Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Massa fora do GP da Hungria

 

Foto exibida pelo globoesporte.com mostra o estrago feito por peça do carro do Barrichelo no capacete e rosto de Felipe Massa, que passa bem, mas não correrá amanhã

Foto exibida pelo globoesporte.com mostra o estrago feito por peça do carro do Barrichelo no capacete e rosto de Felipe Massa, que passa bem, mas não correrá amanhã


As pequenas coisas

Meus fins de semana são, quase sempre, na minha cidade, Sete Lagoas. Hoje pela manhã ouvi uma ótima entrevista do jornalista Ruy Castro, à Rádio CBN, onde ele falava da felicidade, que pode ser encontrada nas pequenas coisas da vida, na simplicidade.www.sabordebar.com.br

Sujeito bom demais de serviço, um dos melhores escritores do país. O primeiro livro dele que li foi o “Anjo Pornográfico”, a vida do Nélson Rodrigues, espetacular. Depois li “A Estrela Solitária”, a vida do Garrincha, também excelente. A obra foi transformada em filme, porém, por incompetentes, e ficou uma porcaria, das piores coisas do cinema nacional.

Eu estava indo à banca de jornais bem em frente ao ginásio poliesportivo, ao lado da Lagoa Paulino, no Centro da cidade e fiquei dentro do carro para ouvir a entrevista até o fim. Quando desci, ocorreu-me um desses prazeres simples da vida que se traduzem em felicidade: reencontrei velhos amigos, como o Marcos Barbosa e o João Lanza, que jogavam conversa fora num banco à beira da lagoa. O Marcos foi meu professor de português (excelente, diga-se) no Ginásio Industrial, Colégio Dom Silvério e Faculdade de Direito. O João sempre foi um nome importante do saudoso Banco Agrimisa, que era um orgulho de todo setelagoano, lamentavelmente extinto numa dessas revoadas financeiras do fim dos anos 1980, início dos 90. Foi também presidente do Bela Vista, outro orgulho da cidade, de rivalidade quase centenária com o Democrata Jacaré.

Um dos prazeres prediletos do João é ouvir rádio. Sabe tudo, ouve emissoras do Brasil inteiro, principalmente de Belo Horizonte. O Marcos tem um tradicional programa semanal na Rádio Cultura de Sete Lagoas, onde fala de todo assunto de interesse da comunidade, aos domingos a tarde, que aliás, ouço sempre.

Semana passada ele destacou o Sabor de Bar, festival de bares locais, que começou sábado passado e vai até o dia 16 de agosto. Promoção do nosso Jornal Sete Dias, e garanto que vale a pena aparecer na minha terra neste período para experimentar os tira-gostos concorrentes de um dos 18 participantes. Mais informações, é só entrar no www.sabordebar.com.br

Ontem fui ao Bar do Sassá, no Bairro Nova Cidade, conhecer a “codorna com cansanção”. Boa demais da conta, mas ele tem lá um fígado acebolado e uma dobradinha, que são fora de série também.


De olho na arquibancada

Cobrindo o Goiás, que treinou hoje cedo na Toca da Raposa, o Álvaro Damião informou pela Itatiaia que jogadores e comissão técnica do clube goiano estavam curiosos sobre a presença a torcida do Atlético no Mineirão, com média acima de 40 mil pagantes no campeonato. E amanhã a média vai se manter porque quase 40 mil ingressos já foram vendidos antecipadamente.

Jogo duríssimo. O Goiás adora complicar o Galo em Belo Horizonte.


Ruim para o Cruzeiro: o Cássio não joga!

O Cruzeiro poderá tirar proveito do desespero do Fluminense, amanhã, no Maracanã. O time do Renato Gaúcho vai sair com tudo para buscar a vitória e vai cair no sistema de jogo que o Adilson Batista mais gosta: contra-ataques.

Ruim para a Raposa é que o zagueiro tricolor Cássio não vai jogar, porque está machucado. O pior defensor que vi este ano. Tipo becão de fazenda. Foi o mapa da mina do Atlético quinta feira no Mineirão.


