Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Vitória do Galo foi na vontade, dever de casa cumprido e retorno à briga pelas primeiras posições

Não importa se o Paraná tem um time ruim e dificilmente escapará do rebaixamento. O Atlético mostrou vontade, fez o seu dever de casa e voltou a brigar pelas primeiras posições do campeonato. Victor ganhou prêmios de melhor em campo, o que mostra que o sistema defensivo ainda está longe de ter encontrado uma solução, mesmo com o retorno do Leonardo Silva. Gabriel não jogou por causa de uma virose. Foi substituído pelo Maidana que é bem mais fraco que ele.

Os 2 a 0 ficaram de bom tamanho. Valeu a coragem do Leo Silva em colocar a cabeça na bola chutada muito forte pelo Terans e mais ainda o bote do Elias, no passe mal dado pelo Caio Henrique. Na velocidade e categoria ele entrou na área paranista e teve categoria demais para a acertar a bola no canto, onde precisava que ela entrasse.


R10: “Quando o lado heroico do Atlético prevalece, ele sempre sai de campo glorificado”

Uma das inúmeras fotos postadas pelo próprio Ronaldinho no twitter dele: @10Ronaldinho

Em outras palavras: você ou o time pode não estar jogando nada, mas se mostrar raça e suar a camisa acima do normal, o atleticano vai reconhecer o seu esforço. E que fala isso é ninguém menos que Ronaldinho Gaúcho, um dos maiores jogadores da história do futebol, que teve uma sintonia fantástica com o Galo, com a massa alvinegra e mesmo distante, levando a vida de pop star, mundo afora faz questão de continuar cultivando essa sintonia.

Ele escreveu isso no twitter, numa homenagem aos cinco anos da conquista da Libertadores da América, que começou “omtem”, dia 24 e terminou na madrugada de “hoje”, 25. A frase, na íntegra: “Quando o lado heroico do @atletico prevalece, ele sempre sai de campo glorificado” 5 anos da Libertadores movida pela superação e garra que o Galo tem de sobra. Foi realmente uma honra ter vestido essa camisa e fazer parte dessa família pra sempre! ”

Ronaldinho Gaúcho

@10Ronaldinho

***

A ele, a todos os jogadores, comissão técnica, àquela diretoria fantástica, comandada pelo presidente Alexandre Kalil e a todos os atleticanos mundo afora, a homenagem e gratidão deste blog. Foram dois dos dias mais tensos e mais felizes da minha vida!

Viva o Galo!


“Vamos aguardar”, mas Adilson Batista pode dar a volta por cima, dele e do América

Foto: América F. Clube

Fábio Carille, o técnico que foi interino no Corinthians e teve sucesso extraordinário depois de efetivado, disse em incontáveis entrevistas que se inspirou muito no trabalho do Adilson Batista, de quem foi auxiliar. E lista as principais virtudes do treinador: conhecimento tático, conhecimento do adversário, qualidade e intensidade dos treinamentos e motivação do grupo.

 

Sem dúvida um bom treinador, que só deu uma sumida do cenário dos clubes da prateleira de cima por causa do seu destempero no trato com as pessoas. Mas o tempo passa, a vida ensina, ele deu um tempo pra esfriar a cabeça, estudar e certamente melhorar em tudo.

 

Entendo que o América fez um ótimo negócio ao contratá-lo. Tem tudo para dar certo, fazendo o Coelho retomar o bom caminho no Brasileiro e ele voltar a ser cobiçado pelos maiores clubes do país.

 


O Galo em discussão: disputa é sempre mais acirrada nesta fase do Brasileirão

Venda de ingressos para o jogo contra o Paraná, nesta quarta-feira: www.atletico.com.br/venda-de-ingressos

O Inter venceu o Ceará, ontem, assumiu a terceira posição e tirou o Atlético do grupo dos quatro primeiros. Destaque para algumas opiniões de comentaristas do blog sobre este momento delicado pelo qual passa o Atlético:

* Raws Miranda:

“Pera aí”! Até agora estou na dúvida se o RO fez ou não falta no beque da roça do Palmeiras, e o árbitro que teve culpa pelo gol? Até agora eu estou tentando descobrir quem pediu a contratação do Juninho, e o culpado foi o Victor? Até hoje eu não esqueço dos péssimos presidentes que quase destruíram o Galo, e o S.C. em início de mandato que é o pior? Eu acho que os malas torcedores adversários e a imprensa adversária estão formando opiniões de atleticanos, só pode”.

