Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Presidente do Cruzeiro fala em modelos Manchester/Liverpool e esbarra no Íbis. Clube é excluído do Profut

Foto: www.cruzeiro.com.br

Enquanto o presidente reeleito Sérgio S. Rodrigues provocava o Íbis e tomava troco do time de Pernambuco, o Cruzeiro tomava conhecimento que fora excluído do Profut, o que aumenta de forma absurda a lista de problemas administrativos/financeiros que tem pra resolver.

Do Uol

* “Íbis convida Cruzeiro para disputa de título de pior time do mundo”

Autodenominado pior time do mundo, o Íbis convidou o Cruzeiro para disputar o “título” em um amistoso. Insatisfeito com a declaração do presidente da Raposa, Sérgio Santos Rodrigues, o clube usou suas redes sociais para provocar o time mineiro, hoje na Série B do Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva, o dirigente do Cruzeiro disse que mira uma gestão semelhante a dos participantes do Campeonato Inglês. “É crítica falar que a gente mira o Liverpool e o Manchester City. Pô! Vou mirar quem? O Íbis? É claro que eu miro o Manchester City e o Liverpool, é óbvio. Eu quero muito que o meu site pareça o deles. Mas não só o site, a gestão também. É isso o que a gente mira”….

https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2020/10/08/ibis-cruzeiro-amistoso.htm?cmpid=copiaecola

Mauro Xampú, camisa 10, eterna estrela do Íbis

***

Do Globoesporte.com

Por Rodrigo Capelo

Jornalista especializado em negócios do esporte

Cruzeiro tem exclusão do Profut confirmada em votação no plenário da Apfut. Não há mais possibilidade de reverter decisão

Autoridade pública decidiu por 6 a 4 pelo afastamento definitivo do clube. Participação no programa permitiu renegociação de dívidas fiscais que agora serão cobradas no curto prazo

A Autoridade Pública de Governança do Futebol (Apfut), órgão que fiscaliza o cumprimento das regras estabelecidas pelo Profut, confirmou na manhã desta quinta-feira a exclusão do Cruzeiro do programa de refinanciamento de dívidas fiscais do governo federal.

O plenário da entidade se reuniu para votar a continuidade cruzeirense no Profut. O clube deixou de pagar impostos correntes e parcelas do refinanciamento, motivos considerados para tirá-lo do programa.

Na votação realizada nesta quinta, houve um resultado de 6 a 4 pela exclusão definitiva do Cruzeiro. O presidente da Apfut, o especialista em marketing esportivo Thiago Froes, votou com a maioria por protocolo.

A exclusão acarreta efeitos muito ruins para as finanças celestes. Dívidas que poderiam ser pagas no longo prazo passarão a ser cobradas pelo governo no curto. A situação expõe o clube a bloqueios e penhoras. A consequência mais grave é o agravamento da asfixia financeira.

A decisão em plenária é o último procedimento possível no âmbito da Apfut. Pelo menos de acordo com as regras estipuladas no Profut, não existe mais nenhum recurso ou decisão contrária possível.

+ Dívida do Cruzeiro com a União chega a R$ 329 milhões

O posicionamento do Cruzeiro

Procurada pelo blog, a diretoria encabeçada pelo presidente Sérgio Rodrigues emitiu a seguinte nota. Eles confirmam a exclusão do programa, o não cumprimento dos requisitos durante as últimas administrações e a busca por soluções para recolocar o clube no Profut.

Confirmamos que a Apfut decidiu por placar apertado, em assembleia no dia de hoje, manter a decisão que remete à Secretaria da Fazenda a comunicação que o Cruzeiro se mantém excluído do Profut, por não cumprir os requisitos e metas estipulados. O Cruzeiro, inclusive, confirma que nunca cumpriu os requisitos, de 2015 a 2019, período analisado no julgamento.

