Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Equívocos e dúvidas quanto à prata da casa

Sou defensor do aproveitamento dos jogadores formados na base dos nossos clubes. Também considero uma grande bobagem esse papo de muitos treinadores, que “não é a hora”, “não podemos correr o risco de queimá-lo”, “ele não está maduro”, e bla, bla, bla… Pura conversa fiada! Quem joga, joga!

Porém, a meninada precisa corresponder. Nesta área, a bola da vez, em discussão, é o Renan Oliveira. Recebi e-mail do Rafael Ferreira, domingo cedo, bem antes do Atlético x Coritiba. Veja como o assunto provoca dúvidas e equívocos: “Hoje parece que mais uma vez o Roth vai dar outra chance ao Evandro.
Me pergunto… Por que é sempre assim? Santo de casa não faz milagres.
O Evandro já teve inúmeras chances. Ele me lembra casos como os de
Tchô (Galo) e Wagner, do Cruzeiro. São jogadores de habilidades inquestionáveis, mas não transpiram. Como diria o Mário Henrique (Caixa), não dão um “sanguinho”.
No jogo de quinta-feira contra o Flamengo, não era a hora ideal para
lançar o Renan Oliveira? Longe da pressão da torcida alvinegra,
que definitivamente, não tem paciência com os jogadores da base.
Jogadores como Renan Oliveira, precisam de ritmo, sequência de
jogo e principalmente confiança (auto-estima), que é imprescindível em qualquer profissão. Que o diga o Dedê, que foi “oportunizado” pelo Leão, que o lançou passando toda confiança e lhe tirando todo o peso…”

Pois é! O Celso Roth pôs o Renan no fim do jogo, debaixo da maior pressão da torcida, já que o jogo estava empatado. Ele mostrou personalidade e marcou o gol da vitória. Ou seja, o Rafael e maioria se engana com essa história de “pressão” em casa. Nada a ver. Quem sabe jogar, o faz em qualquer ambiente, mas tem que ter personalidade e determinação.

O Renan precisa é assumir que tem capacidade para ser o jogador dos sonhos da torcida.


SporTV e os correspondentes internacionais

Notíca publicada no site www.comunique-se.com.br  

“O SporTV abriu o processo de seleção para escolher jovens repórteres para atuarem como correspondentes internacionais. Para participar, é necessário ter se graduado, preferencialmente em Jornalismo, no ano passado ou na metade deste ano. As inscrições estão abertas até o dia 17/08.

O Passaporte SporTV é uma oportunidade para jovens ingressarem no competitivo mercado de trabalho. Os escolhidos serão contratados pelo período de dezembro deste ano até julho de 2010. Eles participarão da cobertura das principais seleções de futebol do mundo, nos seus países de origem.

O processo de seleção será dividido nas seguintes fases: prova on-line, apresentação de vídeo para avaliação da proficiência da língua inglesa, prova presencial e dinâmica de grupo, avaliação prática, teste de vídeo, entrevista final e exame admissional. Todas as etapas são eliminatórias.

Inscrições e outras informações no site do canal “


Associação quer resgatar história do Jacaré

Em mais uma iniciativa visando resgatar a história do Democrata de Sete Lagoas, a Associação Amigos do Democrata está lançando o Blog do Centro Democratense de Memória (CEDEM). Todos que quiserem contribuir com a coleta de informações sobre a história do clube terão mais esta ferramenta e concorrerão a prêmios

Clique e leia: http://www.amigosdodemocrata.com.br/shownotice.php?id=312

Associação Amigos do Democrata
www.amigosdodemocrata.com.br

Centro Democratense de Memória
www.memoriademocrata.com


Coluna do Flávio Anselmo

Coluna do Flávio Anselmo, que estará em vários jornais do interior do estado amanhã:

SALVO PELO MENINO

 (Flávio Anselmo – 4/8/9) 

Ficou no susto a reação do Coritiba. O Galo abriu fácil 2 a 0 e depois, como dizem no voleibol em situações semelhantes, desconcentrou-se e permitiu o empate. Inda bem que Celso Roth optou por mudar logo, com Saci e Renan Oliveira, quando o Coxa assanhava a retranca. A jogada do terceiro gol do Atlético teve elementos necessários à vida útil dos alas.

Saci passou, acreditou foi no fundo e cruzou. No meio, surgiram as qualidades elementares na vida do artilheiro: Renan dominou, driblou e bateu seco, sem defesa pro goleiro curitibano. A vitória apertada (3 a 2) botou desconfiança de novo na cabeça de vários.

Os apertos do Galo tiveram o sentido de avisar ao Roth que alguma coisa já não funciona como antes. O Galo terá tempo suficiente, graças às mudanças na tabela de jogos, pra se acertar e descansar alguns atletas que caíram de rendimento.

No ataque, por exemplo, Diego Tardelli carrega o peso da solidão e da responsabilidade. Precisa dividir isso com alguém. Eder Luis anda meia-bomba.

