Conquista irretocável que premia mais uma vez a competência

23 de novembro de 2014 às 18:21

A conquista do Cruzeiro premia a política do presidente Gilvan de Pinho Tavares de segurar os principais jogadores, comissão técnica e ainda reforçar o elenco pontualmente, para suprir as carências detectadas no elenco campeão do ano passado. Assim como em 2013 a campanha deste ano impressiona pela regularidade em toda a competição e a determinação dos jogadores em cada jogo, como exige um campeonato disputado em pontos corridos. Os tropeços no segundo turno não chegaram a abalar a corrida pelo título já que o crédito acumulado na primeira metade da competição foi muito grande, combinado com a dificuldade natural que os concorrentes tiveram, já que o Brasileiro é um dos torneios mais difíceis do mundo.

O feito cruzeirense se reveste de grandeza maior ainda porque se trata do único clube fora do eixo Rio/SP a quebrar a hegemonia de cariocas e paulistas, que se revezam nas conquistas dos títulos desde a adoção da fórmula por pontos corridos em 2003. Missão dificílima já que as cotas de patrocínio e direitos televisivos dos clubes de lá são muito maiores, o que possibilita a eles fazer maiores investimentos em jogadores, comissões técnicas e condições de trabalho. A competência da diretoria cruzeirense para montar este grupo é que tem feito diferença por dois anos consecutivos.

CRU

Foto: O Tempo

Tudo correu de acordo com os planos do técnico Marcelo Oliveira de garantir o título e não desgastar demais o time para o jogo decisivo da Copa do Brasil contra o Atlético na quarta-feira. A vitória sobre o Goiás foi tranqüila, em um bom jogo, onde a superioridade azul foi absoluta. O time goiano valorizou a vitória. Correu muito, não jogou retrancado e também não apelou para o anti-jogo.

-

Mais um reflexo do ótimo momento do futebol mineiro é a presença maciça da imprensa de todo o país em Belo Horizonte desde sexta-feira, até quinta. Companheiros da maioria dos estados vieram para cobrir o último treino do Cruzeiro antes da oficialização do título ontem e ficarão até a final da Copa do Brasil, na quarta, entre dois mineiros.

-

Além do campeão brasileiro e da Copa do Brasil, é também de Minas Gerais o campeão nacional da Série D, o Tombense. Boa e América estão na disputa da última vaga na Série A, e não foi o grave erro administrativo, que lhe tirou seis pontos, o Coelho já estaria garantido na elite em 2015.

gramadoFoto: Leo Gomide

O fato negativo de ontem foi a exposição, mais uma vez, da impotência da administração do Mineirão para resolver os problemas causados pelas chuvas, que vêm desde a reinauguração do estádio. O gramado alagado prejudicou a qualidade da partida e as goteiras sobre a tribuna de imprensa dificultaram o trabalho de muitos jornalistas, além de ter danificado equipamentos.

-

Importante na derrota do Atlético para o Internacional é que os jovens jogadores lançados pelo Levir Culpi corresponderam e deram conta do recado. O time mostrou personalidade contra um adversário poderoso que jogava em casa com necessidade de vitória para se inserir na zona da Libertadores. E que venceu com preciosa ajuda do árbitro carioca Pericles Bassols

Segundo tempo arrasador e a mão na Taça pronta para levantá-la

20 de novembro de 2014 às 22:54

No fim do primeiro tempo o companheiro Jorge Luiz Rodrigues, do O Globo twittou:

‏@jorgeluizrod

“Vantagem mínima do Grêmio foi até lucro para o Cruzeiro. Time precisa jogar nos 45 minutos finais – o que não fez no 1° tempo.”

E no segundo tempo o time foi outro, agressivo e determinado. Nos primeiros 45 minutos só deu Grêmio, que além do gol, aos 13, com Riveros, chutou bola no travessão e poderia ter feito mais gols.

Henrique, suspenso, faz muita falta. Farias marca muito mas é limitado para atacar. Marcelo Oliveira optou por formação mais defensiva, com Mayke, Egidio e Lucas Silva no banco. Atacou quase nada, tanto que o primeiro chute ao gol gremista foi só aos 31, fraco, do Julio Baptista.

