Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Gente demais batendo cabeça: Gallo, Galo, jogadores, treinador e até a imprensa!

E o Gallo, hein!? É isso mesmo, com dois “L”, como no sobrenome do diretor de futebol do Atlético. A entrevista dele depois da derrota para a Caldense mais confundiu do que esclareceu. Aliás, difícil entender tudo ontem. A começar pelo monte de mudanças promovidas pelo técnico interino, Thiago Larghi, que sacou Samuel Xavier, Leonardo Silva, Gabriel, Arouca e Róger Guedes para escalar Carlos César, Iago Maidana, Felipe Santana, Adílson e Cazares.

Tudo bem, mudanças são necessárias; mas tantas ao mesmo tempo? E insistir com Felipe Santana? Francamente!

Alexandre Gallo deu a entender que as contratações feitas por ele não estão dando certo. Será que foi isso mesmo que ele quis dizer?

Então que não erre novamente, na contratação do treinador, pois o Campeonato Mineiro serve é para montagem de time mesmo, mas se demorar, começa o Brasileiro, a Copa do Brasil já está rolando e já já o ano termina. Que não seja mais um ano perdido.

O que acho estranho nessa história de tentar o retorno do Cuca é que o Gallo contratou jogadores que o próprio técnico dispensou do Palmeiras. Como seria essa relação? Ou os caras seriam dispensados?

Pode pintar Abel, que costuma tirar água de pedra. E com este elenco, o próximo treinador terá que ter essa característica.

Nessa bateção de cabeça até a imprensa se confunde e nos confunde. Quando foi mesmo a última derrota do Atlético para a Caldense antes dessa de ontem?

O Frederico Ribeiro‏, do jornal Hoje em Dia diz: @Fredfrm “Última vez que a Caldense venceu o Atlético como visitante: maio/2002, no Supercampeonato Mineiro. ..”

Já o portal da Itatiaia afirma: “A derrota se torna ainda mais dolorosa para o torcedor alvinegro porque desde 2004 o Atlético não perdia para a Caldense em Belo Horizonte. Há 14 anos, o time alvinegro foi derrotado por 4 a 2 para a Veterana, em pleno Mineirão, pelo Supercampeonato Mineiro…”.

Continuemos curtindo o Carnaval e que o Atlético arrume a casa logo!

Nessa confusão toda, só a torcida faz a parte dela, como mostra esta foto do Superesportes: 17.619 pagantes foram apoiar o time no Independência ontem.


» Comentar

Comentários:
125
  • Anacleto do Nova Suiça disse:

    No noticiário do Crucru 17 postagens; no do Galo 108, a maioria de azulinos enrustidos se passando por atleticanos, pra ver se entra no grupo do Dudu. Kkkk!!!

  • Regi.Galo/BH disse:

    Foi o Nepomuceno quem inaugurou a nova modalidade de contratação: TÉCNICO DE PROGRAMA.
    Agora, aguentemos as consequências…

    Resposta do Cuca para o Alexandre Gallo, em primeira mão (boba):

    “Falando sério,
    Eu não queria ter você por um programa.
    E apenas ser mais um na sua cama,
    Por uma noite apenas e nada mais.

    Falando sério,
    Entre nós dois tinha que haver mais sentimento.
    Não quero seu amor por um momento,
    E ter a vida inteira pra me arrepender.”

    Só sucecso!

    • jorgemoreira disse:

      Tecnico de programa, pqp a que pontos nós chegamos, e os jogadores contratados por este sujeito, aproveite o seu bom humor e nos diga, só complementando pra quela zona que trnasfomaram o clube só mesmo tecnico de programa e os caras não resolvem, triste mas foi o que nos arranjaram

      • Regi.Galo/BH disse:

        Nós cantamos a pedra, não foi Jorge? Está tudo igualzinho o fim da Colonia de Férias do Valdir Espinosa. Temos que nos livrar desse Titanic, o mais rápido possível!!

        Nós já tínhamos que devolver um monte de gente pro Roger Machado. E agora, acumulou ainda mais esse junta-junta de ex-viúvas do Oswaldo. O Galo está melhor que o INPS para distribuir benefícios. Benza Deus!!

        • Paulo F disse:

          Pro nosso barco não afundar, devíamos mandar embora uma barca: Pro gol temos cleiton e uilson, nao precisa de giovani; Os três laterais direitos juntos não dá 1, pega junior ou improvisa; felipe santana nao sei o que faz aqui, leo silva tem que aposentar; Roger Bernardo não sei o que faz aqui; Elias não gosta do Galo e não gosta de jogar aqui,uma moleza danada; pablo, hyuri e carlos não tem nível pra jogar no galo e cazares não tem qualquer compromisso.
          Só dos que citei são 12 jogadores que sinceramente nao fariam falta..

          • Regi.Galo/BH disse:

            Penso quase igualmente à você, Paulo.
            Tem muita gente para ser despachada na barca e seria preciso usar de um melhor bom senso desde já. Este excesso de ‘mal contingente’ também afeta negativamente o grupo, diretamente na eficiência e na qualidade do treinamento, e sem contar na questão do nível de competitividade e motivação.

            O barco está balançando, temos muita gente e poucos salva-vidas. Enquanto há tempo, melhor seria voltar e se preparar mais adequadamente para só depois zarpar.

    • Carlos Henrique disse:

      Regi eu contrataria o Ricardo Gomes.
      Nao sei como está sua saude
      treinou o Sao paulo depois disso
      Treinou o Olimpic de marsellhe
      jogou na Europa e foi zagueiro dos bons da seleçao
      sabe melhor que luxa

      • Regi.Galo/BH disse:

        Bem lembrado, Carlos,
        Eu não tinha citado, mas também gosto do Ricardo Gomes. Você e o Renato lembraram dele.

        E, realmente, ele vai precisar de muita saúde para aguentar treinar os nossos jogadores.

  • Carlos Henrique disse:

    Chico e amigos, nao sei se o Kalil l~e seu blog acredito que sim
    voces sao amigos, se alguem ligado a diretoria vê
    Cuca nao vem nem Abel.
    se pudesse opinar ou se pudesse conversar com um diretor do Atletico
    eu treia um nome
    nada de Luxa Felipao, Vagner Mancine
    Um cara que passou por problemas de saude em 2011
    voltou em 2015 e foi treinar o Sao Paulo
    treinou o Olimpique de Marselha
    foi zagueiro da seleçao
    no momento eu contrataria Ricardo Gomes

  • Marcelo Mineiro disse:

    Já que o Cuca não vem,uma boa opção seria o Abel,outra opção interessante seria o Vagner Mancini e por fim o Felipão.

  • Igor Mendes disse:

    Estou começando a ficar preocupado com esta diretoria. A imprensa gosta muito de plantar crise no Galo, mas se essa estória de tentar tirar o Carille do Curingão for verdade, estão totalmente tontos e perdidos. Primeiro que Carille não é lá essa brastemp, uma coisa é dirigir um queridinho da cbf, outra coisa é dirigir um desafeto da entidade mor. Segundo que o “cordão umbilical” do carille é ligadíssimo ao time paulista.
    No caso do técnico, é tanta bagunça que até agora não se sabe quem é o plano a ou b, muitos desencontros, contactou ou não com Cuca, tentar tirar o corretíssimo Abel do Flu; enfim, até agora só tiro no pé.
    Outra coisa, vetou o repórter em Vespasiano tem que ter culhões pra manter o veto. Essa diretoria não aguenta pressão da imprensa, que critica o Galo pelo veto, critica o Galo pela demissão do Osvaldo, enfim, querem é tumultuar e a diretoria entra na pilha.
    Pior ainda, as contratações pífias, Gallo perdido, presidente com outros afazeres e muito omisso. Não se esqueça que o Andrés Sanchez abandonou um mandato de deputado, para presidir o Curingão.
    Se não tem condições, sai e dê lugar a outro que possa dedicar ao Galo.
    Necessitamos urgente de técnico, Jorginho é sim uma boa, e contratações pontuais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • DUDU GALOMAIO BH disse:

    Estava viajando para Resende Costa e não vi o jogo.
    O bom do carnaval é isso, podemos aproveitar a festa pra “esfriar a CUCA” (analogicamente o caso CUCA também esfriou) e esquecer momentaneamente algumas coisas ruins, dentre elas, essa lástima que está o atual time do Galo. Aliás, não somente o time, mas também essa diretoria, que se mostra inicialmente muito confusa e pouco assertiva. Um presidente de um clube tão grande vir a público declarar que “não gosta de falar de futebol” é piada, das boas. Um diretor de futebol que não sabe qual decisão de ordem técnica ou disciplinar tomar, quando o momento assim pede, também é algo deprimente.
    Dentro de campo, o time pratica somente 20 ou 30 minutos de futebol. O restante, o que se nota é falta de treinamento e preparo físico questionável.
    O começo de 2018 é tenebroso e assustador para o Galo. Percebe-se um afeamento técnico e tático paulatino, que nos faz pensar que o próximo jogo será ainda pior.
    Creindeuspai!

  • José Sana disse:

    A VIDA É BELA TAMBÉM NO FUTEBOL, É CLARO!
    Estamos na roça e o Zé do Joaquim Melado vai inaugurar um boteco num lugar estratégico, cheio de pinguços e de gente que gosta de uma noitada animada. Ele, no entanto, anuncia que vai vender somente cachaça e rapadura. Marca o dia de abrir a sua venda. Ninguém vai à inauguração. Com certeza, o Zé vai afundar toda a sua miséria de investimento minguado gasta no “empreendimento”.

    Numa cidade situada nos brejos afora, um fazendeiro meio abastado mas pão duro de doer a munheca, o Maneca, resolve gastar uns trocados para montar uma academia de ginástica para seu filho, o Chico, que acaba de colar grau em Educação Física. Ele sonha em colocar todo o pessoal daquele lugar em forma, cobrando uma mensalidade razoável. No entanto, propaga o seguinte: “Vamos oferecer o que podemos, estamos em crise, temos poucos equipamentos, acreditamos que, com o tempo, possamos melhorar. O resultado do “empreendimento” já pode ser anunciado com antecipação: fracasso total.

    Na Capital de Minas Gerais existe uma organização esportiva que se chama Clube Atlético Mineiro. Maior torcida do estado e mais fanática do Brasil, o Galo das Alterosas acaba de atingir praticamente o número de associados no país: cem mil. Tradicionalíssimo, a estrutura é das melhores, tem um centro de treinamento que pode ser considerado o melhor da América Latina e praticamente acertada a construção de um dos melhores estádios de futebol do Brasil. Agora ocorre o seguinte: necessitando de grandes conquistas, que a torcida requer, o clube, que tem o popularíssimo e atraente epíteto de Galo, anuncia e executa a seguinte política de ação: dispensar todas as suas estrelas, reduzir ao máximo o salário dos jogadores e contratar os mais baratos possíveis. Consequentemente, agora nos situamos na seguinte perspectiva: vamos jogar bem por baixo em 2018, somos candidatos ao rebaixamento, inclusive no campeonato regional. Se alguém vê outro cenário mais lógico que esse, avisem-me, por favor, que preciso, urgentemente, acalmar os ânimos diante do óbvio que se desenha à nossa frente.

