Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Hoje é aniversário do repórter que virou lenda: Roberto Abras, que continua sendo um dos melhores do país

Eu (direita) ao lado dele, nos bons tempos em que os repórteres de campo podiam ficar ao lado do gramado do Mineirão e demais estádios brasileiros. Até podiam ter bancos para se sentar atrás dos gols, para ter visão privilegiadíssima dos lances. Foto de 1989, atrás do “gol da lagoa” da Pampulha. Da esquerda para a direita, Marcos Russo (então da Rádio Inconfidência), Almir Roberto (Rádio América), Roberto Abras (Itatiaia) e eu que era da TV Bandeirantes naquela época.

Em 2017 Roberto Abras estreava na Rádio Super 91,7, depois de se aposentar na Itatiaia

Liguei para cumprimentá-lo. Trata-se de um dos grandes amigos que fiz na profissão, mesmo defendendo emissoras diferentes, na cobertura do Atlético no início dos anos 1980. Eu, começando, na recém inaugurada Rádio Capital, ele já consagrado, na Itatiaia, que mandava na audiência já naquela época. A Capital montou um time fantástico e brigou palmo a palmo pelo primeiro lugar na audiência, principalmente no futebol. Foi a última emissora a dar um calor na Itatiaia, de 1979 a 1984. Um sonho que durou apenas cinco anos.

Só de cobertura do Galo, o Abras tem 58 anos, quase a minha idade. Chegou hoje aos 79, em plena forma, com a voz forte e vibrante que cativou milhões de ouvintes nestes anos todos; com seus boletins sérios, a credibilidade e as reportagens de campo que descrevem os lances e apresentam detalhes com competência rara. Sempre fui fã e continuo sendo.

Parabéns caro “Bob”, e obrigado pela amizade e ensinamentos.

Em foto enviada pelo Alex Elian, a quem agradeço, o Abras nos anos 1980

Roberto Abras numa das melhores equipes de esportes que o rádio brasileiro já teve: da esquerda para a direita: Osvaldo Faria,  Maurílio Costa,  Edson Rodrigues,  Gil Costa,  ele com o seu eterno jeito de cantor de tangos e boleros. O saudoso Paulo Roberto Pinto Coelho, José Luiz Aguiar, conhecido também como Mário Moreno.
Agachados: Vilibaldo Alves, o mais marcante locutor que já ouvi. Seu inconfundível “ADIVINHE!!!” continua vivo na memória de todos. Que pecado que tenha ido tão cedo, aos 54 anos, em 1994. O também saudoso Luiz Carlos Alves,  Toinzé, que era da retaguarda,  Geraldo Martins, locutor; também foi embora cedo; e Messias José. Essa foto me foi enviada pelo Luiz Carlos Alves; feita na Praça Raul Soares, em frente à sede do Diário de Minas, adquirido na época pela Itatiaia. Foi capa do disco lançado pela rádio com os gols da Copa do México de 1970.

Numa quinta-feira de novembro de 2016, tive a satisfação de tomar um café ele e o Carlos Quintão (direita), no Shopping Anchieta (o da emissão de passaportes da Polícia Federal, na Av. Francisco Deslandes, 900). Lá está a Cia. Dos Vistos, casa de câmbio e outras empresas ligadas ao turismo, do Quintão, uma das maiores autoridades do setor em Minas e no Rio.


Deixe uma resposta para ROBERTO ROSA ALADIAS Cancelar resposta

Comentários:
24
  • Eduardo Silva disse:

    Chico, boa tarde,

    Uma questão que ocorria nos clubes um tempo atrás era que os jornalistas de rádio, tv e jornais, setoristas de cada clube, tinham acesso ilimitado aos jogadores e a todos do time sem distinção.
    Tem até muitas histórias engraçadas de jogadores sendo entrevistados tomando banho após os jogos, peladões dentro da banheira, o acesso era ilimitado, não tinham filtros de perguntas e censura aos repórteres.

    No Cruzeiro um setorista que ficou muito tempo pela Itatiaia foi o Artur Moraes e no Alt Mineiro foi o Roberto Abras e na minha opinião pelo convívio diário no clube esses caras acabam criando um vínculo afetivo e muitas vezes pra não ficar mal com os dirigentes e elenco acabam omitindo notícias ruins, fatos que possam gerar problemas ao clube.