Certamente o Marcelo Oliveira deu uma injeção de ânimo nos jogadores que na etapa final tiveram postura totalmente diferente, e com as entradas de Egidio e Mayke nos lugares de Ceará e Samúdio. Aí foi a vez do Grêmio demorar a fazer uma jogada de perigo: só aos 19, dois minutos antes do Ricardo Goulart, oportunista, aproveitar rebote do goleiro Marcelo Grohe a chute do William e empatar.

O time gaúcho foi com tudo ao ataque para buscar a vitória e caiu no jogo que o Cruzeiro mais gosta: contra ataques! E num desses, Everton Ribeiro, aos 32 minutos, recebeu em alata velocidade do Mayke e matou o jogo para por a mão na Taça e confirmá-la domingo no Mineirão, em caso de vitória sobre o Goiás.

CRU

-

Mais cedo o Fluminense conseguiu tomar de 4 a 1 da Chapecoense em pleno Maracanã.

Torcida do Galo poderá assistir a final através de telões no Independência

20 de novembro de 2014 às 21:54

Do portal do jornal O Tempo:

* “Independência terá transmissão da final para atleticanos”

Ingressos variam de R$ 20 a R$ 80, com meia entrada; venda começa nesta sexta-feira nas bilheterias do estádio

O torcedor do Atlético que não poderá ir ao Mineirão para a decisão da Copa do Brasil, dia 26, terá seu reduto à disposição para acompanhar seu time. O Independência receberá telões para a transmissão da partida.

Os ingressos começam a ser vendidos nesta sexta-feira, a partir das 10h, nas bilheterias do estádio. Os preços variam de R$ 20 a R$ 80, com meia entrada em todos os setores.

CAM

Confira os detalhes:

Supertransmissão Arena Brahma Independência
Final da Copa do Brasil – Cruzeiro x Atlético

Abertura dos portões: a partir das 19h

Ingressos: a partir desta sexta-feira (21), as 10h, nas bilheteias do estádio

Setor Especial Minas (Portão 6) – R$ 20 (inteira) / R$ 10 (meia)
Setor Especial Pitangui (Portão 3) – R$ R$ 40 (inteira) / R$ 20 (meia)
Setor Especial Ismênia (Portão 2) – R$ R$ 40 (inteira) / R$ 20 (meia)
Setor VIP Pitangui (Portão 4) – R$ 80 (inteira) / R$ 40 (meia)
Setor VIP Minas (Portão 9) – R$ 80 (inteira) / R$ 40 (meia)

http://www.otempo.com.br/superfc/futebol/independ%C3%AAncia-ter%C3%A1-transmiss%C3%A3o-da-final-para-atleticanos-1.950282?utm_medium=twitter&utm_source=twitterfeed

-

Enquanto isso:

* “O  Tribunal de Justiça de Minas Gerais  acatou a ação do Ministério Público e determinou que o Cruzeiro comercialize ingressos para a torcida do Atlético a preço não superior a R$500, sob multa de R$10.000 para cada bilhete vendido para o setor roxo acima desse valor. Segundo o juiz José Maurício Cantarino Villela, que analisou a ação, o valor do ingresso a R$ 1.000 revela um aumento aproximado de 833,33%, acima dos preços destinados aos setores vip do estádio, sendo que o setor roxo não assume condição física e de conforto iguais ao referido setor…”
http://www.otempo.com.br/superfc/tj-determina-redu%C3%A7%C3%A3o-dos-ingressos-do-atl%C3%A9tico-para-r-500-1.950216

Aposentadoria de camisas: tomara que a moda não pegue

20 de novembro de 2014 às 12:34

Aposentadoria de camisas: tomara que a moda não pegue

O ser humano é mortal, as instituições, em condições normais de temperatura e pressão são imortais, e mesmo quando fecham as portas, podem reabrir no futuro, diferentemente de nós, indivíduos. Por isso entendo que um clube de futebol está acima de quem os fundou e a quem os ajudou a sobreviver e se tornar grande. Em esportes coletivos ninguém faz nada sozinho. Nem Pelé, melhor do mundo em todos os tempos, é maior que o Santos Futebol Clube. Não jogava sozinho e além do mais, jogava profissionalmente e se não fosse um clube de futebol ele não seria “Pelé”, pois teria que adotar outra profissão para garantir o seu sustento.