Pior, realmente, na goleada (4 a 1) sofrida pelo Cruzeiro em Porto Alegre foi a covardia na escalação da equipe: quatro volantes e dois armadores (Bernardo e Athirson) no banco.

Daí pra frente pode-se admitir tudo, inclusive ver aquele destemperado Gerson Magrão correndo feito louco em campo, sem produzir nada.

Jonathan não passa de limitado que Adilson Batista pretende transformar em craque: queima vela com defunto ruim.

Ainda mais após seu empresário plantar na mídia amiga que a Juventus da Itália iria contratá-lo. Triste é ver que até ele acreditou.  

No entanto, não foi o único culpado pela goleada. Sua expulsão aos 16m do primeiro tempo baseia na passividade da diretoria celeste que não toma nenhuma providência contra as crises de estrelismo no time.

O lateral estava já estava de amarelo e fez outra falta grave. Tomou o segundo cartão e foi embora. Deixou os companheiros na gelada. Cara, parece que o pessoal do elenco faz disputa pra ver quem é expulso primeiro a cada partida.

Por mais força que faça não consigo jogar a culpa da goleada na arbitragem. O paranaense Roman não é nenhuma brastemp, mas tocou o jogo de conforme.

Tudo bem que foi rigoroso na expulsão de Thiago Ribeiro; em compensação não deu o pênalti de Thiago Heleno, que esticou o bração, desengoçado, e cortou o cruzamento.

Se a diretoria não se mexer o time em breve disputará, de novo, a zona do rebaixamento. O perigo ainda ronda e bastante.

O Tigre sem bengala, de Ipatinga, não pára de despencar. Não vence há quatro partidas e Emerson Ávila, coitado, sem nenhuma culpa, não dorme por causa do Guarani, outra pedreira, adversário desta quarta-feira.

PITACO: “Se Adilson não confia em Bernardo então, por que o clube não o empresta logo pro Nacional da Ilha da Madeira, destino de toda prata da casa celeste?

Mensagem do amigo Gege Angelino: “Vou dar um nó na garganta dos Perrela, com este recado pra meu amigo Itair Machado, Presidente do Ipatinga FC, porém direto pra Sorin. Ídolo da torcida celeste”.

“Sorin, você deu inúmeras alegrias à nação azul. A prova inconteste foi o que fizeram defronte seu apartamento. Um show de amor, de carinho, reconhecimento e de agradecimento”.

“Coisa que Perrela e o Magapatalógiko Adilson Batista não fizeram.  Você nem parece argentino, uai! Gostaria de dar-lhe uma sugestão, que certamente irá mexer com muitas  cabeças.  Que tal ir para o Ipatinga?”

“Jogando, brilhando,  puxando rendas, reconstruindo e ajudando o Tigre de Aço a subir de novo à elite”.

“Pense nisso, Sorin. Tenho certeza que você será ídolo em todo o Vale do Aço, será recebido em carro aberto na região. Minas te agradecerá de novo”.

Respostas: a) Gegê, não faça isso com Sorin não: seu conselho não poderia ser nada de pior.

b) Não lhe dê ouvidos, Sorin, caso você leia esta brava Trincheira. Atenda ao pedido do grupo que foi à sua casa. Reconsidere. No Cruzeiro, tem graúdo já entendendo besteira que fez.

 b) Pô, Gegê, você precisa urgente rever algumas de suas amizades. Arre! 


Esporte não tem idade

De 50 a 80 anos. Este é o limite para, mais que praticar vôlei, praticar a alegria de viver.

Cerca de 60 senhoras fazem parte do projeto “Vida Vôlei” e provam que é possível permanecer jovens, ativas e felizes na terceira idade. Todas as terças e quintas lá estão elas reunidas. Mas o esporte não é encarado como um passatempo mas  com a seriedade de quem disputa torneios e acumula títulos. As viagens são inúmeras e a busca por reconhecimento é constante. Até novembro, elas têm três competições programadas: vão disputar o brasileiro, um torneio internacional e o Torneio da Amizade. 

O Projeto “ Vida Vôlei Master Mackenzie” surgiu há quatro anos pelas mãos e iniciativa de Dona Íris Alves, sua presidenta, e algumas amigas. 

Nesta terça, 04 de agosto, mais um feito destas senhoras será comemorado:

a apresentação do patrocinador oficial, a rede Mart Plus,  que será feita em uma cerimônia seguida de coquetel no Clube Mackenzie (Rua Congonhas, 450 – Bairro Santo Antônio), às 19 horas.

Antes, claro, um jogo exibição para encantar os convidados.

