Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Vitória americana, sensacional; na garra e no erro do adversário, ao estilo Adilson Batista

A história de que “hoje a bola não entraria de jeito nenhum”, serviu também para o Santos, e quem se beneficiou de um pênalti corretamente marcado foi o América. O árbitro paranaense Rafael Traci foi corajoso dentro da Vila Belmiro, ao apitar a falta no Marquinhos. A esta altura os dirigentes do Santos devem estar xingando até a última geração do apitador, por não se submeter a pressões e fazer o que tinha que ser feito naquele momento. Talvez até por isso tenha dado exagerados seis minutos de tempo extra, que o Santos não soube aproveitar.

Outra vez um time bravo e disciplinado taticamente. Defendeu-se muito bem, desde o início, apostou em um erro qualquer do adversário e volta com um ótimo e inesperado resultado para Belo Horizonte. Todo o time foi guerreiro, mas o goleiro João Ricardo e o zagueiro Messias fizeram diferença especial.


» Comentar

Comentários:
35
  • Pedro Vítor disse:

    Pois é, difícil entender as opiniões, o América totalmente acuado fez gol de penalty chutou duas bola ao gol, levou um bombardeio de bolas na trave, ganha o jogo e pardal do Adilson vira calculista!

  • Rafael disse:

    Chico
    O Futebol mudou, e isso é fato!
    É uma pena ver o America jogar assim. Fechado. Todo mundo atrás esperando resolver em 1 bola.
    Não podemos falar que é “jogar como time pequeno” porque na copa muitos jogaram assim e foram longe.
    O Adilson é e sempre foi retranqueiro. Adora um volante. Espero pelo menos que coloque os ótimos meninos volantes do America para jogar.
    Gosto do America clássico, que faz abola correr. Independente de contra quem está jogando. Mas no futebol o que interessa é o resultado. O nosso elenco é limitado.
    Todavia, estamos no lucro com Adilson. Se o RD continuasse como treinador do America… no ano que vem estaríamos na segundona.
    Parabéns ao time pela garra e entrega nos jogos.

    “Vamo que Vamo Coelhão!”

  • Flávio Pimenta disse:

    Chico, te admiro e acompanho sempre, torço para o futebol Mineiro mas…não foi penalti né

  • Gabriel Júnior disse:

    Devagar com o andor gente, há muita oscilação no brasileirão, muito cedo ainda.
    O Galo precisando de um zagueiro e Leandro Castan, com 31 anos reincidiu com a Roma e está vindo para o Vaxco de grátis.
    Me preocupa o Galo jogando com este monte de meias, precisa de um velocista que ataque pelos flancos e seja goleador também como o Róger Guedes.

  • Julio Cesar disse:

    Não vi o jogo mas pelos comentarios nada mais a dizer. Penalti convertido e o Santos errou todas finalizações.
    Permitam-me outro assunto. Muito se discute sobre inclusão socila atraves do esporte. Qual o papel da grande midia nisso ? Teria que ser exemplar. Mas, tirando o horario da madrugada o que a Globo faz atraves do Sportv 1 2 e 3 ? Reprisa jogos de futebol a exaustão. O dia todo ! Porque não promove e/ou ajuda e transmite eventos que ja existem ? E com ampla divulgação ? Os anunciantes não apoiam ! Depois vem com o tal de criança esperança, onde apelam a população doação de dinheiro.
    A FMF marca para amanhã 31/07 decisão da Copa BH sub 17 para o Independencia, pasmem, para 21hs e 45min !!! E ainda não definiu aquisição de ingressos. Partida para no mais tardar 18:00hs !!! Para retirada de ingressos com 1 Kg de alimento não perecivel !! Ou eu tô “pirando” ?

  • Carlos Henrique disse:

    Para quem é amante do futebol
    a defesa do Joao Ricardo de cabeça.
    foi demais.
    outro jogo o do Inter.
    a bola vem alta, o marcador chega
    Nico Lopes domina com lo peito do pé
    e ela fica grudada
    no seu pé
    um lance que nunca vi
    no futebol profissional
    por que a bola veio alta
    com o marcador olhando
    ta certo , o narrador de
    chamar a bola de meu amor

    • jorgemoreira disse:

      Eu sou um privilegiado, eu vi o Péle fazer isto com os dois pés(um de cada vez claro) e tambem com a bola no peito ela descia colada no seu peito até os pés, ai ele escolhia o canto e gol, por estas jogadas eu o considero o maior e mais completo quer vi jogar

  • Carlos Henrique disse:

    Força Coelhao, para cima do Palmeiras
    vai ficar na primeira divisao
    tecnico ajuda muito a ganhar jogo
    se fosse o outro
    estaria com 2 derrotas
    Adilson conhece do riscado sim

  • Jose de Paula Neto disse:

    ” O importante é bola no Barbante”

  • Thales Maciel disse:

    Ainda faltam 26 pontos para um dos títulos mais importantes da historia recente do America.

