Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Erros ou esquemas de arbitragem incomodam no mundo inteiro. Buffon continua bufando de raiva

O sentimento do goleiro italiano é o mesmo de todo torcedor que vê seu time prejudicado pela arbitragem. Muitas vezes as reclamações procedem, às vezes não. A verdade nua e crua é que o mundo do futebol ainda não descobriu uma forma de acabar com o problema. Para ser bem sincero, isso nunca vai acabar. Nem a tecnologia avançadíssima que temos hoje deu conta. Tem o fator humano na parada, a prerrogativa de “interpretação” que o árbitro tem. E o fator humano também envolve os “intere$$es inconfessáveis”, não é? A interpretação foi sincera ou movida por algum incentivo extra?

O que vejo ao longo de décadas trabalhando como jornalista é que atualmente as falhas (ou roubalheiras) das arbitragens são mínimas em relação ao que ocorria até o início dos anos 1990. Além da melhor preparação da categoria a fiscalização em cima do trabalho e da vida pessoal deles é infinitamente maior. Dezenas de câmeras de TV, de celulares e outros mecanismos estão de olho na turma toda.

Em 2002 o equatoriano Byron Moreno prejudicou de forma escandalosa a Itália, nas oitavas de final da Copa Japão/Coréia, eliminando os italianos, no jogo contra os anfitriões coreanos.

Na época dizia-se que havia um esquema financeiro pesado. Coincidência ou não a Coréia do Sul chegou às semifinais do Mundial, com vitórias contestadíssimas sobre seleções como Portugal e Espanha. Mas, pelo menos este equatoriano dançou. Meses depois da Copa daquela Copa ele passou a levar uma vida cujo salário era incompatível. Ostentação de bens, viagens e mordomias para ele e família chamaram a atenção da imprensa. Sem alarde da FIFA e federação do Equador, foi afastado. Sumiu do futebol.

Este equatoriano era realmente complicado. Foi acusado depois da Copa de manipular resultados do campeonato local e em 2010, atuou como comentarista de TV, até ser preso no aeroporto JFK de Nova Iorque levando seis quilos de heroína. Dá pra confiar numa figura dessas apitando o jogo de futebol?

Porém, portugueses, espanhóis e principalmente os italianos reclamam até hoje que foram “garfados” pelos homens do apito em 2002. Anos depois a casa da própria FIFA e federações Sul-americanas caiu, né? E ninguém consegue provar até onde houve ou há envolvimento dessa cambada na armação de resultados.

Mistérios que são misturados, intencionalmente ou não, pela mídia, cartolagem e torcedores como “paixão” do futebol, “choro de perdedor”, “erros acontecem” e fica por isso mesmo.

Também comete-se injustiças nas avaliações e “sentenças” contra muitos árbitros. Nessa polêmica Real Madri 1 x 3 Juventus, até acho que não foi pênalti, depois de rever tantas vezes o lance. Mas muita gente acha que houve. E vida que segue!

Veja o desabafo do goleiro Buffon à revista digital Trivela:

* “O árbitro não pode arruinar os sonhos de um time” 

Pênalti, expulsão, o fim da campanha da Juventus na Champions League. Para Gianluigi Buffon, o fim do sonho, mais uma vez, contra o Real Madrid. O goleiro e capitão do time italiano ficou inconformado, tanto pela marcação do pênalti aos 48 minutos do segundo tempo, que decidiu a classificação, quanto pela expulsão logo em seguida, pela reclamação. Ele e outros jogadores e o técnico da Juventus comentaram a frustração da eliminação.

“Foi um décimo de um pênalti”, disse Buffon, em entrevista à Mediaset Premium.  “Eu sei que o árbitro viu, foi certamente um incidente duvidoso. E um incidente duvidoso aos 48 minutos do segundo tempo quando você teve um pênalti claro no primeiro jogo, você não pode marcar isso nesse ponto”.

“O time deu tudo de si, mas um ser humano não pode destruir sonhos como esse no fim de uma recuperação extraordinária em uma situação duvidosa”, disse o goleiro da Juventus. “Claramente você não tem um coração no seu peito, mas uma lata de lixo”, bradou o goleiro.

