Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Atlético x Figueirense, jogo de volta fora de casa; Cruzeiro x Palmeiras, decisão da vaga no Mineirão

CAM

O Galo fez jogos heróicos ano passado para chegar ao título da Copa do Brasil

Como diria o Tim Maia, “tudo é tudo e nada é nada” na Copa do Brasil, em que qualquer vacilo pode por tudo a perder. Clubes menores costumam se agigantar porque é a única oportunidade de seus jogadores saírem do anonimato e almejar uma transferência que melhore a situação profissional de todos.

Teoricamente decidir em casa é melhor, mas há incontáveis casos de placar no primeiro jogo não ser invertido na partida de volta. E há exemplos épicos como o Atlético ano passado contra Flamengo e Corinthians, quando tomou gol inicial e tudo parecia perdido, já que teria que golear para seguir adiante.

E com novidades no regulamento já que o jogos das quartas de final sairão de sorteio e gol fora de casa não será mais critério de desempate na final.

Os confrontos:

Santos X Corinthians

Flamengo X Vasco

Palmeiras X Cruzeiro

Coritiba X Grêmio

São Paulo X Ceará

Atlético X Figueirense

Fluminense X Paysandu

Internacional X Ituano


Roberto Marques reestreia esta noite na Rádio Inconfidência

ROBERTODINAMITE

Roberto “Dinamite” Marques entre Kleyton Borges e a apresentadora Kátia Pereira, da Itatiaia

 

Obrigado ao Roger, comentarista do blog, que informa:

* “Hoje 04/08/2015 volta um dos maiores locutores esportivo, Roberto Marques (Dinamite). O locutor explosão do rádio brasileiro
América x Paraná às 21:00 no Estádio Independência
Será a reestreia na Rádio Inconfidência, equipe comandada por Willy Gonzer…”

O comando da equipe é do José Augusto Toscano.


Cruzeiro está contratando Ariel Cabral, meia do Velez. Era colega de Lucas Pratto e pelo vídeo parece ser muito bom jogador

ARIEL

Alejandro Ariel Cabral, de 27 anos, ex-Vélez Sarsfield 

Do Superesportes:

* “Cruzeiro aguarda exames médicos e ‘ajustes’ para anunciar contratação de meia argentino”

Ex-jogador do Vélez Sarsfield, Ariel Cabral chegará a Belo Horizonte nesta terça.

“A contratação está encaminhada, mas ainda não é definitivo. O jogador está livre, liberado, já vinha sendo monitorado pelo Valdir (Barbosa) há algum tempo e agora estamos em fase final de negociação. Restam ajustes e exames médicos”, disse o dirigente. Ainda de acordo com Tinôco, a indicação foi compartilhada entre a diretoria do Cruzeiro e o técnico Vanderlei Luxemburgo…

Veja jogadas e gols dele neste link:

http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2015/08/03/noticia_cruzeiro,316388/cruzeiro-aguarda-exames-medicos-e-ajustes-para-anunciar-contratacao-de-meia-argentino.shtml


Prometeu e pagou: o atleticano que ficou dois anos sem tomar cerveja pela conquista da Libertadores

tela promessa

O designer e atleticano fanático Rafael Teixeira fez uma promessa caso o Galo conquistasse a Libertadores de 2013: ficar sem beber cerveja por dois anos. E como um bom pagador de promessas, o Rafael conseguiu cumprir os 712 dias sem dar um gole sequer da boa gelada.

O que ele não podia imaginar era que, no dia em que celebraria o fim de sua promessa, ganharia uma visita especial dessas de fazer o coração acelerar. Coube ao Caixa narrar esse momento ao vivo. O vídeo pode ser visto aqui, na página oficial da Brahma no Facebook.

Ação promocional muito bacana desenvolvida pela agência de comunicação Lápis Raro.


Hoje é aniversário de um dos grandes do nosso futebol: Paulo Isidoro

timedossonhos

Em 2013, a revista Placar fez enquete que mais uma vez escalou Paulo Isidoro no “Time dos Sonhos” do Atlético. Com a passagem do Ronaldinho Gaúcho pelo Galo, essa escalação pode ter sido alterada, mas na época foi essa turma de feras aí: Nelinho, João Leite, Luizinho, Vantuir, Cincunegui e Toninho Cerezo. Agachados: Oldair, Paulo Isidoro, Reinaldo, Dario e Éder. Técnico: Telê Santana

Você mexeria neste time ou continua sendo o “dos sonhos”?

pauloisidoro

Paulo Isidoro foi e continua sendo um fora de série, dentro e fora de campo. Paulo Isidoro de Jesus, nascido em Matozinhos em 1953. Jogou muito, uma das pessoas mais simples e gentis que conheci no futebol.

