Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Parabéns ao Galo pelos 109 anos, hoje!

As comemorações da torcida foram um espetáculo à parte, em Belo Horizonte e em boa parte do mundo!


No retorno do zagueiro Dedé, muitas oportunidades perdidas pelo ataque do Cruzeiro em Joinville

DEDE

Foto: SuperFC

Comentário do Alex Sousa para o blog, sobre Joinville 0 x 0 Cruzeiro: “COPA DA 1ª LIGA – Grupo C – 3ª Rodada – Joinville 0 x 0 Cruzeiro – Arena Joinville – Joinville/SC

* Jogadores do Cruzeiro, sobretudo os atacantes, demonstraram imensa falta de qualidade nas conclusões e desperdiçaram chances absurdas ao longo da partida. A preparação das jogadas funcionou em diversos momentos, contudo, a turma fracassou miseravelmente em meio a fartas oportunidades de gol. Fazer gols era vital, sobretudo para quem recebeu oportunidade numa partida como esta. Rafinha foi bem na função de “garçom”: Raniel, Élber, Alex, Marcus Vinícius e Fabrício perderam uma chance fácil de mostrar serviço. Parece, pelos gritos que se ouviu na transmissão, que a paciência do Mano Menezes acabou. Jogo que marcou a volta de Dedé, que sofreu nos últimos dois anos com graves contusões e processo cirúrgico. Trata-se de um jogador importante que vinha fora da equipe e que agora volta a ficar à disposição; a torcida é para que a recuperação tenha sido plena, de modo que Dedé volte a ser titular. (mais…)


Os 100% de aproveitamento do Galo, o Cruzeiro na cola e o América reagindo

CRU1

O Campeonato Mineiro segue e o Atlético gera esperanças na torcida de que o time possa fazer bonito nas grandes competições de 2017. Oito vitórias em oito jogos, trata-se de uma marca significativa, pois não é fácil, mesmo enfrentando os fracos times que disputam o estadual.

O América deu uma reagida, retornou ao grupo dos quatro que decidirão a disputa e consegue resultados surpreendentes, como este contra o América-TO.

O comentarista do blog, Alex Sousa, analisou o empate do Cruzeiro contra o Tombense no Mineirão:

* “O Cruzeiro falhou demais e conseguiu complicar um jogo que poderia vencer, sobretudo dentro do Mineirão. Incrível como a equipe errou passes e, por omissão dos jogadores responsáveis peça criação, recorreu demais a toques laterais ou às ligações diretas feitas por zagueiros e laterais. O empate premiou a Tombense; mesmo pressionada a equipe não se desesperou e procurou sair jogando e contra-atacar. Ainda contou com a sorte, pois a bola foi à trave duas vezes e a qualidade do goleiro evitou gols. O time visitante soube fazer a catimba e preparar uma jogada para chegar ao empate. No finzinho quase venceu com um gol de cabeça em lance de escanteio. (mais…)


Pontos de apoio aos jogadores que param e também portas da salvação daqueles que não se cuidam profissionalmente

fFAAP

Presidente do Sistema FAAP/AGAP, Wilson Piazza, entregando diploma de treinador ao ex-jogador Álvaro em cerimônia realizada no dia 10 de fevereiro na sede social do Cruzeiro

* * *

No post anterior, falamos sobre o zagueiro Alex Silva, mais um de incontáveis casos de jogador muito bom de bola que perde o trem da história por falta de profissionalismo fora de campo. Cicinho, lateral direito que jogou no Atlético, é outro caso atual. Tem dado muitas entrevistas jurando arrependimento, “correndo atrás”. Futebol não dá duas safras, o tempo passa e o corpo não acompanha mais o que o cérebro manda. A idade chega e aquele ex-jovem tenta se virar de alguma forma.

A vida cobra de quem não se cuida, em qualquer profissão. No caso do futebol, milhares de torcedores costumam sofrer por causa da irresponsabilidade de um jogador que não se comporta como atleta de alto rendimento e não consegue ajudar o clube que o paga a atingir aos seus objetivos. Normalmente, quando está ladeira abaixo essa turma abraça alguma religião, se aproveita do resto da fama conquistada no mundo da bola e às vezes consegue ganhar a vida na atividade pastoral ou vira comentarista esportivo. Em muitos casos, o sujeito não dá conta de segurar a onda na nova vida e o bicho pega. O socorro vem de algum amigo, algum fã ou da Associação de Garantia ao Atleta Profissional – AGAP, ou Federação das Associações de Atletas Profissionais – FAAP, instituições sérias e confiáveis que são desprezadas pela maioria dos jogadores em atividade e a quem eles recorrem quando estão em situação ruim depois que a bola acaba.

O grande mentor e articulador dessas entidades é o Piazza, capitão do melhor time da história do Cruzeiro, uma das lideranças da seleção brasileira tri-campeã mundial em 1970. Respeitado por 100% do mundo do futebol e graças à credibilidade dele muitos ex-jogadores têm uma nova oportunidade profissional.