“Você não pode arruinar os sonhos de um time. Eu poderia ter dito qualquer coisa para o árbitro naquele momento, mas ele tinha que entender o grau do desastre que ele estava criando. Se você não pode aguentar a pressão e ter a coragem de tomar uma decisão, então você deveria ficar nas arquibancadas, tomar sua Sprite e comer batatinhas”, continuou Buffon.

“Você pode ter 18 árbitros, mas é uma questão de sensibilidade. Você tem que ter assistido o que aconteceu no jogo de ida, então em um incidente similar, no segundo jogo, você dá um pênalti aos 48 minutos do segundo tempo…”, reclamou Buffon.

“O Real Madrid mereceu avançar ao longo dos dois jogos, eu desejo a eles o melhor e sempre é uma honra para mim enfrentar esse clube, mas obviamente, nós merecemos ao menos ir para a prorrogação nesta noite”, bradou Buffon.

Quando perguntado o que ele disse ao árbitro para ser expulso, Buffon voltou a criticar Michael Oliver. “Nada estranho. O árbitro perdeu a cabeça, eu aceito isso. Eu não vou aceitar que um árbitro no comando de jogos como esse, com dois times como esses, e que não tenha personalidade, coragem e habilidade para tomar decisões”, disse.

“Ele estava claramente despreparado. Dar um pênalti como esse, depois de uma partida memorável, expulsar alguém que nunca foi expulso por reclamação na vida no meu jogo final é simplesmente inaceitável”, continuou o furioso Buffon. “Se você faz isso, então você é um animal, você tem uma lata de lixo no lugar do coração. Nós fizemos algo épico nesta noite e o desempenho foi heroico. Eu tenho um orgulho descontrolado de ser o capitão desses rapazes”.

Apesar da frustração e a da raiva, Buffon também disse que sai com orgulho da eliminatória. “Eu saio daqui com uma partida memorável, vendo 18 guerreiros com o desejo de suar baldes e ter um desempenho estratosférico”, disse Buffon à Sky Sports Italia.

“Apenas os jogadores da Juventus podem fazer isso. Eu estou satisfeito que nós deixamos o campo com as nossas cabeças levantadas e ganhamos algum orgulho para o futebol italiano. Eu também elogio a Roma pelos seus feitos, já que eu fiquei emocionado com a virada deles ao eliminarem o Barcelona e espero que eles avancem até a final e conquistem o título”, disse o goleiro. “Amanhã eu estarei torcendo pela Lazio na semifinal da Liga Europa, já que temos mostrado sinais que o futebol italiano está voltando”.

Buffon ainda terminou dizendo que agora será o momento de novamente focar na Serie A. E os adversários podem esperar problemas. “Nós estaremos furiosos quando entrarmos em campo pela Serie A neste fim de semana. Furiosos”, disse o goleiro.

Benatia: “Simplesmente absurdo”

O protagonista da Juventus no lance, o zagueiro Medhi Benatia, negou que tenha feito falta. “Eu posso prometer a você, eu não o empurrei. Ele caiu porque ele não tinha mais nada para fazer naquele momento. Dar um pênalti como esse aos 48 minutos é simplesmente absurdo. O Bayern de Munique viveu exatamente a mesma coisa ano passado. O que podemos fazer?”.

“eu vi isso no jogo, eu vi isso na TV, você não pode apontar uma falta nesse tipo de ação”, declarou ainda Benatia à BeIn Sport France. “Você faz esse tanto de esforço, contra um grande time como esse, você não pode ter um árbitro apitando um pênalti como esse aos 48 minutos do segundo tempo, porque honestamente este é um jogo que deveria ter ido para a prorrogação”.

“Eu estou orgulhoso do meu time hoje, mas eu estou mais enojado com o mundo do futebol. O que eu digo pode parecer duro, mas quando você faz um esforço como esse e tem um pênalti dado pelo árbitro aos 48 minutos do segundo tempo e destrói as esperanças das pessoas. Há um trabalho por trás disso tudo”, disse Benatia.