Ainda sobre a decisão, mesmo que fosse positiva, não mudaria em nada a situação jurídica ou implicaria na volta do clube ao Profut, já que nos encontramos excluídos por decisão da Receita Federal, o que é objeto de ação judicial. Essa decisão versa sobre os anos de 2015 a 2019.

Mesmo lamentando a decisão, porque acreditava que a nova realidade pudesse permitir uma segunda chance e entendendo que a mesma não versa sobre a atual gestão, o clube continuará trabalhando firme para a reinclusão no Profut e também permanecerá em negociações com a Fazenda Nacional para a resolução das dívidas.

https://globoesporte.globo.com/blogs/blog-do-rodrigo-capelo/post/2020/10/08/cruzeiro-tem-exclusao-do-profut-confirmada-em-votacao-no-plenario-da-apfut-nao-ha-mais-possibilidade-de-reverter-decisao.ghtml


Mais uma vez faltou um finalizador competente ao Atlético

O gol do Fortaleza nasceu de uma falha, um passe errado, que permitiu o contra ataque para a bola chegar ao pé do Deivid, aos 36 minutos. A reação foi imediata, e o empate saiu seis minutos depois com o Sasha. Como o previsto, o Atlético tinha o domínio da partida mas o Fortaleza explorava muito bem os contra ataques. Arana e Marquinhos desperdiçaram duas ótimas oportunidades.

Aos 19 do segundo tempo Yuri César chutou de longe e o Everson aceitou o inaceitável. Felizmente, para ele o VAR detectou um milimétrico impedimento do atacante cearense ao receber a bola. A olho nu não daria para bandeira nem apitar perceber.

O Galo continuou com mais posse de bola, mas isso não vale nada quando a pontaria dos seus jogadores não marca os gols necessários. E não deu outra: aos 39, Bruno Melo, que havia entrado poucos minutos antes, fez o segundo gol do Fortaleza, de cabeça.

O time fez um bom jogo mas viveu situação parecida com o jogo contra o Botafogo, quando atacou muito, criou muitas chances, mas faltou quem tivesse competência para colocar a bola para dentro. Só Keno é pouco. A falta de finalizadores eficientes é o grande problema do Jorge Sampaoli. Se o Keno não faz, dá no que deu esta noite.

Perder para quem está na briga para não cair, como é o caso deste Fortaleza, foi muito ruim.

No duelo particular entre os técnicos, Sampaoli foi derrotado pela terceira vez consecutiva pelo Rogério Ceni. Interessante é que o Raws Miranda, tradicional comentarista do blog, escreveu às 21h04: “Aproveitando que faltam minutos para o jogo e vi a escalação, sem querer “gorar” e ser pessimista, lembrei de um comentário de um santista nas redes sobre Sampaoli, excelente técnico até não começar a inventar.
Torço contra a observação do santista e com minha discordância da escalação. O homem deve saber o que faz…”

Às 23h30, voltou aqui: “Em tempo, Sampaoli parece ser bom, mas Marquinhos na direita é cegueira.
Outro fato, Keno foi muito bem marcado, mas ele foi proibido de sair da esquerda para confundir a marcação? Isso é primário no futebol.
Que noite…”

Às 23h42 ele voltou a escrever: “Hyoran é reserva? Opção? Ou castigo?”

Realmente…


Fortaleza e Atlético deverão fazer um jogo bonito de se assistir

Rogério Ceni Jorge Sampaoli em foto do Douglas Magno/BP Filmes, para o Globoesporte.com

Às 21h30, no Castelão, um dos estádios mais elogiados pela imprensa internacional na Copa de 2014,. Lamentavelmente, sem o público por causa da pandemia. Casa cheia é sempre um espetáculo à parte em todo jogo de futebol. Uma pena. O Galo com três desfalques, que servem às seleções de seus países: Júnior Alonso (Paraguai), Alan Franco (Equador) e Savarino (Venezuela). Entendo que das peças de reposição necessárias, apenas na zaga o substituto não está no mesmo nível. A tendência é que Jorge Sampaoli opte por Igor Rabello, muito lento e tecnicamente longe do Alonso. No meio, caso Nathan esteja inteiro, problema resolvido. Para o lugar do Savarino, o técnico tem Marrony e Marquinhos, muito boas opções.