    Pronto. Preciso escrever mais? Vão apregoar que sou pessimista? Estão preparados para sofrer? Quer dizer, acompanhar o time do coração em disputas, torneios, campeonatos significa ficar perdido no mato sem cachorro? Se concordarem, tudo estará certo. Se pensam que os novos e lúgubres diretores do Galo estão certos, façam o seguinte: comprem terços, bíblias, imagens, emblemas de macumba, artigos para banho de descarrego e outras invenções que jamais caberiam no campo da bola, e vamos enfrentar o tristonho ano de 2018, padecendo como pagadores de promessas. Ou nos tornemos monges beneditinos, que se recolhem às clausuras, especialmente nos instantes em que o Galo entrar em campo.

    Está aí o que nos espera daqui para a frente. De minha parte, aviso aos zoadores de plantão, especialmente que torcem exatamente para o clube que, também endividado e cheio de problemas, resolveu apostar no otimismo, que não estou disposto a ouvir zombarias e gozações neste macabro 2018 que já se desenrola. Aviso, infelizmente, que vou torcer contra o meu time do coração pelo menos até que esses cabeças de bagre da diretoria, parodiando o inesquecível Kafunga, saiam fora, abram alas, para que ocupem seus lugares os amantes do prazer, da alegria e da felicidade. Gente, a vida é bela e também no futebol, é claro, ou principalmente no futebol.

    • Regi.Galo/BH disse:

      Muito bacana, caro José!
      Apenas não serei solidário com o último parágrafo, sobre como torcer. No entanto, não fere em nada o contexto do seu ponto de vista. Muito bom!!

      • José Sana disse:

        Grato por me ler. E pela gentileza do respeito à opinião. Como atleticano, estou desoladíssimo. E cada vez mais convencido de que essa diretoria foi montada para acabar com o Galo. Acredito que desde 1908 esse é o mais fraco elenco do Clube Atlético Mineiro. Trágico ano de 2018!

        • Regi.Galo/BH disse:

          O mérito é todo seu, companheiro!!
          Será sempre um privilégio poder acompanhar e compartilhar do seu raciocínio.

          Sobre o Galo, eu compreendo perfeitamente os seus pontos de vista. Estamos todos realmente muito sentidos com o que estão fazendo com as nossas expectativas e, também, preocupados quanto aos rumos à que estão nos sujeitando atualmente. Porém, ainda podemos nos unir e desejar que, o quanto antes, todos os envolvidos se apercebam da importância das suas atitudes, em virtude de resgatar a nossa essência: O Galo Forte e Vingador por natureza!!

          Se, por um lado, precisamos de ter fé no quase impossível para o momento, pelo outro, a Massa Atleticana também precisa aprender a não perdoar a traição de quem não quer o bem comum e compartilhado. Se não for agora, que mostremos a nossa força de exigir personagens melhores que verdadeiramente nos represente.

          Afinal, à quem pertence o Clube??

          • Paulo César disse:

            Hoje em dia, prezado Regi Galo? Resposta fácil.

            Pertence a um grupo que tem um passado recente vencedor, mas que coloca o conselheiro em uma sinuca de bico: “se votarem contra nós, e formos derrotados nas eleições, este grupo dará as costas ao clube…”.

            Como assim? Ouvi este absurdo na campanha realizada antes das eleições, mais de uma vez. Ou seja? O clube é importante, mas, primeiro, vem o que EU entendo como correto. Caso seja contrariado (perda na eleição), estou fora…

            É natural que uma candidatura derrotada “dê linha”. Mas eu bato na tecla deste meu ponto de vista desde, se possível, antes de 1908: antes dos objetivos pessoais, vem o clube. E nota-se, com a administração lamentável anterior, e estes primeiros meses da nova administração, que muitas pessoas, por mais vencedoras que sejam, subvertem a ordem: “primeiro, eu; depois, o clube”. O que “mata” o Galo desde sempre é uma coisa só: a vaidade de alguns que, fora do poder no clube, são mais contundentes em eventual Oposição que os próprios rivais. Daí a necessidade (na cabeça do eleitor) de se mantê-los na Situação, ao invés de colocá-los na Oposição. Quem sofre com isto?

            Anote aí: daqui a pouco, volta à tona o assunto Arena. Não que não seja relevante. Mas este assunto serve como distração, também, aos torcedores revoltados com tantos erros básicos nos últimos 3 anos…

  • Lucy disse:

    Alexandre Gallo, o amigo do André Cury. Cury é um agente também amigo do Alexandre Mattos, e participou de várias contratações desastrosas que esse fez no cru, quando o diretor saiu, a parceria continuou com Gilvan (continua com Itair), o que fez elevar, e muito, a dívida do time azul.
    No CAM também não é de hoje que esse senhor tem passe livre, tendo sido o responsável por trazer, entre outros, Pratto, Luan, Maicosuel e Cazares. Mas, a fama desse agente é de ter a arte de empurrar “mercadorias”, cito 3 que ele trouxe para “resolver” o recorrente problema da zaga: Edcarlos (teve um lampejo e fez um gol importante), Erazo e Felipe Santana.
    Voltando ao atual diretor de futebol e a parceria Mattos/Cury/Gallo; foi esse agente quem intermediou a troca do Rocha pelo Guedes e trouxe o “encostado” Arouca. Foi ele também que no início do ano passado, a pedido do Mattos, tentou trocar Erik ou Arouca pelo Samuel Xavier, mas não conseguiu. Milagrosamente os 3 vieram parar no CAM.
    Excelentes negociações, mas para quem?
    Se pesquisar aparecem mais…

    • José Sana disse:

      Muito bom texto informativo, que prova ser o Alexandre Gallo um fracassado para ser diretor de futebol, quanto menos o que deixou de ser, treinador. Dos jogadores citados, tenho fé no Érik pelo que jogou no Goiás e começou a provar agora. Vi e fiquei deslumbrado. Já que vc tem ótimas verdades sobre o dilema do Galo, uma pergunta: essa diretoria que está empossada (e que só fez burrada até agora) não seria composta de inimigos do Clube Atlético Mineiro? Ou outra: ela está escalada por alguém, no passado, que quase quebrou o caixa atleticano?

      • Lucy disse:

        Prezado José Sana,
        Todas as informações sobre o Gallo estão disponíveis em sites esportivos, apenas compilei.
        Atleticana apaixonada que sou, tenho o direito inalienável à bipolaridade. Diante da maneira desastrosa com que Sette lidou com o problema Osvaldo X Gomide, piorando ainda mais o cenário que já não era bom, não posso deixar que meu otimismo de outrora se sobreponha a minha sensatez e capacidade de discernir entre o que é certo ou errado. Sim, estão destruindo o Galo.
        Sobre a segunda indagação; tenho lido algumas opiniões a respeito, mas vejo mais especulações que dados fáticos. Todavia, devo lhe dizer que estando dentro ou fora do CAM, todo aquele que é inimigo do Galo, é meu inimigo também. No que tange ao futebol, não defendo pessoas, defendo os interesses do CAM.

  • João Cavalieri disse:

    Meu Deus, será que os anos 90 e início de 2000 estão de volta?

    • Regi.Galo/BH disse:

      Caro João Cavalieri,

      Deus que nos livre disso!!!
      Ainda bem que estive também me lembrando ontem de um tempo muito bom. De um tempo em que os CARNAVAIS NO GALO eram com a charanga nos jogos; eram as festas dentro do campo com um time espetacular; e fora de campo, com os Bailes do Galo. Eram com a Xuxa de Biquini dançando dentro da taça, se lembra?

      É, meu caro, é o Carnaval de agora que virou uma baderna só!

      • jorgemoreira disse:

        Belas lembranças dos bailes do Galo o primeiro foi no Minas 1 depois no mineirinho, era muito bom, mesmo que ficando embaixo daquela bola prateada e olhando a Xuxa sobre a minha cabeça e os meus sonhos jamais realizadoskkkkkkkk

        • Regi.Galo/BH disse:

          Muito bom, Jorge.
          Me fez rir muito!!

          • jorgemoreira disse:

            Eu sinceramente gostaria muito caso o Chico Maia promovece um encontro deste pessoal aqui do blog, quantas historias, respeitosas porem sem censurakkkkk claro que existem coisas sobre futebol que não são ditas neste espaço por respeito a nós mesmo mas que seria muito bom não enho duvidas, e ai Sr Francisco Maia vamos promover o encontro, com vendas de camisas alusivas ao encontro, em um lugar claro que venda ksuco, pão com manteiga, marta rocha, e porque não torresminhoskkkkkkkk

  • Rafael disse:

    Kalil podia tentar ajudar de novo. Assim como ligou tentando convencer Cuca, podia ligar para Muricy e ver se ele sai da aposentadoria forçada. O cara é louco por futebol, discípulo do Mestre Telê e não dá mole para jogador. Ganhava de 1 a 0 mas ganhava. Seus times no SP não tinham grandes craques, mas muita vontade, organização, obediência tática.

  • Pedro Vitor disse:

    Que situação chegou o Galo Jesus sacramentado que cenário horrível

    A diretoria não consegui mais segurar uma pressaozinha de nada ta difícil

    Sai o Nepomuceno vem o aventureiro do Sette Câmara

    O que eu mais me decepcionei até agora foi com o Sette Câmara o time está ruim é bem verdadeiro porém isso é o que o Nepomuceno entregou ao Sette Câmara mas esperava que o Sette Câmara tivesse peito pra bancar o técnico pelo menos até o final do Mineiro

    Vamos ver quem virá pra técnico do Galo

  • Raul Otávio da Silva Pereira disse:

    Muita confusão lá em Vespasiano.Ninguém se entende. De repente (e seu OO é o grande responsável por isso, pela sua atitude infantil e irresponsável) tá todo mundo errado, é tudo ruim, ninguém presta, o time é uma bosta, a diretoria é outra bosta, etc. e tal.
    Calma, gente.
    Minas Gerais precisa de três times fortes esse ano. A gente briga e resolve entre nós, mas precisamos ter força para encarar o eixo Rio – São Paulo.
    Enquanto isso, nós cruzeirenses só observamos.

  • Victor Maia disse:

    Já que o Galo ia pagar um salário caro ao Cuca, que disse que vai descansar um pouco do futebol; o Galo poderia experimentar o Léo Silva como técnico e investir num bom camisa 10 e um bom atacante que jogue pelas pontas.

  • Vinicius Fraga disse:

    Bom dia, Sette Câmera.

    Penso que não haverá outro momento oportuno para começar corrigirmos as lambanças do Nepomuceno. Ao mandar o Marcelo Oliveira de maneira infantil nos levou ao fundo do poço.
    Viciou em alívios momentâneos e o fantasma do rebaixamento voltou. A mística do Horto foi para o espaço.
    Aproveitem que ele está livre que, o dinheiro diminuiu e banquem o Marcelo Oliveira.
    Do contrário se grana tiverem tragam o Scolari.
    Chega de lambança. Futebol é atitude forte. Atitude banca-se e ponto.