PAULO

Continua batendo uma bola redondinha e tive o prazer de revê-lo em campo nas comemorações de fundação da Confraria Galo Sertão, em Curvelo, mês passado.

Parabéns grande Paulo!

selecao

Nos preparativos para as eliminatórias e Copa do Mundo de 1982, na Espanha: João Leite, Toninho Cerezzo, Luisinho, Oscar, Edevaldo e Júnior; agachados: Nocaute Jack, Tita, Paulo Isidoro, Sócrates, Batista e Zé Sérgio.

camisiortiz

Começo da carreira neste time inesquecível do Galo: Márcio Paulada, Ortiz, Getúlio, Dionisio, Cerezzo e Wantuir; Marinho, Danival, ele, Reinaldo e Marcelo.

No site do Milton Neves, mais detalhes da carreira do Paulo Isidoro:

(mais…)


Boa rodada, mas é bom ficar de olho em Ronaldinho e este Fluminense!

CRU

Essa rodada do Brasileiro foi marcada pela estreia de Ronaldinho Gaúcho contra o Grêmio no Maracanã. Vitória de 1 a 0 com passe dele para o gol e atuação acima das expectativas, especialmente no que se refere à condição física. Previa-se que jogaria 45 minutos, mas jogou a partida toda. Não teria mais espaço no atual Atlético, cujo sistema tático é fundamentado na velocidade, porém, será útil ao Fluminense, que tem muitos jovens no time e um Fred, que poderá se beneficiar demais da precisão dos passes e cruzamentos do R10. O campeonato promete ser uma gangorra até o fim. Por enquanto o Atlético está conseguindo ficar fora dela, mantendo-se na liderança, porém por apenas dois pontos de diferença em relação ao vice-líder, Corinthians. E a cinco desse Fluminense do Ronaldinho; um perigo fora das quatro linhas, e agora também dentro. O Palmeiras teve a sua sequência de vitórias interrompida, dentro de casa, pelo Atlético-PR, com gol do sempre gordo e oportunista Walter.

O empate do Cruzeiro com o Sport foi ótimo negócio. Foi um time fechado, mas desperdiçou oportunidades e fez um jogo equilibrado.

 

Alternativas

 

Com elenco limitado resta a Luxemburgo testar formações. O cruzeirense João Chiabi Duarte, famoso nas redes sociais ligadas ao Cruzeiro, fez uma avaliação interessante: “… coadjuvantes passaram a titulares, com a saída dos melhores…o que é fato. Neste quesito é inegável a queda de rendimento de Mayke, Léo, Henrique e William do Bigode, que foram importantes em 2014.”.

 

Mais testes

 

Prossegue o João: “…Luxemburgo manteve o sistema e trocou as peças, para tentar reencaixar os jogadores buscando uma nova posição que facilitasse um melhor rendimento em campo de Arrascaeta por exemplo. Tentou com os 3 meias de lado de campo e novamente não funcionou, como nos tempos de Marcelo. Tentou com Marcos Vinícius, mas, o garoto ainda não está à vontade no time profissional.”

 

Retranca

 

E finaliza o João Chiabi: “… pode ser que demore um pouco mais a se encaixar, mas, é jogador de grande potencial. Então, o que faz Luxemburgo ? Aparentemente, retranca o time ao tirar um meia-atacante para colocar um 3º volante em campo, mudando o sistema, procurando dar mais consistência defensiva.”

 

Faz parte

O empate do Vitória no fim do jogo frustrou a todos que querem ver o América em primeiro na classificação, porém o resultado foi bom. Além de fora de casa o time manteve a postura aguerrida e tecnicamente fez um jogo melhor do que os anteriores. Falhas como a cometida pelo Alisson ocorrem e sempre ocorrerão no futebol, mesmo se tratando de um bom jogador como ele.


As mudanças do Luxemburgo para tentar fazer o Cruzeiro voltar a vencer

LUX

Foto: Superesportes

Muito interessante a avaliação do cruzeirense João Chiabi Duarte sobre o atual momento do Cruzeiro e o jogo contra o Sport em Recife:

* Porque mudar o sistema tático?