“Se eu tivesse feito uma falta clara, eu diria isso, honestamente: ‘Eu o toquei, mas se não fosse isso, ele teria marcado com o gol aberto’. Mas não foi o caso! Eu fiz tudo que eu podia para não o tocar, mas no fim, o futebol é um esporte de contato. Então, é possível que minha coxa direita tenha o tocado, mas eu não o empurrei ou nada disso. É isso, é ruim, é ruim. Eu estou enojado, mas é a vida, é o futebol”.

Allegri: “Merecíamos a prorrogação”

O técnico Massimiliano Allegri foi mais um a reclamar da decisão da arbitragem. “Eu não quero julgar o que o árbitro fez”, afirmou o técnico, também à Mediaset Premium. “Eu me sinto mal pelos rapazes, que foram muito bem em Turim por 60 minutos e não marcaram os gols que marcaram nesta noite. O pênalti foi basicamente o reverso do que aconteceu com Juan Cuadrado no jogo de ida. Eu disse inclusive naquele momento que o incidente iria decidir a classificação”, disse o técnico.

“Nós merecemos ao menos ir para a prorrogação, e nós tínhamos duas substituições restantes e eles iriam dar uma força importante naquela meia hora extra com o Real Madrid se cansando”, continuou Allegri. “Ou eu teria que mudar aos 15 minutos do segundo tempo, ou esperava até a prorrogação e teríamos tempo suficiente para resolver as situações. Nós não estivemos realmente em risco no jogo”.

http://m.trivela.uol.com.br/buffon-o-arbitro-nao-pode-arruinar-os-sonhos-de-um-time/


» Comentar

Comentários:
30
  • Antonio da Silva disse:

    Fomos garfados 3 vezes numa semana só. O título de 71 fez um estrago danado nos cariocas, desde então sempre roubam do galo contra times de lá. Aquela interceptação de mão do Werley dentro da área foi penal claríssimo e Márcio cruzeirengo Resende disse que não foi. Como ´Vasco e Eurico são amiguinhos do Crucru e dos Perrelas, adotaram a mesma tática pra barrar o otero. Só assiti os 10 minutos finais do primeiro tempo e até então o Otero ainda não tinha revidado. Se o galo não fosse um time de fominhas e individualistas, teríamos matado o jogo ainda no primeiro tempo. Perder fora não é tão vergonhoso quanto perder em casa.

  • Thiago disse:

    Estão fazendo tempestade em copo d água com a derrota pro Grêmio, ontem o jogo foi equilibrado, os gaúchos tiveram mais posse de bola mas nada produtivo. Ganharam em um dos raros ataques e numa falha individual do Egídio. Depois se retrancaram, catimbaram e deram sorte em duas finalizações que o goleiro pegou. Segue o jogo.

    • Helio Antonio Corrêa disse:

      THIAGO
      Sou Cruzeirense como você, portanto permita-me discordar caro amigo.
      O jogo nao foi equilibrado nao, o Gremio controlou o jogo, teve mais posse e foi merecedor do resultado.
      Vc. está certo quanto a tempestade, nao é para tanto, mas ha coisas no nosso time , que precisam urgentemente serem mudadas, quer ver?
      Que diabo de jogador é esse que não joga nunca ?(David)
      Será que a nova especialização dos dirigente celestes é contratar jogador bichado?
      Será que não aprenderam quando contrataram o Robinho? ou será que isto é reflexo do péssimo DM que tinhamos e como era de conhecimentos de todos a sua ruindade, nas contrataçoes ele não é consultado?
      O time precisa de um velocista, e o que temos não joga.
      Até quando Mancuelo será reserva do Cabral, ou até que dia Cabral vai permanecer no time?
      Dizem que ele joga na vertical, eu então vejo outro jogo,
      Henrique não é o jogador pavoroso que muitos dizem, mas no sábado ele foi um dos ENCOSTO do time, Egidio é péssimo, e ainda mais péssimo fica quando nao lhe dão cobertura, mas ainda é melhor que o tal de Hermes não sei o que viram neste cara.,
      Nao quiseram pagar a multa pelo Hudson, por birrinha com a diretoria do SP. e contrataram o bisonho B.Silva, agora quero ver como irão ficar livre de mais um Encosto, se ja temos SOBIS e R.Marques como presidente do ENCOSTOMETRO
      Tenho certeza que como o grupo no todo não é tao ruim, e sabendo que ha times ainda muito piores, nós vamos reagir. mas que o GREMIO mereceu a vitoria, acho que a mereceu.

