Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Melhor de Cruzeiro 3 x 0 Murici foi o vídeo da campanha contra a violência enfrentada pelas mulheres

CRU

Este Murici consegue ser pior que a maioria absoluta dos codjuvantes do Campeonato Mineiro. Mais um jogo inútil pela Copa do Brasil, que o novo regulamento da competição deveria ter evitado, mas não! O Cruzeiro apenas administrou uma classificação garantida no jogo de ida. Legal mesmo foi a exibição do telão do Mineirão do filme produzido pela Raposa em atenção ao Dia Internacional da Mulher. Uma campanha criativa, elogiadíssima pela mídia nacional, em combate à violência contra as mulheres. Nota 10 para o departamento de marketing, comandado pelo Marcone Barbosa.

O clube usou o twitter para convidar o público a assistir ao vídeo:

 @Cruzeiro : “Veja o vídeo sobre a campanha do Clube no Dia Internacional da Mulher, mostrado hoje no Mineirão”: http://goo.gl/JWjpbH 

CRU1

No mais, 3 a 0 fácil, dois gols contra marcados pelo time alagoano, Thiago Neves desperdiçou pênalti e 6.963 pagaram para ver o jogo no Mineirão, proporcionando renda de R$ 106.677.


Dia 25, a maior tragédia ambiental da história do Brasil, relatada em livro, com fotos exclusivas

MARIANA

O poder econômico de uma mineradora poderosa como a Samarco faz com que a tragédia provocada por ela em Mariana comece cair no esquecimento. Ainda bem que obras como esta estão sendo lançadas para que a história não se perca no tempo.

Com prazer recebi este convite, com esta mensagem do gente boa Epaminondas Bittencourt, engenheiro, escritor e fotógrafo de primeira:

“Chico tá bom?

Aquele meu livro sobre “A Tragédia de Mariana”, com prefácio do Durval Ângelo, vai estar sendo lançado em BH pela editora portuguesa Chiado, no sábado, dia 25.

Coloca na sua agenda e aparece lá para tomarmos uma cerveja.

Um abraço”.

Epaminondas Bittencourt

 


Mania da imprensa de inventar moda e dificultar o entendimento

PEREIRA

A imprensa costuma inventar moda. certamente no intuito de dificultar o entendimento dos consumidores da informação. Ouvi hoje bem cedo que o Democrata-GV contratara o técnico “Márcio Pereira”. Pensei: seria o Pereira, ex-goleiro do Galo, Cruzeiro e América nos anos 1980? Mais tarde fui conferir e não deu outra: ele mesmo.

Mas como dizia o Chacrinha: “Se dá pra complicar, pra quê simplificar?”.

Gente muito boa, que faça um bom trabalho!


Bom tema pra continuar o debate: Guilherme de Pádua se deu melhor que Bruno?

GUILHERME

Guilherme de Pádua se casa pela terceira vez; cerimônia ocorreu em BH 

Ambos tiveram os benefícios da lei, mas o ex-ator enfrentou menos problemas para se “ressocializar”. Notícia do portal O Tempo: 

* “Empresário e ex-ator assassinou a golpes de tesoura a atriz Daniela Perez” 

O empresário e ex-ator Guilherme de Pádua, assassino confesso da atriz Daniela Perez – filha da autora Glória Perez -, se casou pela terceira vez. Sua nova mulher é a estilista mineira Juliana Lacerda. O casamento aconteceu nessa terça-feira (14) em um cartório no bairro Lourdes, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Em seu perfil no Facebook, Guilherme compartilhou fotos do casamento civil e anunciou que também vai casar na igreja. Ele ainda agradeceu à mulher pelo companhia e ressaltou a mudança em sua vida desde que passou a frequentar uma igreja evangélica na capital.

“Ju, minha esposa linda, você me conheceu numa fase tão difícil da minha vida e mesmo assim não desistiu de mim! Você é fortinha, heim, loira? Te peço perdão por meus medos, meus traumas, minhas inseguranças, duvidas”, afirmou na rede social.