Aliás, vale a pena conhecer o trabalho das AGAPs e FAAP país afora. Acesse:

http://www.faapatletas.com.br/index.php/institucional/ultimas-noticias/item/609-novos-formandos-do-curso-de-treinador-de-futebol


Alex Silva, ex-zagueiro do Cruzeiro, tenta dar a volta por cima no Jorge Wilstermann, da Bolívia

ALEX

O time dele está em segundo lugar no Grupo 5 da Libertadores e deu um trabalhão danado ao Palmeiras, quarta-feira, em São Paulo, que só venceu no último lance da partida. Alex aprontou muito fora de campo e tenta o recomeço no futebol boliviano. Reportagem do O Estado-CE:

* “Rival do Palmeiras, Alex Silva vira ‘Pirulón’ na Bolívia”

Alex Silva, o “Pirulito”, apareceu no São Paulo em 2006 como um zagueiro promissor. Alto e rápido, era cotado para ser o sucessor de seu irmão, Luisão, na zaga da seleção brasileira.

Ainda jovem, com seus 22 anos, correspondeu às expectativas e foi fundamental nas conquistas do Campeonato Brasileiro de 2006 e 2007 sob o comando de Muricy Ramalho. A boa fase ainda o levou para a Copa América de 2007, onde também foi campeão.

Junto com o sucesso, vieram as noitadas, as bebidas e mulheres. Logo depois, as lesões, que para Alex Silva foram as responsáveis por sua carreira não ter se mantido por mais tempo em alta.

“As pessoas falam muito das coisas fora do campo, e eu não concordo. Qual jogador não gosta do seu pagode, não gosta da sua hora de lazer? O que me prejudicou foram as lesões”, afirmou o zagueiro à reportagem.

Após passar por Flamengo, Cruzeiro, Boa Esporte, São Bernardo, Brasiliense, Rio Claro e Hercílio Luz, ele chegou ao Jorge Wilstermann, da Bolívia, no começo deste ano. Aos 32 anos e agora com o apelido de “Pirulón”, reencontrou o seu antigo rival Palmeiras, nesta quarta-feira (15), pela segunda rodada do Grupo 5 da Libertadores. (mais…)


Melhor de Cruzeiro 3 x 0 Murici foi o vídeo da campanha contra a violência enfrentada pelas mulheres

CRU

Este Murici consegue ser pior que a maioria absoluta dos codjuvantes do Campeonato Mineiro. Mais um jogo inútil pela Copa do Brasil, que o novo regulamento da competição deveria ter evitado, mas não! O Cruzeiro apenas administrou uma classificação garantida no jogo de ida. Legal mesmo foi a exibição do telão do Mineirão do filme produzido pela Raposa em atenção ao Dia Internacional da Mulher. Uma campanha criativa, elogiadíssima pela mídia nacional, em combate à violência contra as mulheres. Nota 10 para o departamento de marketing, comandado pelo Marcone Barbosa.

O clube usou o twitter para convidar o público a assistir ao vídeo:

 @Cruzeiro : “Veja o vídeo sobre a campanha do Clube no Dia Internacional da Mulher, mostrado hoje no Mineirão”: http://goo.gl/JWjpbH 

CRU1

No mais, 3 a 0 fácil, dois gols contra marcados pelo time alagoano, Thiago Neves desperdiçou pênalti e 6.963 pagaram para ver o jogo no Mineirão, proporcionando renda de R$ 106.677.


Dia 25, a maior tragédia ambiental da história do Brasil, relatada em livro, com fotos exclusivas

MARIANA

O poder econômico de uma mineradora poderosa como a Samarco faz com que a tragédia provocada por ela em Mariana comece cair no esquecimento. Ainda bem que obras como esta estão sendo lançadas para que a história não se perca no tempo.

Com prazer recebi este convite, com esta mensagem do gente boa Epaminondas Bittencourt, engenheiro, escritor e fotógrafo de primeira:

“Chico tá bom?

Aquele meu livro sobre “A Tragédia de Mariana”, com prefácio do Durval Ângelo, vai estar sendo lançado em BH pela editora portuguesa Chiado, no sábado, dia 25.

Coloca na sua agenda e aparece lá para tomarmos uma cerveja.

Um abraço”.

Epaminondas Bittencourt

 


Mania da imprensa de inventar moda e dificultar o entendimento

PEREIRA

A imprensa costuma inventar moda. certamente no intuito de dificultar o entendimento dos consumidores da informação. Ouvi hoje bem cedo que o Democrata-GV contratara o técnico “Márcio Pereira”. Pensei: seria o Pereira, ex-goleiro do Galo, Cruzeiro e América nos anos 1980? Mais tarde fui conferir e não deu outra: ele mesmo.

Mas como dizia o Chacrinha: “Se dá pra complicar, pra quê simplificar?”.

Gente muito boa, que faça um bom trabalho!


