Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Derrota em Coritiba não causou muitos danos ao América, mas vencer CRB, no Horto é fundamental

A derrota para o Coritiba fora de casa retardou a entrada do América na zona de classificação para a Série A, mas não provocou tantos danos na posição do time na classificação já que os demais resultados da rodada foram positivos para as pretensões do Coelho. Fundamental será o jogo de amanhã, às 20 horas no Independência contra o CRB, concorrente direto a uma das vagas. O time alagoano está em quarto lugar, 38 pontos e o América em 10º com 35. 

P J V E D GP GC SG
1 BRAGANTINO 51 25 15 6 4 42 14 28
2 ATLÉTICO-GO 45 26 12 9 5 29 19 10
3 SPORT 44 25 11 11 3 35 23 12
4 CRB 38 25 11 5 9 31 27 4
5 CORITIBA 37 24 10 7 7 31 24 7
6 BOTAFOGO-SP 36 25 10 6 9 24 25 -1
7 OPERÁRIO 36 25 10 6 9 23 29 -6
8 PONTE PRETA 35 25 9 8 8 27 22 5
9 CUIABÁ 35 24 9 8 7 26 23 3
10 AMÉRICA-MG 35 25 9 8 8 26 25 1
11 PARANÁ 35 25 8 11 6 20 22 -2
12 GUARANI 32 26 9 5 12 20 24 -4
13 BRASIL DE PELOTAS 30 25 8 6 11 19 27 -8
14 OESTE 30 25 6 12 7 26 26 0
15 VILA NOVA 29 26 6 11 9 18 24 -6
16 LONDRINA 28 25 8 4 13 28 35 -7
17 CRICIÚMA 27 26 6 9 11 18 25 -7
18 VITÓRIA 25 25 6 7 12 20 32 -12
19 SÃO BENTO 24 25 6 6 13 27 34 -7
20 FIGUEIRENSE 23 25 4 11 10 18 28 -10

 


Cruzeiro continua na luta contra a crise em duas frentes: dentro e fora de campo

Enquanto os dirigentes se engalfinham na luta pelo poder fora das quatro linhas, dentro a situação do Cruzeiro continua delicada. Em mais uma derrota no Brasileiro, hoje na estreia do Abel,
Alexandre Simoes, do Hoje em Dia, definiu numa frase a situação do Cruzeiro dentro de campo: @oalexsimoes “Assim como era com Mano e Ceni, Thiago Neves é um a menos em campo.”

Mas o novo comandante está otimista, pelo que disse na coletiva depois da partida: “O que fica para nós é essa esperança viva, porque ninguém deixou nada para depois. Cada um deu seu máximo, gostei muito do que eu vi. Há muito tempo não vejo o Serra Dourada com um gramado tão irregular. No primeiro tempo, os dois times erraram passes demais. Mas acho que merecíamos melhor sorte. E os jogadores têm convicção. Nós nos colocamos nessa situação, e nós vamos sair. Sei que o torcedor não está contente com o resultado, mas está contente com a postura que viu da equipe. A recuperação vem somente com o resultado. Você não vai dizer, hoje, que o Cruzeiro jogou menos que o Goiás, porque senão não vamos chegar em um acordo, porque o jogo foi totalmente igual. No primeiro tempo, tivemos boa saída de bola, mas tivemos muitos erros a partir da intermediária, proporcionamos alguns contra-ataques. Neutralizamos o contra-ataque com um cara que o Goiás faz sempre, que é o Michael. Mas a produção anima. Anima, porque eu acho que todos nós entendemos aquilo que necessitamos. Nós sabemos”.


Três importantes pontos na corrida para chegar aos 45

Houve um movimento para que ninguém entrasse no estádio, mas mesmo assim 6.131 torcedores pagaram para ver Atlético 2 x 1 Ceará. A renda de R$ 47.121,00. Fico me perguntando como os clubes brasileiros pagam salários tão altos a jogadores e a tantos burocratas em seus departamentos de futebol, marketing e etecetera com arrecadações desse nível. Claro que dívidas vão se acumulando e explodem em determinados momentos. Vida que segue

Sobre o jogo, a qualidade em campo essa tarde no Independência foi a dos últimos jogos: fraca. A única diferença é que a pressão da torcida no dia a dia em Belo Horizonte obrigou aos comandados do Rodrigo Santana a correr mais. E mesmo assim a vitória só ocorreu de virada, depois de um sufoco tremendo. As entrevistas depois do jogo, com o papo  de sempre. A essa altura, importante mesmo é que três pontos foram conquistados, chegando a 30, na décima posição na classificação. Faltam 15 para que o risco de rebaixamento seja espantado.