“A partir de hoje conte com meu amor e dedicação por completo como deve ser um marido cristão! Te amo”, declarou.

Guilherme de Pádua foi condenado a 19 anos e seis meses de prisão por assassinar a golpes de tesoura a atriz Daniela Perez, em 1992. Ele teve a ajuda da então esposa, Paula Thomaz. Guilherme e e Daniela trabalharam juntos na novela “De Corpo e Alma”, da TV Globo.

O ex-ator saiu da prisão em 1999 depois de cumprir um terço da pena. Rompeu com Paula e passou a trabalhar em uma igreja evangélica em BH. Em 2006, casou-se com a produtora de moda Paula Maia, da mesma igreja. Eles se separaram em maio de 2014.

http://www.otempo.com.br/cidades/guilherme-de-p%C3%A1dua-se-casa-pela-terceira-vez-cerim%C3%B4nia-ocorreu-em-bh-1.1447801


Um dos presidentes do América cumprimenta o Boa Esporte e defende o direito de defesa e exercício da profissão pelo goleiro Bruno

PL

Ouvir o Paulo Ramiz Lasmar é sempre um aprendizado, para vida e para a profissão. Ler o que ele escreve, também, ainda mais quando nos dá a honra de escrever em nosso blog. Como grande advogado que é, não foge aos temas polêmicos, e aqui, defende o Estado de Direito, do Bruno e do clube que vai empregá-lo, o Boa Esporte. Confira a opinião do Paulo, um dos presidentes do Conselho de Administração do América, atualmente licenciado:

* “Prezado Chico Maia,
com relação ao caso Bruno, tenho estranhado a reação raivosa e passional. Do público em geral, como também das instituições. Está na lei processual penal que réu preso possui o direito de ter o seu recurso julgado com preferência e rapidez. A Constituição prevê em seu art. 5o, que ninguém poderá ser considerado culpado enquanto a sentença que o condenou não for definitiva. Pois bem, no caso do Bruno a sentença que o condenou ainda não é definitiva pois há no Tribunal de Justiça de Minas Gerais recurso de apelação ainda não julgado, há quatro anos mofando nos vestutos armários da Justiça. Bruno já estava preso há cerca de 7 anos,…o que é um verdadeiro absurdo eis a sua culpa ainda não está formada. Agora, livre, não significa que ele tenha sido absolvido, ele apenas conquistou o direito de aguardar o julgamento do seu recurso em liberdade, somente isso, nada mais do que isso. Corretíssima a decisão do Supremo Tribunal Federal. A função principal da pena não é a punição mas, isto sim, a recuperação do preso para que ele possa ser reinserido na sociedade. No Brasil não existe a pena de prisão perpétua, nem de morte. Enquanto a decisão que condenou o goleiro Bruno não for definitiva, ele possui o direito de exercer a sua profissão em qualquer lugar. Por isso, eu parabenizo a diretoria do Boa Esporte pela coragem e dignidade do seu ato em acolher no seu plantel um cidadão em favor de quem milita ainda a presunção de inocência. Li nos jornais que a senhora mãe da Elisa Samúdio teria passado mal com a notícia da liberação do atleta. Eu compreendo e respeito a sua dor, mas a lei tem que ser cumprida, trata-se no caso de uma garantia legal em prol de todos os Brasileiros. É o caso de se perguntar:? e se fosse com você, seu irmão, seu pai ou sua mãe, de que lado você estaria? Temos que deixar a hipocrisia de lado e permitir que o Bruno prossiga a sua carreira em paz”.
Paulo Ramiz Lasmar


Torcida do Galo vibrou com a entrada do Luan igual ou mais que com os quatro gols

GABRIEL

@goleada_info : “O zagueiro Gabriel, que completará 23 anos amanhã, marcou o gol de número 300 do Atlético no Independência após a reinauguração”.

