí…aparecem figuras como o Sargento Fahur, exaltados pelos “programas policiais” e que, dada a fama, se elegem deputado federal: https://www.youtube.com/watch?v=rKGUsl31G48

    Some-se a este quadro, a pulsão de morte disseminada pelo miliciano federal, está pronta a fórmula para a fascisação das forças policiais, em todos os níveis. É bom lembrar que o facínora já tentou, por duas vezes, passar o projeto de ampliação do “excludente de ilicitude” e que também, por duas vezes, tentou tirar dos governadores o comando da polícias estaduais. Essa tendência autoritária, regressiva, conservadora e assassina que avança no Brasil está destruindo muito rapidamente, o já frágil tecido social brasileiro.

    Esse sujeito desprezível, que ocupa indevidamente a presidência, açula o braço armado do Estado contra o cidadão pobre, para assim tentar manter, à força, o controle das massas em um período de carestia, desalento e desespero. O psicopata sabe que perderá as eleições e tenta, desesperadamente, agarrar-se aos seus semelhantes em busca de votos. Votos esses que, mesmo a peso de ouro das verbas do orçamento público, não serão suficientes, pois dinheiro nenhum no mundo conseguirá encobrir os erros dos quatro piores anos de um governo federal, depois da redemocratização.

    O meliante sairá da presidência, ao final de 2022, mas a anátema deixada por ele, infelizmente, continuará existindo no Brasil por um bom tempo. Levaremos décadas para voltarmos a sermos um país minimamente civilizado….isso, se conseguirmos.

    Os idiotas falam tanto que a esquerda irá transformar o Brasil em Cuba, mas não percebem que a direita já transformou o Brasil em um grande Haiti: https://www.youtube.com/watch?v=MfAxBoxdlb0

  • João Carlos Meireles disse:

    Eu tenho mais medo da policia que dos bandidos.

  • Silvio Torres disse:

    Com o apoio da mídia assassina, do judiciário assassino, da classe política homicida e do empresariado quadrúpede e genocida, o otário do povo brasileiro escolheu esse caminho. Está pagando desde 2016.

  • Eduardo Silva disse:

    Chico, bom dia,

    Realmente inacreditável esses policiais colocarem um cidadão detido, algemado em uma viatura, jogar uma bomba de gás lacrimogênio dentro e ACHAR que o cara vai sair vivo dali de dentro, É MUITA BURRICE E INSANIDADE!

    Eu sempre falo que muitas pessoas em alguns minutos podem arruinar a sua vida, de sua família e de outras famílias para sempre, esse é o caso! SE tudo correr na forma da lei, esses policiais serão julgados, presos, serão expulsos da corporação e arruinarão suas vidas por um ato covarde e impensado!

    Curioso que a Polícia Rodoviária Federal tem em suas principais atribuições a fiscalização e controle de rodovias federais e agora estão presentes em operações em favelas do Rio e em casos como esse, sempre com um saldo negativo para a corporação.

    Esse mês aconteceu uma abordagem de um morador de rua em Fortaleza, ele tomar a arma do PRF e matar os dois policiais em uma ação desastrada e resultando na morte desses pms, ou seja, tem que aprimorar os treinamentos e condutas dessas forças policiais que servem para proteger o cidadão de bem e agir no restrito uso da força e das leis.

    Mas agora vão politizar esses fatos, colocar as ideologias baratas pra fora do armário e aproveitar para fazer panfletagem de botequim.

    Isso é o país que vivemos, INfelizmente!