  • Guilherme Gonçalves Costa disse:

    Nem na Itália, nem na Espanha, nem no Brasil e nem na China aquilo foi pênalti. Claramente mal intencionado o juizinho. Tudo o que Buffon disse ainda é pouco pra um pilantra como aquele sujeito.

  • Luiz ibirite disse:

    Continuo mantendo minha opinião, egidio péssimo dos péssimos, Ariel Cabral, fraquíssimo, arrascaeta dorminhoco (só joga contra o galo), graças a teimosia do mano Meneses vamos morrer abraçados com este futebol pouco produtivo! Como eu disse q o campeonato mineiro não esconda estas deficiências!

  • Audisio disse:

    Nao pode estreiar com derrota. Time do Atletico esta com enorme potencial para parafuso. A velha formula para o fracasso. Treinador inexperiente, ambiente instavel, desconfianca da torcida. Uma derrota nestas condicoes proporcinara um ambiente explisivo.

  • Igor Mendes disse:

    No G1 da globo, das manchetes sobre o início do Brasileirão, somente o Atlético não tem notícias alvissareiras nem camisas inspiradas em outros países. Manchete: Galo 2018 com cara de 2017; dos 7 reforços, somente Ricardo Oliveira emplacou.
    Por um lado, triste com a constante detonação sobre o Galo embora tenha alguma fundamento na manchete, só que tem times com pior performance em 2018, mas nem tanto de críticas; por outro, a inoperância do Alexandre Gallo, no mesmo caminho da diretoria passada.
    Tempos atrás foi comentado neste espaço, sobre a insatisfação do Éverton Ribeiro no Flamengo. Sem espaço e jogando pela direita, já que o Diego é que veste a 10, o Éverton não vinha rendendo bem. Agora já está praticamente acertado com o São Paulo.Digo isso, porque neste quesito a diretoria do Galo também acompanha a diretoria passada, numa inércia lastimável, depois sai contratando sem critério e promessas. Muitos times não estão bem, mas a diferença é que lá, as diretorias se movem daqui e dali tentando acertar os times.

  • Marcão de Varginha disse:

    Nesse quesito de arbitragens, alguns celestes ficam à vontade… possuem pós-doutorado em Harvard!
    – #benecyeternomito

  • Silvio T disse:

    O tema arbitragem é ótimo prá se discutir ás vésperas de começar mais um brasileiro. A roubalheira dos juízes sempre foi um dos argumentos de jogadores, diretoria e torcida do galo pelo título único conquistado pela equipe nos 46 anos da competição. Eu acrescentaria a inocência e falta de estratégia. Um balanço geral mostra como o Atlético sempre se posicionou entre os grandes do torneio. Foi vice-campeão cinco vezes: 77/80/99/2012/2015. A posição em que o galo mais chegou foi a terceira: 76/83/86/87/91/96/2009. Sete vezes. Foi quarto colocado quatro vezes: 85/94/2001/2016. Apesar do rebaixamento em 2005, quando terminou na vigésima posição, as piores colocações do Atlético foram em 1978, trigésimo quarto lugar disputando com 74! clubes, e trigésimo segundo lugar em 1993 competindo com trinta e dois clubes. Ou seja, foi o último colocado nesse ano. O Atlético repetiu quatro vezes o sétimo, oitavo e décimo nono lugares. Nas doze vezes em que esteve bem perto do título, acho que o galo deveria obrigatoriamente ter levantado o caneco em pelo menos três ocasiões. Em 77, quando terminou invicto e caiu como um patinho na guerra extra e intra campo feita pelo São Paulo. Em 2001, quando tinha disparado o melhor time e caiu frente ao São Caetano por causa de um campo sem a menor condição de jogo. Mas o galo aceitou. E em 2012. Fez um dos melhores primeiros turnos da história e, inexplicavelmente, relaxou no segundo turno. Óbvio que o Fluminense foi descaradamente beneficiado pelas arbitragens. Foram vários jogos duros que o tricolor só ganhou ou porque o juiz expulsou um jogador adversário ou marcou um pênalti. Mesmo assim, se o galo tivesse mantido o nível e concentração do primeiro turno teria chegado na frente. Este ano é um daqueles minoria, em que a torcida entra no Brasileiro sem a menor perspectiva de conquista. Acho que até sonhar com vaga na Libertadores é um pouco demais. Esperemos um papel digno e a construção de uma boa base para que a ambição seja bem maior em 2019. Tentarei estar presente no estádio o mais que puder. Aqui é Galo! Sempre!!

