Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Homenagem ao piloto Alessandro

“Fui amigo de infância de Alessandro, em Cel. Fabriciano, e lastimamos profundamente sua morte. Ao pai Lair, a mãe Tânia e ao irmão Renato, o nosso carinhoso abraço com muito pesar.

Marcilio e familia (Jose Geraldo/Maria José)”

* Homenagem ao piloto Alessandro Binder, sobrinho do ex-goleiro Rômulo, do Atlético, sepultado ontem em Pará de Minas.


As polêmicas imagens do telão do Mineirão

Ouvi ontem na Itatiaia que o responsável pelas imagens do placar do Mineirão foi demitido, porque mostrou as imagens da derrota do Cruzeiro, na quinta feira, para alegria da torcida do Atlético que enfrentava o São Paulo. O Cruzeiro protestou oficialmente, com veemência, já que o estádio é um bem público, apesar de estar alugado para o Atlético naquele jogo.

Agora a pouco telefonei para o assessor de imprensa da Ademg, Rogério Bertho, que disse que o moço ainda não foi demitido, que a situação está sendo discutida internamente. Sou um antigo crítico dessas imagens que são mostradas pelo telão do Mineirão, e já escrevi outras vezes sobre o assunto. Exibem coisas que não têm nada a ver, fugindo completamente do jogo. O responsável, se não for demitido, precisa ser melhor orientado, porque está fora de sintonia do que ocorre no mundo do futebol neste aspecto.

Mas, igual àquele soldado da piada, que acha que só ele está marchando corretamente, a Ademg acha que o trabalho dele é impecável. Errados somos todos os críticos.


Homenagem a um grande companheiro

Luiz Carlos Alves, um dos melhores profissionais da imprensa brasileira, grande figura humana, recebendo homenagem nas comemorações dos 70 anos da nossa Associação Mineira de Cronistas Esportivos, das mãos do prefeito Márcio Lacerda e do presidente Carlos Cruz. Foto: Marden Couto

Luiz Carlos Alves, um dos melhores profissionais da imprensa brasileira, grande figura humana, recebendo homenagem nas comemorações dos 70 anos da nossa Associação Mineira de Cronistas Esportivos, das mãos do prefeito Márcio Lacerda e do presidente Carlos Cruz. Foto: Marden Couto


Leitores, que poderiam estar em nosso lugar

Há leitores que fazem comentários e escrevem melhor que muitos de nós, jornalistas que vivemos disso. Mesmo assumindo a preferência clubística conseguem saber separar a razão da paixão, o que não é fácil.

Vejam o texto a seguir. É do cirurgião dentista Rodrigo Araújo de Magalhães. Bom demais da conta: 