Este discurso todo para dizer que considero ridícula e demagógica esta conversa de “aposentar” números de camisas que tornaram determinados jogadores famosos.

Há outras maneiras, melhores e mais educativas, de se eternizar benfeitores, sejam jogadores, treinadores e dirigentes. O Manchester United é um dos bons exemplos mundiais, como nesta estátua, onde homenageia ao mesmo tempo três grandes ídolos, eternos:

ESTATUAS

George Best (esq), Dennis Law e Bobby Charlton.

Gostaria da opinião das senhoras e senhores do blog porque alguém pode ter argumentos que me convençam que estou errado.

Vejam esta nota na coluna Painel FC, da Folha de S. Paulo, de hoje:

“Dois números podem ser aposentados nos uniformes de São Paulo e Santos em 2015. Grupo de são-paulinos apresentou ao presidente Carlos Miguel Aidar a ideia de que ninguém mais use a camisa 1 depois que Rogério Ceni parar. Prometem fazer pressão no conselho deliberativo que a proposta seja aprovada. Uma das promessas de Nabil Khaznadar, candidato a presidente do Santos, é retirar a camisa 10, em homenagem a Pelé.”

-

Aliás, sugiro um site muito interessante sobre estátuas, bustos e outras homenagens a grandes nomes da história do futebol:

http://futirinhas.com/times/estatuas-no-mundo-do-futebol/

Dá-lhes Duke! Final da Copa do Brasil: jogadores continuam de fora; agora entram Promotores e Juízes!

20 de novembro de 2014 às 07:11

Além dos dirigentes e advogados a imprensa esportiva nacional passa a falar agora, também, dos nomes de Promotores e Juízes togados, já que a batalha decisiva da Copa do Brasil, ganha o campo da Justiça, ao invés de ficar apenas entre os jogadores e treinadores do Galo e da Raposa.

Notícia do Globoesporte.com:

“O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) propôs uma Ação Civil Pública contra o Cruzeiro, mandante da segunda e decisiva partida da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira. Provocado pelo Atlético-MG, o órgão considerou abusivo o preço de R$ 1.000 estipulado para os ingressos do setor “Roxo”, local destinado à torcida atleticana. Na ação, o MPMG pede que os ingressos sejam vendidos ao preço máximo de R$ 500, com possibilidade de compra de meia entrada.

Segundo o Ministério Público, a elevação dos preços dos ingressos sem justa causa afronta o Código de Defesa do Consumidor (CDC) e, por isso, o Cruzeiro pode ser multado em R$ 5 milhões caso a liminar solicitada pelo Galo não seja concedida a tempo.”

http://globoesporte.globo.com/mg/noticia/2014/11/ministerio-publico-pede-preco-menor-de-ingresso-na-final-da-copa-do-brasil.html

Excelente matéria prima para o Duke desenhar ótimas charges como essa:

KAGIL

No Super Notícia, de ontem!

Aos gritos de “o freguês voltou”, Flamengo escapou de goleada maior

19 de novembro de 2014 às 23:01

Mais uma noite inspirada do Atlético que tornou o jogo contra o Flamengo fácil, do princípio ao fim, goleando por 4 a 0, sem permitir reação do time comandado por Vanderlei Luxemburgo. Com direito a erro grave da arbitragem do senhor Flávio Rodrigues de Souza (SP) que avalizou a mancada do auxiliar Alessandro Rocha de Matos que invalidou gol legítimo do Carlos, o que seria o 3 a 0.

O time todo foi muito bem com destaque especial para Luan, o lateral Douglas Santos, Dátolo e Diego Tardelli, que jogou graças a efeito suspensivo que o Atlético conseguiu no fim da tarde junto ao STJD.

Dodô entrou no lugar do Luan e marcou mais um gol.

No Flamengo o destaque foi o goleiro Paulo Vitor que evitou uma goleada maior.

O Galo dorme no G4 porém o Grêmio pode ultrapassá-lo, caso vença o Cruzeiro esta noite.

O Fluminense tem um filet macio em casa nesta quinta-feira, a Chapecoense, mas está com 57 pontos, o Galo 61.

CAMFLA

Foto twittada pelo Igor Tep da 98FM

-

Curiosidades interessantes nos jogos desta noite, como a derrota do Botafogo em São Januário para o Figueirense, 1 a 0, e o quase rebaixamento. Minutos antes, Jóbson desperdiçou um pênalti, chutando nas nuvens.

