Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

“Assim não dá pra aguentar”: gaúchos, paulistas e cariocas brigando pela Libertadores, os nossos por vaga na semifinal do Mineiro

Na capa do Uai, Ricardo Oliveira e Marcelo Moreno, que vão comandar os ataques de Atlético e Cruzeiro no clássico (Fotos: Bruno Cantini/Atlético e Bruno Haddad/Cruzeiro)

Pois é! Foi o jornalista Eduardo Costa quem fez este alerta no “MG NO AR”, o ótimo programa dele na Rede Record esta semana: “Seis brasileiros jogando pela primeira rodada da Libertadores. À exceção do São Paulo, todos venceram, sendo que o Grêmio, Palmeiras, Flamengo e Santos, fora de casa, e o Internacional em Porto Alegre. Enquanto isso, aqui nas montanhas, Atlético e Cruzeiro, brigando por uma vaguinha na semifinal do Campeonato Mineiro…

Assim eu num vou aguentar…, concluiu o Eduardo Costa. (Foto do site da Record Minas).

Realmente, nenhum mineiro merece, mas essa é a nossa realidade e espero que seja momentânea.

Mas aí você abre o jornal e vê como principais atrações e esperanças de gols das nossas maiores torcidas, as fotos do Ricardo Oliveira, 40 anos de idade (no próximo dia 6 de maio), e Marcelo Moreno, que não é tão velho (vai completar 33 dia 18 de junho), mas que retorna ao Cruzeiro depois de rodar meio mundo e vindo do futebol chinês.

Um jogador da própria base ou uma aposta em um jovem promissor, entre tantos nos muitos clubes do interior de Minas, certamente geraria uma expectativa melhor e mais paciência por parte de atleticanos e cruzeirenses.

Mas… vida que segue!


Deixe uma resposta para Horacio Cancelar resposta

Comentários:
2
  • Horacio disse:

    “Um jogador da própria base ou uma aposta em um jovem promissor, entre tantos nos muitos clubes do interior de Minas, certamente geraria uma expectativa melhor e mais paciência por parte de atleticanos…” Eu não tenho visto isto… a torcida pediu Tardelli, não é novo nem veio da base e ainda quer escalar os medalhões contratados, a peso de ouro, que ainda não apresentaram futebol.
    Se um jogador da base cometer um dos muitos erros que um destes recém contratados cometeu, já teria sido expulso do clube a pontapés.
    O certo é que continuamos a fazer as mesmas apostas, jogadores de outras praças, jogadores já na terceira dentição, técnicos de 4 em 4 meses e isto a pelo menos 3 anos. Da base não ficou ninguém. Não há futebol que suporte tantas apostas, todas milionárias, sem resultado algum, todas deram em nada.
    Acho que Sampaoli pode dar certo, fez análise correta do futebol no Brasil, aceitou a empreitada porque vai jogar um único campeonato com tempo para armar e treinar.
    E o spike tem razão, de importante os maiores clubes daqui só brigam pela sobrevivência. Agora vamos ver como vão se sair as empresas de radio-difusão, passar paninho em práticas obscuras e incentivar decisões absurdas deu nisso aí.

  • Humberto disse:

    A ruindade dos 2 times é tão grande, que sinceramente tudo pode acontecer.