☻ Qual a razão de Luxa para mudar o sistema tático do Cruzeiro ?

– Quem tem sofrido acompanhando os jogos do Cruzeiro já notou que do jeito que o time joga é muito difícil chegar ao gol adversário. A transição do meio com Charles e Henrique é muito lenta. Os laterais passam, mas, ao invés de ir ao fundo e centrar, levantam a bola da intermediária, oferecendo nítida vantagem aos defensores adversários. Assim, quem joga de NOVE no Cruzeiro morre à míngua porque dificilmente recebe uma bola boa para concluir ou fica no mano-a-mano com um zagueiro adversário, que lhe configuraria teórica vantagem.

As melhores oportunidades têm sido criadas por Marinho, que com velocidade e dribles tem levado vantagem sobre o marcador, mas, tem sido infeliz nas conclusões ou erra nos passes, mas, também os outros colegas de ataque não ajudam, sempre chegam atrasados ao lance, ou se posicionam mal.

O Cruzeiro atual não se encaixou no 4-2-3-1 exatamente porque faltava um armador centralizado com o pulmão de Ricardo Goulart e outro armador como Éverton Ribeiro que saia da ponta para o meio e fazia estragos com a sua criatividade e capacidade de dribles. E principalmente em função da má fase longa de vários jogadores que de coadjuvantes passaram a titulares, com a saída dos melhores jogadores do elenco… o que é fato. Neste quesito é inegável a queda de rendimento de Mayke, Léo, Henrique e William do Bigode, que foram importantes em 2014.

Luxemburgo manteve o sistema e trocou as peças, para tentar re-encaixar os jogadores buscando uma nova posição que facilitasse um melhor rendimento em campo de Arrascaeta por exemplo. Tentou com os 3 meias de lado de campo e novamente não funcionou, como nos tempos de Marcelo Oliveira. Tentou com Marcos Vinícius, mas, o garoto embora não tivesse decepcionado, ainda não está à vontade no time profissional, pode ser que demore um pouco mais a se encaixar, mas, é jogador de grande potencial.

Então, o que faz Luxemburgo ?

Aparentemente, retranca o time ao tirar um meia-atacante para colocar um 3º volante em campo, mudando o sistema, procurando dar mais consistência defensiva.

As informações dão conta que Luxemburgo vai usar 3 volantes ( Willians de 1º volante centralizado, Henrique pela direita e Charles pela esquerda), 2 meias atacantes (Marinho pela direita e Álisson pela esquerda) para fazerem companhia a Vinícius Araújo, que neste momento recebe a preferência do treinador por ser um jogador mais veloz que Leandro Damião. E tentará fazer a ligação mais rápida com Mayke e Fabrício, alternando com uma construção defensiva mais firme, com Henrique e Charles se alternando no apoio ao ataque, buscando tabelar pelo meio e buscando os chutes de média distância.

O ponto fraco desta formação reside na velocidade de transição de nossos armadores (Charles e Henrique), mas, isto pode ser compensado com a velocidade dos nossos laterais e com os 3 homens de frente. Bem treinado o 4-3-1-2 é o sistema mais equilibrado que eu conheço, porque permite atacar e defender sempre com pelo menos 7 jogadores. Mas, o ideal é que o3º homem de meio fosse um organizador de jogo, aquele que pensa, que coordena e que dá o ritmo. É este jogador a quem venho me referindo a bastante tempo, que permitiria uma variação tática muito importante.

Um jogador destas características não é tão complicado assim de se encontrar, só que os homens do futebol do Cruzeiro perderam várias chances. Cito : Federico Mancuello (Independiente), Paulo Henrique Ganso(está mal posicionado no elenco do São Paulo e em litígio com a torcida), Edwin Cardona(era o famoso DEZ do Nacional de Medellin e se foi para o Monterrey onde não se adaptou e poderia encontrar nova motivação no Cruzeiro) e vejo que Cícero seria muito bem vindo neste momento, porque alia a capacidade de marcar, de vir de trás, com boa chegada na área inclusive com um tempo de bola aérea sensacional. Mas, o Cruzeiro está bobeando em não fazer acordo com o Fluminense, mesmo que isto nos custe ceder o bom garoto Élber. E a razão é simples, o Cruzeiro precisa de um jogador experiente e com o perfil dele para nos ajudar na construção de jogadas.