    Foram muitos os casos de repórteres que falaram mal e no outro dia eram proibidos de entrar no clube, isso no país inteiro, então de um modo geral a imprensa fica “cheia de dedos” pra tratar os dirigentes e jogadores para não criar inimizades.

    Esses dois passaram a ter inclusive uma identificação com as torcidas dos clubes, recebendo até bandeirões com suas fotos, ou seja, viraram repórteres-torcedores! Era muito engraçado quando o time perdia a indignação de cada um como se fossem torcedores da geral do clube.

    Hoje, as entrevistas são limitadas em dias e horários, os pofexores não deixam mais assistir aos treinos e no Alt Mineiro inclusive as perguntas eram censuradas, segundo o Domenico em recente entrevista, dizendo que o Sampaoli mandava censurar as perguntas nas coletivas e dava birra com perguntas mais contundentes ao seu trabalho.

    Mas, de qualquer forma, parabéns ao Roberto Abras, com sua voz rouca e inconfundível, digamos que um repórter icônico e pré-histórico da radiodifusão mineira, uma espécie jurássica em extinção! kkk

    O Chico que gosta de fotos antigas, olha essa dos jornalistas antes da inauguração do Mineirão na página do Milton Neves

    https://terceirotempo.uol.com.br/que-fim-levou/roberto-abras-3970

  • Juliano Salvador disse:

    No Crucru, o maior time das galáxias, iniciou-se a fase do BI-CALOTE. O volante Jean que anteriormente havia feito acordo com seus direitos sendo parcelados em 24 prestações de 40 mil, que seriam pagos a partir de janeiro de 2021, não recebeu nada ainda. A dívida aumentou 30%, mas o atleta nunca receberá e fica por isso mesmo. Todos já sabíamos disso! Agora, como é que fica o acerto dos HERÓIS do REBAIXAMENTO, que seriam ressarcidos em 2021??? E aquele monte de parcelamentos que vencem todo mês??? A imprensa de um modo geral só se preocupa com o futuro do Galo, o presente e a realidade Crucru não se TOCA no assunto, senão perdem a boquinha.

    • Eduardo Silva disse:

      Vc está coberto de razão! A imprensa do mundo inteiro persegue o Galo e protege o crucru! Mas a boquinha que vc fala é que eles recebem dinheiro do crucru?

      Hoje vc tomou seu remedinho para Síndrome do Perseguido?

      Vamos concordar, né? Vai que o cara é doente!

      • Juliano Salvador disse:

        A verdade dói né fã do Skank? Cuidado com AVC, eu sei que isso te machuca, mas você não sente. Saltitante e alegre esperando a hora de começar a Libertadores do sertão para o Crucru. BI da B!!!

        • Eduardo Silva disse:

          v6cê não respondeu…

          que boquinha a imprensa perde no crucru? diz ai: ____________________________________________________________________________

          ou é mais uma asneira que vc solta? se não tem nada pra falar, era melhor ficar calado!

  • Pedro Vítor disse:

    Há de se ressaltar também, que um grande montante, dessas dívidas exorbitantes, no Atlético, já estão equalizadas, e dentro do Profut, em 10 anos, serão pagas.

    No caso dos empréstimos, do Rubens Menin, também há de se ressaltar, que são investimentos, onde o empresário, irá receber em transações futuras, e ele já deixou bem claro, que não visa lucro, tanto é, que, exigiu chapa única, e quem fiscaliza hoje o clube, é o filho do Rubens.

    As outras dívidas sim, preocupa, principalmente, as da FIFA, onde há punição pesada. Muitas delas, são de empréstimos, e juros, que tem que ser pagas, em curto prazo.

    Já a do Cruzeiro, é muito mais significativa, primeiro, porque, não estão equalizadas, segundo, porque, a grande maioria, são trabalhistas, e terceiro, por causa de empréstimos e juros, talvez ate mais alto do que o atleticano, e quarto, porque o clube já há dois anos consecutivos, não tem receita. E ainda tem muitas pendencias FIFA, e débitos com outros clubes, como aquela do FRED, onde são obrigados a pagar 10 milhões.

    Enfim, o Atlético, deve bastante, mas já enxerga uma luz, no fim do túnel. Já o Cruzeiro, ainda não chegou ao final do buraco onde se meteu!