“No Galo está tudo bem! Liderança garantida e que deve ser
mantida e ampliada nas próximas duas rodadas, já que Flu e Goiás não devem promover zebras aqui. Mas depois a coisa engrossa. Tem Flamengo, Coritiba e Inter. Só contra o Coxa que é em casa. Mas, o Inter terá só pedreiras: São Paulo, Botafogo, Barueri, Santos e Galo. Acho que até o fim desta seqüência o Tite cai.
Vamos ser realistas, essa liderança do Galo poderia ter ido pro ralo domingo, contra o Vitória, que perdeu gols incríveis. O Aranha não me inspira muita confiança. Rebate bolas pro meio da área e quase complica, em pelo menos uma vez por partida. Enquanto a sorte e o Welton Felipe estiverem ao lado dele, ele não será vaiado pelas presepadas!
Ainda bem que estamos trazendo centroavante(s). Pedro Oldoni não me empolga, mas se vier o Souza, do Corinthians, será um bom reserva pro ataque.
Bom que o Celso Roth não se empolga. Nunca comemora demais, sempre enxerga que ainda falta muito. Faz boas críticas após as vitórias e já melhorou muito o passe do time.
Colocou o Júnior no lugar que ele agüenta, que é no meio, deixou o Feltri se afirmar na lateral(tem capacidade pra jogar mais). Welton Felipe, que era meio doidão, está jogando muito. Renan Oliveira precisa jogar bem para ser utilizado, pois é melhor que Evandro. Tchô vai ser sempre promessa, infelizmente, porque tem muita técnica (lembra o Tucho). Marques está se recuperando, tomara que não seja
como o Sorín, que joga um pouquinho e fica parado um tempão. Pode ser ótima opção para os dias ruins do Éder Luís. Serginho é um que deve ser titular em breve. Acho que deve ir embora em pouco tempo também, assim como o Gilberto Silva. Se tiver seqüência numa temporada, vai deslanchar.
No geral, o Galo tem feito bom trabalho na base. Tem muita gente de lá no profissional. Não entendo por que no Cruzeiro, que gasta mais na base, isso não acontece. É só contratação. Cadê aquele lateral esquerdo(Anderson?)que foi campeão da Taça São Paulo? Não era um jogador excepcional? E os caras contratando Sorín, Athirson e Gilberto. Só os ricos podem rasgar dinheiro.
Voltando à campanha do Galo, outro fator positivo é que a grande imprensa nacional ainda não o vê como candidato ao título. Ainda não enfrentamos as arbitragens, que têm sido adversário duro pro nosso rival.
Não acredito no Palmeiras. O Jorginho vai ter tropeços e a torcida lá é muito complicada. Ele vai cair e outro virá, daí não vai acertar o time e o resto a gente conhece. O Inter ainda é uma dúvida. Tem time mas não tem regularidade. O Corinthians é que é a bola da vez. Tem
excelente técnico, com comando do grupo, tem entrosamento, tem o gordo artilheiro, tem ótimo goleiro,tem grana, tem mídia e segundo soube,quem bancou o Gordo foi a Globo. Nada mais justo do que a Globo ter retorno no investimento, ao exibir a imagem de campeão do Gordo de novo. Aí é que pode entrar o adversário que não é um clube, nem um time. É aquele famoso trio de “quatro sujeitos” que não têm mãe. Não tiveram quem lhes ensinasse sobre honestidade e
dignidade. Quem estiver brigando pelo título que se cuide. Espero que o Corinthians tenha tropeços e fique de fora da disputa pelo título, pois já tem vaga na Libertadores mesmo!”

Rodrigo Araújo de Magalhães


Quem nunca morreu está morrendo

O Oscarzinho lá do Três Poderes, na Br-040, em Sete Lagoas, a caminho de Brasília, costuma dizer: “quem nunca morreu está morrendo!”. Pois é! Diz o ditado que “para morrer basta estar vivo”. Pensei nisso semana passada que vi a notícia de que o Manchester United escapou por pouco do atentado que mandou o hotel onde ele ficaria hospedado em Jacarta, na Indonésia. A bomba explodiou antes da chegada da delegação.


Menino de 12 anos no profissional é legal?

É aceitável uma criança de 12 anos jogar futebol profissional? Domingo o ex-jogador Baldivieso, que serviu inclusive à seleção boliviana, pôs o seu filho em campo, aos 38 minutos do segundo tempo, na derrota do seu time, Aurora, para o La Paz, na capital do país, pela Série A. O menino, de nome Maurício, levou uma porrada covarde no tornozelo e saiu de campo chorando, mas o pai fez um marketing pessoal danado e a notícia está no mundo inteiro.


Beckham parte para briga

Essa foi enviada pelo Rogério Braga, belorizontino que mora em Londres:

“Vi na TV a primeira apresentação do David.Beckham no time americano (Los Angeles Galaxy), depois da sua volta do Milan. O que parecia ser um coisa normal acabou pegando.pois os torcedores americanos não gostaram nada quando ele foi para o Milan. Quando ele pegava na bola era um vaia…e, claro que o sangue subiu e ele foi à beira do campo chamar os torcedores para o briga. O nível baixou e os seguranças tiveram de protegê-lo!

Isso já era previsto, pois vi uma entrevista com ele alguns meses atrás e ele dizia que não iria aceitar nenhuma hostilidade por parte dos torcedores americanos. Então, certamente seu dias lá, depois dessa estão contados.

A propósito, em relação à gripe por aqui, o governo informou que deverão morrer, até o inverno do ano que vem, 65 mil pessoas no país. É mole?

Rogério Braga


É sempre assim!

A Globo não mostrou a final da Libertadores entre Cruzeiro e Estudiantes para Rio e São Paulo, que assistiram a jogos dos seu times pelo brasileiro. Um absurdo, já que era o futebol brasileiro decidindo o título mais importante das Américas.