  • Marcos Ribas disse:

    AMANHÃ COMEÇA O BRASILEIRÃO 2018:

    Minhas impressões sobre os clubes de Minas na competição:

    AMÉRICA:

    Como subiu da segundona esse ano, deve ter uma previsão mais modesta de permanecer na série A. Um problema é a INcapacidade de mobilizar a torcida nos jogos que fazem no Indepa.
    O Salum até falou ontem no programa Bastidores de umas ações em escolas, diminuir preços de ingressos, promoção de cervejas… e projetam um público médio de 5, 6 mil pagantes pra cada jogo em casa.
    Trouxeram o Donizete e sinceramente devem brigar pra num cair de novo, novamente…

    CRUZEIRO

    Pelo elenco que tem pode sim brigar pra ser PENTACAMPEÃO** em 2018. Tem um plantel com jogadores tarimbados e cascudos e como é um campeonato de regularidade e longo, vai precisar de todo mundo.
    O clube é o que tem o maior ataque nos pontos corridos, o segundo em pontos acumulados e NUNCA foi rebaixado.
    Se não existisse o Cruzeiro em Minas seríamos um estado Insignificante em conquistas no cenário esportivo nacional, ainda bem!
    Outro fator positivo é a CHINA AZUL que mesmo no Ruralito deu recordes de público e renda!
    Soltem o grito da garganta: é pentaaaa…. é pentaaaa….

    ALT MINEIRO

    O Mineiro de Vespasiano está patinando nesse início de ano! De todas as contratações o ÚNICO titular é o Ricardo Pastor de Oliveira, o resto é promessa…
    O presidente fala que não tem dinheiro, déficit da gestão anterior, a torcida contesta o trabalho do Alexandre Gallo, o técnico é interino não sei se por falta de dinheiro ou a recusa dos medalhões em embarcar nessa canoa…
    O clube não tem NENHUMA tradição nessa competição, pois não ganhou nenhuma e ainda tem um rebaixamento na folha corrida…
    Sei não viu, se o pessoal alvinegro tivesse barbas, seria bom colocá-las de molho…

    Eu acreditoooo….
    Eu….

    **Pro pessoal que não sabe o que é pentacampeão eu explico:

    DICIONÁRIO:

    Pentacampeão: adjetivo substantivo masculino
    diz-se de atleta, equipe esportiva, clube etc. que se sagrou campeão pela quinta vez em determinado tipo de competição.

  • Raul Otávio da Silva Pereira disse:

    Pois é.
    Já falamos sobre isso aqui. Erros sempre existirão.
    O que tem jeito de consertar (mas as pessoas não querem, por motivos óbvios) é o favorecimento explícito, descarado, savana.
    Tipo as coisas que acontecem a toda hora com o Flamengo é principalmente, Corinthians.
    Dá nojo.
    No caso do Real Madrid, sou da turma que acha que foi pênalti sim.

  • Marcão de Varginha disse:

    Alguns possuem pós-doutorado no quesito arbitragem.. como se sentem à vontade para comentar sobre esse assunto, né? Entendem muito bem: “PARABÉNS!”
    – #benecyeternomito

  • Horacio V Duarte disse:

    Caro Chico, não acompanho futebol europeu, não sei e nem fiquei sabendo o porque de tanta chiadeira. Mas posso garantir que, na atual fase dos dois times brasileiros, eleitos pela torcida ibope, muita mágica vai acontecer em campo. O famoso ruralzão de sp já deu mostras. Os outros times, com menos recursos, e com torcida de verdade, que se preparem.
    Ou fazem um acompanhamento estatístico do desempenho dos juízes ou vão passar o campeonato reclamando e tendo que controlar crises internas por sequências de derrotas ou baixo desempenho. Já vi isto antes, muitas vezes, em geral no começo do campeonato. Espero que, pelo menos este ano, os artilheiros não tenham feito a maioria dos gols de penaltis.

