Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

A previsão de que o Cruzeiro vai revelar um novo Tostão e a máxima do Mestre Kafunga. Tudo a ver!

Numa dessas entrevistas manjadas de toda virada de ano, um desses “pais de santo” ou vidente, disse que o Cruzeiro vai revelar um novo “Tostão” em 2020. Se será desse nível, não sei, mas que certamente a Raposa deverá descobrir ótimos jogadores da sua própria base, não tenho dúvida. Não precisa ser pai de santo ou vidente para prever ou “adivinhar” essas coisas. Basta consultar a memória ou arquivos da imprensa e ver constatar que a história apresenta incontáveis casos de clubes que se reergueram ao apostar em sua prata da casa. Muitos deles, não porque queriam, mas porque foram obrigados, em função da absoluta falta de dinheiro e dívidas até o pescoço. Caso da Raposa atualmente.

O que deveria ser normal com um bom trabalho na base, se tornou exceção no futebol brasileiro. Os dirigentes preferem sair fazendo transações milionárias, absurdas para os próprios orçamentos, porque movimentam muito dinheiro, gordas comissões. De repente, sujeito entra pobre ou remediado para o clube, visando “ajudar” o time do coração, sem qualquer “interesse”, e depois de alguns sai rico, dizendo que precisa voltar aos próprios negócios, se dedicar mais à “sacrificada” família e bla, bla, bla…

Às vezes dá errado!

O saudoso Mestre Kafunga já dizia que “no futebol, quem tem põe; quem não tem tira”.

Espera-se que o vidente tenha se referido a este Tostão, à direita de Pelé e Dirceu Lopes, nos anos 1960 . . .

 

. . . e não a este, genérico, do Cruzeiro dos anos 1980.


Parabéns Cruzeiro: 99 anos, hoje!

Com essas representativas fotos do site do clube, parabenizo o Cruzeiro pelo aniversário

Fé no recomeço, com a força de sua grande torcida, transparência e a devida humildade!


Em Conceição: “38 anos da Pelada. Perpetuando os laços de amizade em volta da bola, da mesa e da rivalidade nem sempre amistosa”

Recebi do Antônio Sadi essa foto com os dizeres: “38 anos da Pelada. Perpetuando os laços de amizade em volta da bola, da mesa e da rivalidade nem sempre amistosa entre (A)tleticanos e (B)ruzeirenses. Amo muito vocês.”

Como sempre, ótimo reencontro . . . (mais…)


O exemplo de Euler “o Filho do Vento”, que foi se qualificar para se tornar treinador ou dirigente de futebol

Recebi esta foto do Dr. Paulo Lasmar, ex-presidente do Conselho Gestor do América e um dos grandes beneméritos do Coelho, com a seguinte mensagem:

“Eu, Euler e meu filho Arthur. Euler hoje reside em Gandia, sul da Espanha e treina o time da cidade. Ele está fazendo o curso de técnico de futebol ministrado pela UEFA/FIFA. São 3 períodos e ele já está no segundo. Concluído o terceiro ele estará apto para treinar qualquer clube no mundo. Nenhum treinador do Brasil hoje tem condições de trabalhar em clubes europeus, pois esta certificação é obrigatória.”

***

No Brasil é comum jogador parar com a bola num dia e se tornar dirigente ou treinador do clube no dia seguinte. O paternalismo e semi-amadorismo existentes por aqui transformam a maioria dos clubes uma espécie de casa de caridade. Sujeito se machuca, vira dirigente ou técnico, tendo ou não capacidade para a nova missão. Mesmo se não houver vaga na comissão técnica ou no staff diretivo, dá-se um jeito, tipo nas antigas estatais do país.

Com seus 70 mil habitantes Candia é uma cidade praiana, que tem na Cultura um dos principais atrativos turísticos. Fica a 69 Km de Valência, 412 Km de Madri e a 419 Km  de Barcelona.