    Abraço,

    Vinicius Fraga

    • Vinicius Fraga disse:

      Na atual conjuntura o Marcelo é um ótimo nome. Ganhar um Brasileiro é difícil demais, imagina dois, consecutivos. Sem contar o espirito copeiro dele. Em menos de 10 anos na prateleira de cima, já chegou em 5 decisões e ganhou uma. Talvez fosse de outro Estado valorizaríamos mais.
      Estou começando a ver que o problema é de novo um presidente que não entende de futebol e um diretor não bem quisto no meio do futebol. Além disso parece meio perdido. Parece que o Gallo foi atrás do Carlille. Deve estar maluco, sem noção ou ruim de serviço mesmo. A única opção de deixar o Corinthians nesse momento, ainda mais para o mercado brasileiro, seria um salário padrão China. Outra boa opção que apareceu foi o técnico de duas Copas do Mundo e times grandes europeus mas, foi comparado á treinadores estrangeiros sul-americanos que não vingaram no pais e no próprio Galo, também, com certeza, mirou-se no fiasco português do outra lado da lagoa e descartou-o. No mínimo faria um marketing internacional com bons resultados. Seria uma aposta ousada, com mais de 50% de dar certo. Não confirmando o seu bom desempenho até a final do mineiro, com certeza a dança das cadeiras terá girado e as opções aumentadas para o início do Brasileiro.
      Como o presidente e o Gallo não são ousados, time sem grana então é por essas e outras que a melhor opção seria o Marcelo para concertar esse time. Infelizmente, vai ser o Mancini que, dizem ser da turma do atual diretor do Atlético Mineiro. Já começará muito questionado por ter um filho no setor de maior questionamento no time. Se trouxerem o treinador pai mostraram o completo desconhecimento de futebol.

    • Antonio da Silva disse:

      Marcelo Oliveira não dá certo em lugar nenhum. Ganhou dois brasileiros no Cru Cru por causa do fator político. Marcelo Oliveira, Luxemburgo ou Wagner Mancini vai acabar de afundar o barco.

  • Vinicius Fraga disse:

    Bom dia, Sette Câmera.

    Penso que não haverá outro momento oportuno para começar corrigirmos as lambanças do Nepomuceno. Ao mandar o Marcelo Oliveira de maneira infantil nos levou ao fundo do poço.
    Viciou em alívios momentâneos e o fantasma do rebaixamento voltou. A mística do Horto foi para o espaço.
    Aproveitem que ele está livre que, o dinheiro diminuiu e banquem o Marcelo Oliveira.
    Do contrário, se grana tiverem, tragam o Scolari.
    Chega de lambança. Futebol é atitude forte. Atitude banca-se e ponto.

    Abraço,

    Vinicius Fraga

  • Tony Silva disse:

    Salve, torcidas da Grande BH! No ultimo dia de carnaval, um time de camisa com listras verticais preto-e-brancas, que demitiu o tecnico com menos de um mes e meio de temporada (um mes e uma semana!) um clube com contencao de gastos, que nao pretende/pode gastar muito e queria o Cuca pro comando do time mas com a resposta negativa deste, arrumou um tecnico da safra nova, com experiencia interina e de auxilar tecnico em um time grande, vindo para dirigir este clube alvinegro por indicacao do Cuca: Alberto Valentim, 42 anos, auxiliar tecnico e tecnico interino do Palmeiras no final do ano passado. Triste ver a diretoria atleticana marcando passo e a diretoria do Botafogo, time do coracao do “Seu” Persival (meu pai), contratando um profissional promissor com mais de dez anos trabalhando com futebol profissional, experimentado, com visao nova de futebol profissional moderno, querendo mostrar servico e nas condicoe$ financeira$ que o clube pode pagar. Aposta? Sei nao… tem tudo pra dar certo!

  • jorgemoreira disse:

    Os donos da verdade queriam tantas mudanças que conseguiram, antes quase todos os treinadores gostariam de treinar o time, hoje fazem campanhas pra ninguem vir, quase todos os jogadores tinham sonho de jogar no Gal0(inclusive o idolo atual do outro time) hoje pra se conseguir jogadores tem que ser na base da ação entre amigos, até a torcida mudou, antes a torcida se manifestava contra o desmando nas ruas na porta da sede, hoje nas redes sociais ou então nos camarotes vips do Galo na veia que é onde os abastados torcedores por terem dinheiro se julgam donos do clube e o pior da verdade, torcida chata mesmo, eu penso que a mudança deve ser voltar ao passado quando os torcedores se manifestavam nas ruas , na porta da sede(SEM VIOLENCIA)

  • José Eduardo Barata disse:

    A que ponto chegou o Clube Atlético Mineiro !
    Eis aí o resultado da soberba , da vaidade , da
    arrogância , da prepotência .
    Quiseram um clube pra chamar de seu , para
    alimentar um egocentrismo delirante,doentio.
    E passamos a vergonha de não conseguirmos
    um profissional que queira dirigir a equipe de
    futebol , fato inusitado desde Charles Miller .
    ‘Taí , nobres dirigentes : este o resultado que
    que vocês , os donos da verdade , legaram
    para o clube .
    QUE VERGONHA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • jorgemoreira disse:

      Sabe o que o Clube Atlético Mineiro tá parecendo condominio de prédio pequeno, quando se elege o sindico o mesmo se acha dono do prédio, e os condominos pra ficar livre não questionam nada, veja o caso do nepomusono que fez muitas e inumeras besteiras, saiu na boa, sem problemas com o conselho deliberativo, deixou o clube sem dinheiro,com uma turma de perebas(jogadores péssimos sem a menor qualidade de serem aproveitados) folha de pagamentos fora da realidade, e mais onde anda a base do time apontado por ele e parte da imprensa e até torcedores como o melhor time e candidato a ganhar titulos hem,pois bem este time se cair pra segundona cai tambem pra terceirona,tal a mediocridade dos jogadores antes apontados como time candidato a ganhar qualquer coisa, e pra piorar ninguem quer vir, pra treinar o time ,ninguem quer vir jogar só os renegados, olha amigo Barata o que faz um…… na presidencia do clube e mais a torcida antes fervorosa torcedora tambem mudou só comenta pelas redes sociais(antes ia pra rua,pra sede do clube hoje não) não é este o time do meu coração,não são estes torcedores que engrandeceram o clube, torcida de rede social é o Clube Atlético Mineiro se transformou com uma PÈSSIMA ADMINISTRAÇÃO em um time comum, e com cheio de donos só que destruido moralmente, ou seje o ultimo sindico dono deixou terra arrasada

    • Paulo Cesar disse:

      Barata, quantas vezes, debatemos sobre esta soberba e vaidade (inclusive sem eximir. responsabilidade, pela influência, do Kalil) aqui neste espaço, entre 2015 e 2017? Eu, você, Leandro Fabrício, Dudu, Alex, Paulo Afonso, Renato César, Tonho e outros…

      O último time que mergulhou de cabeça na vaidade da “impunidade” (no sentido de más administrações), foi o Inter. Passou de time simpático ou neutro (fora os gremistas) a mais antipático em 2015/16, a ponto de muito não-gremista torcer para seu Rebaixamento em 2016. Foram 12 técnico em 5 anos. O tal Fernando Carvalho (uma espécie de semi-deus por la) compôs a administração de 2016, e destruiu seu legado.

      Que o Inter sirva de antiexemplo ao Galo, e o clube largue o deslumbramento e volte a se organizar.

      • José Eduardo Barata disse:

        Pois é , PAULO CÉSAR ,
        nós , torcedores , não sabemos de nada , não
        conhecemos nada de futebol , somos alienados
        porque gostamos tão somente de assistir futebol
        por paixão e prazer , enquanto esses ” experts ”
        querem que entendamos que eles são enviados
        por uma divindade que irá nos trazer a glória das
        conquistas definitivas .
        Hipócritas !!!

    • Regi.Galo/BH disse:

      Superesportes – 20:14hs – 13/02/2018
      Atlético anuncia fim do veto a repórter na Cidade do Galo

      “(…)
      “Conversei há pouco com o presidente. A entrada do repórter Léo Gomide na Cidade do Galo está liberada”, declarou Domenico, em postagem no Twitter.
      (…)”

      https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2018/02/13/noticia_atletico_mg,457702/atletico-anuncia-fim-do-veto-a-reporter-na-cidade-do-galo.shtml

      Resumo ‘fi-de-digno’ da conversa com o Presidente:

      – Seu Sérgio, e se a gente deixasse o “babaca” entrar e entrevistar o Diretor de Futebol, o Gallo?
      Presidente coça a barba…
      – Booooooooa, ‘Dom’!

  • Dale Robertson Fernandes disse:

    Boa tarde,Chico Maia,passado já quase uma semana do que virou essa “crise” no Atlético,eu tenho a impressão de que não está faltando experiência à diretoria,o que falta mesmo,é sabedoria.

  • Gabriel Júnior disse:

    Kkkk, a torcida azul e a imprensa mineira só indica técnico ruim para o Galo. Detonaram o Cuca e tenta jogar Cuca contra a Massa. Cuca deu uma desculpinha pra não vir, mas todo mundo está cansado de saber, o plantel do Galo é fraquíssimo com todas as possibilidades de fracasso. Essa mesma imprensa detona atletas que poderiam se sair bem caso o elenco fosse melhor, a bola da vez é o Elias, foi assim também com Dátolo, Rafael Carioca e outros.
    Se a diretoria quer economia, então contrate melhor, trazer lateral reserva do Sport e volante encostado no Palmeiras para resolver problema do Galo é osso. Podem vender ou emprestar, Hiury, Cazares, Pablo, Carlos, Felipe Santanae mais alguns.
    O Atlético precisa ter uma “espinha dorsal”, não pode os técnicos com placares adversos, desordenar o time. Tem para com este afobamento, parar de correria quando estiver ganhando e atrair o adversário.. Tem que haver melhor toque de bola, preencher os espaços e diminuir as falhas individuais. Otero tem que deixar de ser fominha e disputar posição com R. Guedes e Luan ali plea direita. Cada um no seu quadrado, o time está muito desordenado, correria desenfreada e levando contra ataques quando está ganhando.

    • José Eduardo Barata disse:

      GABRIEL ,
      comparar a disposição do Dátolo com Carioca e Elias ?

      • Gabriel Júnior disse:

        Você e o Audisio eram os que mais criticavam os dois, agora que já estão fora eram bons e o Elias ruim. Não te entendo colendo Barata!!!

        • José Eduardo Barata disse:

          GABRIEL ,
          não entendi a sua parada .
          Vou ser claro :
          “… a bola da vez é o Elias … foi assim com Dátolo
          e Carioca …” foram as suas palavras .
          As minhas :
          Elias e Carioca são dois jogadores que NUNCA se
          dispuseram a dar um pouco de vibração ao time ,
          ao contrário do Dátolo que foi um dos GRANDES
          na conquista da CB14 .
          Diríamos , VESTIU a camisa .
          Elias e Carioca , repito, estão , pra mim , como o
          Dudu Cearense , Fred30gols e Robinho .
          Primeiro eles , depois o time .

          • Luis Cláudio disse:

            Barata, Elias é titular em qualquer time do Brasil. Problema é que o elenco do Galo é fraco. Volante que marca mais de 10 gols numa temporada. Soltem ele pra ver!