E põe encanto nisso! Afinal, praticar vôlei aos 80 com a garra, alegria e disposição que hoje não se vê muito nem aos 20, é, realmente, de se encantar…


Força ao América

* Outro foco

Em sua visita a BH, o presidente Lula disse que o governo vai intervir no futebol brasileiro, criando mecanismos para segurar mais os craques no país. Falou que não sabe ainda o que será feito, mas especulou sobre coincidência de calendário com o futebol europeu e coisa assim. Deveria mexer na Lei Pelé, que foi criada para beneficiar os empresários.

Perto

É hora de todo o futebol mineiro se unir ao América em sua luta pelo retorno à Série B. Fez tudo certo até agora na busca desse objetivo e está bem perto, bastando passar da próxima fase, apenas dois jogos. O time vem correspondendo dentro de campo e o técnico Givanildo é especialista nesse tipo de competição.

* Essas e outras notas, em minha coluna de amanhã no jornal O Tempo –

www.otempo.com.br


Melhor que o título são os bons jogadores

* Ao vencer o Internacional, o Galinho tornou-se tetra-campeão da Taça BH de juniores. Melhor que o título é que há pelo menos quatro jogadores de potencial muito bom nesse time, com destaque para dois: o goleiro Renan e o camisa 10 Wendel, que marcou o gol da vitória sobre os gaúchos.

A Taça BH só perde em prestígio para a Taça São Paulo, porém, tecnicamente ela é bem superior porque tem menos participantes, e de melhor nível. O criador da competição é o Chafit Felipe, um batalhador que sempre reclama do pouco apoio das autoridades à competição. Com razão!

Exagero

Está passando da hora da diretoria do Cruzeiro tomar alguma providência contra o excesso de cartões vermelhos que os seus jogadores vêm tomando. Ontem o Jonathan engrossou a lista por pura infantilidade e contra o um adversário como o Grêmio, em Porto Alegre.

Apagões

A zaga do Coritiba facilitou a vida do Atlético nos dois primeiros gols o jogo, mas teve a retribuição atleticana no primeiro gol. O Galo é acometido por apagões em determinados momentos dos jogos que matam a torcida de susto, e raiva.

* Essas e outras notas estarão em minha coluna de amanhã no jornal Super Notícia. Confira também no www.supernoticia.com.br


Semana do César Cielo

 A semana esportiva brasileira foi marcada pelo feito histórico do César Cielo, medalha de ouro no Mundial de Natação, em Roma, nos 100 metros rasos, a prova mais difícil e de maior prestígio da natação.

 

 

Um ano atrás ele pôs o Brasil na história dos Jogos Olímpicos de Pequim, aos conquistar a Medalha de Ouro, nos 50 metros. Tive o privilégio de ver isso lá, e depois participar da entrevista coletiva com ele na capital chinesa.

A sequência de fotos que mostro aqui foi lá, e retrata um pouco o tumulto que é uma entrevista num momento como este.César Cielo entre o presidente da CBDA e o seu treinador

O gaúcho Régis Resing, gente boa e sempre bem humoradoA dificuldade para conseguir uma boa qualidade de som faz o repórter se virar. Como o Régis, da Globo, que subiu num banco para colocar o microfone mais próximo de uma caixa de som

A aglomeração no momento da fala do medalhista

Eu, o Sérgio Utsch e duas voluntárias do COB em Pequim

A preparação do circo para a coletiva


Morreu Bobby Robson

Informações e comentários importantes enviados pelo colaborador do blog na Inglaterra:

“Olá Chico,

Morreu nesta Sexta-Feira, 31 de Julho, o ex-técnico da Seleção Inglesa Bobby Robson. Para efeito de comparação, seria como um Telê Santana da Inglaterra. Apesar de não ter vencido a Copa do Mundo ou EuroCopa, era adorado pelos ingleses. Teve a segunda melhor colocação da Inglaterra em uma Copa do Mundo, em 1990, ficando em quarto lugar, após perder a semi-final nas penalidades. E em 1986, era o treinador da Inglaterra na famosa partida em que o time foi eliminado pela Argentina, com o “gol da mão de Deus”.

Assim como Telê Santana, teve grande sucesso com treinador de clubes, e uma grande habilidade para aproveitar o talento natural do jogador brasileiro. Foi treinador de Romário no PSV, onde foi também o técnico que aprovou a contratação do jovem Ronaldo, à época adquirido do Cruzeiro ainda durante a Copa de 1994. Foi depois ser técnico do Barcelona, e novamente requisitou a contratação de Ronaldo. Com Bobby Robson como técnico, o Barcelona venceu a Copa do Campeões em 1997. 

Um abraço,

Alisson Sol”


As musas do campeonato

0,,21339053-IN,00A Rede Globo promove o concurso “Musa do Brasileirão”, envolvendo candidatas de cada clube participante da Série A. Elas disputam a primeira eliminatória, hoje, no programa Caldeirão do Huck.

As representantes mineiras são fortes concorrentes: Gabriela Jardim, pelo Cruzeiro, e Renata Leal, Atlético.