Por falar em “Américas”, o americano Márcio Amorim enviou o seguinte e-mail: “No Globo Esporte de hoje, passaram um gol do jogo do América e nove oportunidades perdidas por um atacante do Vitória contra o Galo. Não seriam mais interessantes os gols feitos (e todos bonitos)?”

Sem dúvida, e olhem que o América com a goleada sobre o Mixto foi o primeiro a se classificar para a próxima fase da Série C.


Wagner retira ação contra Lélio Gustavo

Em novembro de 2006 o Lélio Gustavo fez um comentário que magoou o meia Wagner, do Cruzeiro, que o processou por danos morais. Foi no nosso programa na Rede TV! A ação correu e o Lélio ganhou a parada em primeira instância. Wagner recorreu e ganhou o recurso. Felizmente, antes do Lélio recorrer a Brasília, o jornalista Guilherme Mendes, entrou na história, como diretor de comunicação do Cruzeiro. Experiente, o ex-chefe de esportes da Globo Minas convenceu as partes que essa disputa não levaria ninguém a nada, a não ser a mais dissabores. Conversou com os dois e conseguiu o entendimento.

Hoje a tarde todos foram ao escritório do Dr. Aristóteles Atheniense, contratado pelo Wagner, e chegaram a um bom termo, apertando as mãos. Como o programa da Rede TV! está fora do ar, às 18h25, o Emanuel Carneiro abriu espaço no programa “A Turma do Bate Bola”,  para o Lélio se redimir e dizer que não tem nada pessoal contra o o meia cruzeirense.

Bom para todo mundo!


Cálculos azuis para a volta à Libertadores

O jornalista Marcelo Machado fez um balanço interessante sobre as necessidades do Cruzeiro no campeonato brasileiro para retornar à Libertadores da América de 2010. Confira:

“Adilson Batista disse, após o clássico com o Atlético, que o campeonato começaria para o Cruzeiro após o jogo contra o Corinthians. Apesar de ter mudado de ideia e colocado os principais jogadores no jogo do último domingo, o time não venceu.

A meta é a vaga na Libertadores de 2010 e a história prova que os times que deixam a competição sulamericana conseguem se recuperar. Uns mais, outros menos. Resta saber se há tempo para o feito.

2003: final em 02/07.
O Santos tinha 27 pontos em 15 rodadas com 60% de aproveitamento, era o segundo, um ponto atrás do Cruzeiro. Terminou em 2º, com 87 pontos, 63%.

2004: semifinais em 16/06.
O São Paulo foi eliminado nas semifinais, tinha 18 pontos conquistados em nove rodadas. Era o segundo colocado com 67% de aproveitamento. Terminou com 82 pontos e O Santos foi eliminado nas quartas-de-final, no dia 27/05. Tinha seis pontos, em sete rodadas, com aproveitamento de 29%. Era o 19º colocado. Terminou campeão com 89 pontos e aproveitamento de 64%.

2005: Final em 14/07
O Atlético-PR tinha seis pontos em 11 rodadas. Era o 22º colocado com 18%. Terminou com 61 pontos, na sexta colocação e aproveitamento de 48%.
O São Paulo tinha 15 pontos em 11 rodadas, era o 13º com 45%. Terminou em 11º, com 46%.

2006: final em 16/08
O Inter tinha 29 pontos em 16 jogos, era o 2º colocado. Terminou em 2º com 69 pontos.
O São Paulo era o 1º, com 33 pontos em 16 jogos. Foi campeão nove pontos a frente do Inter..

2007: final em 20/06
O Grêmio tinha seis pontos em seis jogos, 33%. Terminou com 58, na sexta colocação com 51%.

2008: final em 02/07
O Fluminense tinha 3 pontos em oito rodadas. Era o 20º com 10%. Terminou com 45 pontos, em 13º, aproveitamento de 39%.

2009: final em 15/07
O Cruzeiro tinha 10 pontos em 10 rodadas, era o 16º com 33%. O Atlético-MG era o líder com 21, ou 70%.” 

Leia mais em www.blogdemarcelomachado.blogspot.com


Página 985 de 1.006« Primeira...102030...983984985986987...9901.000...Última »