Imprensa esportiva se reúne no Mineirinho

O mês de julho tem sido marcado por uma série de atividades comemorativas dos 70 anos de existência da nossa Associação Mineira de Cronistas Esportivos – AMCE. Amanhã, dia 25, é a data exata da fundação da entidade, hoje muito bem presidida pelo jornalista Carlos Cruz, um dos companheiros mais conceituados do nosso meio. Os associados e amigos vão participar de uma “tropeirada”, na área externa do Mineirinho, numa ótima oportunidade de reencontro da turma, a partir do meio dia.


Homenagem ao Maurílio Costa

Nos 70 anos da AMCE, o comentarista Maurílio Costa foi um dos homenageados e recebeu o diploma comemorativo das mãos do prefeito de BH, Márcio Lacerda e do presidente da entidade, Carlos Cruz

Nos 70 anos da AMCE, o comentarista Maurílio Costa foi um dos homenageados e recebeu o diploma comemorativo das mãos do prefeito de BH, Márcio Lacerda e do presidente da entidade, Carlos Cruz


O “Caixa” homenageado em Capim Branco

O empresário e desportista Paulinho PX (esquerda), recebeu o locutor Mário Henrique – o “Caixa” (direita), no campo do Pingo de Ouro, em Capim Branco, e depois em sua fazenda em Sete Lagoas. Entre os dois, o Richard, com o filho Paulo Tadeu. A foto foi enviada pelo Sílvio Dias, irmão do Richard.

O empresário e desportista Paulinho PX (esquerda), recebeu o locutor Mário Henrique – o “Caixa” (direita), no campo do Pingo de Ouro, em Capim Branco, e depois em sua fazenda em Sete Lagoas. Entre os dois, o Richard, com o filho Paulo Tadeu. A foto foi enviada pelo Sílvio Dias, irmão do Richard.


Feijão sem bicho

O futebol mineiro normalmente se dá bem quando aposta nas suas categorias de base. Diego Renan, que marcou o segundo e belo gol do Cruzeiro contra o Santo André, está no clube há cinco anos, apesar de ter apenas 19 de idade.

E é fruto da garimpagem que a Raposa faz pelo país, pois ele é pernambucano, nascido na cidade de Surubim, no dia 26 de janeiro de 1990. Mede 1,71 de altura, começou como volante, foi transformado em lateral, com atuação tanto na direita quanto na esquerda.

O Atlético tem, hoje, nada menos que 18 jogadores das categorias de base servindo ao profissional.


Celso Roth reabilitado

Atleticanos que antes não gostavam da idéia de ver o Celso Roth no comando do time têm dado a mão à palmatória. O Renato César escreveu o seguinte sobre o atual momento do Galo: 

“E o jeito Kalil está dando certo. O grupo de jogadores, além de ter sido bem montado, está feliz. É bom ver jogadores se empenhando tanto dentro e fora de campo. Há quanto tempo não víamos jogadores de alto nível se identificando tanto assim com a Massa?! Há quanto tempo não víamos jogadores escolhendo o Galo para fazerem carreira?
   Acho que antes de jogadores como Júnior e Tardelli, os últimos que vimos por aqui foram Marques e Taffarel.
   E no jeito Kalil, também temos que destacar a coragem dele em escolher e bancar o Celso Roth. A rejeição a este nome era enorme por aqui (eu mesmo achei que não era a melhor escolha) e a Massa sempre gostou muito do Leão, que só veio porque o Celso Roth preferiu não sair do Grêmio. Mas logo que isto aconteceu, no primeiro vexame o Kalil já dispensou Leão e correu para buscar o Celso. Os resultados têm demonstrado que ele estava certo e nós (eu e todos que criticaram) errados…”


Uma cambada

Figuras como José Sarney emporcalham a imagem da política brasileira, e ainda tem a defesa intransigente do presidente Lula. Isso dá munição para charges da melhor qualidade, como essa do Duke, hoje no jornal O Tempo

Figuras como José Sarney emporcalham a imagem da política brasileira, e ainda tem a defesa intransigente do presidente Lula. Isso dá munição para charges da melhor qualidade, como essa do Duke, hoje no jornal O Tempo


Página 1.042 de 1.066« Primeira...102030...1.0401.0411.0421.0431.044...1.0501.060...Última »