  • humberto disse:

    O diretor alexandre gallo disse que o time tem que ter intensidade, velocidade, pegada, tudo bem, mas eu pergunto como ter isso com samuel xavier(ridículo), leo silva, elias, arouca, cazares, patrick, felipe santana, danilo, carlos cesar, carlos, hiury e até o victor que pra mim parece pelo arzinho de arrogância dele tá fazendo favor em jogar no galo. O presidente do galo tinha que dar um pé na bunda destes caras, além de fazer um baita economia, poderia sim trazer melhores jogadores e principalmente compromissados e comprometidos com o clube. Gostaria que viesse um treinador que resolvesse o problema cronico que existe no galo há anos, sistema defensivo, compactação, linhas próximas, recomposição. O sistema galo doido só é bom pra mata-mata para pontos corridos é fracasso na certa, pois ninguém consegue jogar 38 partidas numa loucura dessas. Hoje no brasil só temos 3 treinadores com pra mim com esta capacidade: tite, carille, e mano, como não temos a menor condição no momento de ter qualquer um deles, só temos que torcer e garrar no terço.

  • Antonio da Silva disse:

    É impressionante a quantidade de enrustidos indicando técnicos ultrapassados para o Galo. E um mesmo respondendo ao outro mesmo.

  • Márcio Luiz disse:

    Um clube que já teve como diretor de futebol Cecivaldo Bentes, o Tite; Marcelo Guzella, Ivo Mello, Eduardo Maluf… agora tem ALEXANDRE GALLO, que ao que parece será pior do que o Mazinho, cruzes.

    Que tristeza, meu Deus.

  • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

    Parabéns galera !!
    Ótimos e respeitosos debates no Blog ultimamente. Divergentes ou não.
    Principalmente entre aqueles que gostam de debater fatos, ideias ou pontos de vista.
    Agora deixa eu dar um pulinho ali no Santê, ver como está este tão badalado Carnaval dos Blocos de Belô…

  • J.B.CRUZ disse:

    Para ”quebrar” o Clima Pesado do Ambiente nos Lados do galo…

    ”Num Processo de Guarda de Uma Criança o Juiz Pergunta ao Garoto:
    – Filho, Você Gostaria de Ficar com Seu Pai ou Com Sua Mãe ???.
    .’O Garoto Pensa Um Pouco e Responde: – Com Nenhum dos Dois..Quero Ficar com o Galo..
    – Com o Galo ???…Por quê???..
    – Porquê o Galo Não Bate em Ninguém…”

    • Regi.Galo/BH disse:

      É impressão minha ou esse menino está fazendo uma análise?
      Pois, azar o dele. Em menino ‘metido’ a analista o Galo bate!!!

    • Helio Antonio Corrêa disse:

      J.B.CRUZ
      Com sua permissão.
      Esta vai fazer o nosso Claytinho ficar com inveja das que ele conta.
      Muito boa mesmo.
      Gostou mestre BARATA?

      • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

        Caro Helio Antônio Corrêa,

        Também concordo com o Barata… rs Nosso colega de Blog J.B Cruz pode muito mais que isso… rs
        Prefiro muito mais ele falando sobre nosso Cruzeiro ou divagando sobre a vida, como muito bem o faz… rsrs

        Abraços

      • José Eduardo Barata disse:

        HÉLIO ANTÔNIO ,
        citado , respondo :
        o CRUZ pode mais que isto , mas
        é (foi) carnaval , momento de relax .

  • Regi.Galo/BH disse:

    Clipping

    Blog Entre 4 Linhas
    A outra Máfia Atleticana
    Por Fernando Gregori – 11/02/2018

    “Nos anos 70/80, o Mineirão do povo, aquele que não extorquia a torcida e nem parecia um teatro de ópera, recebia a presença de inúmeras torcidas organizadas que eram responsáveis por fazer a festa nas arquibancadas, sem distinção de raça, cor e credo.

    Dentre elas, existia uma com um nome bem peculiar. A MAO – Máfia Atleticana Organizada. Uma torcida que de máfia não tinha nada. Só o nome para se impor e parecer feroz. Entre umas brigas e outras sem grande importância, a MAO acabou sumindo, como tantas outras torcidas do Galo que alegravam o antigo Mineirão.

    Eis que, em pleno 2018, podemos constatar que uma nova Máfia Atleticana está em ação. Mas, diferente da MAO, a Nova Máfia Atleticana – NMA – não está nas arquibancadas. Está completamente instalada dentro do Clube Atlético Mineiro. Um grupo que se acha tão dono do Galo, que chega ao ponto de desprezar sua imensa torcida.
    (…)”

    http://blogs.revistaencontro.com.br/entre4linhas/2018/02/11/alexandre-gallo-sergio-sette-camara-atletico-galo/

    DA ARQUIBANCADA
    Os donos do Atlético
    Por Fred Melo Paiva – 10/02/2018

    “(…)
    Em apenas dois meses da nova gestão, a narrativa vitoriosa, a esta altura difícil de reverter, é a de que estamos de volta aos tempos mais sinistros da nossa história. E pensar que bastava aos donos do Atlético terem respeitado a tradição democrática do clube, que não deveria ter dono porque é do povo, de sua torcida, da Massa. Quando estive eu nessa posição de achincalhe, respondi respeitosamente à mensagem de um diretor defendendo meu direito e meu dever à opinião – e citando o pouco apreço que pareciam ter pela democracia. “Democracia o caralho”, ele me respondeu. Uma frase lapidar.
    (…)”

    https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/colunistas/fred-melo-paiva/2018/02/10/se-coluna_fred_melo_interna,457223/os-donos-do-atletico.shtml

    BOLADAS E BOTINADAS
    Lamentável
    Por Son Salvador – 10/02/2018

    “Bem, isso de proibir a presença de repórter deixa a impressão de que faltam argumentos diante dos seus questionamentos. É coisa que não combina com os tempos modernos. Mas a verdade é que a queda do Oswaldo de Oliveira não se deu pelo entrevero após o jogo no Acre. O que podemos observar é que o time atleticano, que já derrubou vários treinadores, segue com seu futebol medíocre e sem objetivo, como se estivesse fazendo um favor ao torcedor, como se estivesse jogando muito bem. É bom lembrar que os treinadores caem, mas os chamados líderes do elenco seguem, inclusive tentando convencer a massa, dizendo que o time fez um bom jogo, mesmo quando se comporta de forma sofrível. Vejam quanto o clube gastou com dispensa e contratação de treinador nos últimos tempos, uma grana respeitável.
    (…)”

    https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/colunistas/son-salvador/2018/02/10/se-coluna-son-salvador,457106/lamentavel.shtml

    Blog Camikaze
    Enfim, o ataque de Oswaldo de Oliveira funcionou
    Por Christian Munaier – 08/02/2018

    “(…)
    Em que pesa a possibilidade, remota e até aqui não comprovada, do Leo Gomide ter xingado o Oswaldo entre o primeiro e o segundo episódios da agressão, nada justifica a conduta do técnico ante as perguntas iniciais do repórter. E tampouco o endosso do diretor de comunicação do Galo. Só demonstra, na verdade, que Leo Gomide já era uma ‘figurinha carimbada’ pela direção e comissão técnica, assim como Leonardo Bertozzi (ESPN), Fred Melo Paiva (Estado de Minas) e a Elen Campos (ESPN FC), por exemplo. Jornalistas críticos e independentes, não meros assessores do clube infiltrados na imprensa.

    Ao atacar – e, por vezes, mobilizar parte das mídias sociais para também atacar – os jornalistas que questionam e criticam as decisões de quem comanda o Galo, a diretoria coloca a instituição numa situação de fragilidade perante a opinião pública, impede que o torcedor tenha informação de qualidade e cria uma redoma que os afasta da realidade. Não há cenário melhor para que erros ainda mais absurdos aconteçam.
    (…)”

    http://espnfc.espn.com.br/atletico-mineiro/camikaze/17842-enfim-o-ataque-de-oswaldo-de-oliveira-funcionou

    Pois é! Existem muito mais opiniões e reflexões à acrescentar, mas, simplesmente, não posso me deixar passar o dia inteiro fazendo isto, como também não estou interessado em montar um dossiê de acusações, como podem pensar alguns teóricos da fogueira da inquisição. Estou trazendo a informação aos vossos conhecimentos e o entendimento ficará por conta de cada um.

    No entanto, estou muito mais interessado é no despertar da consciência daqueles que podem e devem fazer algo pelo nosso Galo. Vou afirmar, categoricamente, que o nosso técnico poderia vir à ser até mesmo este interino que dirigiu o time contra a Caldense. Os técnicos não estão conseguindo fazer a diferença necessária!

    Enquanto isso, particularmente, penso que o que não poderia de forma alguma continuar é esta ‘filosofia diretiva’ que implantaram no Galo, bem como alguns dos dirigentes e muitos dos jogadores. Seria importante colocar para fora tudo e todos os que não condizem com o nosso espírito aguerrido, de luta e de raça!


    Ps: Em tempo, este comentário não possuiu o foco direcionado apenas ao caso ‘Léo Gomide’. Mas, não poderia deixar de citar uma opinião neste sentido: a alegada desculpa dos dirigentes do Galo caíram todas por terra até agora. A Rede Super Notícia (em nota), o Roberto Abras (em vídeo), o repórter da rádio do Acre (em entrevista), a Rádio Itatiaia (em nada), o próprio Domênico Bhering (em entrevista), todos até agora desmentiram terem ouvido o palavrão citado pelo Oswaldo. Ninguém, absolutamente ninguém, afirmou e validou ter ouvido o que disse o repórter. Ninguém defendeu a posição do Atlético. Ou seja, que mundo feio!!!

  • JB Dias disse:

    Na torcida do Galo tem também os sem noção. Esquecem que o Cuca nos deixou quando o time mais precisava dele. Ser bom treinador quando o time está encaixado é fácil, quero ver chegar, mexer nas peças certas e transformar tudo. Time encaixado às vezes é sorte do técnico e da diretoria. Quando não encaixa, meu amigo, nem o diabo conserta. Outra coisa, encher um time fora do eixo com jovens promessas das categorias de base, é a mesma coisa de queimar madeira nobre só para fazer sinal de fumaça. Um detalhe a mais: Professor é o que ensina, lapida e sabe o que tá fazendo. Essa turma da base do Galo precisa pelo menos fazer o Mobral, pois de professores não têm nada. O garoto bom de bola, promessa de novo craque, chega cheio de defeitos e cacoetes, além de um gênio de jogador argentino. e ninguém para o direcionar, corrigir e explorar o que ele tem de melhor. Todos já chegam de olho no Real Madrid ou Barcelona. Cara, tem que aparecer no Galo primeiro…

  • JB Dias disse:

    Quando eu era comerciante e via que um novato não levava jeito prá coisa, sem desmerecê-lo, chamava-o no canto e inventava uma desculpa, digamos técnica, e o dispensava. É o caso de um Felipe Santana e outros. Gente, não deu, não dá… libera o moço. Quem sabe acaba no Real ou no Barcelona, mas aqui não deu. Sinto muito.

  • Renato César disse:

    A pergunta que fica é a seguinte:
    – O que acontecerá primeiro: o estádio do Galo ficar pronto, o Galo anunciar o novo treinador ou a gasolina comum chegar a R$ 7,00?

    Façam suas apostas!