  • Gabriel Júnior disse:

    A Juve foi garfada. Há o toque sim do defensor, mas não o suficiente para derrubá-lo. O atacante não alcançaria a bola após mal dominada e se joga aproveitando o esbarrão do defensor. Se fosse pra a Juve não teria marcado como no primeiro jogo não deu penal pra Juve naquele toque acintoso de mão do defensor do Real. Querem me dizer que são erros, não há armação como naquele gol do Thierry Henry de mão na classificação da França para a Copa? Tem coisa que a gente vê, tem coisa que a gente não vê… frase do filósofo Edilson Pereira de Carvalho.

  • Alisson Sol disse:

    Eu prefiro acreditar no seguinte: há árbitros com problemas de visão, e receio de admitir isto, tanto pelas implicações pessoais, quanto pelas implicações para a “classe dos árbitros”.

    Outro dia ocorreu algo absurdo em um jogo amador em que eu participava. Meu time vencendo o primeiro tempo por 10×0 (isto mesmo “Dez”x”Zero”). Um atacante do outro time vem em direção à área, e eu corri para pressionar, ele avançou a bola demais, que chegou ao goleiro facilmente. O árbitro marca penalti, dizendo que eu chutei o adversário. O adversário, mostrando honestidade, diz duas coisas: ele não me tocou, e se tocou, foi fora da área, pois quando eu vi a linha da área, já tinha perdido a bola! Mas não adiantou. Sinceramente, eu nem falei nada: para que reclamar em um jogo com placar 10×0? E, claramente, o árbitro não estava querendo “roubar”. Isto ali ia mudar o que? Compensar? Também não poderia ser o caso. E duvido que alguém estava fazendo apostas numa liga amadora de 3a. divisão no noroeste dos EUA! Suprema ironia: penalidade batida, e o goleiro defendeu…

    Finalmente, percebi uma coisa: o árbitro não tinha visto o que ocorreu: ou por problema de visão, ou porque alguém o impediu de ver o lance. Assumiu que o outro jogador só podia ter perdido o “embalo” porque eu o chutei. Já sabia que tinha errado assim que apitou e o adversário falou que nada tinha ocorrido. Mas ficou com vergonha de voltar atrás. Não queria abrir o precedente de para sempre questionarem suas decisões. Creio que é isto que afeta árbitros profissionais. Sabem que erraram, mas não podem admitir. E colocar tecnologia ou mais assistentes não vai resolver isto. E veja que nem a honestidade do adversário adiantou!

  • J.B.CRUZ disse:

    Todos nós, temos nossos: ACERTOS E ERROS; VIRTUDES E DEFEITOS; PECADOS E TENTAÇÕES….Seguramente não podemos explicar de onde VIMOS E PARA ONDE VAMOS…’
    Mas, ainda temos dificuldades de manejar os ” DOIS SENHORES QUE HABITAM EM NÓS: O BEM E O MAL’…Apesar de sermos únicos: Somos Incrivelmente Semelhantes e Terrivelmente .Diferentes…
    GOSTO NÃO SE DISCUTE: Somos Seres Individuais. Eu sou Eu, você é você..
    Se você está seguro da sua OPINIÃO, mantenha-se firme em sustentá-la..É Bonito de se ver quem é capaz de VIVER as suas IDÉIAS e até MORRER por seus IDEAIS..
    Não mude de OPINIÃO; a não ser quando descobrir que está incorrendo em erro..
    Mas, não se esqueça de RESPEITAR as OPINIÕES ALHEIAS..
    O Fato de você se ter como CERTO em seu modo de PENSAR e AGIR, não lhe confere o ‘DIREITO’ de o IMPOR a NINGUÉM..
    Evite qualquer discussão que possa colocá-lo como um IMPOSTOR…