Rogério Ceni não é retranqueiro, principalmente em casa. Sabe que seu time será atacado pelo Atlético desde o início. Como não tem tantos jogadores de nível como o Sampaoli, deverá se precaver, optando pelos contra ataques. Deverá ser um jogo aberto, com possibilidade de muitos gols. A não ser que os sistemas defensivos consigam chegar perto da perfeição para escapar virgem do bombardeio de lado a lado. Rogério Ceni venceu Jorge Sampaoli no Brasileiro do ano passado duas vezes, comandando o Cruzeiro e o Fortaleza. Ao todo, o argentino perdeu oito jogos em toda a campanha com o Santos, que foi vice-campeão.


Com as mudanças prometidas por Lisca, América retorna com vitória convincente de Salvador

A torcida votou via redes sociais do próprio América e elegeu Ademir, o melhor em campo, com 62,5%. Seguido pelo goleiro Matheus Cavichioli, 15,2%, Messias, 13,4% e Felipe Azevedo, 8,9%. Muito justo.

A disputa da Série B está tão equilibrada que os três pontos não foram suficientes para recolocar o América no G4. Imagine o Cruzeiro que iniciou a disputa com menos seis. Esta noite, o ataque do Coelho que estava devendo, dessa vez funcionou logo de cara, aos seis minutos, com Ademir abrindo o placar. Aos 23 o mesmo Ademir ajeitou para Felipe Azevedo fazer 2 a 0. Depois ainda errou um gol incrível, chutando no poste, o que seria a consagração e um sossego para o segundo tempo. Mas, “só” com 2 a 0, o Vitória achou que dava para virar no segundo tempo e as coisas mudaram. Os baianos partiram para cima, equilibrando o jogo, mas ficaram no “quase”, parados por uma defesa bem postada e um goleiro firme, que sabe o que quer.

A classificação:

P J V E D GP GC SG
1 Cuiabá 27 14 7 6 1 17 9 8
2 Chapecoense 25 12 7 4 1 11 4 7
3 Juventude 23 14 6 5 3 21 16 5
4 Paraná 23 14 6 5 3 15 10 5
5 América-MG 23 14 6 5 3 11 8 3
6 Ponte Preta 21 13 6 3 4 18 18 0
7 Operário 21 14 5 6 3 15 11 4
8 CRB 20 13 5 5 3 16 13 3
9 Avaí 19 14 6 1 7 16 18 -2
10 Vitória 18 14 4 6 4 17 15 2
11 Confiança-SE 18 14 4 6 4 13 15 -2
12 CSA 16 13 5 1 7 16 18 -2
13 Náutico 15 13 3 6 4 13 14 -1
14 Brasil de Pelotas 15 13 3 6 4 10 11 -1
15 Botafogo-SP 14 14 4 2 8 9 13 -4
16 Figueirense 13 13 3 4 6 9 13 -4
17 Cruzeiro 12 13 5 3 5 14 13 1
18 Sampaio Corrêa 11 10 3 2 5 11 11 0
19 Guarani 11 13 2 5 6 11 16 -5
20 Oeste 6 14 1 3 10 9 26 -17

 


Atlético 4 x 1 Vasco: goleada sem nenhum estresse, mesmo começando de cara tomando um gol do Vasco.

Aliás, belíssimo gol, de bicicleta. Na transmissão do Sportv o Paulo Vinícius Coelho – PVC -, fez observação que mostra uma das virtudes do Atlético, fruto do trabalho do Jorge Sampaoli: “das sete roubadas de bola do Galo, cinco foram no campo defensivo do Vasco”. Outro comentário esclarecedor, dele mesmo, sobre o jeito de jogar atleticano: “o time é como um camaleão; muda o tempo todo”.