    • Tonho ( Mineiro ) disse:

      vou apostar nesta ordem – O Galo vai anunciar o treinador
      – O Galo vai dispensar o treinador
      -a gasolina var chegar a R$ 7,00
      – O estadio do Galo nem vou falar pq acho que vao ser muitos treinadores e a gasolina vai chegar nos R$ 20

  • Guilherme Gonçalves Costa disse:

    Vamos recapitular os fatos recentes. Quarta feira dia 07/02: Após o jogo contra o “poderoso” Atletico Acreano, em que o Atlético-MG, passou aperto para conseguir a classificação com apenas um empate, um jornalista (cuja função é apenas reportar os fatos) se achou no direito de questionar ironicamente com análises pessoais do jogo, o trabalho de um profissional com 40 anos de experiência no futebol. A coisa tomou um rumo inesperado, pois o treinador não gostou da ironia do repórter e passou a responder rispidamente. O final todos nós sabemos como foi. O treinador perdeu a compostura e partiu pra cima do repórter. Treinador demitido. Mais um. E agora com o generoso auxílio de um “digital influencer”. Função de treinador do Galo está se tornando um cargo de risco. Todos se acham agora no direito de questionar o trabalho do profissional da área. Perigosa esta situação. Ja pensaram se a moda pega? Ja pensaram se os treinadores resolvem se unir agora, e todos eles boicotarem as investidas do Galo??? Não estou defendendo o Oswaldo, porque é o Oswaldo. Defenderia qualquer um que fosse o treinador do Galo neste momento, porque foi covardia. Foi um momento de fraqueza, mas não houve agressão física. Mas não aprovo isso de forma nenhuma. Esse entra e sai de treinadores. Treinador precisa criar um laço com o clube e os jogadores precisam aprender a respeitá-lo por saber que ele não será demitido a toa. Renovar o contrato do profissional pra demití-lo após seis partidas???? Pra quê??? Decisão amadora da diretoria que pode custar caro ao clube. Lembrando a todos que nós só fizemos uma boa campanha no brasileiro 2012, e fomos campeões da Libertadores em 2013, porque mantivemos um técnico no cargo por muito tempo, mesmo com o vexame que este mesmo treinador nos deu. Saudações Atleticanas.

  • Carlos Henrique disse:

    Esses caras acham que sabem como é a torcida do Atletico, nao sabem
    muitos nao sabem, sofremos com as derrotas
    Sofremos muito, com as arbitragens
    na de cada de 80, onde nos foi tirado varios titulos
    e anos 90, obscuro , sem até campo para treinar
    Hoje com uma linda estrutura, campeonatos importantissimos
    ganhos pelo clube.
    essa torcida, nao vai querer, voltar a sofrer
    e nao vai admitir , qualquer diretor
    que nao tem vinculo afetivo com o clube
    ditar regras e falar em nome do clube.
    como se fosse o dono do clube
    a reaçao vai vir, estamos em tempos
    de muita informaçao no mundo hoje
    to na roça mesmo, para chegar aqui tem 15km de estrada de terra
    e escrevendo isso
    ao mesmo tempo de termos tanta informaçao
    o País esta intolerante
    as pessoas estao intolerantes
    a resposta a isso é a violência, isso que se vê
    Entao voces , pensem bem, no que estao fazendo com o Atletico
    Gallo tenha mais humildade

    • jorgemoreira disse:

      È só avisar que vamos juntos chega de picaretas incompetentes achar que mandam alguma coisa no clube, este sujeito tem que se recolher a sua insignificancia, Aqui quem manda somos nós verdadeiros torcedores ATLÈTICANOS, e não venham com censura não

  • José Eduardo Barata disse:

    ‘Tô lendo aqui os jornais e me deparo com
    uma fala do Gallo , estabelecendo PERFIL
    de treinador para o Atlético .
    VÁ CATAR COQUINHO , seu Gallo !
    Quem é você para definir o que quer que
    seja em nome do Clube Atlético Mineiro ?
    Fala como se fizesse parte da história da
    INSTITUIÇÃO .
    Toma tento e nos respeite , meu caro .

    • Regi.Galo/BH disse:

      Barata, aproveitando para abordar conjuntamente a um outro seu comentário (http://blog.chicomaia.com.br/2018/02/09/oswaldo-passou-atletico-em-busca-de-novo-treinador-vida-que-segue/#comment-209114), preciso confessar que fico muito mais dominado pela tristeza, até mais do que pela indignação, quando posso perceber nas suas palavras, e nas de alguns outros companheiros, depoimentos sinceros das próprias percepções sobre tudo isto o que está acontecendo.

      Isto, que no momento escolho chamar de degradação. Isto mesmo, que outros alguns querem chamar de Administração, mas que só faz causar deterioração ao nosso patrimônio material e imaterial, a nossa paixão, ao nosso Galo.

      Você, e todos nós, que somos testemunhas vivas da história do nosso Clube, que assistimos de geral aos caminhos complexos à que a história teve que se submeter, seja nas mãos dos vários tipos de sujeito, seja nos ‘desvios de ideais’ dos vários tipos de intenção, não estamos conseguindo mais assimilar a história ter que se repetir continuamente, sistematicamente, sem conseguir trazer consigo algo que pudesse servir de modelo de aprendizado, condizente com tudo o que já vivemos e que não queremos mais experimentar.

      Não está dando mais para ser e continuar compreensivo com as sandices e os descabimentos que se repetem, se renovam, e até se inovam, como os ‘novos podres’ de agora. Gente, quantas vezes a história precisa se repetir para se reinventar? Já não estão cansados de ouvir sempre uma outra estória sendo mal contada?

      Eu estou contigo, neste mesmo mote, Barata. Sabemos que existe um jeito certo para se fazer as coisas. E está fácil perceber que não é exatamente este, como o fazem. Acontece que não podemos fazer muito para poder resolver os males do mundo; mas sempre podemos nos refazer assim como nos refizemos a vida inteira.

      Diante do exposto, sigo junto com os bons:

      – Não deixemos a vida ser fácil para quem não consegue servir dignamente à causa maior da existência de um Clube! Chega de dias cinzentos!!!

      • Renato César disse:

        Seguindo aquelas conversas do ano passado, Ricardo Gomes parece ser um bom nome. Não vi especulação sobre ele ainda.

      • José Eduardo Barata disse:

        É , REGI.GALO , eu já estou enfarado de tudo .
        Dessa frouxidão que se instalou no Atlético .
        Desse corporativismo que defende os Gomides
        da vida e é incapaz de questionar a Globo , que
        faz e desfaz com o futebol brasileiro .
        (Vejam o que disse o Alex em entrevista)
        Estou enfarado de ter que aturar os Igors 98 da
        vida , se achando conhecedor profundo do que
        é ser atleticano , “c….do” regras por aí .
        Estou enfarado de gente que usa o Atlético, de
        uma maneira ou de outra , para se dar bem .
        Gente que nunca assistiu de um barranco um
        jogo de várzea , com as laranjas e os pedaços
        de abacaxi no gelo para aplacar a sede , com o
        cheiro de bálsamo de benguê no ar, que aliviou
        as dores dos heróis em campo .
        O Clube Atlético Mineiro precisa, com urgência,
        ser resgatado do fundo do poço .
        Ser retirado das mãos de banqueiros , sair da
        dependência de mecenas da construção civil ,
        a posarem de pais da pátria para a torcida .
        CHEGA!! NÃO DÁ MAIS PARA AGUENTAR !!

  • José Eduardo Barata disse:

    HÉLIO ANTÔNIO ,
    o Procópio é uma “figura de linguagem” ,
    usada para indicar “mudanças” que se
    fazem necessárias .
    Eu diria assim :
    precisamos de UM Procópio no time .
    É a única solução .

    • jorgemoreira disse:

      Esqueça a sua OTIMA IDEIA Hélio, a vaidade destes amadores jamais suportariam a presença de alguem com experiencia e sabedoria além de ter sido campeão como jogador e tambem como treinador,(á mais ele o Procopio perdeu o titulo de 80 pra cbf e sei -la mais quem)sei-la não nós sabemos pra quem perdemos o titulo daquele campeonato, eu concordo plenamente o velho e bom
      Procopio sempre apagador de incendios ja deveria ter sido contratado desde a epóca que o Malluf ficou doente, mas é querer demais acreditar que o nepomusono o contratace né, Procopio JÀ

  • Gabriel Júnior disse:

    O presidente do Galo quer sanear o clube, mas não leva em consideração que, com este time vai perder grana, vai ser desclassificado logo na CB e tem amplas chances de ser rebaixado no Brasileirão.
    Engraçado, quando o Alvimar Perrela se negou a acertar os direitos do PC Gusmão, diante da insistência deste, mandou seus seguranças jogar o PC no meio da rua e eu não vi associação nenhuma em defesa do PC. Todos se unem contra o Galo. Todos devem, só alguns tem verbas retidas. Seria um jurídico fraco? Nosso mandatário é da área! Agora mesmo não consigo entender, o Galo, o Fred deu seu aceite assinando um contrato e suas cláusulas e neste momento não existia a figura do Crucru, mas quem decide o processo é o Crucru. Vai entender, não pagou até hoje e fica por isso mesmo.

  • Tonho ( Mineiro ) disse:

    Na primeira entrevista deste presidente falei aqui, o cara e fraco pensa pequeno, olha ai o resultado, o pirangi comecou o ano nas paginas policiais, e o maior caloteiro do Brasil e a noticia sao as lambancas do nosso presidente.

  • Roger Campos disse:

    Oswaldo foi demitido pelo péssimo trabalho realizado. Todo mundo esperou a partida da copa do Brasil, porque assim estava dito pela comissão técnica que o time teria condição de competição. Foi um fiasco o time. Não deveria nem ter vindo esse Oswaldo e mesmo assim tivemos toda paciência. Eu sou daqueles que acha que o erro começou lá atrás com o Nepomuceno mandando Levir embora para arrumar espaço para o Fred (aquilo foi jogada ensaiada para mim). Tudo depois disso foi uma sucessão de mancadas fenomenais. Ninguém precisa concordar comigo.

    Agora, esse corporativismo de técnicos contra o Galo que estão querendo emplacar, conforme declarou em entrevista o técnico do São bento dizendo que a associação de técnicos recomendou que ninguém assine com o Galo, não dá para aceitar. Vão plantar batatas.
    Vá plantar batatas o Leo Gomide também. Teve um retardado dizendo que o Galo está tirando o direito dele trabalhar. Tenha paciência. Nenhuma instituição é obrigada a aceitar jornalista específico em suas dependências se ele foi motivo de problemas. Estão fazendo muito oba-oba e nessa briga a torcida tem que apoiar o Galo. Ninguém vai manchar a história do clube por causa de corporativismo de terceiro mundo. Ninguém vai acuar o time que amamos, porque a torcida vai não vai aceitar. Ninguém vai gritar mais alto que a torcida do Galo.

    Às favas todo o resto.

    • Gabriel Júnior disse:

      Você está correto Róger! Hoje estou vendou gente que cobrava a demissão do Róger Machado, dizer que foi um erro o Galo demiti-lo. Róger com um elenco bom no Palmeiras já é citado como melhor técnico do momento e os que o criticavam quando estava no Galo, estão Caladinho. O problema da associação doa árbitros não é defender o Osvaldo, é detonar o Galo. O Galo deve ter estragado muita gente em anos anteriores. Isso já foi dito aqui, a rádio pode indicar outro setorista, mas Léo Gomide tem que ser Persona non Grata em Vespasiano. Estamos ansiosos por críticas construtivas à diretoria do Galo, mas detonadores que fiquem longe de nossa casa.