  • Raul Otávio da Silva Pereira disse:

    Boa, Coelho !

    Espero que os três anos de “folga” que o Adílson aproveitou tenham sido úteis para que ele definisse com mais clareza que tipo de técnico ele é, e como jogam seus times.

    Na época do Cruzeiro, conseguiu muitos excelentes resultados com algum direcionamento tático, mas usando muito o comprometimento do grupo. Isso funciona até certo ponto.

    Todo treinador tem que ter sua “cara” – se gosta de jogar prá frente, se gosta de jogar mais na defesa, se aproveita bem jovens valores, e por aí afora. Acho que o Adílson até bem pouco tempo não tinha isso.

  • Ed diogo disse:

    Grande vitória importantíssima para as prentencoes do Coelhao,um time obediente taticamente sabendo contra quem estava jogando e onde e um juiz que não se pode esquecer o nome dele (Rafael Traci) pois teve personalidade para marcar o pênalti.
    Acredita América

  • Antonio da Silva disse:

    Grande vitória, mas ainda é cedo para exaltar o AB.

  • Pedro Vitor disse:

    Surpreendente essa é a palavra certa e mostra a ineficiência do Santos.

    América que não se empolgue muito e continue focado!

  • Igor Gall disse:

    Fiquei feliz com a contratação do Adilson pelo América. É um treinador que contagia o time com sua energia, com sua vontade de ganhar. Me irrita o “bom mocismo” do futebol atual, em que os jogadores não parecem se incomodar com a derrota. Com Adilson não, aqui é bicuda na placa de publicidade!

  • flavio braga de azevedo disse:

    Valeu a pena chorar, futebol é 11 contra 11, se entra em campo achando que ja perdeu, a derrota chegará sempre ou quase todas as vezes. Ao COELHO, sempre faltou personalidade. Tem que entrar na “guerra” para ganhar e não para ser participante…podem renovar o contrato com o Adilson por 10 anos, com ele vai ter trabalho tecnico, tático, fisico e psicologico..Agora temos um time de “homens e não de meninos”. Temos menos grana, então temos treinar mais que todos, vamos focar no trabalho e em cada jogo jogar como se fosse o último da vida. Podem ter certeza que a Nação Alviverde retornará em grande número ao seu ESTÁDIO! Para fechar com chave de ouro, as #COELHINHAS na parte da manã, tornaram-se TRICAMPEÃS da Copa BH de Futebol Feminino! Parabéns ao Treinador Victor Alberice e todas as garotas TRICAMPEÃS!! Golaço de Ágatha!

  • audisio disse:

    Exagero na manchete. Uma verdadeira mega sena para o Coelho com o Santos realizando 32 finalizações e o América somente duas.
    Adilson Batista no seu melhor estilo, retranca e chutão, ganhando as primeiras sabe-se lá como. Daqui a pouco quando os numeros se acomodarem a realidade virá a tona!

    • Helio Antonio Corrêa disse:

      AUDISIO
      Porque vc. nao vai até ao PAPA ou `CBF, FPF,CASTELAR,TERREIRO DE MACUMBA, sei lá onde, e peça para decretarem a derrota do AMERICA e a vitoria do SANTOS?
      Vai que vc. consiga tal feito, vai te fazer tão feliz, que derrepente, valerá a pena o esforço.
      Oh, e nao seria exagero seu viu, tente quem sabe?
      Exagero mesmo é esta lamuria sua na página errada.

      • Audisio disse:

        Entendo a paixao dos americanos mas as duas vitorias nao irão modificar a realidade do Adilson Batista como treinador. Retranqueiro, medroso e ultrapassado.