Bom tema pra continuar o debate: Guilherme de Pádua se deu melhor que Bruno?

GUILHERME

Guilherme de Pádua se casa pela terceira vez; cerimônia ocorreu em BH 

Ambos tiveram os benefícios da lei, mas o ex-ator enfrentou menos problemas para se “ressocializar”. Notícia do portal O Tempo: 

* “Empresário e ex-ator assassinou a golpes de tesoura a atriz Daniela Perez” 

O empresário e ex-ator Guilherme de Pádua, assassino confesso da atriz Daniela Perez – filha da autora Glória Perez -, se casou pela terceira vez. Sua nova mulher é a estilista mineira Juliana Lacerda. O casamento aconteceu nessa terça-feira (14) em um cartório no bairro Lourdes, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Em seu perfil no Facebook, Guilherme compartilhou fotos do casamento civil e anunciou que também vai casar na igreja. Ele ainda agradeceu à mulher pelo companhia e ressaltou a mudança em sua vida desde que passou a frequentar uma igreja evangélica na capital.

“Ju, minha esposa linda, você me conheceu numa fase tão difícil da minha vida e mesmo assim não desistiu de mim! Você é fortinha, heim, loira? Te peço perdão por meus medos, meus traumas, minhas inseguranças, duvidas”, afirmou na rede social.

“A partir de hoje conte com meu amor e dedicação por completo como deve ser um marido cristão! Te amo”, declarou.

Guilherme de Pádua foi condenado a 19 anos e seis meses de prisão por assassinar a golpes de tesoura a atriz Daniela Perez, em 1992. Ele teve a ajuda da então esposa, Paula Thomaz. Guilherme e e Daniela trabalharam juntos na novela “De Corpo e Alma”, da TV Globo.

O ex-ator saiu da prisão em 1999 depois de cumprir um terço da pena. Rompeu com Paula e passou a trabalhar em uma igreja evangélica em BH. Em 2006, casou-se com a produtora de moda Paula Maia, da mesma igreja. Eles se separaram em maio de 2014.

http://www.otempo.com.br/cidades/guilherme-de-p%C3%A1dua-se-casa-pela-terceira-vez-cerim%C3%B4nia-ocorreu-em-bh-1.1447801


Um dos presidentes do América cumprimenta o Boa Esporte e defende o direito de defesa e exercício da profissão pelo goleiro Bruno

PL

Ouvir o Paulo Ramiz Lasmar é sempre um aprendizado, para vida e para a profissão. Ler o que ele escreve, também, ainda mais quando nos dá a honra de escrever em nosso blog. Como grande advogado que é, não foge aos temas polêmicos, e aqui, defende o Estado de Direito, do Bruno e do clube que vai empregá-lo, o Boa Esporte. Confira a opinião do Paulo, um dos presidentes do Conselho de Administração do América, atualmente licenciado:

* “Prezado Chico Maia,
com relação ao caso Bruno, tenho estranhado a reação raivosa e passional. Do público em geral, como também das instituições. Está na lei processual penal que réu preso possui o direito de ter o seu recurso julgado com preferência e rapidez. A Constituição prevê em seu art. 5o, que ninguém poderá ser considerado culpado enquanto a sentença que o condenou não for definitiva. Pois bem, no caso do Bruno a sentença que o condenou ainda não é definitiva pois há no Tribunal de Justiça de Minas Gerais recurso de apelação ainda não julgado, há quatro anos mofando nos vestutos armários da Justiça. Bruno já estava preso há cerca de 7 anos,…o que é um verdadeiro absurdo eis a sua culpa ainda não está formada. Agora, livre, não significa que ele tenha sido absolvido, ele apenas conquistou o direito de aguardar o julgamento do seu recurso em liberdade, somente isso, nada mais do que isso. Corretíssima a decisão do Supremo Tribunal Federal. A função principal da pena não é a punição mas, isto sim, a recuperação do preso para que ele possa ser reinserido na sociedade. No Brasil não existe a pena de prisão perpétua, nem de morte. Enquanto a decisão que condenou o goleiro Bruno não for definitiva, ele possui o direito de exercer a sua profissão em qualquer lugar. Por isso, eu parabenizo a diretoria do Boa Esporte pela coragem e dignidade do seu ato em acolher no seu plantel um cidadão em favor de quem milita ainda a presunção de inocência. Li nos jornais que a senhora mãe da Elisa Samúdio teria passado mal com a notícia da liberação do atleta. Eu compreendo e respeito a sua dor, mas a lei tem que ser cumprida, trata-se no caso de uma garantia legal em prol de todos os Brasileiros. É o caso de se perguntar:? e se fosse com você, seu irmão, seu pai ou sua mãe, de que lado você estaria? Temos que deixar a hipocrisia de lado e permitir que o Bruno prossiga a sua carreira em paz”.
Paulo Ramiz Lasmar


Página 40 de 1.012« Primeira...102030...3839404142...506070...Última »