-

O Palmeiras fez uma festa danada para inaugurar o seu belo estádio, mas tomou de 2 a 0 do Sport Recife. O primeiro gol da nova casa foi do Ananias.

E Jorge Luiz do jornal O Globo twittou:

ananias

Jorge Luiz Rodrigues ‏@jorgeluizrod

Ananias e Patric, dois ex-jogadores do Palmeiras. Que sina!

O preço do atraso, do futebol e do Brasil!

19 de novembro de 2014 às 14:06

Semana passada escrevi que apesar de gostar muito de futebol jamais pagaria de R$ 400 a R$ 700,00 por um ingresso de qualquer jogo, entre quaisquer times e em qualquer estádio. Considerava um absurdo estes valores para a primeira partida da final da Copa do Brasil entre Atlético e Cruzeiro. O que dizer agora de R$ 1.000,00 para o segundo jogo? Apenas repetir o que também sempre digo quando o assunto é fanatismo: a razão passa longe dos fanáticos e de quem os comanda; seja no futebol ou na religião, responsáveis por massacres mundo afora em nome de uma crença.

Aí vem a pergunta que o bom senso manda fazer: quem ganha com isso? A resposta, óbvia: ninguém. E quem mais perde é o próprio futebol, outrora um esporte popular, hoje elitizado e a cada ano mais desacreditado.

Atlético e Cruzeiro ao invés de unirem suas forças, gigantes, para se fortalecerem, querem é aniquilar um ao outro e correm o risco de algum dia afundarem juntos. Estiveram perto disso em 2011, e quase acompanharam o América para a Série B. Se esqueceram rápido demais: o Atlético foi 15º, o Cruzeiro 16º e o América 19º.  Ações como essas para prejudicar o outro prejudicam é o espetáculo, principalmente a imagem de ambos e o faturamento futuro.

FURADA

Somos um país muito atrasado e o futebol expressa bem esta situação. Não só em estados como Minas, Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia onde apenas dois clubes disputam a hegemonia. No Rio e São Paulo, onde quatro são candidatos a protagonistas, os dirigentes também tomam medidas estapafúrdias e roubam as cenas dos noticiários, que deveriam ser dos jogadores.

-

Terrível é lembrar que sempre foi assim e quando você pensa que haverá mudanças positivas, com os novos tempos e as novas pessoas que chegam, a situação piora. A vaidade e a intolerância só aumentam. Isso enquanto estão envolvidos dirigentes honestos, como agora. Quando gatunos estão no poder os interesses inconfessáveis é que falam mais alto, sob outros pretextos.

-

Tanto antes do primeiro jogo, quanto este, do dia 26, os maiores espaços das rádios, TVs, jornais e internet são dedicados aos dirigentes e advogados dos clubes, como se tivessem algum valor de mercado ou agregassem às vendas de produtos dos times. Jogadores e treinadores viraram segundo plano.

Esporte Interativo negocia para entrar na grade da Sky e NET

19 de novembro de 2014 às 07:29

Da coluna Painel FC da Folha de S. Paulo:

* “Até agora… Depois de adquirir os direitos da Liga dos Campeões da Europa, representantes do Esporte Interativo tiveram reuniões com diretores da NET e Sky, principais operadoras de TV a cabo do país. Ainda não houve acordo financeiro para que a emissora entre na grade.

Nova opção. O Esporte Interativo acena com a possibilidade de criar um novo canal por causa das transmissões da liga europeia.”

Esporte-interativo

-

Democrata-SL terá exposição na II Virada Cultural

19 de novembro de 2014 às 07:06

Neste fim de semana, pelo segundo ano consecutivo, Sete Lagoas terá a sua Virada Cultural, evento que em 2013 foi um sucesso e este ano promete ser melhor ainda. Vale a pena dar uma chegada à cidade para curtir uma ou mais atrações, cuja programação está também no site do jornal Sete Dias: www.setedias.com.br

A Associação Amigos do Democrata teve uma ótima iniciativa e enviou as seguintes informações:

* “Uma exposição durante a II Virada Cultural de Sete Lagoas contará um pouco da história dos 100 anos de fundação do Democrata Futebol Clube. Dez painéis com fotos e textos serão montados no Coreto da Praça Tiradentes no dia 22, sábado, onde ficarão até às 12:00 do domingo.