        • Helio Antonio Corrêa disse:

          AUDISIO
          Caro amigo do blog.
          Nem se trata de paixão de americano, pois embora tenha nascido em um berço alamedino (era onde o America treinava e jogava, antiga Alameda hoje um supermercado),quem era criança naquela epoca, se impressionava com o timaço do Cruzeiro, foi o meu caso.
          Mas quantas vezes ja vimos na vida, um time jogar recuado, se basear na boa defesa e sair vitorioso e ser aplaudido por isso?
          O seu time mesmo, perdeu uma classificação para Chape, e no outro dia, os jornais nacionais, enalteciam o feito da defesa do time do sul, pq. a chacota com o América?
          Qual time médio, vai à Vila Famosa e joga aberto contra os Praianos?
          Vc. nao acha que seria muito mais lógico elogiar o sistema de defesa do que criticar o time?
          Veja bem, de novo exemplo do seu time, se tivessem uma defesa melhor, nao teriam perdido para o Palmeiras , com todo aquele dinheiro , e nem teriam deixado o Bahia empatar ontem, concorda não?
          O América e por extensão o AB, sabem da limitação do time, por isso, toda vez que jogar fora, os cuidados serão assim, e muitas vezes mesmo aqui em casa, dependendo do adversário , este também será o panorama, AB. por certo, aprendeu com as porradas que a vida lhe deu e não dará boa vida á ninguem para a felicidade daqueles que gostam do time Verde.
          Um abraço amigo do blog, um pouco de boa vontade com o time do AB, nao o fará menos atleticano, podes crer.

          • Ed diogo disse:

            Obrigado Helio apesar de você não ser não ter o previlégio de ser Americano vem neste espaço nos defender de quem não entende de futebol e quer só tumultuar

      • Márcio Amorim disse:

        Boa, Hélio!
        Você deve ser ou ter sido um zagueirão. Esta pegou na canela, e saiu jogando…

        • Helio Antonio Corrêa disse:

          ED DIOGO
          Engano seu meu caro amigo,
          Como ja disse algumas vezes, nasci em um berço americano, e os meus primeiros ídolos no futebol, eram jogadores do time alvi verde, hoje negro-verde.
          O primeiro deles, foi o atacante MARCO ANTONIO ,fazia dupla de area com Amauri Alves Horta, depois o maior de todos eles, JAIR BALA, no meu timinho da rua, eu me auto proclamava ser o Jair Bala, inclusive lembro da estreia dele no América, foi num jogo contra o CAM, e o América ganhou de 5 x 3, com 3 gols do mestre Jair, os outros 2 foi do Dario Damasceno (também chamado de Dario Alegria
          o último ídolo foi o atacante Samuel, o “Gordurinha”, que chegou para substituir o proprio Jair que havia sido vendido para o Comercial de Ribeirão Preto.
          Aí caro amigo, aconteceu o fenomeno Cruzeiro de Tostão,Dirceu & Cia. Qual menino gosta de ser gozado na escola, etc? tenho certeza que esta migração se deu com vários da minha geração e isto explica o crescimento vertiginoso da torcida celeste.
          Portanto, o meu carinho pelo clube Americano tem raízes profundas na infância e na familia , estou para lhe dizer, que só nao torço para o Coelho, quando ele enfrenta o time azul , no mais sempre vou ao Indepa, pois moro bem perto do estádio
          Um abraço caro amigo do blog..

        • Helio Antonio Corrêa disse:

          MARCIO AMORIM
          Cara, na verdade, quando jogava minhas longas peladas, eu gostava mesmo era de fazer gols.
          Bons tempos de Colégio Batista, naquele grande campo que hoje é sala de aula, e quadras poli.
          Mas, precisava mesmo falar com vc. Marcio, aliás não só com vc. também para o Flavio B.Azevedo.
          ´E que eu tinha em mente que a culpa não era do ENDERSON, e defendia a sua permanencia, o que era o contrario do que vcs. pensavam, e hoje , embora ainda cedo, acho que vcs, dois é que tinha razão.Eu via que os prob. eram mais da diretoria do que o técnico, por exemplo a não aquisição do Blanco , o valor não era alto e o clube tinha a prioridade, pq. nao a exerceu? todo time médio, nas mesmas situaçoes, teria feito um esforço e adquirido o jogador junto ao Bahia.o mesmo vale para aquele meia que era do Santos e foi vendido para o Oriente.
          Eu via estes fatos mais relevantes do que o treinador, ja quando saiu e veio o Ricardo nao sei o que, aí a troca era inevitável..
          Ainda é cedo para comemorarmos muito eu sei, mas ja houve melhora e nisso vcs. dois e mais um monte estavam certos.
          E como diz o CHICO MAIA, vida que segue.