Pois é! E todos os jogadores correm pra burro, o que fez o ex-técnico do clube, Procópio Cardozo, dizer: @procopiocardozo: “Os jogadores do Atlético parece que usam Duracell. Não param um minuto.”.

O time comete falhas, por enquanto, simples de se resolver, também como dá a dica o Procópio procopiocardozo, depois do gol do Vasco, que abriu o marcador: “Falta de comunicação. O Everson tinha que ter gritado.”,

Enfim, o Galo segue no caminho certo na busca pelo título.


Hoje, 50 anos sem Janis Joplin

Enquanto aguardo Atlético x Vasco, rendo minhas homenagens a esse ícone mundial. Minha aplicação ao rock “estrangeiro” foi com ela,  Beatles e Elvis. Depois vieram os brasileiros, Paralamas, Biquini Cavadão, Titãs, Capital Inicial, Ultraje a Rigor, os nossos fantásticos mineiros do Skank e etecetera e tal. Hoje cedo ouvi o Osvaldo Diniz, no jornal da Itatiaia, lembrando que neste dia 4 completamos meio século da morte dela. O dia passou e foi a única referência que vi na imprensa. Ainda bem que temos o Osvaldo, excelente repórter policial, que gosta e conhece tudo de rock. Graças à lembrança dele, não perdi a oportunidade de homenagear a este fenômeno musical, que nos deixou quando tinha apenas 27 anos.

O não menos excelente jornal espanhol, El País, publicou um ótimo perfil dela em sua edição digital brasileira. Vale demais a pena:

* “50 anos sem Janis Joplin, a crônica de um grito de ajuda que ninguém escutou”

Em 4 de outubro de 1970, morreu de overdose a primeira estrela feminina do rock. Uma biografia revisa sua luta para ser mais livre do que o mundo estava disposto a permitir

Carlos Marcos – Madri

Foi o episódio que a afundou. Após uma época de excessos e vadiagem na Califórnia, Janis Joplin voltou à conservadora Port Arthur (Texas), a casa de seus pais, uma família de classe média que recebeu a filha de braços abertos, acreditando que poderiam “reconduzir” sua vida. Com o núcleo familiar apoiando-a, Janis havia combatido e vencido seu vício em speed e havia se matriculado em Belas Artes na Universidade do Texas.

A fraternidade Alpha Phi Omega havia organizado um concurso para arrecadar fundos para financiar suas atividades. Fariam a eleição do homem mais feio do campus. Um anônimo inscreveu Janis. A universidade foi coberta com fotos suas onde se lia : “Vote no homem mais feio”. Quando Joplin viu aqueles cartazes desmoronou como nunca havia acontecido. Isso lhe lembrou do assédio que sofreu quando estava no colégio. Chorou até não lhe restar lágrimas. E decidiu que aquela cidade tão hostil não era para ela. Tinha 19 anos e foi para São Francisco para iniciar um caminho de sucessos e desgraças poucas vezes visto na história do rock. (mais…)


Cruzeiro tem mistérios fora de campo que precisam ser resolvidos

Ex-jogador Belleti, que já foi comentarista de TV e agora é diretor internacional do Cruzeiro, em foto do Alexandre Guzanshe/EM/D. A Pres.

Digo resolvidos porque esclarecidos nunca serão, como tudo que envolve bastidores dos grandes clubes brasileiros. Mas nessa situação gravíssima vivida pela Raposa, o futebol vai continuar sofrendo as consequências. Logo depois do rebaixamento, muito se falou em renovação geral dos quadros diretivos e “passar o clube a limpo”. Ao ver nomes de peso da indústria e do comércio, do estado e do país, entrando pra valer e pondo a cara na mídia, tive uma certeza: agora é pra valer; agora vai!. Ledo engano. Eles chegaram, tomaram pé da situação, fizeram seus diagnósticos e viram que a situação era realmente feia.

Mas que havia soluções, que entretanto, exigiam medidas e mudanças radicais.