O responsável pela exposição é o democratense Daniel Lanza, um dos fundadores da Associação Amigos do Democrata e atual presidente do Conselho Fiscal. Segundo o expositor, os painéis mostrarão informações históricas do clube, os tempos de glória e fará uma ligação com a vida social de Sete Lagoas.

Todo o material exibido é fruto das pesquisas do CEDEM – Centro Democratense de Memória, criado pela Associação Amigos do Democrata em 2008, que recebe constantes informações e doações para compor o acervo histórico do clube.

Para valorizar ainda mais a exposição, as artes dos painéis serão elaboradas pelo designer gráfico Fabiano Diniz, que também é um democratense de carteirinha e sempre apoia as iniciativas ligadas ao clube sete-lagoano.

DFC

Equipe Vice-campeã Mineira em 1957

América mantém a dignidade dentro de campo e esperança de acesso permanece. Boa está quase lá!

19 de novembro de 2014 às 06:55

E imaginar que não fosse a incompetência fora de campo a torcida já poderia estar até comemorando a volta à Série A, hein!?

Do portal do jornal O Tempo:

* “Equipe mato-grossense saiu na frente com Mateus Lima, mas Thiago Santos e Gilson garantiram a vitória do Coelho”

ANTÔNIO ANDERSON

@SUPER_FC
De virada, o América venceu o Luverdense por 2 a 1 na noite desta terça-feira, no  estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT), e manteve suas chances de conquistar o acesso à elite nacional na próxima temporada. O time mato-grossense saiu na frente com um gol do atacante Mateus Lima, mas o alviverde virou o placar com gols do volante Thiago Santos e do lateral-esquerdo Gilson.

Com a vitória, o América chegou aos 55 pontos e subiu para o sétimo lugar na tabela de classificação da Série B. O Coelho tem um ponto menos que o Boa Esporte, que também na noite desta terça-feira venceu o Joinville por 1 a 0, gol do atacante Tomás, e  reassumiu o quarto lugar na tabela.

AFC

Gilson, grande atuação

http://www.otempo.com.br/superfc/am%C3%A9rica-vence-luverdense-de-virada-e-mant%C3%A9m-chances-do-acesso-1.949387?utm_medium=twitter&utm_source=twitterfeed

- – -

Mas quem está quase lá é o Boa que ontem venceu o Joinville por 1 a 0 e recebe em Varginha, sábado, o Oeste.

A classificação:

TIMES

P

J

V

E

D

GP

GC

SG

%

1

Joinville >>

69

36

21

6

9

53

31

22

63

2

Ponte Preta >>

68

36

19

11

6

60

36

24

62

3

Vasco >>

62

36

16

14

6

49

34

15

57

4

Boa E.C. >>

Subiu3

56

36

17

5

14

48

45

3

51

5

Atlético-GO >>

Desceu1

56

36

16

8

12

50

45

5

51

6

Avaí >>

Desceu1

56

36

16

8

12

45

40

5

51

7

América-MG >>

Subiu1

55

36

18

7

11

54

39

15

50

8

Ceará >>

Desceu2

54

36

15

9

12

56

51

5

50

9

Sampaio Corrêa >>

Subiu1

53

36

13

14

9

52

40

12

49

10

Santa Cruz >>

Desceu1

52

36

13

13

10

48

34

14

48

11

Náutico >>

49

36

14

7

15

39

45

-6

45

12

Paraná >>

47

36

12

11

13

40

41

-1

43

13

Luverdense >>

46

36

14

4

18

38

45

-7

42

14

ABC >>

Subiu1

45

36

13

6

17

29

35

-6

41

15

Oeste >>

Desceu1

45

36

11

12

13

38

47

-9

41

16

Bragantino >>

42

36

12

6

18

42

54

-12

38

17

América-RN >>

40

36

11

7

18

42

49

-7

37

18

Icasa >>

39

36

10

9

17

30

40

-10

36

19

Vila Nova-GO >>

29

36

9

2

25

29

63

-34

26

20

Portuguesa >>

25

36

4

13

19

26

54

-28

23

http://esportes.terra.com.br/futebol/brasileiro-serie-b/tabela/