* * *

Mesmo com 4 a 0, sem nenhuma dificuldade, não dá pra dizer que o Atlético evoluiu alguma coisa em relação ao jogo contra o Godoy Cruz, quarta-feira. O Campeonato Mineiro é de uma pobreza técnica de dar dó e medo, sem incentivo a empolgação mesmo com uma goleada. Foi dentro de casa sobre um Tupi muito fraco, numa noite em que todo mundo jogou bem.

Valem algumas informações e observações de twittadas que merecem ser destacadas:

Muito melhor que o rodado e caro Felipe Santana.

Thiago Reis da Itatiaia escreveu: “@thiagoreisbh 

Torcida do Atlético vibrou mais com a entrada do Luan no jogo do que com os 3 gols marcados. Impressionante a identificação com o clube!!!

Tomara que o Luan supere seus problemas físicos

O jornalista Frederico Ribeiro‏ @Fredfrm , do Hoje em Dia lembrou bem: 

“Apenas pela 2ª vez no ano, Fred deixa o campo sem marcar gol. Teve chance boa para igualar um recorde pessoal de 7 jogos seguidos marcando.” E o mesmo Frederico disse: 

Torcida do Atlético comemora pela quarta vez na noite. É o retorno de Luan, que estreia na temporada.

Gol do Elias foi destacado pelo UOL Esporte‏ @UOLEsporte 

Elias marca pela primeira vez e Atlético-MG vence pela 100ª vez no Horto

E o Goleada Info‏ resumiu bem a história: @goleada

indepa

“Atlético-MG, completando hoje 147 jogos, chega a 100 vitórias no Independência após a reinauguração (32E e 15D). Também marcou 301 gols”.


Goleiro Bruno enfrenta as consequências dos atos cometidos e Boa Esporte continua perdendo apoios

BRUNO

Em entrevista ao Eduardo Costa, na Itatiaia, durante o Carnaval, disse o goleiro Bruno que “você não pode culpar o destino pelas consequências das suas escolhas”. Verdade mais que verdadeira e ele está enfrentando uma barra pesada na tentativa de retomar a vida. Patrocinadores do Boa Esporte estão debandando, pressionados por manifestações como esta, enviada ao blog pelo engenheiro Raul Otávio Pereira:

“A liberdade concedida ao goleiro assassino Bruno é motivo de revolta, estranhamento e repúdio. Sua posterior contratação pelo Boa é, no mínimo, um acinte. Um tapa na cara das pessoas honestas e de bem. Um desrespeito às mulheres e à memória da vítima.

Varginha mancha sua história com essa aberração. Aliás, ela pode entrar junto para os anais junto com o episódio do ET. Os dois casos são “de outro mundo”. Sei que existem defensores – com aquele discursinho hipócrita de que “ele já pagou sua pena”, “todos merecem uma segunda chance”, etc e tal. Cada um fala o que quer.

O que não dá também prá engolir é o tratamento de superstar que está sendo dado a esse criminoso. Só no site mg.superesportes nesse momento que estou escrevendo existem 3 (três !) – (três!)- fotos desse sujeito. Não dá prá engolir e aceitar.

E o pior é ver essas três fotos com o meliante exibindo aquele sorriso cínico. “Me tira os tubos””.

Raul Otávio da Silva Pereira

O SuperFC publicou na tarde de hoje:Após Nutrends Nutrition –  do ramo de suplementos nutricionais – interromper o patrocínio ao Boa Esporte, de Varginha, no Sul de Minas, foi a vez do Cardiocenter da cidade solicitar ao time que retire sua logo do site oficial do clube…”

 

Mais cedo, o Grupo Góis & Silva já tinha tirado o pé do acelerador com esta publicação:

PATROCINADORBOA

Um dos principais parceiros do Boa


América reclama e o Cruzeiro assume a liderança do campeonato

CRU

Rafael Sóbis comemora mais um gol com a camisa do Cruzeiro, ao lado do Thiago Neves

O América elegeu o árbitro Cleisson Veloso Pereira como o vilão do jogo e responsável pela derrota de 1 a 0 para o Cruzeiro, gol do Rafael Sóbis, de pênalti, aos 16 minutos do primeiro tempo. A Raposa mandou no jogo até os 30, o Coelho cresceu demais depois disso, mas não teve competência para empatar, esbarrando na própria pontaria fraca e em pelo menos três grande defesas do goleiro Rafael, um dos melhores em campo.