Aniversário do Raul, 13 anos de Cruzeiro, e do Careca, aquele que defendeu uma bomba do Nelinho com a cabeça

Duas importantes personalidades da história do nosso futebol fizeram aniversário esta semana. E dois grande goleiros: Raul e Careca.

O Cruzeiro prestou homenagem ao Raul, para mim, o melhor e mais emblemático goleiro da história do clube, além de um ser humano fora de série:

Cruzeiro Esporte Clube @Cruzeiro – 27 de set:

* “Hoje é o aniversário do goleiro, ídolo da nossa história, que jogou 13 anos com a camisa Celeste e sagrou-se campeão diversas vezes na equipe Celeste entre 1966 a 1978. ⠀ … um grande nome a ser lembrado na história do clube: Raul Plassmann! Parabéns!”

***

O Democrata de Sete Lagoas homenageou Careca, revelado por ele…

E em minha coluna do jornal SETE DIAS, de ontem, prestei a minha homenagem ao Careca, que me impressionou num Atlético e Cruzeiro no Mineirão, em 1975. Eu criança, com o meu pai na arquibancada, vi o Nelinho partindo com toda velocidade para uma cobrança de falta quase do meio de campo. Zero a zero no placar. Chovia muito, campo molhado. Saiu uma bomba, que quicou no gramado, à meia altura e para o meu espanto e de mais quase 100 mil pessoas no estádio, Careca abriu os braços e defendeu com a cabeça. A bola bateu na testa dele e foi pra longe, para aquele clássico “Ohhhhhhhh!!!” das duas torcidas.

Na sequência, Palhinha (Wanderley Eustáquio de Oliveira), que estava sendo lançado no time principal naquela época, arrebentou com o jogo, o Cruzeiro venceu por 2 a 1 e foi campeão mineiro neste dia.

Muitos anos depois, já repórter, perguntei ao Careca porque ele se arriscou ao não usar as mãos para a defesa. Ele respondeu:

__ Com as mãos o risco seria maior; de soltar a bola para o rebote dos atacantes do Cruzeiro ou ela passar entre os meus dedos por causa da força do chute e a trajetória irregular que só o Nelinho sabia como fazer.

Eis a nota em minha coluna de ontem no SETE DIAS: “Ontem, 26 de setembro, foi aniversário do Careca (Jésus Carlos da Silva), nascido em Baldim, revelado pelo nosso Democrata, sucesso no Atlético nos anos 1970 e em vários outros clubes. Encerrou a carreira profissional no Jacaré.

Em 1975, ele (esquerda) era o goleiro desse time do Galo. À direita dele, Getúlio, Vanderlei Paiva, Osmar Barão, Vantuir e Flávio; Arlem, Reinaldo, Danival, Marcelo e Ângelo. Parabéns Careca!”

* Obrigado ao Junior Moreira (da Itatiaia) pela colaboração na foto do Careca, homenageado nas redes sociais do Democrata Jacaré.


Sucesso para a Patrícia Diou na TV Horizonte, todo sábado, a partir de hojea partir

É o que desejo a essa advogada, jornalista e gente boa toda vida. Tive o prazer de participar de debates com ela no programa Rádio Vivo, do José Lino Souza Barros, na Rádio Itatiaia.


Em campo, hoje, o único mineiro cujo futebol está valendo a pena ver

Força Coelhão!

Um dos responsáveis diretos por essa metamorfose americana é este aí: técnico Felipe Conceição.


Se não for vítima de outro complô, Abel poderá fazer um bom trabalho no Cruzeiro

Abel é muito bom treinador, uma boa pessoa, cuja carreira tanto de jogador como técnico é marcada pelo diálogo. Inicialmente a sua principal tarefa será melhorar o ambiente na Toca da Raposa e administrar as panelas internas, que chegaram ao auge do racha. Há uma aposta no bom convívio que ele teve com Thiago Neves e Fred, quando os comandou no Fluminense em 2012. Sete anos se passaram e certamente eles não têm mais a força física para executar o que ele determinava naquela época. Terá de haver uma adaptação de mão dupla para que eles e o time rendam.

As redes sociais do Cruzeiro anunciaram como será o sábado no clube com o novo comandante: Cruzeiro Esporte Clube

@Cruzeiro “O técnico Abel Braga será apresentado oficialmente na tarde deste sábado, às 15h, na Toca da Raposa 2. Os jornalistas terão acesso ao centro de treinamentos celeste às 14h45. Após a coletiva, Abel Braga comandará seu primeiro treino no Clube.”