O problema é que estavam cercados por muitos dos antigos que veem comandando o clube nos últimos 30 anos ou mais. Justamente os que detém a maioria dos votos do Conselho Deliberativo. Eles próprios ou seus representantes, procuradores, advogados e etecetera e tal.

Aí fica difícil. Ou melhor, impossível! Ao perceberem que a presença na cúpula do clube só interessava para que eles pusessem dinheiro e prestígio, “cascaram fora”, como gostamos de dizer no interior. “Escafederam-se”, como diz a música “A Dois Passos do Paraíso”, da banda Blitz.Neste barulho todo, algum gênio do marketing sugeriu ao presidente Sérgio Santos Rodrigues ir para as redes sociais de forma desbaratada, na maioria das vezes sem conteúdo prático ou do interesse maior do clube e do torcedor que é o futebol. Circula um vídeo do presidente chegando à Toca da Raposa, se trocando como se fosse um jogador, que custei acreditar que era ele mesmo. Tentei entender, perguntei a especialistas de várias áreas do marketing, liguei para amigos que são amigos também do presidente, para saber se havia alguma jogada mirabolante por trás daquilo, e nada, nenhuma explicação. Se ao menos o time estivesse dando algum sinal de vida, mas, muito pelo contrário, despenca.

Faço essas reflexões depois de ler este comentário do Alisson Sol, um cruzeirense muito bem informado do mundo dos negócios, e colaborador de primeira hora aqui do blog:

* “O problema está fora de campo. O contrato que exige a escalação do Henrique, Ariel Cabral, Marcelo Moreno, Fábio, e outros é o que atrapalha.

O Cruzeiro precisa revogar tais contratos para jogadores, e alguns outros fora de campo, como o do inexplicável Benecy, que ninguém sabe o que faz, mas continua empregado. Até então, não há como nenhum técnico resolver o problema, pois tem de escalar meio-time de ex-jogadores em atividade!” – Alisson Sol.

 ***

Dia desses foi anunciando José Carlos Brunoro, como consultor do clube. Interessante é que no dia 20 d fevereiro ele também foi anunciado para a mesma função pelo Fortaleza. Antes, o ex-lateral Belleti tinha sido anunciado como diretor internacional do Cruzeiro. Li entrevista dele no Superesportes e a única coisa que fiquei sabendo de diferente é que este departamento existe no clube há 14 anos. E aí? Nestes 14 anos, qual o retorno efetivo e concreto que o clube teve? O Cruzeiro também não revela quem é remunerado, que é voluntário e essas coisas, importantíssimas quando se trata de instituições de interesse de milhões de pessoas, mas que raramente uma dessas instituições revela.

Seguem mais informações sobre o Brunoro e a entrevista do Belleti:

“Fortaleza apresenta José Carlos Brunoro como consultor das categorias de base”

Especialista se impressiona com estrutura do Tricolor de Aço e fará um diagnóstico da base do clube

https://www.lance.com.br/fortaleza/fortaleza-apresenta-jose-carlos-brunoro-como-consultor-das-categorias-base.html

 * “Belletti aponta desafios de atuação no Cruzeiro: ‘Estamos trabalhando numa gestão de crise’”

Revelado na Toca, ex-lateral e volante é diretor de negócios internacionais do Cruzeiro (mais…)


Difícil acreditar: Cruzeiro perde de novo e vai para o 17º lugar da Série B

Opiniões de quem conhece profundamente o clube e de futebol. Jogador dos áureos tempos da Raposa e treinador, Procópio Cardozo Neto: @procopiocardozo “O Cruzeiro não entrou em campo para ganhar. Entrou para empatar. Perdeu.”

Jornalista Fernando Martins:  @martinsymiguel “Cruzeiro é castigado pela inoperância ofensiva. Não pode tomar um contra-ataque como o do gol do Cuiabá no último lance da partida. Muita irregularidade da equipe de Ney Franco faz o time patinar pra sair lá de baixo da tabela. Não consegue emendar duas vitórias para respirar.”