Todo sistema tático é bom e interessante se o clube tem as peças adequadas para a implementação do mesmo. Questionei a Marcelo Oliveira porque não testou outras formações, se o sistema que ele gosta de atuar não funcionava com o grupo atual e o elenco que teve nas mãos. Ele até tentou jogar com 3 volantes contra o Racing (derrota de 3 x 1) na Argentina, mas, além de escolher errado as peças, posicionou os jogadores de forma equivocada em campo e o resultado foi muito ruim.

Mas, nenhum sistema tático resiste a atuações ruins de mais de 50% dos jogadores e este ano, vimos este filme se repetir por várias vezes, tanto com Marcelo quanto com Luxemburgo. E os jogadores que tiveram atuações fracas eram aqueles nos quais se depositava a maior esperança, porque vinham de uma temporada anterior pelo menos razoável (Mayke, William do Bigode) ou ótima (Léo, Henrique).
Mas, vejamos como o time vai se comportar diante do Sport em Recife.

☻ O que nos mostra a história deste confronto ? (mais…)


Epopéia e agruras de um cidadão que tentou assistir a um jogo de futebol no Mineirão II

MINEIRAO

Obrigado ao Éber Santos Júnior, leitor da minha coluna no Super Notícia, que nos enviou este relato:

* Acabo de ler sua coluna no SUPER NOTÍCIA e não poderia deixar de relatar um fato ocorrido ontem (quarta-feira).
Trabalhei até às 19h ontem no bairro Funcionários e saí rapidinho pra minha casa no bairro Castelo, onde deixei o carro e peguei um táxi. Paguei R$ 11,60 para andar no táxi até onde o trânsito permitiu, desci e andei cerca 1Km a pé para chegar no Mineirão. Ao final do jogo saí rapidamente e peguei um outro táxi. Gastei exatamente UMA HORA para chegar em casa (paguei R$ 35,70), morando a pouco mais de 3Km do Mineirão! Um absurdo!
Cá estou eu agora trabalhando novamente desde às 7h, com os olhos ardendo de sono, pois adormeci quase 2h da manhã.
Parabéns à emissora que detém os direitos de transmissão e marca um jogo para 22h e à nossa Polícia Militar e BHTrans (parabéns às duas pois não sei de quem é a ideia geniosa de restringir a circulação e o estacionamento nas imediações do Mineirão).
É realmente lamentável!
Saudações!
Éber Assis dos Santos Júnior / 
Médico Clínico da Prefeitura de BH
Médico Perito do INSS
Pescador
Cozinheiro nas horas de folga…

Éber Santos Júnior


Epopéia e agruras de um cidadão que tentou assistir a um jogo de futebol no Mineirão

AFC

Parece mentira mas é verdade o que alguém passa para conseguir assistir a um jogo no Mineirão. Depoimento do americano Márcio Amorim aqui no blog:

* “Senti isto na pele ano passado. Guardo, até hoje, como lembrança sinistra, o meu ingresso do jogo entre América 3 X Joinvile 1, no Mineirão, pela série B. Enfrentei uma fila de carros para entrar no estacionamento e, quando faltavam uns três ou quatro carros para que eu pudesse entrar, veio um cidadão, falando que estava lotado.

Disse que deveríamos continuar contornando o estádio, para entrar no outro portão. O jogo já estava em andamento, havia já uns 20 minutos. Continuei contornando e achei o tal portão fechado. Veio outro cidadão e disse que deveríamos afastar e estacionar na rua, onde era permitido: muito longe, já que nas imediações é proibido.

Estacionei na minha garagem e consegui assistir ao segundo tempo na TV. Fico imaginando como deve ser em jogos de Atlético e Cruzeiro, porque, no caso que contei, o público foi de 19.000 pagantes e voltaram uns 10.000. Uma lástima!”

* Márcio Amorim


O grande Mário Henrique “Caixa” está precisando da ajuda de todo mundo para entender algo

CAIXA

Ele mesmo quem twittou hoje depois do almoço:

Mário Henrique Caixa ‏@mariocaixa 

E os garçons do Porcão fizeram questão de tirar foto comigo segurando o “Pratto”. Será porque?…rs


Página 1 de 84912345...102030...Última »