    Certa Vez meu Avô me disse que lá pelos idos da década de 50, depois de um jogo acirrado entre CRUZEIRO X ATLÉTICO, perguntou para o Juiz do jogo o por que de exercer a estranha função (juiz de Futebol), em que as duas torcidas o chamava de ”ladrão” antes de entrar em campo, e criavam a maior confusão quando reagiam..
    A resposta do JUIZ, que era um próspero comerciante e quase sempre apitava de graça os jogos:
    ”’ Não é uma Profissão nem um hobby: é uma MISSÃO”.
    .Isso naquele tempo em que o futebol era só PAIXÃO E AMOR A CAMISA,,,
    HOJE, com a ditadura do poder econômico; a Ganância pelo Poder e Dinheiro se Apossou em todas atividades Humanas; Praticamente Privatizaram o Lazer e o Entretenimento, onde para ser Feliz por alguns Instantes ou Momentos; temos que pagar por tudo….

  • Rafael disse:

    E mesmo com o pênalti marcado, a Juve confiaria em ter seu São Victor, mas o juiz nem isso deixou, o expulsou. Quem perdeu foi, além do time de Turim, o futebol, foram os torcedores.

    Nas Copas, quantas vezes o Brasil já foi favorecido. Nas Minas Gerais, eternamente Cruzeiro e Atlético são favorecidos. No Brasil, Flamengo, Corinthians, Flu, Vasco, Botafogo…

  • Julio Avila (Mariana) disse:

    Futebol não foi feito pra inocente,muitas vezes achamos que os clubes é que estão por trás das maracutaias mas existe outros interessados mais poderosos que fazem oque querem e nada acontece! nesse caso especifico oque existe é que foi muito triste para Juventus perder como perdeu e ver Bufon encerrar a carreira dessa forma,mas a realidade é que foi um penal mais do que claro e o certo era a expulsão do jogador que cometeu o penal,pois o atacante recebe a bola e quando prepara pra cabecear e fazer o gol é deslocado por trás e isso impede ele de fazer o gol! mais penal que isso não existe!

  • Pedro Vítor disse:

    Fiquei absurdado com aquele pênalti maroto marcado pelo arbitro, pra mim alguém falou no ouvido do arbitro, deu Real Madrid na casa das apostas!

    Podem me chamar de louco, sou mesmo e com orgulho!

  • Helio Antonio Corrêa disse:

    Deu pena ver o desespero do grande goleiro Buffon.
    E aquela historia, se vai para os penais, as chances da juve passar era enorme, ja que o goleirão estaria lá. foi pena mesmo o erro do árbitro.
    Eu me lembro quando o meu time tinha o Dida e na Liberta de 97, levou uma decisão para os penais (contra o Colo-Colo,) por confiar enormemente no nosso goleiro ,assim seria com a Juve.
    Agora, vamos torcer para o Bayer tirar o tri (seguido) ja que o Real tem 12 títulos,
    E para não deixar passar batido, não é só aqui que tem árbitro ruim, no primeiro mundo também tem.

    • Alisson Sol disse:

      O especial da Netflix sobre o time da Juventus (link) mostra que os jogadores italianos, e mesmo aqueles jogando na Itália, gostam muito de futebol. Muitos não jogam mais apenas pelo dinheiro, e fogem de tudo quando saem de campo. Realmente gostam do que fazem, e estão vivendo seu sonho. Algo bonito de se ver.

  • Lucas H. Nobre disse:

    Pior foi o que fizeram com o Manchester…Acredito sim em armações, pois estes erros acontecem mais para alguns clubes seja mundo afora ou aqui. Tem diretores de clubes ai que sabem “onde as cabras deitam” e já confessaram publicamente no país da impunidade e da hipocrisia. Pra uns será sempre esperteza, catimba e experiência; para outros, mi mi mi. Qualquer recurso eletrônico vai ser usado conforme a cor da camisa, então, continuaremos na estaca zero devido a impunidade. A imprensa até sabe disso, mas não pode publicar senão… No Brasil, a cúpula da cbf vira e mexe são acusados de corrupção, eles saem de cena e comandam por trás dos bastidores. Pior ainda, quando são presos comanda de dentro do presídio. A detentora dos direitos também tem seus interesses capitalistas e pra vender seu “peixe” tem suas torcidas prediletas. Schopenhauer o filósofo do pessimismo estava certo!!