Jornalista Vinícius Dias: @dias_vinicius_ “Em campo, Cruzeiro de 2020 é o pior da história. Fora dele, há discurso de mais e atitude de menos. Sem oposição, diretoria tem caminho aberto para modernizar Conselho e estatuto. Mas o novo Cruzeiro não existe. Nem existirá enquanto nomes forem novos, mas política seguir velha.”

CLASSIFICAÇÃO

P J V E D GP GC SG
1 Cuiabá 26 13 7 5 1 16 8 8
2 Chapecoense 22 11 6 4 1 10 4 6
3 Juventude 22 13 6 4 3 20 15 5
4 Paraná 22 13 6 4 3 15 10 5
5 Ponte Preta 21 13 6 3 4 18 18 0
6 CRB 20 12 5 5 2 16 12 4
7 América-MG 20 13 5 5 3 9 7 2
8 Vitória 18 13 4 6 3 16 13 3
9 Operário 18 13 4 6 3 14 11 3
10 Avaí 16 13 5 1 7 14 17 -3
11 Brasil de Pelotas 15 12 3 6 3 9 9 0
12 Confiança-SE 15 13 3 6 4 12 15 -3
13 Botafogo-SP 14 13 4 2 7 9 12 -3
14 Náutico 14 12 3 5 4 13 14 -1
15 CSA 13 12 4 1 7 13 18 -5
16 Figueirense 13 12 3 4 5 9 10 -1
17 Cruzeiro 11 13 5 3 5 14 13 1
18 Sampaio Corrêa 11 10 3 2 5 11 11 0
19 Guarani 11 13 2 5 6 11 16 -5
20 Oeste 6 13 1 3 9 9 25 -16

As informações de Cuiabá 1 x 0 Cruzeiro, no Hoje em Dia, com o Lucas Borges:

* “Cruzeiro sofre gol no último lance, perde para o Cuiabá e fecha a rodada no Z-4 da Série B” (mais…)


Culpar só o calor não vale! América volta a decepcionar em casa e deixa escapar o terceiro lugar

Foto: Mourão Panda/América

É raro encontrar um mineiro cujo coração não tenha um canto especial para abrigar o América. Ligado na televisão para torcer pelo Coelho, antes do jogo, o João Bosco, de Conceição do Mato Dentro, manda mensagem em nosso grupo de conceicionenses: “Jogo do América agora, 11:00 hs. Não é razoável. BH está um forno. Suando, parado na sombra. Imagina jogar futebol!”. No que concorda o Eliezer Matos, que sugere: “O sindicato dos jogadores deveria entrar na justiça e evitar este abuso da televisão. Jogador não é máquina; é desumano futebol neste horário”.

Concordo com o atleticano Bosco e com o cruzeirense Eliezer, quanto ao horário, mas discordo em relação às declarações de alguns jogadores do América, que culparam o horário pelo resultado da partida. O calorão é pesado para os dois times. Além do mais, futebol neste horário não é de hoje, com as bençãos da FIFA. Ou alguém se esquece da final da Copa dos Estados Unidos em 1994, quando o Brasil foi campeão em cima da Itália? Sob sol de fazer murchar folha de zinco, o jogo começou às 12h30 e os termômetros marcavam 37 graus no Rose Bowl, em Pasadena. Durante a cobrança dos pênaltis, bateram nos 40, naquele calor úmido da Califórnia.

Há uma corrente na imprensa que aprova este horário, já que testa a capacidade física e mental de todos os envolvidos. Quem está melhor preparado raciocina melhor e produz mais. Será que em condições normais o ótimo cobrador de pênaltis, Robero Baggio, mandaria aquela bola nas nuvens, como o fez?