  • Jean disse:

    Vilibaldo e seu “Adivinhe” ! Lembranças quando criança escutava os jogos do galo com meu pai.

  • Pedro Vitor disse:

    Se a dívida do Atlético, que teve boas rendas em 2020, por exemplo, uma camisa comemorativa intitulada “manto da massa ” obteve 100 milhões em vendas, fora a s vendas do material e camisa de jogo, pegou 35 milhões no desempenho do Campeonato brasileiro, está ultrapassando 1 bilhão, obviamente, por causa da pandemia, que não afeta apenas o Atlético, todos os clubes vivem essa realidade.

    Imagina do Cruzeiro, que arrecadou 3 milhões durante o ano inteiro, sofreu tudo que o Atlético sofreu com pandemia, já havia ultrapassado os um bilhão em dívidas no final de 2019, e a torcida do Cruzeiro, todo mundo sabe que não ajuda o clube, só quando estão por cima da carne seca né

    A verdade é que o Sette Câmara saiu do Atlético pior do que entrou, e deixou o Atlético também, sem atingir nenhum objetivo, tanto dentro como fora de campo. Agora irá aparecer ainda mais as cagadas por ele feitas, não foi só, Maicon Bolt, ter renovado com o Ricardo Oliveira, os feitoforam varias dívidas antigas pagas, porém deixou também muitas para serem pagas.

  • Fábio Paceli Anselmo disse:

    Que belas lembranças, amigo Chico. Conheci pessoalmente várias dessas famosas figuras, graças a ligação deles com meu irmão Flavio que também é do ramo.
    Ziraldo, meu conterrâneo famoso usava um termo no Pasquim para tratar gratas recordacōes iguais a essa, Horta da Luzia, porque razão não me lembro. Um grande abraço.

  • ROBERTO ROSA ALADIAS disse:

    POXA VIDA VER ESTAS FOTOS DOI ATE O CORAÇAO GRANDES LEMBRAÇAS EU VI E VIVI ESTA EPOCA SO TINHA FERA BOMS TEMPOS DO RADIO ABRAÇOS

  • Raws disse:

    Voz inconfundível e competência indiscutível.
    Pena que como setorista por tão longo período, assim como a maioria, filtrava certas notícias ou seja não nos trazia todas as informações. Talvez por isso sua história tenha se alongado até hoje.
    Mas é muito difícil arriscar sua carreira em nome de um ideal. É fato raro.
    Que Deus lhe dê muita saúde e muitos anos de vida.

  • Alexandre Valarse Muniz disse:

    A foto acima está parecendo muito com o Lelio Gustavo, rs.. Grande Roberto Abras, parabéns e muita saúde.

  • Renato César disse:

    Quando eu ouvia Itatiaia, acreditava nele. Hoje, curado deste mal, só posso pensar que foi uma das piores coisas que aconteceram na vida do Galo.

    Acho injusta uma homenagem que ele recebeu, não sei se ainda permanece. Mas cometeram a loucura de batizar uma sala na Cidade do Galo com o nome dele. Que a diretoria atual desfaça este mal entendido.

    Quanto ao aniversário, parabéns a ele! Que viva muitos anos para ver seu time agonizando nas divisões inferiores até ser oficializado na várzea!

    • Silvio T disse:

      Concordo em grande parte com você, Renato. Algumas figuras, dentro e fora de campo, foram endeusadas pela ingênua torcida do Atlético e colaboraram muito para os anos de seca e decisões desastradas do clube. Mas é bom ver que as novas gerações já nem sabem mais quem são Abras, Vili gonser etc

    • edson dias disse:

      Meu caro Renato César

      A sala que leva o nome do Abras na Cidade do Galo é a própria sala de imprensa.

      Sobre seu comentário final: vc está nos dizendo que o Abras é cruzeirense???

  • Marcão de Varginha disse:

    – Parabéns, Sr Roberto Abras! Muitos anos de vida junto aos seus…
    – Em 2019 o Galo esteve aqui em Varginha e fui levar uma criança para ver se conseguia conhecer alguns atletas, e a delegação alvinegra “escolheu” o Luan para representá-la.. foi neste dia que tive a grata satisfação de conhecer esse mito Roberto Abras, quando chegava mo mesmo hotel.. ele foi extremamente gentil, atencioso e educado ao posar numa foto conosco. Que humildade!
    – #benecyeternomito