      • José Eduardo Barata disse:

        GABRIEL ,
        Roger Machado , JÁ o melhor técnico do Brasil ?
        Quem falava dele está “caladinho” ?
        EU FALAVA , e se já não falo é porque aqui não
        mais está e me lixo pra carreira dele .
        Marcelo foi campeão com o Palmeiras .
        Cuca foi campeão com o Palmeiras .
        Luxemburgo foi campeão com o Palmeiras .
        E , em todos os casos , despejaram uma “baba”
        de dinheiro para montar o elenco .
        Então ‘tá !!!

    • Silvio T disse:

      Roger Campos, vc está á 100% certo. A torcida do galo tem que ter consciência e se unir contra essas mafiazinhas que só funcionam contra o Atlético. Mano cagou no reporter da rádio Minas ano passado. Os “colegas” de profissão dele aqui se manifestaram? O fajuto sindicato da categoria abriu o bico? Tudo caladinho e subseviente. Reporter da ESPN foi AGREDIDO na eleição do curíntia, tudo filmado pela própria emissora. Nem rendeu nem 10% do que tão fazendo com essa historia. Torcida do galo tem que tomar posição defendendo o time, o clube contra os abutres de Minas e do país!

    • jorgemoreira disse:

      Se voçê me permite eu so discordo de uma coisa, o reporter só errou por ter entrado na pilha do desequilibrado treinador que ja saiu do vestiario totalmente doido, e mais todos estavam certos, treinador o todo poderoso domenico e presidente, então porque demitiram o oxvaldo, esta é a minha duvida

      • Gabriel Júnior disse:

        Problemas técnicos Jorge moreira, a diretoria já explicou. O Osvaldo é paradão, não tem boa leitura de jogo e mexe mal, não deu padrão de jogo ao time e errou nas indicações de contratações.

    • José Eduardo Barata disse:

      ROGER CAMPOS ,
      gostei demais da conta do texto .
      Agora virou mania , todo mundo quer ser
      dono da verdade nas coisas do Atlético.
      Já não aguento mais essa imprensa tosca
      a dizer o que se deve ou não fazer .
      Que cuidem de suas redações , noticiem e
      critiquem , mas que fiquem nas suas .

      • jorgemoreira disse:

        Olha o tamanho da lama que nos jogaram,pqp, até os famosos não sei quem querendo ditar normas,a que ponto chegamos, eu tenho que achar o meu isordil , eu quero meu sonifero, eu prefiro que só me acordem do pesadelo daqui 20 anoskkkkkkkkkkkk

        • Helio Antonio Corrêa disse:

          JORGEMOREIRA
          Assim não vale, que historia é essa de dormir por 20 anos?
          Nada de isordil ou outros do gênero, temos que estar aqui ligados, participar do processo , para no futuro podermos contar as historias.
          Como vc. acha que sabemos de tudo que se passou no nosso futebol do Mineirão prá cá?
          Portanto caro amigo, fique vigilante, nao existe amor verdadeiro sem uma pitada de sofrimento, aguente firme, quantas crises vc. ja vivenciou do seu time? lembre-se não será a última, outras virão e por certo vc. irá contá-las no futuro até dando gargalhadas.
          A sabedoria da vida ja lhe ensinou muito , pense nisso.

    • Tonho ( Mineiro ) disse:

      Exato, primeiro a midia, agora associacao de tecnicos, tudo planta fava !!! Problema e que nosso presidente e muito fraco !!!

  • Alisson Sol disse:

    Eu aqui lendo as notícias no meu descanso semanal, e vejo esta aqui.
    Quer dizer que agora há um movimento “Somos todos Oswaldo” e até uma orientação, segundo o técnico do São Bento de que “…Foi citado entre nós (treinadores) para que ninguém assumisse o Atlético se fosse procurado. Seguimos o que é decidido por votação. Eu teria coragem em não assumir“??!!

    Vejam o que são os tempos modernos. É só criar uma hashtag ou usar uma faixinha, e acham que isto é “movimento de protesto”. Mas que bobeira! Técnicos de futebol, todos ganhando mais de R$100mil/mês (alguns bem mais), podem claramente fazer um protestinho por algum tempo. Mas, claramente, isto não vai durar.

    Técnicos e jogadores de futebol são de uma (in)coerência incrível. Ganham um dinheiro fácil justamente devido à enorme publicidade em torno de sua atividade, feita de graça pela imprensa. Aí, quando a imprensa faz algo de que não gostam, fazem biquinho. Ou seja: democracia e transparência é bom, mas na casa alheia. E se a imprensa, em protesto, decide que não vai mais fazer cobertura do Atlético-MG, até que deixem o radialista entrar novamente no clube. Como fica?

    Pior é que a diretoria do Atlético-MG mostra o problema do amadorismo no futebol brasileiro durante toda a condução deste processo: apoiam o técnico, atacam o radialista, mas depois demitem o técnico, e agora estão aí com esta possibilidade de ter de se contentar com um técnico de segundo escalão que aceitar treinar o clube. Como torcedor adversário, quero vencer dentro de campo o tempo todo. Mas não me interessa a destruição fora de campo dos clubes adversários, principalmente se feita por pessoas sem compromisso com o clube, que logo vão embora e deixam o problema para outros resolverem. Não desejo aos outros o que não quero para mim.

    • José Eduardo Barata disse:

      ALISSON ,
      uma boa análise !

    • Regi.Galo/BH disse:

      Ótimo ponto de vista!

      Não conseguiria formular a questão tão bem assim. Tomei conhecimento da reportagem sobre o Levir e tive quase as mesmas percepções. É engraçado pensarmos este ‘corporativismo dos técnicos’ como algo que possa agregar valorização à classe dos mesmos. Lembremos os casos recentes do Eduardo Batista, do Rogério Ceni, do Milton Mendes, o caso do Zé Ricardo no Flamengo, que mesmo em se ressalvando cada particularidade, não causaram esta mesma tão comovida reação dos envolvidos de agora. Em ambos os casos, na primeira oportunidade, algum colega de trabalho correu para entregar a sua carteira de trabalho para o RH assinar, sem qualquer alarde. Na verdade, não pararam nem para pensar sequer em dispensar uma oportunidade nesta livre concorrência do mercado de trabalho.

      Estamos assistindo a algum fenômeno novo? Quero crer que não.

      Outrossim, estamos assistindo é a uma depreciação da oportunidade. Tudo devido a inconsistência, a insensatez, a falta de maturidade e a ausência de ambiente de trabalho condizente com o desejo de quem quer e precisa trabalhar.

      Realmente, surgirá algum ainda que deverá aceitar carregar este fardo. Sem compromisso, sem o espírito necessário, apenas para colocar as contas pessoais em dia, mesmo tendo que apanhar por isto. Afinal, são apenas dois meses de trabalho, mais os benefícios.

  • José Sana disse:

    O GALO SÓ TEM UMA SAÍDA: CONTRATAR BONS JOGADORES? QUER FAZER ECONOMIA? ENTÃO, ANOTEM: VAI AFUNDAR MAIS AINDA E VIVEREMOS O CAOS NESTE ANO

    Não existe técnico de futebol milagroso na face do Planeta Terra. Busquem o Josep Guardiola, o José Mourinho, o Unai Emery, ou Cuca, quem quer que seja. Quem joga futebol é o goleiro, os laterais, zagueiros, volantes, meio-campistas e atacantes. Não há segredo: ocupar o espaço do campo o mais possível e enfiar a bola dentro das traves cercadas por uma rede. Só isso.

    Um treinador só vai resolver o problema do Galo se trouxer algumas peças para substituir os pernas de pau que treinam na Cidade do Galo. O papo-furado do novo presidente, Sette Câmara, de que precisa fazer economia, não funciona. Diz um velho ditado que “economia é sinal de porcaria”. A situação do rival Cruzeiro, em termos de dívidas, não é diferente da crise que assola o Galo. A diretoria do Cruzeiro não está nem aí e formou um time muito bom, precisamos reconhecer isso.

    O Galo atingiu, segundo a média, o top dos times brasileiros ao chegar nos cem mil associados-torcedores. Quer aumentar para duzentos mil? Invista em jogadores bons. A torcida quer um time vencedor. Um time vencedor não se faz com pernas de pau. Esses transbordam na Cidade do Galo. Qualquer jogador bom que o clube contratar terá o apoio da torcida. Sem o apoio do torcedor o Galo chegará no pior ano de sua vida que está desenhado para nós: 2018.

    Não adianta chorar. Não temos outra saída. Ou contratar ou contratar. E fim de papo.

  • Renato César disse:

    Jogo de sábado de Carnaval eu nem preocupo. Galo perdeu a maioria dos últimos. Mas acho que fica uma lição. Quando o grupo está derrubando treinador, um interino normalmente consegue fazer um bom resultado. Mas isto não aconteceu. Então, mostra que o time estava mal treinado mesmo.

    Espero que o próximo técnico coloque a casa em ordem.

  • Raul Otávio da Silva Pereira disse:

    Clubismos e paixões à parte, vamos ser claros:

    – O Cruzeiro aparentemente está entrando em um buraco sem fundo. Já devia muito dinheiro, e toda hora chega uma cobrança. Nesse ano atendeu a torcida, mas gastou demais, O time melhorou e encorpou muito, ficou forte e talvez ganhe alguma coisa importante, (Copa do Brasil vale 60 milhões), mas e daí ? E depois ? Quem vai pagar a conta ?
    Além disso, é sempre difícil definir prioridades – tri da Libertadores ? Não cair no Brasileiro ? Ganhar 60 milhões na Copa do Brasil ? Eu tenho muitas dúvidas sobre o que fazer. Só não tenho dúvidas de que tudo isso ao mesmo tempo é impossível. Sem chance.

    – O Mineiro, infelizmente -e eu não gosto de ver nosso adversário assim, gosto dele forte e competitivo- parece que está voltando às administrações medíocres de algumas décadas atrás. Paulo Cury, dentre outros. 2018 reservará grandes emoções para meus amigos atleticanos.

    Critiquei muito aqui nesse blog o Oswaldo de Oliveira (e mantenho minhas críticas) mas me parece que ele seria o único que poderia tocar esse timinho medíocre com algum bom senso. Infelizmente, ele foi o primeiro a demonstrar falta desse bom senso. Decepcionante. (E ele acha que a turma da rádio e TV vão aliviar para ele ? Claro que não. Ele cavou um buraco sem fundo, e merece estar nele. Errou, e feio).