Raws Miranda

***

Edson Rios:

“Meu caro Audísio, essa demora em enxergar o óbvio vai acabar nos custando coisa mais séria ainda. O campeonato sempre é mais acirrado ainda no segundo turno, e nós com esse sistema defensivo de merda, com o perdão da expressão.

Enquanto isso, seguimos tentando contratar mais um ex-seleção sub20 nos tempos do Alexandre Tadeu DoisL’s como treinador, e por empréstimo. E ninguém questiona esse planejamento.

Sobre o jogo, não dá pra dizer que não fizemos uma boa partida, principalmente quando comparada com aquela contra o Grêmio. Mas temos três ou quatro jogadores no sistema defensivo que não servem para time varzeano. “ah!!!! Mas que belo cruzamento do Patric no segundo gol. Isso ninguém vê.”. Contar com os lances esporádicos do Patric, Gabriel e seus lapsos no miolo da zaga, Fábio Santos e Elias que há muito só jogam com o nominho, desanimam até o Santo, que fez uma cagada monumental no terceiro gol, típica de quem não confia na sua zaga.

E com a vitória do Inter ontem, deixamos o G4… Vamos precisar de muito gogó pra apoiar esse time e tentar segurá-lo nas cabeças.

Ah! Sobre a reclamação do presidente em relação à arbitragem: há limites para o ridículo. E o senhor 7 já ultrapassou o seu faz tempo…”

Edson Dias

***

Mauro Lúcio Peixoto:

Não foi só coisa ruim não; houve evolução do time, erros aconteceram e muito, mas não podemos continuar a viver do passado; Victor é um goleiro, hoje, mais que comum, e um monte de jogadores medianos; mas estão lutando em campo fazendo o melhor deles. Tem que treinar mais e nos jogos tentar achar o equilíbrio. Quanto ao árbitro… Na dúvida da pro time que tem mais poder na CBF.”

Mauro Lúcio Peixoto


O Cruzeiro em discussão: treinador continua operando pequenos milagres com o elenco que tem

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro: o experiente e rodado Barcos estreou jogando bem e marcando um gol ao seu estilo.

O começo do campeonato foi ruim, mas agora o Cruzeiro briga pelas primeiras posições no estilo Mano Menezes de jogar: Opiniões de comentaristas cruzeirenses do blog:

* Raul Otávio Pereira:

“Me ocorreram dois assuntos sobre o jogo de ontem que merecem alguns comentários adicionais:

O primeiro em relação aos pontos polêmicos do jogo:

– esse Atlético Paranaense bate direitinho mesmo. Aquela falta no Arrascaeta no lance do pênalti foi escandalosa, embora não tenha sido violenta. Mas houve jogadas violentas também e o juizão nem tchum;
– não considerei a falta do Edílson – que existiu, é verdade – tão grave assim como reclamaram. Do jeito que chiaram parece que foi um golpe mortal de karatê na garganta do caboclo, e não foi nada disso;
– o primeiro gol do Barcos foi anulado erroneamente;
– no segundo gol que ele fez havia realmente impedimento. Mas…

O segundo em relação ao pênalti:
– todo mundo reclamou – com razão – do pênalti ter ocorrido depois da não marcação da falta no Arrascaeta. OK. Mas ninguém comentou que o cara do Atlético Paranaense, antes de ser derrubado, entrou na defesa do Cruzeiro pelo meio do ataque, cercado por dois zagueiros. Na tora. No peito, na raça, categoria e velocidade. E só pararam o cidadão no cacete, senão ele entrava com bola e tudo.

Como assim ? Quer dizer que entrar na defesa do Cruzeiro é fácil desse jeito ???”