  • Thales Rosa disse:

    Buffon o melhor goleiro de todos os tempos do futebol mundial.

  • Renato César disse:

    Tem uma coisa que é muito importante nesta questão de “erros” arbitragem que, aos poucos, acaba se tornando pública: bolsas de apostas.

    Considerando o cotidiano brasileiro, não temos a percepção do que estas diversas formas de apostar causam. Mesmo quando já tivemos um campeonato paralisado por comprovação de manipulação de resultados em função disto.

    Um tio meu que gosta e entende muito de futebol, certa vez estava contando a experiência dele. Diz ele que uma vez um colega de serviço chegou todo empolgado, agradecendo-o demais. O cara tinha ganhado uma boa grana nestes esquemas de apostas. Tudo com base em comentários que ele fez no serviço.

    Então o cara explicou para ele sobre o funcionamento. É possível criar qualquer tipo de aposta: placar de jogo, quem fará o gol, se vai ter um torcedor chorão com a cara pintada de azul, se o técnico vai tirar uma meleca do nariz, etc. Qualquer coisa. Por exemplo, teve um caso de aposta de que um cara ia ser filmado comendo um cachorro quente em jogo, acho que da NBA.

    Tudo é possível neste universo. E, desde então, todos os mais inimagináveis erros de arbitragem têm acontecido.

    Não creio que a cúpula do Real Madrid tenha comprado o juiz. Mas já pensaram que em alguma casa de aposta mundo afora, com muita grana envolvida, poderia existir uma aposta criada de que haveria um pênalti aos 48 minutos do segundo tempo?

    • Alisson Sol disse:

      Isto existe, mas não na primeira divisão. Por uma suprema ironia, o Real Madrid tem como principal patrocinador uma das maiores empresas de apostas online da Europa, a “bwin. Tudo o que eles não querem é que se tenha dúvida sobre a lisura das apostas! Se alguém cria uma aposta destas (penalidade aos 48 minutos) e há dúvidas, a aposta não é paga, exatamente para evitar tais esquemas (que comprovadamente já foram feitos com jogos de outros divisões, para lavar dinheiro da Ásia…)

    • Helio Antonio Corrêa disse:

      RENATO CESAR
      Puxa,!, de uns dias pra cá, nos dois vivemos a nao concordar um com outro, ja notou isto caro amigo do blog?
      Veja,; apenas para divagaçao, se é para se ganhar dinheiro com bolsa de aposta, então nao seria mais lógico que se ganhasse a Juve? eram dois gigantes eu sei, mas o ‘GIGANTAO”, era o Real, se houvesse manipulação, vc. nao concorda que o score para pagamento de bolsa de aposta, mais alta seria para pagar a Juventus e não o Real? e o erro favoreceu aquele que em tese se pagaria menos, concorda não?
      Eu acho que este seu pensamento, vai naquela onda das TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO,eu acho muito mais plausível, dizer que os juizes lá como cá, são mesmos muito ruim de serviço, apenas isto.

  • Carlos Almeida disse:

    Olha, de uma coisa não me resta dúvida: fosse o lance fora da área, árbitro nenhum na Europa marcaria falta.
    Lamento pelo Buffon, o maior goleiro da história, que encerraria sua carreira de uma forma ainda mais brilhante.

  • Carlos Costa disse:

    Chico, eu estava torcendo para a Juve, louco para que caísse por terra esse endeusamento do Real, o do Barcelona já havia caído, mas prefiro ser sensato, talvez contrariando a maioria das pessoas, para dizer que essa comoção toda fora em torno da figura do Buffon, pelo que ele representa no cenário esportivo e que está encerrando sua carreira. Ninguém analisa a total imprudência do zagueiro que faz claramente uma carga por trás do jogador do Real e isso é pênalti. Fiquei “p” da vida na hora foi com o zagueiro e não com o juiz, talvez se fosse aqui no Brasil, contra o Corinthians ele não seria marcado. Parabéns para o árbitro e tristeza para mim é e muitos outros que torciam para a Juve.