Ao invés de demitidos eles foram para os microfones e holofotes como se nada demais tivesse acontecido

Difícil acreditar que, com uma barriga dessas, este seja o principal armador de jogadas de um clube profissional de futebol

Que preguiça ouvir as entrevistas do técnico Rodrigo Santana e do diretor de futebol Rui Costa. Frios, tranqüilos, burocratas e explicações “técnicas”. Aliás, tentativas de explicações, já que não convencem a mais ninguém, ou a quase ninguém. Lamentável que alguns repórteres, especialmente os chamados “setoristas”, atualmente não façam as perguntas que todo torcedor gostaria de fazer e apenas fiquem quicando bolas para os sujeitos chutarem.

Do jeito que o Rui Costa falou, ele não tem nada a ver com os caros pernas de pau contratados por último, que se somaram aos que o antecessor dele, Alexandre Gallo trouxe.

Um dirigente desses se aproveita do fato de não ser de Belo Horizonte e nem morar aqui. Caso o time seja rebaixado, por exemplo, pega o primeiro avião, vai embora e que a torcida sofra bem longe dele. Imune às pressões. Não terá vizinhos ou prestadores de serviço para encher a paciência dele ou de parentes e nem repórteres na porta da casa dele buscando explicações.

O treinador, como chefe da comissão técnica, não foi questionado sobre essa barriga absurda para um jogador profissional, do Cazares, o maior enganador do futebol mineiro das últimas décadas.

Triste!


Que o Atlético comece já o trabalho pensando na temporada de 2020

Foto: @sulamericana

Este time do Atlético impressiona pela inconstância técnica e falta de controle emocional. Como é um time de jogadores rodados, alguns velhos mesmo, não deveria ser assim pelo menos no que se refere aos nervos. Depois de um bom primeiro tempo, ótimo começo de segundo, com 2 a 0 no placar, se intimidou com a natural reação do Colón. Tomou o gol que levaria a decisão para os pênaltis e não teve forças para reagir.

O goleiro Cleiton, um dos mais jovens do time, fez a parte dele. Defendeu de forma brilhante a primeira cobrança argentina. Mas o veterano Réver e o irresponsável Cazares bateram com displicência e o Colón volta para a Argentina classificado, merecidamente, já que os dois jogos foram limpos, sem interferência das arbitragens nos resultados.

Que a diretoria inicie já os planos para o ano que vem. Começando por um diretor de futebol competente e um treinador à altura, que saibam contratar e tenham competência para montar um elenco. A situação é grave: seis derrotas consecutivas no Brasileiro e sequência de jogos dura: Vasco no Independência, Palmeiras e Flamengo fora e Grêmio no Independência.


Demitido pelo São Paulo, Cuca terá sua lembrança pairando sobre o Mineirão neste Atlético x Colón

Foto: Bruno Cantini/Atlético

Não tem jeito de não falar disso. Cuca é o sonho de milhares de atleticanos, para voltar a comandar o time. E ele está precisando dar uma volta por cima na carreira já que seu prestígio anda abalado em função dos últimos trabalhos. Se fracassar novamente em seu próximo clube será rotulado de “ultrapassado” ou “rico acomodado”. O Galo que já ressuscitou tantos jogadores e treinadores, está precisando dar uma sacudida na comissão técnica e no time, já pensando em 2020. Isso, se o Cruzeiro ou algum outro clube não anunciá-lo antes.

Enquanto isso, Rodrigo Santana suspira, e a torcida com pensamento positivo para ver se passa pelo Colón esta noite no Mineirão, 21h30. Jogar todas as fichas no retorno do volante Jair é exagero demais, não é? Sou do tempo que fichas desse tipo eram depositadas num Reinaldo, Ronaldinho Gaúcho, Éder, etecetera e tal.

Ninguém tem nem ideia de qual Galo estará em campo: o da raça e sangue nos olhos ou o lerdo, dos velhos, cansados e boêmios! Arbitragem do colombiano Andres Rojas. Video manipulador de vídeo do uruguaio Esteban Ostojich. O provável time que começa jogando: Cleiton, Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair, Elias, Luan (Vinícius) e Cazares; Chará e Di Santo.

Quem não for ao estádio assiste pelo DAZN, na internet, cujas transmissões melhoraram bastante, apesar do atraso de 30 segundos em relação à transmissão do rádio.


Página 21 de 1.137« Primeira...10...1920212223...304050...Última »