Raul Otávio Pereira

***

Alisson Sol:

“Cruzeiro fez o esperado. Nada “comentável” nesta partida exceto que o Fábio fez algumas boas saídas do gol. Finalmente!…”

Alisson Sol

***

Edgardo Ruiz Perez:

“O Reclamando Menezes está utilizando de forma muito satisfatória o elenco do Maior de Minas. Sai Henrique, A.Cabral, Egidio e entra Lucas Silva, Romero e Marcelo Hermes e o time não perde muito em qualidade e ritmo de jogo.
Para quem disputa três competições simultâneas será um diferencial importante um elenco com muitas opções.
Destaque pro Arrascaneta que voltou da Copa com fome de bola e de fazer gols: o cara tá cabuloso! agora é rezar muito pra não aparecer proposta do exterior, senão bye, bye.
E o Pirata Azul já mostrou seu cartão de visitas ontem, pra desespero dos secadores de plantão e os cornetas que falaram que o cara tá velho, rodado, chupa que é de uva!
Apenas o TN30 que tá se esforçando, mas tá pouco produtivo! o trio de árbitros tbém fez lambança, anulando gol legítimo e validando outro ilegal: lambança para os dois lados! os caras são fracos mesmo!
…”

Edgardo Ruiz Perez


O América em discussão: time precisa de treinador de verdade e não diretor improvisado

Americanos convocados para o próximo jogo, nesta quinta-feira, no Independência, contra o Internacional

Excessos à parte, provocados pela raiva ou euforia pós-resultado positivo ou negativo, a maioria absoluta dos comentaristas do blog avalia bem o que ocorre em seus respectivos clubes. Neste e nos próximos dois posts destaco três representantes de cada um dos nossos times da Série A, começando pelo América:

* Rafael Santana:

Lamentável!!!!!

Equivoco da Diretoria!
O America tinha um padrão de jogo com o Enderson. Estava longe de brigar pelo título, mas tinha um time para classificar na sulamericana.
Ai colocam tudo a perder com o RD. Estamos caminhando a passos largos para a segundona.
POR VAFOR não dá para ficar sem treinador. Futebol é coisa para profissional.
Não faça isso com o AMERICA MG.
Não precisa dispensar o RD, mas treinador ele não é e nunca será!

Rafael Santana

***

Ed Diogo:

O mesmo erro contra o Cruzeiro. time com 4 volantes e perde o jogo.
Não tem como fazer gol não temos atacantes .
Vamos “aceitar” a derrota para o Cruzeiro considerado grande mas entrar com Parana no mesmo esquema fala sério.
Tem que demitir este treinador hoje antes que seja tarde

Ed Diogo

***

Márcio Amorim:

Caros Chico e amigos!
O América tem uma estrutura física de Série A; tem uma mentalidade fixa de Série B; tem uma Administração de Série C e um time de Série D. Há longos dois anos, algum diretor-empresário enfiou-nos, goela abaixo, a ideia de que Juninho seria a salvação do América e que nos levaria, com o tempo, à Libertadores, craque que é.

Para mim, ele tão somente divide, com o Willians, o título de pior jogador que já vi vestindo a camisa do América. Não vou e nem posso deixar por menos, embora tenha todo respeito pelo profissional, que, com o empresário que deve ter, poderia ser feliz longe do América.

A contribuição que ele tem dado ao América é, por vias misteriosas, ser titular há tanto tempo, em detrimento de pratas da casa como Zé Ricardo e Christian. Qualquer treinador que acredite que ele possa resolver alguma coisa, bem como Gérson Magrão, Wesley, Aderlan, Mateus Ferraz, He-Man, David, Renan Oliveira e alguns outros de Série D, tem de ser demitido ou nem ser contratado.

Quando colocaram o Ricardo Drubscky de treinador, todos sabiam que era brincadeira de mal gosto; quando ele começou a treinar com Juninho e Gérson Magrão de titulares, todos sabiam que a diretoria optara pela queda.

Há tempo, mas não há expectativas por causa de forças misteriosas, obscuras e sinistras que administram o América, dentro e fora do campo.