  • Tony Silva disse:

    Saudacoes a todas as nacoes! O galo (time) tem alguns bons valores individuais, alguns que podem se aprimorar pra render mais e promover alguns nomes da base (hello, comissao tecnica de divisoes de base do CAM? …) para, digamos, em tres aproveitar um no time principal e rejuvenecer pelo menos a defesa e/ou reforcar o meio. O Gallo (diretor de futebol) e o presidente do clube nao querem alarmar (nem admitir) dizendo que o time e’ fraco e erraram em manter o Oswaldo, quando ja deveriam ter o tecnico mais do gosto da torcida pra 2018. Mas se arrumar um tecnico que saiba treinar e entenda igual o Leo Gomide, basta dispensar umas barcas e trazer um bom armador pra conversa no campo mudar de tom. Resta saber se essa diretoria tem peito e conhecimento do assunto pra isso. Que o claro branco de todos os uniformes alviverdesvermelhosnegrosazuis sejam todas as cores do branco da paz no futebol!

  • José Eduardo Barata disse:

    REGI.GALO ,
    é o meu clamor desde o ano passado :
    traz o cara de Salinas logo .
    Procópio já !!!!

    • Regi.Galo/BH disse:

      Nós dois temos compartilhando esta mesma voz, Barata.

      Não tenho dúvidas de que o Procópio resolveria os problemas em campo, faria o Cazares jogar melhor, botaria os má-influência (Elias, Victor e o Léo Silva) para fora, faria o Gabriel tomar vergonha na cara, dispensaria a barca de come-dorme, cortaria o pé de manga, exigiria um armador, um lateral, dois volantes, entre tantas outras coisas, e além disto, no extracampo, ainda daria uns tapas no bumbum de muito dirigente ‘sabidinho’.

      Sei bem que é muito trabalho para um homem só. Porém, para o Procópio, acredito que ele resolve tudo isto antes do horário de almoço. Na pior das hipóteses, durante o horário de almoço.

    • Helio Antonio Corrêa disse:

      BARATA
      Ja lhe contei do carinho e respeito que tenho pelo PROCOPIO, desde 1962, mas será que ele ainda tem energia para comandar um time como o CAM e com as expectativas e exigencias que se criam em torno do clube?
      Estive pensando, ele ja deve estar beirando os 84/86 anos, e isto é muito tempo cara.
      Gosto tanto dele, que não gostaria que fosse o Procopio o proximo sofredor no banco alvi negro não.
      Ele seria um bom substituto para o Maluff, mas banco ja acho um pouco demais a esta altura da vida.

      Como dizia o A.Batista
      ”vamos aguarrrrrrrrrrrrrdar”

      • José Eduardo Barata disse:

        HÉLIO ANTÔNIO ,
        o Procópio é uma “figura de linguagem” ,
        uma “mudança” de métodos , se é que
        me faço entender .
        Eu diria assim :

        • Helio Antonio Corrêa disse:

          BARATA
          Ah bom, mas será que existem PROCOPIOS, por aí hoje em dia?
          Sei não, com o politicamente correto, ele nos dias de hoje teria problemas mil.
          Os Gomides por exemplo , na primeira “analise entrevista” tomaria umas pela cara fora.

          • jorgemoreira disse:

            Tem uma um fato no minimo pitoresco do Procopio quando ele jogava no outro time e que treinava no barro preto, eu menino ainda acho que o ano era 67/68, eu assistindo um treino do outro time e um torcedor enchendo a paciencia(se eu falar o nome saco podem querer brigarkkk)do então goleiro Victor não o dono da vitorina,que por sinal é muito boa.. o Procopio pulou o alambrado a beira do campo e encheu o cara de p…da este sempre foi o temperamento do Procopio, ele sim pode muito ser util embora tardiamente

  • Horacio V Duarte disse:

    Prezado Chico, receita de bolo para ganhar do Galo no independência é simples, duas linhas de 4, estilão corintias, e contra ataque, simples assim. No sábado, faltou um mínimo de inteligência, o time ganhando, parte para cima, toma um contra ataque, bastou um, cendendo o empate. Aí deu o tradicional e esperado desespero, partiu pra cima, não deu outra, leva mais um contra-ataque e se ferra. Se entregasse a bola para a caldense quando estava ganhando teria dado goleada, na pressão eles entregavam a bola. Sem técnico vira várzea mesmo.
    O problema não é nem técnico, é a falta de um, nem é contratação. Pra falar a verdade chega dessa palhaçada de mais contratação, o Galo tá perdendo para times com jogadores muito piores e técnicos desconhecidos e toscos. Muitos times estão jogando muito mais com jogadores muito, mas muito piores, é só olhar para o lado.
    Agora, com esta diretoria sei não viu, tive alguma esperança, mas como a diretoria anterior não entende nada de futebol, não faz sentido mandar embora o técnico agora, depois de gastar uma fortuna com contratações solicitadas por ele, um técnico que aliás nunca deveria ter sido contratado. E sem ter ao menos um plano B, isto que é programação, falta pouco para termos testados todos os treinadores da chamada série A. Sem falar no desgaste da imagem do Galo, censurando a imprensa, proibindo repórter de trabalhar… Foi um show de incopetência, falta de traquejo, arrogância e burrice, tudo junto e misturado, estes sujeitos são sem noção do cargo e do Clube.

    • Regi.Galo/BH disse:

      Horácio, eu ainda vou precisar aprender contigo esta capacidade de como ser tão eficiente nos comentários. Tanto neste atual, quanto noutros vários, ambos puderam sintetizar quase que perfeitamente uma percepção que estamos tendo e que nos assusta: não tem ninguém no Atlético que entenda de Clube de Futebol? Na continuidade da nossa conversa no outro post, destaco as suas ponderações:

      “(…) O técnico tem que ser bastante para treinar também esta diretoria, muito fraca. (…) Gosto do Cuca, mas é muito caro e é um sujeito difícil, com esta diretoria sem noção vai dar ruim. É um ou outro, eu prefiro o Cuca, mas não tem como mandar a diretoria embora. Pena”

      Concordo plenamente contigo. E acrescento que, da mesma forma que não deixariam o Cuca trabalhar, também não deixariam o Abelão, o Levir, o Carpegiani, etc, porque as coisas não podem funcionar como deveriam lá dentro. O próprio Levir foi tido como inconveniente quando decidiu questionar algumas prováveis causas de irracionalidades (essas que têm nome e sobrenome). No entanto, lá, os ‘benfeitores’ não gostam de serem questionados. São muitos e valorizam bastante as suas míseras realizações.

      Meu caro, o nosso Galo, nas mãos desses rapazolas, está virando tão apenas uma brincadeira de vídeo-game no modo Campanha. Aquela coisa de quando os meninos juntam no fim de semana para jogar e ficam administrando a carreira deles próprios. Você percebe nitidamente que as decisões são tomadas na base da tentativa e erro. Mais erro do que tudo. Mas, lá no fim, com o excesso de erros, o menino pára, deleta o perfil e começa de novo com um outro nome. Nesse mundo (sur) real não dá para fazer isto. Sai o ‘Nepomuceninho’ e entra o próximo apenas para continuar a bater cabeça, do mesmo jeito.

      Creio que seja preciso um exame de consciência profundo e que cabe sempre um novo ponto de vista mais adequado. Pode ser uma questão de entendimento, como também pode ser uma questão de reflexão. Fato é, que acredito seriamente que não estamos aqui fazendo militância; contra fatos pode sim haver argumentos. O problema só se tornará realmente válido no momento em que fizermos a CONSTATAÇÃO!

      • Horacio V Duarte disse:

        Caro Regi.Galo, obrigado pelo comentário. No caso dos joginhos, os meninos vão por tentativa e erro mas aprendem. No caso do Galo está sendo também tentativa e erro, só que fazem 20 vezes a mesma coisa esperando resultados diferentes!! Não aprendem. Esta história de troca de técnico no Galo, que era de 6 em 6 meses, passou para 3 e já é um problema patológico.
        Mas vamos ver outra decisão, o caso do juiz de vídeo. Quantos campeonatos o Galo perdeu por conta de ‘erro’ de arbitragem? O último campeonato nacional que eu vi ganhar foi… o único, e já tem um bom tempo. A CBF arruma um contrato com uma empresa para árbitro de vídeo, como era de se esperar valores bem superiores a similares de outros países, bem comum à aquela capitania hereditária. E quem deveria pagar a conta são… os clubes. Se era dos clubes a despesa que eles assumissem a contratação do serviço, porque é da CBF a contratação da despesa dos outros? Só porque a CBF é honrada, honesta e pura? Ai preferem votar contra a proposta de árbitro de vídeo e não contra a imposição de um serviço pelo qual não contrataram e pelo qual não poderiam escolher!! São duas coisas diferentes, uma é o árbitro de vídeo, outra é a escolha de quem faz o serviço. Porque ainda temos a CBF? De onde vieram Marin, Del Nero, Coronel Antonio Nunes, já jogaram bola? Vieram de algum clube? A quem servem? Aos clubes certamente não. Porque os clubes aceitam propostas absurdas destas? porque não tomam a iniciativa de projetos que beneficiariam a todos?
        Neste caso do Osvaldo, o presidente decidiu sozinho, com certeza. A diretoria de futebol e de comunicação tomaram partido do Osvaldo e decretaram o banimento do repórter, como se resolvesse o problema em campo. Em resumo, a diretoria está rachada, como diz o post, batendo cabeça.
        Resultado, a diretoria vai apanhar com exclusividade, papel que o Osvaldo deveria ter, e vai continuar tomando porrada durante todo o período de carnaval, que não tem notícia de futebol. E isto até um novo técnico aparecer assumindo o tradicional papel de judas no Clube. Decisões deste tipo tem que ser colegiadas, todos os diretores têm que ser ouvidos, eles dirigem os diversos interesses do clube, se não vira amadorismo, várzea.. a questão não é militância…
        Será que aprendem?

        • Regi.Galo/BH disse:

          Questões muito bem colocadas, Horácio.
          Perdemos muito com a saída do Kalil; porém, perdemos TUDO com a desintegração do comitê gestor de crise, encabeçado pela Adriana Branco. Os seus argumentos, Horácio, seguem diretamente ao encontro e caminham paralelamente junto à estas fatalidades. Estes que assumiram o Galo no pós-Kalil souberam trabalhar muito bem apenas quando estiveram SEGUINDO DIRETIVAS (rezando na cartilha) OU ORDENS determinadas por gente capacitada e ciente do quê estava fazendo e sobre o quê precisava ser feito. Tais sujeitos foram bons naquilo que sabem, mas demostram claramente não serem capazes de produzir conteúdo e muito menos de gerenciar uma Instituição complexa como é um Clube de Futebol. São realmente muito bons no que fazem, quando fazem em causa própria ou quando são bem mandados.

          Lamento a falta de criatividade, mas não tenho como responder o seu questionamento a não ser com outro, infelizmente. Será que aprendem?

  • Regi.Galo/BH disse:

    Alô Sr.Presidente!

    – A coisa está ficando cada vez mais séria e sem graça… Os novos erros começam a se sobrepor aos velhos; e estes, somados, sabemos que nunca JAMAIS se tornarão um acerto. O Senhor já está se fazendo APARECER muito mais do que o necessário, mais até que o próprio Diretor de Futebol ou os próprios jogadores, e sendo muito pouco útil com as coisas do departamento do futebol. Aliás, o Gallo é outro que também já começa a externar os seus vacilos e incapacidades de lidar com as exigências.

    – Antes, preciso afirmar que NÃO APOIO esta iniciativa do Senhor em recorrer à mídia para tudo e, realmente, não vejo a menor vantagem neste tipo de atitude. Só transmite mais INSEGURANÇA do que propriamente confiança.