Mas, voltemos ao América, que maltrata demais os seus fieis torcedores, principalmente jogando em casa contra adversários da prateleira de baixo. Hoje novamente, contra o Guarani de Campinas, não saiu do zero a zero, desperdiçando uma quantidade impressionante de gols no primeiro tempo. Perdeu a chance de chegar ao terceiro lugar e continua fora do G4, com 20 pontos, na quinta posição. Americano confesso, o repórter Thiago Reis utilizou o twitter para reclamar, com toda razão: @thiagoreisbh “O pior ataque da série B. Terceiro jogo seguido sem marcar!!! Não tem tabela que aguente isso @AmericaMG #Snsb”. Realmente. E como é ruim para o time a ausência do Rodolfo, machucado. Um golzinho dele teria feito grande diferença hoje, nessa disputa que está equilibradíssima.

Qualquer ponto fará muita falta na reta de chegada. O CRB, quarto colocado, também tem 20 pontos, mas dois gols a mais de saldo que o Coelho. O primeiro da zona dos rebaixados é o Cruzeiro, com 11 pontos, porém, ele pode sair dessa no caso de um resultado positivo esta noite contra o Cuiabá, que é o líder, com 25 pontos.

A rigor, podemos dizer que situação complicada mesmo em termos de tudo, acesso e descenso, é a do Oeste, que soma apenas seis pontos. Próxima parada do América é das mais tortas, terça-feira, 19h15, em Salvador, contra o Vitória, que está em oitavo lugar, 18 pontos e um jogo a menos.

CLASSIFICAÇÃO

P J V E D GP GC SG
1 Cuiabá 25 12 7 4 1 16 8 8
2 Paraná 22 13 6 4 3 15 10 5
3 Ponte Preta 21 12 6 3 3 17 15 2
4 CRB 20 12 5 5 2 16 12 4
5 América-MG 20 13 5 5 3 9 7 2
6 Chapecoense 19 10 5 4 1 9 4 5
7 Juventude 19 12 5 4 3 17 14 3
8 Vitória 18 13 4 6 3 16 13 3
9 Operário 18 13 4 6 3 14 11 3
10 Avaí 16 13 5 1 7 14 17 -3
11 Brasil de Pelotas 15 11 3 6 2 9 8 1
12 Botafogo-SP 14 13 4 2 7 9 12 -3
13 Náutico 14 11 3 5 3 13 13 0
14 CSA 13 11 4 1 6 13 17 -4
15 Figueirense 13 12 3 4 5 9 10 -1
16 Confiança-SE 12 12 2 6 4 11 15 -4
17 Cruzeiro 11 12 5 2 5 14 13 1
18 Guarani 11 13 2 5 6 11 16 -5
19 Sampaio Corrêa 8 9 2 2 5 10 11 -1
20 Oeste 6 13 1 3 9 9 25 -16

América x Corinthians na Copa do Brasil e o gesto estranho do Roger na escolha da bolinha do sorteio

O América pega o Corinthians dia 28 deste mês no Itaquerão e dia quatro de novembro no Independência. Acredito no Coelhão. Mas, no sorteio de ontem, na CBF, uma cena esquisita, envolvendo o ex-jogador Roger, chamou a atenção e provocou reação em Goiânia, conforme notícia no site da Itatiaia:

* “Sorteio da Copa do Brasil repercute nas redes sociais após Roger devolver bolinha”

Um vídeo do sorteio realizado nesta quinta-feira para definir os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil repercute nas redes sociais. As imagens mostram o comentarista da TV Globo e ex-jogador Roger Flores devolvendo uma bolinha ao tirar uma das que definiram o duelo entre Internacional e Atlético-GO: Segundo o jornalista Arthur Magalhães, do Grupo Bandeirantes, o departamento jurídico do clube goiano analisa as imagens. A Itatiaia tentou contato com Roger Flores para saber o posicionamento dele sobre as imagens, mas o comentarista não atendeu às ligações.

www.itatiaia.com.br/noticia/sorteio-da-copa-do-brasil-repercute-nas-redes-sociais-apos-roger-devolver-bolinha


Página 8 de 1.171« Primeira...678910...203040...Última »