O público no Independência foi de 13.834, renda de R$ 167.774,00. Para quem gosta de estatísticas, o jornal Lance publicou os dados do Footstats:

“Posse de bola do América-MG: 49%
Posse de bola do Cruzeiro: 51%
Finalizações certas do América-MG: 4
Finalizações certas do Cruzeiro: 2
Finalizações erradas do América-MG: 4
Finalizações erradas do Cruzeiro: 6
Cruzamentos certos do América-MG: 7
Cruzamentos certos do Cruzeiro: 3
Cruzamentos errados do América-MG: 31
Cruzamentos errados do Cruzeiro: 7
Passes certos do América-MG: 336
Passes certos do Cruzeiro: 329
Passes errados do América-MG: 41
Passes errados do Cruzeiro: 31
Lançamentos certos do América-MG: 15
Lançamentos certos do Cruzeiro: 11
Lançamentos errados do América-MG: 23
Lançamentos errados do Cruzeiro: 29
Desarmes certos do América-MG: 16
Desarmes certos do Cruzeiro: 12
Faltas cometidas pelo América-MG: 12
Faltas cometidas pelo Cruzeiro: 8”


Do Mineiro à Champions League: o futebol e as magias que o envolvem

FMF

Semana passada a Federação Mineira de Futebol twittou esta foto, mostrando o encantamento da criança com o ambiente do Mineirão, momentos antes de Cruzeiro x Caldense. Aquela suntuosidade toda e os olhos focados no Henrique, capitão do Cruzeiro. Possivelmente o garoto sentiu naquele momento o mesmo que senti quando pisei pela primeira vez no gramado do Mineirão em um Atlético x Ceará, no início da década de 1970. Tive olhar semelhante para o goleiro uruguaio Ladislao Mazurkiervsky, ídolo do Galo naquela época.

Esta semana o Barcelona aprontou o que nove em dez especialistas diziam ser “impossível”. Devolveu com sobras a goleada que tomou em Paris e eliminou o PSG da Champions, de forma épica. Se o árbitro alemão errou ou não a favor dos catalães, e se o zagueiro Thiago Silva amarelou de novo, são outras histórias; o fato é que o futebol é sensacional por isso tudo. Não importa o lugar do mundo, o tamanho da competição a qualidade dos jogadores, nada. Há sempre uma emoção por acontecer para alguém, de alguma geração, por algum motivo.

BARCA

E como diz o Milton Leite: “segue o jogo…”


Galo muito abaixo do esperado na estreia, em jogo que parecia válido pelo Campeonato Mineiro

FRED

Fred, de pênalti, empatou para o Galo no início do segundo tempo.

Um jogo desses de dar “calo nas vistas”, que mais parecia confronto pelo Campeonato Mineiro numa noite de sábado. Em condições normais um empate na Argentina poderia ser considerado bom, valendo pela Libertadores. Porém foi o primeiro jogo oficial do Godoy Cruz e o Atlético já está jogando há mais de um mês.

Tomou gol com um minuto e meio de partida, velho problema de desatenção de sempre. Só Otero mostrou algum futebol no primeiro tempo. No segundo, Cazares entrou no lugar de Danilo e o time melhorou; Fred empatou cobrando pênalti, sofrido pelo Elias, que assim como Robinho, o próprio Fred e todo o resto, entrou em campo. Jogar mesmo que é bom, quase nada.

Tem que melhorar muito.


Página 4 de 975« Primeira...23456...102030...Última »