Obrigado, saúde e mais realizações em 2020

Com essa bela imagem do altar da Igreja do Rosário em Conceição do Mato Dentro (produzida pelo Sebastião Filho) agradeço a todos vocês pela companhia em 2019 e desejo muita saúde e realizações a todos e a todas em 2020.


Roberto Abras informa direto de Guarapari: Bar do Galo continua bombando na Praia do Morro

Roberto Abras na mesa que homenageia Alexandre Kalil no Bar do Galo, em Guarapari,

Em todo período de férias o grande radialista Roberto Abras vai curtir o apartamento que ele tem há quase 30 anos em Guarapari. Dias desses nos enviou uma foto dele sentado numa mesa do “Bar do Galo”, temático, um dos melhores da cidade, localizado na Praia do Morro. Estive lá ano passado mas estava lotado e não encarei a fila de espera.

Fica na Avenida Oceânica, 639, e além do Abras, todos que comem e bebem lá elogiam muito. Na minha próxima ida a Guarapari, chegarei mais cedo para não ter que enfrentar fila.


O Cruzeiro em três frentes: recuperação financeira, montagem do time e de olho nos concorrentes da Série B

Foto: https://www.cruzeiro.com.br

Apesar do quadro de terror que tem sido apresentado à imprensa acredito que em dois anos esta nova cúpula do Cruzeiro põe a situação administrativa/financeira do clube no rumo certo. Além de competentes no trato com dinheiro têm credibilidade e bons relacionamentos para atrair novos parceiros e patrocinadores. Caso seja confirmado o retorno do Alexandre Matos para comandar o futebol, possivelmente ele montará um time competitivo, em condições de voltar à Série A sem grandes sustos, mesmo com o teto salarial estipulado em R$ 150 mil. Vai brigar por uma das quatro vagas com o América, Avaí, Chapecoense, CSA, Botafogo de Ribeirão Preto, Brasil de Pelotas, CRB, Cuiabá, Figueirense, Guarani de Campinas, Oeste, Operário de Ponta Grossa, Paraná, Ponte Preta, Vitória-BA, Confiança-SE, Juventude, Náutico e Sampaio Corrêa.

E tem que entrar ciente que está disputando a segunda divisão, que não é fácil, já que fatores extracampo também pesam muito. Esta lembrança de 1994, quando o Cruzeiro esteve muito perto do rebaixamento, é uma amostra do que espera a Raposa na disputa da Série B. O Remo aplicou uma goleada de 5 a 0 em pleno Mineirão e o Cruzeiro tinha jogadores como Dida, Nonato, Douglas, Cerezo e Roberto Gaúcho. O clube paraense também lutava contra o rebaixamento.

A ficha técnica desse jogo, datilografada pelo José França, que continua prestando serviços ao Mineirão, agora do Consórcio Minas Arena.

Imagem que pode ser vista no site http://estadiomineirao.com.br/o-mineirao/jogos-e-eventos/cruzeiro-1-x-5-remo/


O novo time do Atlético que se desenha para a próxima temporada

Foto: site do Galo

Chará está sendo negociado com o Portland Timbers, clube dos Estados Unidos. Não foi nem a sombra do que se esperava, pelo altíssimo investimento que foi feito nele. Para ficar livre do Ricardo Oliveira o Atlético deverá ter que arcar com metade dos salários dele, jogando pelo clube que o levar. Que roubada. E por onde anda e o que faz quem o contratou? O então diretor Alexandre Gallo ainda fe um contrato bem duradouro com ele, mesmo chegando aos 40 anos de idade. Se fosse uma empresa do próprio Gallo ele faria um negócio desses?

Para 2020 já foram embora Luan, Leonardo Silva, Elias, e Geuvânio. Ufa! Resta torcer para que venham substitutos à altura do Clube Atlético Mineiro. Rafael Dudamel ou qualquer treinador do mundo não faz milagres com um grupo de pernas de pau.


Possível novo técnico do Galo tem fama de durão, e caro

Em foto do Uol, Dudamel foi muito bom goleiro da Venezuela nos anos 1990.