Márcio Amorim


Rafinha, Robinho e grande futebol do Arrascaeta viraram o jogo para o Cruzeiro

A entrada de Rafinha, quando parecia que o Cruzeiro fosse se dar mal em pleno Mineirão, mudou o panorama no jogo contra o Atlético-PR. Duas boas assistências do Robinho e grande futebol do Arrascaeta mudaram tudo, ainda mais com os zagueiros Paulo André e Wanderson, mortos de cansaço,. O uruguaio empatou e o argentino Barcos virou o jogo.


Mais uma derrota do América, 17o lugar, e a vaga na indesejada Z4

Derrota absolutamente complicadora essa do América para o Paraná, concorrente direto a uma vaga na permanência na Série A do Brasileiro 2019. Time não jogou nada no primeiro tempo, teve mais presença em campo no segundo, mas não conseguiu marcar, no mínimo, um gol para não ser derrotado mais uma vez.

O alerta que era amarelo, agora avermelhou de vez, já que com este resultado o time foi para 17º lugar e entrou na zona do rebaixamento.


De entrega em entrega o Atlético vai comprometendo a campanha no Brasileiro

“Vagabundo, ladrão e mal intencionado! Essa #CBF é um lixo! Fora com essa “comissão de arbitragem” pelo bem do futebol brasileiro!”

Esbravejou o presidente Sergio Sette Camara – @camara_sette – no twitter dele contra o árbitro carioca Péricles Bassols, por causa da falta apitada no lance que originou a vitória do Palmeiras em São Paulo. Tá!

Mas o Victor com toda a experiência que tem, jamais poderia sair catando borboleta ali perto da grande área. Aliás, o que ele foi fazer ali, naquela hora? Uma falha grotestca!

E o que dizer do que fez esse Juninho, que entregou o primeiro gol palmeirense aos dois minutos de partida? Empresário desse rapaz é ótimo de serviço. Jogava no próprio Palmeiras, que conseguiu empurrá-lo ao Galo. Faz lembrar o Felipe Santana, porém jovem, que não deixou nenhuma saudade. Nem deveria ter sido contratado. Pra completar. o Galdezani, outro jogador de futebol sofrível, ainda arruma uma expulsão no apagar das luzes, por xingar o apitador. Dureza!

Arbitragem erra mesmo. Sempre errou, a favor e contra. Resta saber se erra apenas por incompetência ou por encomenda, como antigamente. Mas ficar culpando árbitro a cada derrota é namorar com o fracasso.

Por outro lado, valeu ver a atuação do colombiano Chará. Habilidade, raça e determinação. Se repetir atuações como a de hoje poderá ser chamado realmente de “reforço”. O melhor do time nessa derrota.


Rússia recebe número recorde de visitantes na história das Copas. Só faltou a Sharapova!

Foto Getty Images/harpersbazaar.com

Antes da Copa alguns comentaristas do blog, entre eles o engenheiro Raul Otávio da Silva Pereira, pediram aqui que eu encontrasse a “Sharapova” e transmitisse o abraço dele à ela. Referiam-se a essa aí, que ilustra este post, Maria Yuryevna Sharapova, grande tenista, que já foi a número 1 do mundo. Com 1,88 de altura, completou 31 anos de idade dia 19 de abril. Digo ao Raul e demais que fizeram o pedido, que não a encontrei, mas vi muitas semelhantes.

O povo russo é muito bonito e receptivo, ao contrário da imagem que se criou mundo afora em função da Guerra Fria e os estereótipos plantados pela mídia ocidental. Em fotos que fiz de cenas do dia a dia, faço aqui a minha homenagem a essa gente ótima, que recebeu tão bem aos mais de três milhões de visitantes que foram à Rússia durante a Copa do Mundo. Especialmente às “Sharapovas” do dia a dia.

Aliás, recorde absoluto, que vai demorar pra ser batido. O Brasil recebeu perto de um milhão em 2014, a África do Sul 310 mil em 2010, e a Alemanha recebeu 2,6 milhões em 2006.

Nos ônibus, nas ruas. . .

. . . no trabalho, nas fan fest…

… no trabalho dos voluntários …

…  sempre gentis.


Página 5 de 1.058« Primeira...34567...102030...Última »