  • José Eduardo Barata disse:

    Dá-lhe , Coelho !!!!

  • Guilherme Gonçalves Costa disse:

    Grande partida do zagueiro Messias!!! Grande partida!!!

    • Márcio Luiz disse:

      Guilherme,
      E o Atlético precisando pra ontem de um zagueiro de qualidade parece nunca ter reparado nesse cara.
      Preferiram Juninhos, Maidanas, Mancinis…

  • Marcão de Varginha disse:

    Parabéns, ó grande deca-campeão!
    – #benecyeternomito

    • Márcio Amorim disse:

      Caro Marcão de Varginha, Chico e amigos!
      Ao Marcão, sempre haverá uma palavra de agradecimento pela forma entusiasta e respeitosa com que se dirige ao meu Coelhão. Estava fazendo falta.

      Foram dias tensos. Fui muito criticado pela minha postura de pedir a cabeça do Enderson. Quem não acompanhava o trabalho dele só olhava para trás e defendia-o por causa do acesso. Acesso por acesso, o Givanildo tem um monte e, nem por isto, tem cadeira cativa e eterna, em time nenhum.

      Competência à parte, quem acompanhava o América nas quatro linhas sabia que o Enderson tinha vários defeitos. Eis alguns: medroso; mexia no time só depois de 30/35 do segundo tempo, com qualquer resultado; colocava sempre os mesmos protegidos misteriosamente; escalava atletas medíocres com uma insistência igualmente misteriosa; ignorava a base; o time não tinha padrão e nem saída de bola… e por aí vai. Não era perfil de Série A, definitivamente.

      Hoje, ao ver o time escalado com Juninho, Davi e Gérson Magrão, temi pelo fracasso. Parecia mais do mesmo. Entretanto, sabia que não houvera tempo suficiente para se mudar nada radicalmente e contava com o afastamento forçado de alguns titulares. Sei que ele ainda “ouve” alguma entidade misteriosa (talvez seja normal) no momento de escalar o time.

      Na sua entrevista, após o jogo, disse que vai ter uma semana para melhorar a saída de bola. Vai pôr o dedo em uma das feridas.

      Pareceu-me, também, um treinador de sorte. Com uma semana, vai poder montar um time “desmamado” da presença imposta do sofrível Juninho. Gostaria de vê-lo testando um meio com Donizete, Zé Ricardo, na proteção e Christian e Rui na armação, encostando em Matheusinhos e um outro qualquer, menos o Marquinhos. Este teve uma atuação sinistra hoje.

      Grande abraço!

      • Marcão de Varginha disse:

        Grande Márcio Amorim, me senti lisonjeado por citar o nome deste humilde torcedor, mas não havia necessidade de agradecer quando me refiro ao único deca-campeão do estado.. sempre nutri grande respeito e admiração pela rica história de seu clube, e por ser formador de grandes craques para o futebol mundial (Tostão, Éder, Palhinha, Gilberto Silva, Fred, Rodriguinho, Mateuzinho…). Grande abraço, e obrigado!
        – #benecyeternomito

      • José Eduardo barata disse:

        MÁRCIO AMORIM ,
        eu não consigo entender como um time que
        tem um Zé Ricardo e um Christian deixa os
        garotos no banco .
        Como pode ?

        • Márcio Amorim disse:

          Caro José Eduardo Barata!
          Esta é uma entre tantas coisas que me incomodam no América: a dependência moderna de dinheiro e imposição de empresários. Venho lutando contra isto, mas são poucas as vozes. Há torcedores que idolatram o Juninho, mas, quando a coisa fica ruim, muitas vezes por culpa dele e de outros, eles preferem sumir do estádio. Se o América ganhar do Palmeiras, eles começam a aparecer devagar.
          Torço para esta era não voltar com o Adilson.
          O América tem desvalorizado a sua base na reserva de medíocres empresariados. A ponto de um Tony “Taliban” se sentir no direito de pedir para ir embora porque não concordava com a reserva. Ele se achava “top”. Top-patético!

        • Renato César disse:

          Viu as manchetes dos jornais espanhóis sobre a partida que fez o Arthur pelo Barcelona? Se até os renomados e experientes comandantes da Gigante Seleção Brasileira cometem este erro, imagina no modesto América! Tem muita coi$a que a gente não consegue entender no futebol…