Exige muito dos seus comandados e os mais “sensíveis” não agüentam o tranco. Como o atacante Josef Martínez, por exemplo. Jogador do Atlanta United da Liga dos Estados Unidos, que foi para as redes sociais em setembro e disse que não jogaria mais pela seleção venezuelana enquanto Dudamel fosse o treinador. Isso é um ótimo sinal. Nos últimos tempos os treinadores “bonzinhos” que o Atlético andou arrumando não deram certo.

Além de durão, Rafael Dudamel é um treinador caro, pelo disseram o globoesporte.com e Uol:

No radar do Santos, Dudamel, técnico da Venezuela, recebe o dobro de Jorge Sampaoli

Ex-goleiro ganha cerca de R$ 1 milhão por mês e é pago pelo governo do país vizinho

Por Leonardo Lourenço e Martín Fernandez — São Paulo

16/12/2019 16h16  Atualizado há uma semana

Rafael Dudamel, treinador da seleção da Venezuela, entrou no radar do Santos, que busca um treinador para substituir Jorge Sampaoli, que deixou o clube na última semana. Se quiser tirar o venezuelano de Caracas, porém, o presidente José Carlos Peres provavelmente terá que abrir os cofres.

Dudamel recebe cerca de US$ 3 milhões (R$ 12,7 milhões) por ano, o equivalente a pouco mais de R$ 1 milhão por mês. O valor é aproximadamente o dobro do que era pago a Sampaoli – o argentino recebia quase R$ 500 mil entre salário e direitos de imagem.

O alto valor pago ao ex-goleiro da Venezuela não é responsabilidade da federação do país, mas sim do governo local.”

https://globoesporte.globo.com/sp/santos-e-regiao/futebol/times/santos/noticia/no-radar-do-santos-dudamel-tecnico-da-venezuela-recebe-o-dobro-de-jorge-sampaoli.ghtml

* “Atlético-MG se reuniu com Dudamel em São Paulo, mas salário é empecilho””

  • Atlético-MG se reuniu com Rafael Dudamel, técnico da Venezuela, em São Paulo, no decorrer da semana passada
  • Sérgio Sette Câmara, presidente do clube, foi quem encontrou o treinador. Na ocasião, ele apenas fez uma consulta ao ex-goleiro
  • Galo escutou, a princípio, que Dudamel não pensava em deixar a seleção de seu país. O ex-goleiro tem salários elevados e gostaria de mantê-los
  • O UOL escutou um agente de Rafael Dudamel no Brasil e escutou que o técnico não gostaria de se mudar para o país por causa dos vencimentos
  • O mesmo representante de Dudamel, no entanto, não descarta a mudança para o Brasil, desde que as propostas sejam melhores
  • https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2019/12/21/atletico-mg-se-reuniu-com-dudamel-em-sao-paulo-mas-salario-e-empecilho.htm

Dissecando o Cruzeiro IV: o que dizem e pensam os novos comandantes do Cruzeiro

Na apresentação do uniforme da Adidas, a cara de desânimo de Fábio, Dedé e cia.

Contrato altamente ruim para o Cruzeiro, segundo os interventores.

Em entrevistas ao João Vitor Xavier, Thiago Reis e Emerson Pancieri, postadas no twitter e site da Rádio Itatiaia, Pedro Lourenço, Vitório Mediolli e Saulo Froes falaram da realidade encontrada no Cruzeiro e as perspectivas de futuro:

Vitório Mediolli (entrevistado por Thiago Reis) acaba de informar que o teto para 2020 no futebol do clube será de R$ 150.000,00 e o clube não fará nenhuma contratação de atleta para o início da temporada. Cruzeiro entrará em recuperação judicial.

“Tenho muitas tarefas, mas os princípios geram resoluções rápidas. Já peguei empresas, a prefeitura de Betim, dando resultado. Entro com honestidade, transparência, competência, privilegiando valores, e aí podemos fazer até milagre”, Medioli.

CONSELHEIROS: “Aqueles que ficarem é por amor ao Cruzeiro. Ninguém será remunerado. Temos uma tarefa voluntária de ajudar o time. Isso trará uma redução da folha”.