    – Penso, exclusivamente, que o Senhor ‘está cavando a sua própria cova’ ao, dentre outras coisas, vir à público expôr as ‘suas vias de tomadas de decisão’, sobre cada ação à ser realizada e, principalmente, ao começar a tratar PUBLICAMENTE as cobranças de postura dirigidas ao elenco.

    – O Senhor tem sim, MUITO TRABALHO à fazer e, penso eu, precisa APRENDER a trabalhar as questões INTERNAMENTE e SINERGICAMENTE, com a força do grupo, com o fortalecimento da coletividade, e com a distribuição correta das funções e atribuições, tudo em busca da integração ideal. É preciso parar, definitivamente, de ficar expondo todas as dificuldades e irracionalidades em público, pois tudo que pertence ao processo decisório não tem que ser discutido ‘no ar’. Até porque, também, ninguém FORA DAÍ vai te ajudar a resolver nada.

    – De outro lado, se temos um Diretor de Futebol, teoricamente capacitado para tal função, ele que venha á público COMUNICAR as suas medidas e ações realizadas INTERNAMENTE. Tão apenas para nos conformar e dar satisfação do seu trabalho. Mas, NUNCA, para dar explicações do quê ainda não decidiu, ou do quê ainda vai fazer, ou do quê não sabe fazer. Isto só faz irritar e demonstrar ainda mais incapacidade.

    – Mas, na minha ótica, o que está mais preocupante neste momento, o que se faz mais questionável, mesmo enfatizando que o Senhor não tenha que vir á publico para explicar nada disto, é o fato de não identificar nas vossas atitudes o desejo de QUERER QUEBRAR os vínculos com os Eixos do Mal dentro do Atlético. Sim, são mais de um! A vossa gestão precisa priorizar o fim da Era da Escuridão, cujo último representante foi o seu antecessor. O Senhor não pode, não deve, não aceite, dar continuidade ao fundo do poço em que o Galo se encontra!

    – Quanto à nós, a torcida, desejosos que somos de um bem compartilhado junto ao Clube, manteremos a mesma postura de sempre: ou vibraremos juntos; ou estaremos em posição de indagar pelas devidas AÇÕES e SOLUÇÕES necessárias para cada caso. E, que fique registrado também para o Senhor: Não pedimos por explicações! Sabemos que as JUSTIFICATIVAS não vão efetivamente SANAR os problemas do Galo.

    – Precisamos TODOS de dedicação e maturidade para sairmos desta, Sr. Presidente!

  • José Sana disse:

    O GALO SÓ TEM UMA SAÍDA: CONTRATAR BONS JOGADORES. QUER FAZER ECONOMIA? ENTÃO, ANOTEM: VAI AFUNDAR MAIS AINDA E VIVEREMOS O CAOS NESTE ANO DE 2018

    Não existe técnico de futebol milagroso na face do Planeta Terra. Busquem o Josep Guardiola, o José Mourinho, o Unai Emery, ou Cuca, quem quer que seja. Quem joga futebol é o goleiro, os laterais, zagueiros, volantes, meio-campistas e atacantes. Não há segredo: ocupar o espaço do campo o mais possível e enfiar a bola dentro das traves cercadas por uma rede. Só isso.

    Um treinador só vai resolver o problema do Galo se trouxer algumas peças para substituir os pernas de pau que treinam na Cidade do Galo. O papo-furado do novo presidente, Sette Câmara, de que precisa fazer economia, não funciona. Diz um velho ditado que “economia é sinal de porcaria”. A situação do rival Cruzeiro, em termos de dívidas, não é diferente da crise que assola o Galo. A diretoria do Cruzeiro não está nem aí e formou um time muito bom, precisamos reconhecer isso.

    O Galo atingiu, segundo a imprensa, o top dos times brasileiros ao chegar nos cem mil associados-torcedores. Quer aumentar para duzentos mil? Invista em jogadores bons. Quer perder os cem mil? Continuem contratando cabeças de bagre.

    A torcida quer um time vencedor. Um time vencedor não se faz com pernas de pau. Esses transbordam na Cidade do Galo. Qualquer jogador bom que o clube contratar terá o apoio da torcida. Sem o apoio do torcedor o Galo chegará no pior ano de sua vida que está desenhado para nós: 2018.

    Não adianta chorar. Não temos outra saída. Ou contratar ou contratar. E fim de papo.

    OBS.: Qualquer torcedor ou torcedora ou pseudo isso que queira me contestar, que o faça, mas que respeite a sigla Clube Atlético Mineiro.

  • Marcos disse:

    Tirando 2015 a Caldense vem sendo um estorvo pro Atlético.
    Há exatos 20 houve um 5×2 pra Caldense no mesmo Independência. E não foram poucas as vezes que houve vitórias da Caldense sobre o Atlético…

  • Marcos DF disse:

    Desde que acompanho futebol, considero as administrações de Afonso Paulino, Ziza Valadares e Daniel Nepomuceno as três piores.
    O primeiro com a filosofia do bom e barato, deixou de contratar grandes promessas, Roberto Carlos e Juninho Paulista são dois exemplos, para trazer só jogadores medíocres para o Galo.
    O segundo quiz fazer palanque político do clube, trouxe jogadores duvidosos e só deu vexame.
    O terceiro achou que era Kalil, quando dispensou Levir Culpi sua administração foi ladeira abaixo, trouxe Robinho e o Cone de maneira desnecessária. Se o Levir fosse o técnico, nenhum dos dois teria vindo para o Galo. Reclamou do número de gols sofridos pelo Galo mas nunca trouxe um zagueiro decente.
    Agora vem este Sette Câmara e numa das entrevistas diz que não fala de futebol. Ele é presidente de que? De um time de basquete? De um time de rugbi?
    Mais um que não conhece nada de futebol.
    O Galo precisa entender que deve armar seu time a partir de uma defesa sólida, caso contrário não vamos a lugar algum.
    Finalizando, Léo Silva, Gabriel, Maidana e Felipe Santana, não salva um.

  • Carlos Henrique disse:

    A unica coisa que me agradou neste time do Atletico
    foi ver o Erik que quer mostrar futebol do tempo do Goiás.
    o Bruno Cesar e o Marco Tulio.
    To com birra do Tal do Elias (vaza)
    Quero so ver quem o Alexandre Gallo vai contratar para treinador

  • Luciano disse:

    Essa foto aí engana bem, estádio estava vazio, quem assistiu, viu que n tinha 17 mil. Os público divulgados dos jogos do Atlético MG neste ano estão estranhos, arquibancadas vazias e dizem ter 17, 20 mil .

  • Wagner Augusto Álvares de Freitas disse:

    Milton Mendes vem aí…

  • José Eduardo Barata disse:

    Off-topic
    Estou aqui a ler notícias e me deparo com a chamada
    do GE , dizendo que Lucas Lima “encarna” o espírito
    da confiança do time do Palmeiras , carregado do que
    chamam de “simbolismo”, por ter dado um carrinho na
    linha do gol .
    Meudeusdoceu , entreguem as taças pro alviverde :
    é a bola da vez da Globo !

  • Carlos Henrique disse:

    Chico e amigos, fico pensando no vexame,
    Ai vem a entrevista do presidente
    Radio Itatiaia.
    Fala que esta tentando rcuperar o Atletico financeiramente.
    louvavel sua atitude
    é por ai mesmo.
    mas quero que voces reflitam.
    Se o Atletico esta equacionando suas dividas e sem dinheiro.
    E o presidente entrou a pouco mais de um mes.
    O que acaonteceu
    Aconteceu meus caros, o mesmo que aconteceu
    com o Fluminense na gestao passada
    o mesmo que aconteceu com o Botafogo.
    que colocou um dentista la, e afundou o clube. (época seedorf)
    quando o ex presidente contratou Fred e Robinho e outros
    quando era perguntado sobre dividas
    escorregava mais que bagre ensaboado
    T a tudo bem as dividas estao equacionadas
    ninguem fala nada, “açao entre amigos”
    Mesmo caso do Cruzeiro
    o Expresidente aumentou demais as dividas
    50 milhoes de açoes da divida na Fifa.
    No futebol nao acontece nada
    o cara entra no clube, faz oque faz
    sai vem outro e tenta consertar.
    Kalil tinha uma equipe, cada um dava o melhor.
    Sergio, nepomuceno, Adriana Blanco
    todos ajudavam o comandante
    eram mandados
    Mas quando assumem a responsabiidade
    de mandar, delegar, nao sabem.
    Kalil é predestinado
    com ele o Alexandre Gallo nao estaria ai
    Osvaldo nao teria vindo.

  • Luis Cláudio disse:

    Este treinador interino deve desconhecer o plantel do Galo. Nosso jogador mais ofensivo é o Róger Guedes e foi sacado do time? Ruim com ele, pior sem ele.
    Luan não é meio campista. rende mais caindo pelas pontas. Cazares e Otero não podem jogar juntos, um tira o espaço do outro.
    Felipe Santana meu Deus, até quando?
    Detesto técnico que, quando está perdendo, enche o time de atacantes e vira pelada.
    Entra técnico e sai técnico, os mesmos defeitos, erros de posicionamento no ataque e na defesa, muitos espaços para os adversários. Durante os escanteios, todos ficam rente a trave facilitando a ação do goleiro. Sobe a zaga, laterais, volantes e até o baixinho Elias fica debaixo do gol, levam contra ataques constantemente. Só a cega e surda diretoria não enxerga que falta o camisa 10 habilidoso para puxar contra ataques. Em duas oportunidades Luan recebe livre e com muito espaço, prefere dar o chutão e perder a bola. Continua aquele joguinho de futsal, onde só prevalece a defesa adversária.
    Falta ainda o atacante velocista e driblador. Saudade daquele tempo que tínhamos Pierre e Donizete mordendo atrás e R10, Bernard e Tardelli, garçons que também faziam muitos gols.
    Não basta trocar o técnico, o elenco é fraco, com jogadores de mesmas características de toquinhos, precisamos de jogadores mais ousados.
    Ultimamente o Galo vem sendo presidido por engomadinhos que desconhecem o metiê. Presidente tem que estar presente na imprensa e torcida, ser falastrão, mal educado, banqueiro do jogo do bicho, politiqueiro ou dono de helicóptero. Ai a imprensa respeita.

  • José Eduardo Barata disse:

    Que coisa , não ?
    Sabem aquela coisa de velho (ops! , idoso , segundo o
    politicamente correto ) que se torna “implicante ” ?
    Pois é !
    Eu não tenho a menor paciência mais com Cazares e
    Elias , é antipatia no mais alto grau .
    Não , eu não falo de Xavieres da vida porque esses aí
    não tem nada mesmo pra mostrar .
    Mas essa fala de que o “menino Cazares” tem bola e
    quando ele tomar juízo vai “arrebentar” já deu .
    E que o Elias “não é volante” , “é um meia que chega
    na área” , isso também já cansou .
    Reparem a fisionomia dos dois em campo :
    parece um domingo de manhã na pelada , esperando
    a cerveja gelar .

  • Fabio Paceli Anselmo disse:

    Timezinho pereba esse!

  • Fabio Paceli Anselmo disse:

    Ô timezinho pereba.