JOGADORES NA JUSTIÇA: “Vamos oferecer uma saída que esteja a altura de ser atendida, cumprida. Não é fácil. Mas quem entra na Justiça acho que parte para o caminho errado. O clube já tem tudo penhorado. Essa corrida não vai resolver muito.

PROJEÇÃO: “Primeira coisa é cortar os gastos desnecessários e depois otimizar o que temos a disposição, apesar de estar escasso. Teremos a disposição 5 a 6 milhões por mês. Um recurso que, ainda assim, dá para fazer muita coisa”.

2020: “A realidade é um pouco sombria. Mas mostraremos nos próximos dias o que realmente pode ser feito. Mas o ponto fundamental é sair da Série B e voltar para a Série A.

GASTOS: “Já está sendo feito o ‘patrimônio imobiliário’. Não precisamos ter várias sedes. O que mais é necessário ao Cruzeiro é a Toca II, temos outras que ao torcedor não interessa. O importante é ter o clube sadio e vamos enxugar gastos pra isso”, Medioli.

“No futebol, não ganha um só atleta; ganham onze. Não dá para comprar um jogador caro, que poderia ter trazido vários. Nos baseamos em um projeto vencedor, mas de equipe. Modalidade coletiva tem que ser equilibrada”.

CRISE: “O clube vem em primeiro lugar. Temos que ter a grandeza de saber que o Cruzeiro é uma instituição que precisa dar certo em toda gestão, não ir bem em uma e quebrar na outra. É preciso união; menos vislumbre, mais seriedade e transparência”.

VÔLEI: “Você não constrói um time ganhador de uma hora para a outra. É construído. Um dos segredos foi a persistência. O treinador do Sada/Cruzeiro está lá há 11 anos. As mudanças toda hora não serve. Tem que criar fidelidade”, Vittorio Medioli.

ELENCO: “Agora temos que cair na realidade. Conversaremos um a um, com tranquilidade. Vamos reduzir o plantel para 22 atletas e, muitos deles, vindo da base. Teremos um time titular que possa garantir as vitórias na Série B”.

ELENCO: “O Cruzeiro não tem como bancar uma folha de Série A na Série B, principalmente com contratos que significaria aumentar ainda mais a dívida. Então temos que cair na realidade.

GESTÃO NOTÓRIA: “Mas não é só jogar dinheiro. Isso não resolve. Vamos dar amor a camisa, seriedade, notoriedade. Conseguiremos dar um novo ambiente e, em um prazo relativamente curto, tirar o time dessa situação”.

CRISE: “Cotas vendidas até 2023, altos salários… um desmando! Não culpo ninguém em especial mas, ao me ver, a situação deveria ter sido contida antes que as contas do Cruzeiro derretesse, como derreteu. “, Vittorio Medioli.
CRISE: “Nunca poderia ter chegado onde chegou. R$ 700 milhões, certamente, não foram com coisas corretas. Agora assumiremos com essa dívida nas costas no sofrimento e terá que ser feito um sacrifício para sanar”, Vittorio Medioli.

Cruzeiro vai propor o rompimento do contrato com a Adidas. No entendimento da nova gestão o contrato com a fornecedora é lesivo ao clube!

Cruzeiro terá que pagar R$ 16,2 milhões em janeiro por dívidas na Fifa, diz Pedro Lourenço. Integrante do núcleo dirigente transitório se mostrou abismado com salários dos atletas e comentou a chance da construção de shopping do Cruzeiro no Barro Preto.

Saulo Fróes (foto/Itatiaia) confirma auditoria no Cruzeiro e admite: ‘Praticamente falência.

Alexandre Mattos está de férias na Europa e tem conversado com Pedro Lourenço, responsável pelo futebol do clube. No entanto, só discutirá um eventual contrato após voltar do descanso com a família. Via @thiagoreisbh, @emersonpancieri e @joaovitorxavier.

Pedrinho, do Supermercado BH.


Página 40 de 1.170« Primeira...102030...3839404142...506070...Última »